A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Processo de Enfermagem Ensino III Simpósio Internacional do Instituto Lauro de Souza Lima Diná Monteiro da Cruz Escola de Enfermagem da Universidade de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Processo de Enfermagem Ensino III Simpósio Internacional do Instituto Lauro de Souza Lima Diná Monteiro da Cruz Escola de Enfermagem da Universidade de."— Transcrição da apresentação:

1 Processo de Enfermagem Ensino III Simpósio Internacional do Instituto Lauro de Souza Lima Diná Monteiro da Cruz Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo

2 Nightingale Criméia Separar pacientes por gravidade Processo de Enfermagem Problemas de enfermagem Abdellah (1959) 21 problemas de enfermagem Henderson (1966) 14 necessidades básicas 1ª Conferência Diagnóstico EUA / Canadá (1973) NANDA (1982) NANDA (1982) Center for Nursing Classifications (1995) Iowa CIPE (1989) CIPE (1989) Horta ( ) Processo de Enfermagem Horta ( ) Processo de Enfermagem Simões (1980/1988) Vocabulário de Enfermagem CIPE (ICNP) Consultores (1992) Farias, Nóbrega et al. (1990) Diagnóstico de Enfermagem CIPEsc (1997) Legenda: NANDANorth American Nursing Diagnosis Association NIC Nursing Interventions Classification NOC Nursing Outcomes Classification ICNP International Classification for Nursing Practice CIPE Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem CIPESCClassificação Internacional para a Prática de Enfermagem em Saúde Coletiva OmahaManagement Information System for Community Health Nursing Agencies (Martin KS, Scheet NJ) HHCCHome Health Care Classification (Saba VK.) Processo de Enfermagem 1ª Geração Processo de Enfermagem 2ª Geração Processo de Enfermagem 3ª Geração HHCC (1990) NIC (1987) NOC (1991) NIC (1987) NOC (1991) Omaha (1986) Diagnóstico Intervenção Resultado COFEN (2002) SAE Lei Exercício Profissional (1986) Prescrição de Enfermagem Gerações (Pesut & Herman, 1990)

3 Processo de Enfermagem Lei 7498 de 25 de julho de 1986 Regulamentação do exercício profissional Prescrição de enfermagem – privativo do enfermeiro Resolução 272/2002 (COFEN) Sistematização da Assistência de Enfermagem nas instituições de saúde do Brasil Planejamento, implantação, execução, organização e avaliação do processo de enfermagem

4 Processo de Enfermagem

5 Ensino do Processo de Enfermagem A literatura Desafios O que é processo de enfermagem? O que é enfermagem? Estratégias de ensino Avaliação do ensino-aprendizagem

6 Ensino do Processo de Enfermagem Literatura sobre o ensino do processo de enfermagem

7 Processo de enfermagem no título Total de citações

8 Processo de enfermagem no título E (ensino OU educação)

9

10 Processo de Enfermagem Desafios ao ensinar e aprender Como ensinar? Por que ensinar? Para que ensinar? O que é o processo de enfermagem?

11 Processo de Enfermagem O que é? Formato para a documentação clínica? Método de resolver problemas? ? Formato.... Método.... ? Instrumento

12 Processo de Enfermagem Guia Estilo de Pensamento Julgamentos clínicos (Kenney, 1995)

13 Processo de Enfermagem Julgamentos clínicos apropriados Análises complexas de múltiplas condições Pensamento crítico Perspectiva das pessoas sob cuidados Contexto do cuidado Focaliza resultados Julgamentos clínicos referentes a que?

14 Processo de Enfermagem De que trata a enfermagem?

15 Processo de Enfermagem Respostas da pessoa aos problemas de saúde Funcionais Disfuncionais ou em Risco Ações de enfermagem Promoção Prevenção, Recuperação, Reabilitação Resultado

16 Processo de enfermagem Meio pelo qual as enfermeiras: Obtém dados sobre as respostas das pessoas aos problemas de saúde; Identificam as respostas dos pacientes aos problemas de saúde que merecem cuidados de enfermagem; Delineiam formas de auxiliar o paciente a lidar com essas situações; Implementam os cuidados necessários; Determinam a efetividade desses cuidados.

17 Processo de Enfermagem O que é o processo de enfermagem? Instrumento para o julgamento clínico... De que trata a enfermagem? Respostas a problemas de saúde...

18 Processo de Enfermagem Dados Raciocínio Informações teóricas Fazer pensando Pensar fazendo

19 Processo de Enfermagem Estratégias de ensino Obtenção de dados observáveis Informações teóricas pertinentes Habilidades perceptuais e cognitivas Fazer pensando Pensar fazendo

20 Processo de Enfermagem Estratégias de ensino Obtenção de dados observáveis A pessoa de quem se cuida O que manifesta Como experiencia o que vive O contexto em que o cuidado ocorre Físico, social, cultural, tecnológico... Informações teóricas pertinentes Habilidades perceptuais e cognitivas Fazer pensando Pensar fazendo

21 Processo de Enfermagem Estratégias de ensino Obtenção de dados observáveis Informações teóricas pertinentes Respostas das pessoas aos problemas de saúde Ações da enfermagem Resultados possíveis e desejáveis Habilidades perceptuais e cognitivas Fazer pensando Pensar fazendo

22 Processo de Enfermagem Estratégias de ensino Obtenção de dados observáveis Informações teóricas pertinentes Habilidades perceptuais e cognitivas Raciocínio clínico Fazer pensando Pensar fazendo

23 Processo de Enfermagem Avaliação do ensino-aprendizagem Obtém dados sobre as respostas das pessoas aos problemas de saúde? Identificam as respostas dos pacientes aos problemas de saúde que merecem cuidados de enfermagem? Delineiam formas de auxiliar o paciente a lidar com essas situações? Implementam os cuidados necessários? Determinam a efetividade desses cuidados?

24 Concluindo... A literatura Desafios O que é processo de enfermagem?O que é processo de enfermagem? O que é enfermagem?O que é enfermagem? Estratégias de ensino Avaliação do ensino-aprendizagem

25 Diná Monteiro da Cruz


Carregar ppt "Processo de Enfermagem Ensino III Simpósio Internacional do Instituto Lauro de Souza Lima Diná Monteiro da Cruz Escola de Enfermagem da Universidade de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google