A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Dr. Luciano Borges Santiago Presidente do CAM – SMP, Vice Presidente do DCAM – SBP. Prof. de Pediatria das Faculdades de Medicina da UFTM e UNIUBE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Dr. Luciano Borges Santiago Presidente do CAM – SMP, Vice Presidente do DCAM – SBP. Prof. de Pediatria das Faculdades de Medicina da UFTM e UNIUBE."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Dr. Luciano Borges Santiago Presidente do CAM – SMP, Vice Presidente do DCAM – SBP. Prof. de Pediatria das Faculdades de Medicina da UFTM e UNIUBE Uberaba / MG. ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF.

2

3 O governo brasileiro, através do SUS e da Secretaria de Políticas de Saúde, optou por substituir um modelo centrado na assistência hospitalar pelo PSF, que prioriza ações de promoção, proteção e recuperação da saúde dos indivíduos e da família, pressupondo-se, que neste modelo, a alimentação saudável e o aumento dos índices de aleitamento materno (AM) sejam metas importantes. ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF.

4 Entretanto, seus idealizadores entenderam que as equipes de PSF, deveriam ser compostas de um médico de família ou generalista, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e agentes comunitários de saúde, excluindo o Pediatra, um especialista em prevenção de doenças e promoção de práticas e hábitos saudáveis, do RN à adolescência, isto em um universo onde 40,1% da população brasileira são compostas por crianças e adolescentes.

5 ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. A importância do ato pediátrico está evidenciada em documentos do UNICEF e em serviços de puericultura, onde este profissional interfere de forma decisiva na saúde da infância e adolescência.

6 ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. Como o Pediatra pode Influenciar Positivamente o AM: Treinamento em AM Consulta pediátrica pré-natal AM na primeira hora de vida / práticas hospitalares Suporte direto, face-a-face Orientações alimentares A Lei no – NBCAL Orientações a mães que trabalham / estudam fora do lar Inclusão das pessoas que convivem com a nutriz Comunicação de massa / mídia O PAPEL DO PEDIATRA NO ALEITAMENTO MATERNO - LIVRO SBP Luciano Borges Santiago & Elsa Regina Justo Giugliani

7 ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. Diante de situações que exigem a separação física entre mãe e bebê, é dever do pediatra fazer as seguintes recomendações: Estimular familiares, em especial o companheiro, quando presente, a dividir as tarefas domésticas com a nutriz. Dar todas as informações úteis para a manutenção do AM após o retorno ao trabalho, incluindo ordenha do leite, congelamento / descongelam/o, aquecimento, oferecimento Demonstrar à pessoa que cuidará da criança na ausência da mãe como oferecer o leite em copinho, xícara ou colher. A mamadeira deve ser evitada. Quando pertinente, informar as nutrizes das leis que protegem a amamentação em vigência no Brasil. O PAPEL DO PEDIATRA NO ALEITAMENTO MATERNO - LIVRO SBP Luciano Borges Santiago & Elsa Regina Justo Giugliani

8 O acompanhamento do crescimento e desenvolvimento, higiene e vacinação, orientação nutricional e psicossocial, além da prevenção de acidentes e infecções, são ações exercidas pelo pediatra (Viegas, 1999), cujo desafio atual inclui a orientação de alimentação e de hábitos saudáveis para toda a família, alcançando uma alimentação saudável, prazerosa e de agradável convívio (Leão, 2002). ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF.

9 Spinelli et al. (2001), detectaram que 49,0% das mães oferecem um ou mais alimentos supérfluos diariamente para crianças abaixo de um ano, sendo que em menores de 6 meses 14,5% já faziam uso de refrigerantes, 29,1% de iogurtes, 43,6% de queijo petit-suisse, 19,7% de leite fermentado, entre outros achados. O ESTÍMULO à AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA do PEDIATRA.

10 Consumo de alimentos supérfluos no primeiro ano de vida: um alerta aos profissionais de saúde. Título: Consumo de alimentos supérfluos no primeiro ano de vida: um alerta aos profissionais de saúde. Autor: Sara Franco Diniz HEITOR - Orientador: Luciano Borges SANTIAGO Frutal / MG: 45 mil habitantes, 6 pediatras, cobertura de PSF. Conclusões: 1. Foi observado uma alta freqüência de alimentos industrializados considerados supérfluos na dieta de crianças da cidade de Frutal / MG, entre 4 e 12 meses de idade. 2. Verificou-se que 18 alimentos supérfluos estiveram presentes no dia a dia das crianças estudadas. 3. O queijo petit-suisse foi o alimento mais freqüente (73,6%) nesta dieta alimentar considerada supérflua e pudim (4,3%) o menos freqüente ,2% das mães e/ou responsáveis relataram oferecer diariamente um ou mais destes alimentos às suas crianças. 5. Nº de ,7 % das crianças desta idade em Frutal: SINASC.

11 Alimentos supérfluos meses (n = 111) Número% 1. Queijo petit-suisse3834,2 2. Pirulito2926,0 3. Macarrão instantâneo1917,0 4. Refrigerante1715,3 5. Sucos em pó1513,5 6. Chocolate1513,5 7. Bala1110,0 8. Leite fermentado1110,0 9. Iogurte98,0 10. Sorvete65,4 11. Sopa de pacote65,4 12. Pipoca65,4 13. Pudim43,6 14. Salgadinho43,6 15. Gelatina21,8 16. Salsicha21,8 17. Mortadela Salame00

12 Alimentos supérfluos meses (n = 189) Número % 1- Queijo petit-suisse18396,8 2- Pirulito14978,8 3- Refrigerante12465,6 4- Chocolate10354,5 5- Bala9952,3 6- Macarrão instantâneo9248,6 7- Iogurte8645,5 8- Sucos em pó8444,0 9- Gelatina8042,3 10- Sorvete7137,5 11- Pipoca6132,2 12- Leite fermentado5730,1 13- Sopa de pacote4021,1 14- Salsicha3418,0 15- Mortadela2513,2 16- Salame1910,0 17- Salgadinho158,0 18- Pudim94,7

13 - O pediatra com bom conhecimento de AM pode atingir índices de AME aos 4 meses em crianças saudáveis seguidas na puericultura, semelhantes aos de uma equipe multiprofissional de AM. ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. -Tese de Douorado: -INCENTIVO AO AM: a importância do Pediatra com treinamento específico. Luciano B. Santiago; Heloisa Bettiol; Marco A. Barbieri; Manoel R. P. Guttierrez; Luiz A. Del Ciampo; * J Pediatr (Rio J) 2003;79(6):

14 Tabela 5: Análise ajustada das variáveis associadas ou não ao AME aos 4 meses Variáveln 4mn AME(%)ORIC (95%)p Grupo de seguimento 0,002 Grupo ,91,00 Grupo ,70,390,12 ; 1,36 Grupo ,30,110,03 ; 0,39 Uso de chupeta Não Sim ,0 39,0 1,00 0,230,08 ; 0,60 0,003 Escolaridade da mãe (anos de estudo) 1011,201,01 ; 1,440,041 Tabela 5 : Análise ajustada das variáveis associadas ou não ao AME aos 4 meses n 4m = número de crianças aos 4 meses // n AME = número de crianças em aleitamento materno exclusivo aos 4 meses // OR = Odds Ratio // IC = intervalo de confiança * Foram incluídas 9 variáveis (p < 0,3 e outras) num modelo de regressão logística múltipla, com eliminação retrógrada das variáveis. A contribuição indivIdual de cada fator de risco foi verificada com um nível de significância de 5%. (Santiago et al, 2003)

15 O ESTÍMULO à AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA do PEDIATRA. Este estudo procurou ressaltar a importância do médico pediatra na alimentação infantil e em especial o seu papel no AM, lembrando que esse profissional ainda ocupa um lugar de referência para a família nos cuidados de saúde da criança e do adolescente e de destaque no Sistema Único de Saúde. (Santiago et al, 2003) 10 melhores CONESUL. - Este artigo original foi selecionado como um dos 10 melhores publicados no ano de 2003 pelo Grupo de Editores de Revistas Pediátricas do CONESUL.

16 ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. Depoimento de um médico do PSF (Uberaba):... o pediatra, com certeza, viria somar. Precisamos de gente com mais experiência em prevenção e o pediatra é na verdade um especialista em prevenção de doenças da vida adulta através da puericultura realizada na infância. Acredito ser o momento de dar um passo além, pois estamos estacionados...

17

18 1º - O pediatra encontra-se em posição privilegiada para atuar nas dificuldades mais comuns da amamentação. 2º - É indispensável um treinamento adequado (cursos de capacitação em técnica de amamentação), que inclua a aquisição de conhecimentos atuais e habilidades clínicas e de comunicação, que resultem em atitudes favoráveis à amamentação. 3º - A atuação adequada do Pediatra resultará num aumento significativo dos índices de AME no primeiro semestre de vida. 4º - Políticas de saúde devem favorecer a atuação do pediatra, com: melhor remuneração; melhor remuneração; mais tempo para consultas completas de puericultura; mais tempo para consultas completas de puericultura; condições dignas de trabalho. condições dignas de trabalho. CONSIDERAÇÕES FINAIS: ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF.

19

20

21

22 Informar as mães sobre: vantagens e fisiologia da amamentação. Orientar a técnica. Estimular contato mãe-filho na 1ª hora vida. Alojamento conjunto. Amamentar sob livre demanda. Evitar que RN utilizem líquidos além de LH. Conscientizar toda a família. Orientar ordenha/armazenamento/oferec. do LH RN prematuros e baixo peso = LH. ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. UNICEF / MS: 17 medidas

23 Viabilizar mãe com bebê em UTIs/Berçários. Promover a integração de toda equipe. NBCAL – evitar bicos e mamadeiras. Orientar leis a favor do AM. Promover AM em CURSOS MÉDICOS. Apoiar grupos que promovem o AM. Acompanhar os RN desde a 1ª semana. Aproveitar consultas para avaliar AM. ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF. UNICEF / MS: 17 medidas

24 ESTÍMULO À AMAMENTAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PEDIATRA INSERIDO NA EQUIPE DO PSF.

25


Carregar ppt "Prof. Dr. Luciano Borges Santiago Presidente do CAM – SMP, Vice Presidente do DCAM – SBP. Prof. de Pediatria das Faculdades de Medicina da UFTM e UNIUBE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google