A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2ª série Professora: Janiere Mendonça A atividade industrial consiste no processo de transformação de matérias-primas ou semi-acabados em produtos industrializados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2ª série Professora: Janiere Mendonça A atividade industrial consiste no processo de transformação de matérias-primas ou semi-acabados em produtos industrializados."— Transcrição da apresentação:

1

2 2ª série Professora: Janiere Mendonça

3 A atividade industrial consiste no processo de transformação de matérias-primas ou semi-acabados em produtos industrializados.

4 1. A VOCAÇÃO AGRÁRIA BRASILEIRA O Brasil é um país essencialmente agrícola A ideia exprimia os interesses e o domínio das oligarquias rurais. Queixas dos cafeicultores paulistas Críticas a nascente indústria, considerada uma atividade artificial, que dependia da importação de máquinas e matéria prima Críticas pela transferência dos trabalhadores, especialmente imigrantes, da agriculturas para as fábricas.

5 2. A INDUSTRIALIZAÇÃO : A FORMAÇÃO DA SOCIEDADE DE CLASSES A industrialização é um processo Não é uma simples mudança econômica É a constituição da ordem social capitalista com o surgimento de duas classes a burguesia industrial classe operária a burguesia industrial classe operária Industrialização Resultado de uma combinação de transformações econômicas, sociais, políticas e culturais irreversíveis. Formação de uma sociedade de classes

6 3. A SUBORDINAÇÃO DA INDÚSTRIA À ECONOMIA CAFEEIRA Limitações da indústria brasileira 1. O fato de ter se originado da agro exportação do café Dependência do capital cafeeiro 2. O crescimento da produção de bens não duráveis não foi acompanhada pelo de bens de capital 3. Antes de 1930: sem definição de uma política industrial Bens não duráveis: tecidos e produtos alimentícios Bens de capital: máquinas Medidas isoladas do Estado

7 4. CAPITALISMO MONOPOLISTA Mudanças no Capitalismo no século XX Concentração de Capital Trustes Carteis Holdings Eliminação da concorrência Capitalismo Financeiro Indústria Atividade econômica Serviços Indústria Atividade econômica Serviços Indústrias Bancos Indústrias Bancos Formas de Organização do Trabalho Taylorismo

8 TRANSF0RMAÇÃO Nos períodos mais recentes, o capitalismo vem passando por nova transformação Crise do petróleo (1973) : recessão, busca de novas formas de elevar a produtividade do trabalho e expansão dos lucros Década de 70: nova fase no processo produtivo capitalista : pós-fordismo ou processo da acumulação flexível

9 INDUSTRIALIZAÇÃO SUBSTITUTIVA DE IMPORTAÇÕES ENTRE GUERRAS À DEC. 70 política de desenvolvimento econômico baseada no tripé: investimentos estatais, capital nacional e capital externo; substituição de bens industriais importados pela produção nacional; Estado como financiador e avalista das atividades produtivas; fortalecimento do mercado interno; concentração espacial da produção.

10 ANOS 50 – GOVERNO J.K. Estado: papel relevante na industrialização com fomentos ao setor. Presença de capital privado internacional. Expansão dos setores de bens de consumo. O mercado consumidor é restrito aos grandes centros urbanos.

11 Anos 90 – Internacionalização da economia Economia flexibilizada: globalização econômica de modelo neoliberal. Política de privatizações. Produção industrial diversificada. Mercado consumidor maior e com mais acesso ao crédito. Desemprego estrutural.

12 DESAFIOS À QUALIFICAÇÃO DA MÃO-DE-OBRA SE: Maior concentração industrial do Brasil. Diversificação de setores e unidades de produção Evolução tecnológica e comercial: novas demandas e mudanças locacionais => descentralização da produção => tecnopólos Exigem-se novas política públicas de qualificação e localização da mão de obra com ênfase a novas possibilidades como serviços e terceiro setor.

13 Parte integrante da obra Geografia homem & espaço, Editora Saraiva Distribuição de empresas no território brasileiro – início da década de 2000 Fonte: Hervé Théry e Neli Aparecida de Mello. Atlas do Brasil – disparidades e dinâmicas do território. São Paulo: EDUSP, p. 147 (adaptado). Carlos Tadeu de Carvalho Gamba Onde há maior concentração de empresas?

14 EXPANSÃO DO SETOR TERCIÁRIO Razões da expansão Setor terciário: maior diversificação de atividades X automatização dos setores primário e secundário. Absorve tanto a mão de obra de alta qualificação profissional quanto a de baixa qualificação.

15 Parte integrante da obra Geografia homem & espaço, Editora Saraiva Observe os dados. *Inclui indústria de transformação. ** inclui outros serviços coletivos, sociais e pessoais e atividades não definidas ou não declaradas. Fonte: IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios

16 Parte integrante da obra Geografia homem & espaço, Editora Saraiva Observe o gráfico: Fonte: IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios

17 Parte integrante da obra Geografia homem & espaço, Editora Saraiva Observe o gráfico.

18

19 DESCENTRALIZAÇÃO DA ATIVIDADE INDUSTRIAL FATORES: aumento do custo dos insumos de produção, nos velhos centros industriais( mão de obra; energia; transporte; terrenos; tributos; problemas ambientais; Guerra Fiscal: a ação do poder público interessada em minorar as desigualdades regionais, em incorporar novas áreas ao espaço econômico nacional, além da ação de Estados e Municípios reduzindo a carga tributária).

20 NORDESTE: NOVO POLO INDUSTRIAL Fatores - condições locacionais: investimentos infraestruturais; qualificação de mão de obra; proximidade geográfica com principais centros internacionais – América Anglo-saxônica e Europa; Incentivos fiscais. o setor de bens de consumo não duráveis (como os setores alimentício, calçadista, têxtil) e construção civil.

21 A concentração dos parques industriais está muito ligada ao fornecimento das fontes de energia. Diversas fontes de energia Energia térmica Petróleo e carvão Alto potencial energético Energia elétrica O vento (eólico) A água (Hidráulica) Os raios solares (solar) Energia nuclear

22 Indústria tradicional - utiliza muita mão de obra e poucas máquinas. Ex: alimentícia e têxtil. Indústria moderna – pouca mão de obra, aplicam grandes recursos em máquinas e tecnologias. Siderurgia, metalúrgica, mecânica, química, eletroeletrônico, telecomunicações.

23 Distribuição espacial das indústrias A concentração se deveu a produção cafeeira. A princípio no interior e depois na capital. O parque industrial do Sudeste Maior região industrial da América Latina. Contribuições importantes Maior concentração demográfica e de capital; Densas redes ferroviárias e rodoviárias; Amplo mercado consumidor e mão-de-obra; Aproveitamento energético dos cursos de água; Expansão da agropecuária; Proximidade dos principais portos (Santos e Rio de Janeiro).

24 A região do ABCD tem destaque em São Paulo. A segunda área mais importante é o Rio de Janeiro. A região sudeste adotam as mais avançadas tecnologias (armamento, informática, eletroeletrônico, comunicações e biotecnologias). Processo de desconcentração no Sudeste Abertura para o mercado externo; A inserção do Mercosul e proximidade com os países membros; Incentivos fiscais dados pelos Estados; Operários menos politizados (sem força sindical).

25 A indústria e o meio ambiente

26

27

28

29

30 Fontes de pesquisas: Internet e material próprio;


Carregar ppt "2ª série Professora: Janiere Mendonça A atividade industrial consiste no processo de transformação de matérias-primas ou semi-acabados em produtos industrializados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google