A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COVARIÁVEIS Prof. Ivan Balducci FOSJC / Unesp Revisão de Variáveis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COVARIÁVEIS Prof. Ivan Balducci FOSJC / Unesp Revisão de Variáveis."— Transcrição da apresentação:

1 COVARIÁVEIS Prof. Ivan Balducci FOSJC / Unesp Revisão de Variáveis

2 Seleção da Variável Antes de tudo, é necessário que se tenham bem definidas quais características deverão ser verificadas. Ex.: Alunos da FOSJC. (Universo Estatístico ou População). Dentro da população, é preciso definir quais as características que nos interessa averiguar. Exº. idade, sexo, estado civil, etc. A escolha da variável dependerá dos objetivos do estudo estatístico.

3 Definição é o conjunto de resultados possíveis de um fenômeno. é a característica ou propriedade da população que está sendo medida. Exº: População: moradores de uma cidade Variável : número de filhos População: alunos da FOSJC Variável : sexo

4 Classificação População: moradores de um prédio Variável : peso CLASSIFICAÇÃO DA VARIÁVEL pode ser: A) QUANTITATIVA A 1 - DISCRETA A.2 - CONTÍNUA B) QUALITATIVA

5 Qualitativas (1) QUALITATIVAS: quando a variável é não numérica ou definida através de atributos, categorias. Exº: sexo religião naturalidade cor dos olhos

6 Qualitativas (2) QUALITATIVAS: são classificados em: VARIÁVEIS NOMINAIS: não tem ordenamento nem hierarquia; Ex: sexo dos pacientes da clínica; tipo de convênio utilizado. VARIÁVEIS ORDINAIS: existe uma ordem, uma hierarquia; Ex: presidente, diretor, gerente, etc... Classificação: bom, regular, ruim.

7 ESCALA DE MEDIÇÃO (1) ESCALA NOMINAL: dão nome a uma categoria ou classe. Os dados não podem ser dispostos em um esquema ordenado. Ex: Respostas do tipo sim, não ou indeciso Procedência de qual cidade (Jacareí, Taubaté, etc.) não se faz cálculos (ex: tirar a média) algumas vezes são atribuídos números aos dados para serem inseridas no computador: 0 - sim; 1 - não, 2 - indeciso. Neste caso são apenas rótulos e não podem ser efetuados cálculos com estes números.

8 ESCALA DE MEDIÇÃO (2) ESCALA ORDINAL: dão nome e uma ordem a uma categoria ou classe. Diferença entre os valores dos dados não podem ser determinadas ou não fazem sentido. Ex: grau de instrução:1= sem instrução; 2 = primeiro grau; 3 = segundo grau, 4 = superior; 5 = Mestre; 6 = Doutor. Não mantém a propriedade dos números: embora 3 seja maior do que 2, não significa que = 5. Não é possível quantificar o quanto o nível 3 é melhor do que 2 ou o 4 é melhor do que 3.

9 ESCALA DE MEDIÇÃO (3) ESCALA INTERVALAR: elimina a limitação da escala ordinal estabelecendo intervalos iguais com o mesmo significado. Ex: na medição de temperatura tanto de 25º a 30º o aumento é de 5º, como o aumento de temperatura tanto de 30º a 35º o aumento é de 5º. Porém, não se pode afirmar que 60º é o dobro de 30º, pois 0º da escala de temperatura é arbitrário. ESCALA PROPORCIONAL ou NÍVEL DE RAZÃO: Apresenta um ZERO absoluto. Ex: peso. Peso Zero = ausência de peso. 60 kg é o dobro de 30 kg.

10 Quantitativa (1) QUANTITATIVA: quando pode ser expressa em números. Ex: quantidade de valores de notas de uma moeda quantidade de sabores de refresco duração de uma bateria de telefone celular número de ossos existentes em um animal

11 Quantitativas (2) DISCRETAS: quando os valores podem assumir apenas determinados valores e resultam de uma contagem. O conjunto de valores possíveis que a variável pode assumir é finito ou infinitos enumerável. Ex: valores das cédulas da moeda brasileira número de filhos dos casais de Jacareí

12 Quantitativas (3) CONTÍNUAS quando os valores podem assumir pertence ao conjunto dos números reais. Podem assumir qualquer valor. Obtido por medição. Ex; peso de um paciente altura tempo de vôo entre duas cidades

13 DEPENDENTES e INDEPENDENTES (1) Variável Independente: é a que influencia, determina ou afeta outra variável; referida como fator determinante, condição ou causa para ocorrência de determinada resposta. Variável dependente: a sua resposta varia em virtude dos diferentes valores que a variável independente pode assumir; modificando-se a variável independente, altera-se o valor da variável dependente.

14 DEPENDENTES e INDEPENDENTES (2) Variável Independente (VI): é o antecedente; Variável dependente(VD): é o conseqüente Variável IndependenteVariável Dependente Condição climáticaPreço de produtos Variação do U$ x R$Preço de importados

15 DEPENDENTES e INDEPENDENTES (3) Como detectar se uma variável é dependente ou independente ? Critério de suscetibilidade à influência: Variável dependente é alterada ou influenciada pela variável independente: Ex: dependente: predisposição a problemas cardíacos independente: sexo

16 DEPENDENTES e INDEPENDENTES (4) Critérios para identificar o sentido de influência entre as variáveis dependente e independente ? 1) Ordem temporal: o que ocorre depois não pode influenciar o que aconteceu antes. Ex: V. independente V. dependente Aumento do U$ em relação ao R$ Aumento dos preços dos combustíveis

17 DEPENDENTES e INDEPENDENTES (5) 2) Fixidez: em Ciência Biológicas, muitas variáveis podem ser consideradas fixas, ou não são sujeitas a influências. Exº: suscetibilidade a certas doenças está associada ao sexo do indivíduo; variáveis bioquímicas em animais e no homem são dependentes da idade. Peso do recém-nascido está relacionado com a ordem de nascimento.

18 CO-VARIÁVEIS (1) Em todo experimento existe: variável dependente: a ser analisada; variável independente: que são fatores que influenciam os resultados da variável dependente; determinam as condições sob os quais a variável dependente é obtida.

19 CO-VARIÁVEIS (2) Qualquer outra variável que possa interferir no resultado deve ser mantido constante. Isto é possível em procedimentos experimentais e não em processos não controlados. Exº: Comparação de 2 tipos de cirurgias executadas na rotina hospitalar:

20 CO-VARIÁVEIS (3) Variáveis como: idade e tempo da doença geralmente devem ser consideradas como co-variáveis. Desta forma a comparação entre tratamentos pode ser efetuada sem que elas interfiram, mascarando resultados levando a conclusões erradas

21 Esta neutralização é obtida através de processos estatísticos adequados Exº: Comparação da produção de leite entre vacas de uma mesma raça, alimentadas com duas rações diferentes. O período de lactação que varia ao longo do experimento influencia a produção esta influência deve ser adequadamente neutralizada, para que os resultados não sejam mascarados, levando a conclusões falsas. Neutralização

22 CO-VARIÁVEIS (5) CONCLUSÃO CO-VARIÁVEL: é um fator que o pesquisador procura neutralizar intencionalmente em uma investigação, com a finalidade de impedir que interfira na análise da relação entre as variáveis independentes e dependentes

23 Variáveis Independentes Dependentes Termos que devem ser familiares Escalas de medição Co-variáveis Nominal Ordinal Intervalar Razão


Carregar ppt "COVARIÁVEIS Prof. Ivan Balducci FOSJC / Unesp Revisão de Variáveis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google