A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bahia 2008 Superintendência de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Diretoria de Gestão da Educação e do Trabalho na Saúde Coordenação de Gestão da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bahia 2008 Superintendência de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Diretoria de Gestão da Educação e do Trabalho na Saúde Coordenação de Gestão da."— Transcrição da apresentação:

1 Bahia 2008 Superintendência de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Diretoria de Gestão da Educação e do Trabalho na Saúde Coordenação de Gestão da Educação Permanente Estratégia para Fortalecimento do Controle Social no SUS

2 Introdução Pacto pela Saúde –Pacto em defesa do SUS Termo de Compromisso de Gestão Estadual –desenvolver processos de formação/qualificação de conselheiros e promover espaços de reflexão das práticas de participação popular na lógica da educação permanente, com monitoramento, acompanhamento e avaliação

3 Educação Permanente e Mudança Para produzir mudanças de práticas de gestão, de atenção e de controle social é fundamental dialogar com as práticas e concepções vigentes, problematizá-las – não em abstrato, mas no concreto do trabalho – e construir novos pactos de convivência e práticas, que aproximem o SUS da atenção integral e de qualidade. A vivência e/ou a reflexão sobre as práticas vividas é que pode produzir o desconforto e depois a disposição para produzir alternativas de práticas e de conceitos para enfrentar o desafio de produzir transformações.

4 Objetivos Objetivo Geral –Promover o fortalecimento do Controle Social no SUS, desenvolvendo processos pedagógicos que contribuam para a ampliação e qualificação da participação da população na formulação, gestão e controle social das políticas de saúde. Objetivos Específicos –Desenvolver processos de formação/qualificação de facilitadores para o Controle Social no SUS; –Qualificar a atuação dos conselheiros de saúde, enquanto sujeitos sociais representantes da sociedade, que devem atuar na formulação e acompanhamento das políticas de saúde; –Promover espaços de reflexão das práticas de participação popular na lógica da educação permanente para o controle social.

5 Metodologia O Projeto Mobiliza SUS adotará metodologias participativas, com o desenvolvimento de processos pedagógicos formais e não-formais que valorizem as diversas experiências já desenvolvidas no âmbito do SUS estadual. O projeto está estruturado a partir de duas estratégias principais: Desenvolvimento de Seminários Regionais Mobiliza SUS Formação de facilitadores para Educação Permanente do Controle Social no SUS

6 Seminários Regionais Mobiliza SUS Espaços estratégicos e privilegiados para a discussão e reflexão crítica sobre a participação social e sobre o conceito e a prática da democracia na gestão do SUS nas diferentes regiões da Bahia; Canais de diálogo com os movimentos populares, estimulando a co-responsabilidade social em defesa do SUS; Estratégia para sensibilização lideranças comunitárias e populares no exercício da participação social, ampliando o compromisso social para a implementação do SUS.

7 Desenvolvimento de Seminários Regionais Mobiliza SUS Seminários Regionais Mobiliza SUS – Movimentos Sociais - abril a outubro de 2008 – 01 por micro-região Momento 1 Concentração Realização de 30 seminários regionais com duração de 02 (dois) dias, com estimativa de 50 participantes por encontro. Momento 2 Dispersão Desenvolvimento de atividades junto aos Conselhos Municipais de Saúde Retorno do período de dispersão – encontros regionais com duração de 01 (um) dia Propostas Regionais para Fortalecimento do Controle Social do SUS

8 Formação de facilitadores para Educação Permanente do Controle Social no SUS Potencializar a capacidade loco-regional para os processos de Educação Permanente para o controle social no SUS; Serão duas Linhas de Ação: formação de facilitadores de EP para os Conselheiros de Saúde - (1 gestor, 2 usuários e 1 trabalhador) e formação de facilitadores de EP para a educação; –Os facilitadores de EP para CMS atuarão diretamente nos processos de desenvolvimento e qualificação da participação popular na formulação, gestão e controle social das políticas de saúde. –E os facilitadores de EP da área da educação atuarão na inserção do SUS nas escolas, incentivando o protagonismo juvenil em defesa do SUS.

9 Formação de facilitadores para Educação Permanente do Controle Social no SUS EtapaI – 15, 16, 17 e 18 de abril de 2008 Etapa I – 15, 16, 17 e 18 de abril de 2008 Formação de Articuladores Regionais de Educação Permanente para o Controle Social -172 pessoas: DIRES, DIREC, MP, CES e Movimentos Socias Etapa II – maio a dezembro 2008 EP para Controle Social Os Articuladores, em parceria com as Secretarias da Saúde e da Educação, formarão 1668 facilitadores de EP para os CMS EP para a Educação Os Articuladores, em parceria com as Secretarias da Saúde e da Educação, formarão professores do ensino médio

10 Formação de facilitadores para Educação Permanente do Controle Social no SUS Operacionalização: –Processos de formação concomitantes e integrados à Estratégia I Dispersão Participação nas reuniões dos CMS e Momento I dos Seminários Regionais Mobiliza SUS Momento II dos Seminários Regionais Mobiliza SUS Oficina de encerramento LINHA 2LINHA 1 1ª Oficina LINHA 2LINHA 1 2ª Oficina Agenda Regional para Fortalecimento do Controle Social no SUS Propostas Regionais

11 MICRORREGIÃO 1ª Oficina Seminário Mobiliza SUS As duas estratégias nas Microrregiões Seminário Mobiliza SUS 2ª Oficina Oficina de encerramento Propostas Regionais para o Controle Social Agenda Regional para Fortalecimento do Controle Social no SUS Movimentos Sociais Facilitadores de EP para o CS

12 I Encontro Estadual de Movimentos Sociais e Controle Social no SUS – out. /dez. Disseminar e discutir os resultados dos Seminários Regionais Mobiliza SUS; Apresentar os Facilitadores de Educação Permanente em Saúde para o Controle Social; Discutir e construir agenda por macro- região para fortalecimento do controle social do SUS Bahia. Público alvo: representantes dos Movimentos Sociais, técnicos da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Secretários Municipais de Saúde, Conselhos Municipais de Saúde, Conselho Estadual de Saúde e Comissões de Integração Ensino-Serviço

13 Grupo de Trabalho Para viabilização da proposta, está em atividade um grupo de trabalho formado por representantes: –do Conselho Estadual de Saúde; –do Conselho de Secretários Municipais de Saúde; –da Diretoria de Gestão da Educação e do Trabalho na Saúde; –da Escola Estadual de Saúde Pública; –da Secretaria da Educação do Estado da Bahia; –do Ministério Público da Bahia

14 (...) O povo, por sua vez, enquanto esmagado e oprimido, introjetando o opressor, não pode, sozinho, constituir a teoria de sua ação libertadora. Somente no encontro com a liderança revolucionária, na comunhão de ambos, na práxis de ambos, é que esta teoria [da libertação] se faz e refaz Paulo Freire

15 Contatos Telefone: –(71) Fax: –(71)


Carregar ppt "Bahia 2008 Superintendência de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Diretoria de Gestão da Educação e do Trabalho na Saúde Coordenação de Gestão da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google