A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fotografia Digital Walfredo Cirne

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fotografia Digital Walfredo Cirne"— Transcrição da apresentação:

1 Fotografia Digital Walfredo Cirne

2 Fotografia Digital é Fotografia A parafernália digital nada mais é que um conjunto novo de ferramentas –São ferramentas muito poderosas, é verdade O que faz uma boa fotografia analógica, fará uma boa fotografia digital

3 Luz é Tudo

4

5 Roteiro Representação digital de imagens Entrada Processamento Saída Algumas dicas básicas

6 Imagem = Matrix de Pixels

7 Representando Cada Pixel Nós enxergamos ondas eletromagneticas com comprimento entre 380 nm e 780 nm

8 Combinação de Cores Nosso olhos combinam cores quando mais de um comprimento de onda está presente

9 Codificação RGB Usamos o fato que nossos olhos combinam cores para codificá-las digitalmente A forma mais comum de fazer isso é usando as cores aditivas: Red Green Blue Profundidade de cor descreve quantos bits são usados para codificar cada pixel –24 bits é suficiente para fotorealismo

10 Compressão de Imagens Imagens fotorealisticas de alta resolução são grandes Compressão sem perda: tiff Compressão com perda: jpeg –Útil para Internet e câmeras digitais –Use qualidade 9 (de 0 a 10) –Evite durante o processamento de imagens Mapeamento de cores: gif –Execelente para desenhos e logos –Evite para imagens

11 Impressão A combinação de cores aditivas gera branco –Perfeito para o monitor (que é preto) Para imprimir em papel (que é branco), precisamos subtrair cores –Cyan é o oposto de Red –Yellow é o oposto de Blue –Magenta é o oposto de Green –Acrecentamos Black para obter um preto mais profundo –Este é o espaço CYMK

12 CYMK O maperado do monitor (RGB, cor projetada) para o papel (CYMK, cor refletica) não é perfeito Considere a necessidade da tinta preta

13 Espaços de Cores Alternativos Há outros espaços de cores Por exemplo, aqueles baseados em HSV (como o Lab do Photoshop)

14 Calibragem Dispositivos diferentes apresentam uma data cor digital (ex: 125 R 87 G 38 B ) de forma (levemente) diferente –Pior ainda, cada dispositivo tem seu espaço de cor Teoricamente, pode-se calibrar os dispositivos de forma que certas aplicações possam fazer casamento de cor Infelizmente calibragem requer hardware especializado –Embora possa ser aproximada por software Evite monitores LCD

15 Roteiro Representação digital de imagens Entrada Processamento Saída Algumas dicas básicas

16 Resolução não é Tudo

17 Scanner de Papel Alternativa mais barta Funciona bem, mas: –o papel é uma cópia do filme –o filme armazena muito mais contraste que o papel

18 Usando um Scanner de Papel Feche a tampa do scanner Use a resolução ótica máxima Faça processamento (nitidez, etc.) depois, em um software específico Defina white point (pode ser automático) Salve em tiff (evite jpeg )

19 Scanner de Filme Alternativa superior, embora mais cara –Scanners de filme começam em US$ 500,00 (US) Resolução não é tudo!!! Dynamic range é muito importante –Especialmente para slides Profundidade de cor é muito importante A habilidade de focar é muito importante Remova poeira com ar presurizado

20 Câmeras Digitais Excelente qualidade –1 MegaPixel é suficiente para 10x15 –2 MegaPixel é suficiente para 20x25 –Usando a melhor qualidade, é claro :-) Ainda é mais caro obter fotos em papel através de uma câmera digital Se você não quer imprimir, a foto digital é obviamente mais barata Lembre-se que resolução não é tudo!!!

21 Vantagens da Câmera Digital Feedback imediato –Não há surpresas na hora da revelação –Permite a interação com o modelo –Encoraja a experimentação Facilita a publicação de imagens na Web

22 Desvantagens da Câmera Digital Obsoleta no dia em que você a compra Ainda é bastante cara Câmeras reflex são um sistema –Reflex digitais são exorbitantemente caras Fotos em papel são caras

23 Mais Infomações Geral –photo.net –luminous-landscape.com Scanners –www.cix.co.uk/~tsphoto/tech/filmscan –www.halftone.co.uk –scantips.com –www.caere.com/scanners Câmeras Digitais –dpreview.com

24 Roteiro Representação digital de imagens Entrada Processamento Saída Algumas dicas básicas

25 Copiar & Colar

26 Foto Escura: Curvas

27 Correção de Cor: Curvas

28 Cores Conhecidas Nosso olho é fantasticamente adaptativo Os valores numericos dos pixeis são mais objetivos Branco = 255 R 255 G 255 B Preto = 0 R 0 G 0 B Cinza = X R X G X B Pele morena = 15 C 40 M 55 Y – 8 C 30 M 40 Y

29 Flash Desigual: Seleção

30 Correção de Perspectiva

31 Resolução não é Tudo

32 Dicas de Manipulação de Imagem Use toda a faixa de constraste Use canais de 16-bits para edição pesada Use Genuine Fractals para amentar a resolução Use gradiente para seleções com transição suave Não trabalhe em jpeg Muitas fotos têm mais azul que deveriam

33 Processamento em Batch Action Lists (Photoshop, gimp) –repetição de comandos em todos os arquivos de um diretório Script + ImageMagik –permite programar o processamento –totalmente flexivel, mas exige programação

34 Roteiro Representação digital de imagens Entrada Processamento Saída Algumas dicas básicas

35 Imprimindo Fotos Qualidade é fantastica, o problema é longevidade Use paper fotográfico do fabricante de impressora!!! Tipicamente trabalhase entre 160 a 300 dpi –Resolução não é tudo Epson, Canon, HP –Uma impressora fotográfica é melhor –Mas várias impressoras vão ser muito boas

36 Colocando Fotos na Web Use jpeg –qualide 9 (no máximo de 10) –apenas 256 cores são possíveis em gif Use of tags WIDTH/HEIGHT –as páginas mostrarão muito mais rápido –script wwwis.pl pode gerar os tags para você Para publicar muitas fotos, vale a pena escrever scripts

37 Roteiro Representação digital de imagens Entrada Processamento Saída Algumas dicas básicas

38 Câmeras Point-and-Shoot Hoje, a maioria das câmeras são automáticas, o que em geral é algo positivo Entretando, há situações em que a câmera comete erros Com um pouco de sorte, sua câmera permite que você controle flash e foco para evitar alguns destes erros

39 Selecione o Foco

40 Use Flash ao Meio-Dia

41 Desligue o Flash a Noite Mas apoie sua câmera... :-)

42 Revelação é Crucial A diferença de um bom laboratório para um mau laboratório é enorme Acho alguém que seja pelo menos razoável

43 Comprando uma Câmera Exposição automática Foco automático Controle de flash e foco Mais controles Visão reflex Responsividade –Permite capturar o momento decisivo

44 O Momento Decisivo

45 Fotografia Digital: Sistema I Computador –com gravador de CD Câmera de filme –com auto-foco, auto-exposição, controle de flash –Olympus Epic (35mm) Scanner de papel Impressora ink-jet –com papel de fotografia

46 Fotografia Digital: Sistema II Computador –com gravador de CD Câmera digital –com auto-foco, auto-exposição, controle de flash –pelo menos 1 megapixel Impressora ink-jet –com papel de fotografia


Carregar ppt "Fotografia Digital Walfredo Cirne"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google