A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SESSÃO SE FORMAÇÃO NÍVEL III PROVÍNCIA SUL I REGIÃO SP SUL I Santos, 31 de Março de 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SESSÃO SE FORMAÇÃO NÍVEL III PROVÍNCIA SUL I REGIÃO SP SUL I Santos, 31 de Março de 2012."— Transcrição da apresentação:

1 SESSÃO SE FORMAÇÃO NÍVEL III PROVÍNCIA SUL I REGIÃO SP SUL I Santos, 31 de Março de 2012

2 PARA INICIAR Mantra: Preenche o meu ser; Preenche o meu ser, Espírito de Deus, preenche o meu ser.

3 PARA REFLETIR Deus pede mais a quem Ele deu mais. Quem recebe mais recebe para os outros. Não é nem maior nem melhor; é mais responsável. Deve servir mais. Viver para servir Dom Helder Câmara

4 GERAL CONSIDERAÇÕES INICIAIS: Nada está escondido, basta procurar; Somos responsáveis pela continuidade do MENS; Falta de Tempo = Relativizar Fomos escolhidos a dedo, para servir.

5 INÍCIO TEMA DE ESTUDO REUNIÃO PREPARATÓRIA

6 TEMA DE ESTUDO Melhor do que o ouro é adquirir sabedoria, e adquirir discernimento é melhor do que a prata. (Pr 16, 16) As conversas que não se realizam na presença de Deus arriscam-se a cair no diletantismo: o intelecto brinca com as idéias, o coração recusa sua atenção às verdades que exigem uma transformação. (Carta das ENS)

7 TEMA DE ESTUDO RAZÃO DE SER: Não há vida cristã sem uma fé viva.

8 TEMA DE ESTUDO RAZÃO DE SER: Não há fé viva e progressiva sem reflexão

9 TEMA DE ESTUDO RAZÃO DE SER: Refletir sobre o conteúdo da nossa fé é uma exigência da própria fé.

10 TEMA DE ESTUDO RAZÃO DE SER: A obrigação da resposta ao tema existe para a inteligência da fé e a evangelização da vida.

11 TEMA DE ESTUDO RAZÃO DE SER: Não há vida cristã sem uma fé viva. Não há fé viva e progressiva sem reflexão Refletir sobre o conteúdo da nossa fé é uma exigência da própria fé. A obrigação da resposta ao tema existe para a inteligência da fé e a evangelização da vida.

12 TEMA DE ESTUDO Reconhecida esta necessidade ainda encontramos muitos obstáculos, que podem porém ser superados: Falta de tempo; Falta de hábito de ler e escrever

13 TEMA DE ESTUDO Muitos casais cristãos: Idéia vaga e superficial do pensamento de Deus e dos ensinamentos da Igreja sobre casamento, amor, família, paternidade, educação, etc.

14 TEMA DE ESTUDO Como conseqüência: Casais com pouca vitalidade religiosa e irradiação muito limitada. Os casais das ENS querem entretanto, reagir a isso.

15 TEMA DE ESTUDO A ESCOLHA DO TEMA: Normalmente preparado pela ERI; Cada equipe poderá escolher outros documentos relacionados com o carisma das ENS.

16 TEMA DE ESTUDO A PREPARAÇÃO EM CASAL Troca de impressões durante a Reunião de Equipe serão fecundas: Se preparadas anteriormente; Se estudadas em casal; Se enviadas por escrito como contribuição à reunião preparatória.

17 TEMA DE ESTUDO AS RESPOSTAS POR ESCRITO FORNECEM: Elementos para preparar a discussão do tema; Revelar ponto mal entendido; Necessidade de esclarecimento doutrinal por parte do SCE.

18 TEMA DE ESTUDO Durante a preparação (resposta): Cada cônjuge deve: Ler o tema; Fazer suas reflexões; Partilhar suas impressões. Como resultado: Um dos cônjuges deve transcrever o fruto destas reflexões.

19 TEMA DE ESTUDO Objetivos da preparação do tema: Habituar o casal à troca de impressões; Abertura ao outro; Aceitação de opiniões diferentes; Qualquer dos cônjuges pode transcrever a resposta do casal.

20 TEMA DE ESTUDO A discussão na reunião: Conduzida pelo Casal Animador; O SCE responderá às questões relativas à Doutrina.

21 TEMA DE ESTUDO Textos de Apoio: Espírito de Descoberta; Nossas equipes não tem razão de ser. Pe. Henri Caffarel

22 REUNIÃO PREPARATÓRIA REUNIÃO MENSAL Ponto mais alto da vida da Equipe OUTRAS REUNIÕES Reunião Preparatória Reuniões de Amizade Reunião de Balanço

23 REUNIÃO PREPARATÓRIA Quando se fala em preparação da reunião, tem que se pensar primeiro nesta preparação geral: Um estilo de vida iluminado pela fé. A Reunião de Equipe – SR Portugal

24 REUNIÃO PREPARATÓRIA A Reunião de Equipe, como comunidade que celebra, não deve ser improvisada. Esta é a Razão de ser da Reunião Preparatória. Se realiza uma ou duas semanas antes da Reunião Mensal. Dela depende em grande parte o bom andamento da Reunião Mensal.

25 REUNIÃO PREPARATÓRIA Sugere-se que seja feita na residência do Casal Animador da Reunião, que pode convidar o SCE para uma refeição. Oportunidade para o SCE conhecer melhor a família do casal e para os filhos se aproximarem do Movimento.

26 REUNIÃO PREPARATÓRIA O CRE pode juntar-se a eles após a refeição. Para esta reunião, os casais da Equipe enviam a sua resposta por escrito relativa ao tema de estudo proposto para o mês.

27 REUNIÃO PREPARATÓRIA Cientes dos fatos e acontecimentos vividos pela Equipe: CA + SCE + CRE preparam o roteiro da reunião considerando suas diversas partes, de acordo com as necessidades verificadas. Deve-se ligar uma reunião à outra, num processo de continuidade e de forma criativa.

28 REUNIÃO PREPARATÓRIA O ROTEIRO DA REUNIÃO: Conter todos os tempos da Reunião; Poderá conter lembretes e informações úteis; Deverá ser enviado com antecedência aos casais da equipe a fim de que os mesmos se interem da programação e, principalmente, preparem sua participação nela.

29 REUNIÃO PREPARATÓRIA A Reunião Preparatória deve observar alguns pontos importantes: Analisar e avaliar a reunião anterior (pontos fortes e fracos), fazendo-se acertos e ajustes e imprimindo uma continuidade na caminhada dos casais e da equipe;

30 REUNIÃO PREPARATÓRIA A Reunião Preparatória deve observar alguns pontos importantes: Analisar e promover ações para a melhoria da vivência dos PCEs; Analisar as respostas escritas referente ao tema de estudo do mês, destacando os pontos mais importantes.


Carregar ppt "SESSÃO SE FORMAÇÃO NÍVEL III PROVÍNCIA SUL I REGIÃO SP SUL I Santos, 31 de Março de 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google