A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Robinson Crusoe, O diário das virtudes Mercantis. Samuel de Barros Florentino.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Robinson Crusoe, O diário das virtudes Mercantis. Samuel de Barros Florentino."— Transcrição da apresentação:

1 Robinson Crusoe, O diário das virtudes Mercantis. Samuel de Barros Florentino.

2 Agenda O autor. A obra. Conteúdo da Obra. O personagem. O diário das Virtudes Mercantis. Referências.

3 O autor Daniel Defoe (1660 – 1731), nasceu em Londres. Comerciante, Jornalista, Escritor e Espiao. Robinso Crusoe, foi sua principal publicação. Pioneiro no Jornalismo Econômico. Autor de mais de 500 títulos, entre eles: Livros. Panfletos. Artigos em Jornais (politica, religião, psicologia etc).

4 A obra Publicada em 1719, por um editor popular: W. Taylor. Não aparecia o nome do autor. Considerado um dos primeiros romances modernos. Linguadem simples, pois o publico alvo do livro eram pessoas de classe baixa: Pequenos vendedores. Garçons. Camareiras. Marinheiros. Soldados.

5 Conteúdo da Obra A vida e as estranhas e surpreendentes aventuras de Robinson Crusoe de York, marinheiro, que viveu vinte e oito anos completamente sozinho numa ilha deserta nas costas da América, próximo a foz do grande rio Orinoco, tendo sido lançado à costa por um nafrágio, no qual todos pereceram menos ele, com um relatório sobre o modo pelo qual também foi libertado…

6 Conteúdo da obra Localização do Rio Orinoco: Venezuela

7 O personagem O personagem Robinson Crusoe foi inspirado em um personagem da vida real. Dez anos antes da publicação do livro um marinheiro Escocês, Alexander Selkirk, havia sido encontrado na Ilha de Juan Fernandez, onde vivera quatro anos sozinhos.

8 O diário das Virtudes Mercantis Livro projetado como negócio, considerado autêntica bíblia das virtudes mercantis e industriais. Livro de linguagem simples, para ser entendido pelas diversas classes de pessoas, por isso foi amplamente aceito. Livro feito para vender mesmo.

9 Referências Calvino, Porque Ler os Classicos? – Robinson Crusoe, o diário das virtudes mercantis.


Carregar ppt "Robinson Crusoe, O diário das virtudes Mercantis. Samuel de Barros Florentino."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google