A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MÉTODO CIENTÍFICO CIÊNCIACIÊNCIA EE Colégio FERA, 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MÉTODO CIENTÍFICO CIÊNCIACIÊNCIA EE Colégio FERA, 2007."— Transcrição da apresentação:

1 MÉTODO CIENTÍFICO CIÊNCIACIÊNCIA EE Colégio FERA, 2007

2 PensamentoPensamento CientíficopesquisaCientíficopesquisa EmpíricovivênciaEmpíricovivênciaMísticocrençaMísticocrença

3 Ciência - História Ciência Grega (VIII aC – XVI dC) Ciência Grega (VIII aC – XVI dC) –Filósofos pré-socráticos –Sócrates, Platão e Aristóteles Ciência Moderna (XVII dC – XX dC) Ciência Moderna (XVII dC – XX dC) –Francis Bacon, Galileu e Newton Ciência Contemporânea (desde o séc XX) Ciência Contemporânea (desde o séc XX) –Einstein, Heisenberg e as incertezas Ciência Grega (VIII aC – XVI dC) Ciência Grega (VIII aC – XVI dC) –Filósofos pré-socráticos –Sócrates, Platão e Aristóteles Ciência Moderna (XVII dC – XX dC) Ciência Moderna (XVII dC – XX dC) –Francis Bacon, Galileu e Newton Ciência Contemporânea (desde o séc XX) Ciência Contemporânea (desde o séc XX) –Einstein, Heisenberg e as incertezas

4 CiênciaCiência Ciência Grega Ciência Moderna Ciência Contemporânea Ciência Grega Ciência Moderna Ciência Contemporânea Não existe uma única concepção de ciência

5 Idade Antiga Séc VII aC – surgimento da Filosofia Séc VII aC – surgimento da Filosofia Séc V dC – fim do Império Romano do Ocidente Séc V dC – fim do Império Romano do Ocidente Séc VII aC – surgimento da Filosofia Séc VII aC – surgimento da Filosofia Séc V dC – fim do Império Romano do Ocidente Séc V dC – fim do Império Romano do Ocidente

6 CiênciaCiência Busca do saber, a compreensão da natureza das coisas e do homem. O conhecimento científico era desenvolvido pela filosofia. Ciência do discurso Busca do saber, a compreensão da natureza das coisas e do homem. O conhecimento científico era desenvolvido pela filosofia. Ciência do discurso Ciência Grega

7 Escola de Athenas, de Raffaello Sanzio (entre 1508 e 1511)

8 Do mundo platônico à verdade aristotélica: o valor da experimentação Do mundo platônico à verdade aristotélica: o valor da experimentação

9 Idade Média Fim da Idade Antiga Fim da Idade Antiga Renascimento Científico Renascimento Científico na Europa (por volta de 1500) Fim da Idade Antiga Fim da Idade Antiga Renascimento Científico Renascimento Científico na Europa (por volta de 1500)

10 CiênciaCiência Renascentismo Experimentação científica Renascentismo Ciência Moderna

11 Idade Moderna Fim da Idade Média Fim da Idade Média –Tomada de Constantinopla pelos Turcos Até o início do Séc XX Até o início do Séc XX Fim da Idade Média Fim da Idade Média –Tomada de Constantinopla pelos Turcos Até o início do Séc XX Até o início do Séc XX

12 CiênciaCiência Não basta acompanhar os fatos, é necessário modificá-los para entender como acontecem Não basta acompanhar os fatos, é necessário modificá-los para entender como acontecem Galileu Galilei ( ) Experimentação Galileu Galilei ( ) Experimentação

13 Método Científico -Experimentação -Formulação de Hipóteses -Repetição da experimentação por outros cientistas -Repetição para testagem de hipóteses -Formulação das generalizações e leis -Experimentação -Formulação de Hipóteses -Repetição da experimentação por outros cientistas -Repetição para testagem de hipóteses -Formulação das generalizações e leis Observação e Experimentação Francis Bacon ( )

14 1.Observação 2.Hipótese 3.Experimentação 4.Indução Método INDUTIVO Método INDUTIVO 1.Observação 2.Hipótese 3.Experimentação 4.Indução Método INDUTIVO Método INDUTIVO PARTICULAR GERAL

15 Método Científico René Descartes ( ) Fuga do subjetivismo René Descartes ( ) Fuga do subjetivismo

16 Regras de ouro Regras de ouro 1.Enumeração 2.Análise 3.Síntese 4.Evidência Regras de ouro Regras de ouro 1.Enumeração 2.Análise 3.Síntese 4.Evidência MÉTODO CARTESIANO RENATUS CARTESIUS MÉTODO CARTESIANO RENATUS CARTESIUS

17 Método Científico Dividir todos os problemas em tantas partes quantas necessárias para resolvê-los adequadamente;

18 Método Científico Conduzir ordenadamente os pensamentos: dos mais simples para os mais complicados;

19 Método Científico Realizar periodicamente revisões cuidadosas;

20 Método Científico Acolher como verdadeira exclusivamente a conclusão que não deixe dúvida. Se houver dúvida, a conclusão deve ser rejeitada. Acolher como verdadeira exclusivamente a conclusão que não deixe dúvida. Se houver dúvida, a conclusão deve ser rejeitada.

21 Sir Isaac Newton (1642/ )

22 Medicina Experimental Medicina Experimental Recomenda Galileu, Bacon e Descartes Recomenda Galileu, Bacon e Descartes Durante a pesquisa, a observação modifica o raciocínio. (LIÇÃO DOS FATOS) Durante a pesquisa, a observação modifica o raciocínio. (LIÇÃO DOS FATOS) Medicina Experimental Medicina Experimental Recomenda Galileu, Bacon e Descartes Recomenda Galileu, Bacon e Descartes Durante a pesquisa, a observação modifica o raciocínio. (LIÇÃO DOS FATOS) Durante a pesquisa, a observação modifica o raciocínio. (LIÇÃO DOS FATOS) Claude Bernard ( )

23 O êxito de uma tarefa depende 5% de inspiração e 95% de transpiração Pensamento Científico Tomas Edison ( )

24 Pensamento Científico Santiago Ramón y Cajal ( ) O êxito em qualquer empreendimento decorre de um grande esforço trabalhando uma boa idéia O êxito em qualquer empreendimento decorre de um grande esforço trabalhando uma boa idéia

25 Regras para Investigação Científica 1.Independência mental 2.Curiosidade 3.Perseverança 4.Devoção à pátria 5.Desejo de boa reputação Regras para Investigação Científica 1.Independência mental 2.Curiosidade 3.Perseverança 4.Devoção à pátria 5.Desejo de boa reputação Não existem pesquisas esgotadas, existem pesquisadores cansados.

26 Idade contemporânea Tecnologia e Mídia Este é um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade. Neil Armstrong ( )

27 Idade Contemporânea Do início do Séc XX… Do início do Séc XX…

28 Werner Karl Heisenberg ( ) É lei da natureza não podermos conhecer com exatidão o estado atual de nenhum corpúsculo Princípio da Incerteza de Heisenberg

29 Albert Einstein ( ) A imaginação é mais importante que o conhecimento. A imaginação é mais importante que o conhecimento.

30 CiênciaCiência A ciência progride por revoluções constantes e não por acúmulo de verdades superpostas (Popper). Nos períodos de normalidade da ciência desenvolvem-se linhas de pesquisas (...) (Khun). O surgimento de novas teorias aconteceria em períodos extraordinários (...) quando os paradigmas vigentes não permitem explicar os novos problemas (Khun). A ciência progride por revoluções constantes e não por acúmulo de verdades superpostas (Popper). Nos períodos de normalidade da ciência desenvolvem-se linhas de pesquisas (...) (Khun). O surgimento de novas teorias aconteceria em períodos extraordinários (...) quando os paradigmas vigentes não permitem explicar os novos problemas (Khun). Ciência Contemporânea

31 Karl Raimund Popper (1902 – 1994) Karl Raimund Popper (1902 – 1994) A ciência e a pseudociência

32 Popper – interpretação nova ao conceito de comprovação experimental. Teoria da Falibilidade: característica essencial que servia para separar as crenças, explicações e teorias em duas categorias: científicas e pseudocientíficas. Teoria da Falibilidade: característica essencial que servia para separar as crenças, explicações e teorias em duas categorias: científicas e pseudocientíficas. Popper – interpretação nova ao conceito de comprovação experimental. Teoria da Falibilidade: característica essencial que servia para separar as crenças, explicações e teorias em duas categorias: científicas e pseudocientíficas. Teoria da Falibilidade: característica essencial que servia para separar as crenças, explicações e teorias em duas categorias: científicas e pseudocientíficas. A ciência e a pseudociência

33 Thomas Kuhn Thomas Kuhn Caráter revolucionário do progresso na ciência. Este consiste em uma mudança do paradigma científico. Como os cientistas vêem a realidade. Caráter revolucionário do progresso na ciência. Este consiste em uma mudança do paradigma científico. Como os cientistas vêem a realidade.

34 Thomas Kuhn Nos períodos de normalidade da ciência desenvolvem-se linhas de pesquisas (...). O surgimento de novas teorias aconteceria em períodos extraordinários (...) quando os paradigmas vigentes não permitem explicar os novos problemas. Nos períodos de normalidade da ciência desenvolvem-se linhas de pesquisas (...). O surgimento de novas teorias aconteceria em períodos extraordinários (...) quando os paradigmas vigentes não permitem explicar os novos problemas.

35 Fritjof Capra (1939, Viena)

36 discorre sobre os paralelos, a princípio impossíveis, entre a física quântica e o misticismo oriental discorre sobre os paralelos, a princípio impossíveis, entre a física quântica e o misticismo oriental

37 Fritjof Capra (pensador holístico) explora as mudanças no paradigma social que acompanham as descobertas científicas.

38 Alfonso Bovero ( ) Professor italiano de anatomia da FMUSP Professor italiano de anatomia da FMUSP – Introdução ao método científico no Brasil Introdução ao método científico no Brasil –Seriedade –Pesquisa bibliográfica Professor italiano de anatomia da FMUSP Professor italiano de anatomia da FMUSP – Introdução ao método científico no Brasil Introdução ao método científico no Brasil –Seriedade –Pesquisa bibliográfica

39 Pensamento Científico Treinamento mental Treinamento mental Observação Observação Abnegação Abnegação Perseverança Perseverança Treinamento mental Treinamento mental Observação Observação Abnegação Abnegação Perseverança Perseverança

40 Pesquisa Científica Per Querere perguntar, buscar Per Querere perguntar, buscar Relação de causa e efeito Relação de causa e efeito Não ter idéias preconcebidas Não ter idéias preconcebidas Não aceitar uma idéia preexistente como verdade absoluta Não aceitar uma idéia preexistente como verdade absoluta Per Querere perguntar, buscar Per Querere perguntar, buscar Relação de causa e efeito Relação de causa e efeito Não ter idéias preconcebidas Não ter idéias preconcebidas Não aceitar uma idéia preexistente como verdade absoluta Não aceitar uma idéia preexistente como verdade absoluta

41 OriginalidadeOriginalidade Algo novo e relevante Interpretação nova de fatos antigos Algo novo e relevante Interpretação nova de fatos antigos

42 ImprovisaçãoImprovisação Solução não padronizada ou ainda não estabelecida para um problema

43 CriatividadeCriatividade Criação de algo novo Versatilidade de pensamento Criação de algo novo Versatilidade de pensamento

44 DescobertaDescoberta Capacidade de mostrar a existência de algo que seja desconhecido.

45 O sábio deve organizar, fazemos ciência com fatos assim como fazemos ciência com fatos assim como construímos casas com pedras, construímos casas com pedras, Mas um acúmulo de fatos não é ciência assim como não é uma casa um monte de pedras. Poincaré O sábio deve organizar, fazemos ciência com fatos assim como fazemos ciência com fatos assim como construímos casas com pedras, construímos casas com pedras, Mas um acúmulo de fatos não é ciência assim como não é uma casa um monte de pedras. Poincaré


Carregar ppt "MÉTODO CIENTÍFICO CIÊNCIACIÊNCIA EE Colégio FERA, 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google