A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Batismo no Espírito Santo (parteIII). Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Batismo no Espírito Santo (parteIII). Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira,"— Transcrição da apresentação:

1 Batismo no Espírito Santo (parteIII)

2 Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas.João 15: 4 a 6

3 A Evidência do Batismo no Espírito Santo

4 Qual a evidência do Batismo no Espírito Santo?

5 Posição Batista V- Salvação A salvação é outorgada por Deus pela sua graça, mediante arrependimento do pecador e da sua fé em Jesus Cristo como único Salvador e Senhor. 1. O preço da redenção eterna do crente foi pago de uma vez por Jesus Cristo, pelo derramamento do seu sangue na cruz. 2. A salvação é individual e significa a redenção do homem na inteireza do seu ser. 3. É um dom gratuito que Deus oferece a todos os homens e que compreende a regeneração, a justificação, a santificação e a glorificação. A regeneração é o ato inicial da salvação em que Deus faz nascer de novo o pecador perdido, dele fazendo uma nova criatura em Cristo. É obra do Espírito Santo em que o pecador recebe o perdão, a justificação, a adoção como filho de Deus, a vida eterna e o dom do Espírito Santo. Nesse ato o novo crente é batizado no Espírito Santo, é por ele selado para o dia da redenção final, e é liberto do castigo eterno dos seus pecados.1. Há duas condições para o pecador ser regenerado: arrependimento e fé. Página 6 da Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira

6 Continuação... Como vimos, na Declaração doutrinária, no ato da salvação o novo crente é batizado no Espírito Santo. A evidência deste batismo serão os sinais notórios de que ele foi salvo. Ou seja, a evidência do Batismo no Espírito Santo serão pelo menos duas, a saber:

7 Primeira Evidência O Fruto do Espírito Santo. Gálatas 5:22 e 23 Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei. Esta posição concorda com os ensinos de Jesus em Mateus 12: 33 Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom; ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore. e João 15: 5 Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

8 Segunda Evidência Ao recebermos a graça, somos capacitados pelo Espírito para a obra do corpo de Cristo (a igreja). Esta capacitação ocorre através dos dons espirituais, que nos é dado conforme a Bíblia nos ensina em Romanos 12: 6 a 8 De modo que, tendo diferentes dons segundo a graça que nos foi dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; ou que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com zelo; o que usa de misericórdia, com alegria. O uso destes dons recebidos é também evidência do Batismo no Espírito Santo.

9 Posição da Assembléia de Deus Credo da Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Porto Velho. Nas Assembléias de Deus o credo é chamado de verdade fundamental, ou seja, a base da fé. Cremos Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29) No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade (At 1.5; 2.4; ; ) E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis (Mt 25.46). CGADB - Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil. Extraído de

10 Como vimos no credo da AD de Porto Velho, para as Assembléias de Deus (e para boa parte dos pentecostais), a evidência do Batismo no Espírito Santo é o dom de línguas estranhas, mas esta afirmação tem sustentação bíblica segura? Quando se afirma que só é batizado no Espírito Santo aquele que fala em línguas estranhas, surgem algumas controvérsias que precisam ser solucionadas. Vejamos: OBS: Alguns estudiosos classificam aqueles que dizem que o dom de línguas não é a primeira e obrigatória evidência do batismo no Espírito Santo, mas sim, apenas uma das possíveis evidências, de carismáticos e não de pentecostais.

11 Ponto Um: Há algum texto bíblico ensinando que só é batizado no Espírito Santo, aquele que fala em línguas estranhas? Resposta: Não! Não existe sequer um texto bíblico, nem nos ensinos de Jesus, nem nos dos apóstolos e em lugar nenhum das Sagradas Escrituras.

12 Ponto Dois: Então aonde está a base bíblica para tal ensino? Os textos mais utilizados são: Atos 2: 4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem. Realmente houve línguas estranhas, que simbolizavam a proclamação do Evangelho de Cristo (pelos discípulos) ao mundo inteiro. No entanto, foram línguas humanas conhecidas. Atos 10: 45,46 e 19:6 Os crentes que eram de circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que também sobre os gentios se derramasse o dom do Espírito Santo; porque os ouviam falar línguas e magnificar a Deus.Havendo-lhes Paulo imposto as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e falavam em línguas e profetizavam. Nestes textos também houve línguas estranhas, que mostraram não haver divisão entre judeus e gentios na graça, também, que não era preciso conversão ao judaísmo para inclusão na Igreja.

13 Continuação... Atos 8: 17 e 18 Então lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo. Quando Simão viu que pela imposição das mãos dos apóstolos se dava o Espírito Santo, ofereceu-lhes dinheiro, Não há comprovação que eles falaram em línguas estranhas, há no máximo um indício. Atos 9: 17e 18 Partiu Ananias e entrou na casa e, impondo- lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, enviou-me para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. Logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista: então, levantando-se, foi batizado. O termo cheio do Espírito Santo, pode até indicar batismo no Espírito Santo. Mas não indica falar em línguas estranhas, não há a mínima base para isto. Em suma, nenhum dos textos diz que só aqueles que falam em línguas são batizados no Espírito Santo. Nos cinco casos estudados, a questão de línguas é absurda em um, dúbia em outro e em três existem motivos peculiares para manifestação deste dom, no momento do batismo com Espírito Santo.

14 Uma questão indiscutível Estar cheio do Espírito Santo, não implica em ter que falar em línguas. Lucas 4 :1 Jesus, pois, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão; e foi levado pelo Espírito ao deserto, Jesus cheio do Espírito Santo, não falou em línguas e sim venceu a tentação. Quem está cheio do Espírito, vence as tentações. Lucas 1: 41e42 Ao ouvir Isabel a saudação de Maria, saltou a criancinha no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo, e exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre! Isabel cheia do Espírito Santo, não falou em línguas e sim abençoou Maria. Quem está cheio do Espírito, abençoa as vidas ao seu redor.

15 Continuação... Lucas 1: 67 Zacarias, seu pai, ficou cheio do Espírito Santo e profetizou, dizendo: Zacarias cheio do Espírito Santo, não falou em línguas e sim profetizou. Quem está cheio do Espírito, profetiza. Atos 4: 8 Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Autoridades do povo e vós, anciãos, Pedro cheio do Espírito Santo, não falou em línguas e sim foi sábio para pregar e testemunhar. Quem está cheio do Espírito, prega e testemunha com sabedoria.

16 Continuação... Atos 4: 31 E, tendo eles orado, tremeu o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com intrepidez a palavra de Deus. Os irmãos cheios do Espírito Santo, não falaram em línguas e sim pregaram com ousadia. Quem está cheio do Espírito, é ousado na evangelização. Atos 7: 55 Mas ele, cheio do Espírito Santo, fitando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus, Estevão cheio do Espírito Santo, não falou em línguas e sim teve uma visão. Quem está cheio do Espírito, vê o sobrenatural do Senhor.

17 Continuação... Atos 11: 24 porque era homem de bem, e cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor. Barnabé cheio do Espírito Santo, não falou em línguas e sim destacava- se sua fé. Quem está cheio do Espírito, crer até no que parece impossível. Atos 2: 4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem. Este texto é mais um exemplo do que pode ocorrer quando um salvo é cheio do Espírito Santo, mas não é uma regra a ser seguida cegamente.

18 Qual é a base bíblica para crermos que todos os salvos são batizados no Espírito Santo? I Coríntios 12: 7 a 13 A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito para o proveito comum. Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; a outro a operação de milagres; a outro a profecia; a outro o dom de discernir espíritos; a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação de línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer. Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo. Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.

19 Conclusão Paulo nos ensina que o Espírito Santo, distribui o dom a cada um visando um fim proveitoso, assim, mostra que a cada um é dado certo tipo de dom, nem todos falam em línguas. No entanto, escrevendo a toda Igreja de Corinto, diz que todos foram batizados em um só Espírito, mesmo os que não falavam em línguas. Biblicamente falando, podemos afirmar que o dom de línguas, não é evidência do batismo no Espírito Santo, e sim, a manifestação notória do fruto do Espírito e dos dons espirituais são evidências do batismo no Espírito Santo.


Carregar ppt "Batismo no Espírito Santo (parteIII). Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google