A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto da Rede Coletora de Esgoto Sanitário Profª Gersina Nobre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto da Rede Coletora de Esgoto Sanitário Profª Gersina Nobre."— Transcrição da apresentação:

1 Projeto da Rede Coletora de Esgoto Sanitário Profª Gersina Nobre

2 Atividades do Projetista Entre as atividades realizadas pelo projetista da rede coletora de esgoto estão: Identificação da área do projeto; Análise da topografia da área; Divisão da área do projeto em bacias e sub-bacias; Indicação da localização e medição do comprimento de cada trecho da rede coletora; Numeração e medição do comprimento de cada trecho da rede coletora; Lançamento das cotas do terreno de montante(CTM) e jusante (CTJ).

3 Divisão da área do projeto em bacias e sub-bacias Essa atividade depende das características da área esgotada. É essencial: Definir a população contribuinte; Localizar as demais unidades do SES (estação elevatória e de tratamento); e Definir o traçado da rede coletora

4 Divisão da área do projeto em bacias e sub-bacias O critério adotado, para a definição das sub-bacias beneficiadas, leva em consideração: o adensamento populacional, a existência de rede coletora não concluída na sub- bacia como um todo; a localização o mais próxima possível de unidades existentes, como estações elevatórias, estações de tratamento de esgoto que pudessem ser ampliadas para a nova vazão;

5 Cont... a condição econômica e social da população beneficiada; a tendência de crescimento devido ao surgimento de novos loteamentos e conjuntos habitacionais em áreas onde o corpo receptor ainda se encontra preservado e principalmente as agressões sofridas por esgotos sanitários. Divisão da área do projeto em bacias e sub-bacias

6

7

8 Divisão em Sub-bacias

9 Indicação da localização da ETE na Planta Cabe ao projetista da rede coletora de esgoto a localização exata da ETE na planta da área a ser esgotada. Definida no estudo de concepção do sistema

10 condição de assimilação dos efluentes tratados (Auto depuração do rio); Melhores condições de infraestrutura (Energia); Área sem nenhuma benfeitoria a ser indenizada; Estudo da direção dos ventos predominantes; Maior distância em relação à área urbana; Melhor localização para o afastamento dos esgotos das áreas de expansão a jusante da área urbana. Indicação da localização da ETE na Planta Itens a serem observados:

11

12 A partir dessa etapa, o projetista tem idéia do sentido de escoamento do esgoto sanitário, facilitando a elaboração de alternativas da rede coletora Indicação da localização da ETE na Planta

13 Desenho do traçado da rede coletora de esgoto. Nessa etapa são desenvolvidas e comparadas diferentes alternativas de traçado, para definição a que apresenta o caminhamento mais simples e direto da rede coletora de esgoto. Ler: artigo II ESTUDO DE ALTERNATIVAS DE TRAÇADO DA REDE COLETORA DE ESGOTO SANITÁRIO E AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA NA REDUÇÃO DOS CUSTOS DE CONSTRUÇÃO.

14 Desenho do traçado da rede coletora de esgoto. Facilita a operação e a manutenção Reduz o custo construtivo ao evitar o assentamento de coletores de grande profundidades; Quando possível evita a utilização de estações elevatórias de esgoto. São utilizados círculos e traços para representar as singularidades (PVs e TILs) e os coletores de esgoto.

15 O sentido de escoamento de esgoto em cada trecho (distância entre duas singularidades) é identificado por setas. Desenho do traçado da rede coletora de esgoto.

16 Traçado da rede de esgoto

17 Desenho do traçado da rede coletora de esgoto.

18 São utilizados círculos e traços para representar as singularidades (PVs e TILs) e os coletores de esgoto.

19 Desenho do traçado da rede coletora de esgoto. Conveniente ter: Conhecimento prévio da urbanização e das características do solo; Obter cadastros ou realizar pesquisa de campo para identificar elementos de outros sistemas de infra- estrutura urbana Abastecimento de água; Drenagem pluvial; Energia elétrica, telefone, etc. Podem representar obstáculo ao traçado da rede coletora de esgoto

20 Desenho do traçado da rede coletora de esgoto.

21

22

23

24 CERTO!

25 Desenho do traçado da rede coletora de esgoto. ERRADO!

26 EMISSÁRIO

27 Numeração e medição do comprimento de cada trecho da rede coletora A numeração dos trechos da rede coletora deve ser em sequência e na forma padronizada: n.m Onde: n: numeração comum a todos os trechos de determinado coletor; m: numeração específica de cada trecho de determinado coletor, devendo ser utilizada ordem crescente do primeiro trecho (montante) até o ultimo trecho do coletor (jusante)

28 Normalmente o coletor de maior extensão recebe numeração 1.m; O primeiro trecho de qualquer coletor, também denominado trecho de cabeceira, tem numeração n.1 Numeração e medição do comprimento de cada trecho da rede coletora

29

30 Exercício 1


Carregar ppt "Projeto da Rede Coletora de Esgoto Sanitário Profª Gersina Nobre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google