A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFESSORA LÚCIA BRASIL O TEXTO ARGUMENTATIVO ESTRATÉGIAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFESSORA LÚCIA BRASIL O TEXTO ARGUMENTATIVO ESTRATÉGIAS."— Transcrição da apresentação:

1 PROFESSORA LÚCIA BRASIL O TEXTO ARGUMENTATIVO ESTRATÉGIAS

2 Quando usamos a argumentação? quando queremos defender um ponto de vista quando apresentamos a nossa opinião quando propomos uma solução quando queremos convencer os outros a aceder a um pedido nosso. O que é argumentar? É persuadir racionalmente.

3 Quando temos que construir um texto argumentativo? A dissertação, o comentário, a exposição escrita, mas também um simples artigo de opinião ou uma crítica de cinema ou de música exigem a elaboração de um texto argumentativo bem estruturado, segundo um esquema lógico.

4 Como se constrói um texto argumentativo? 1.Estrutura do texto/Progressão temática Introdução: Parágrafo inicial no qual se apresenta a proposição (tese, opinião, declaração). Deve ser apresentada de modo afirmativo, claro e bem definido, sem referir quaisquer razões ou provas. Desenvolvimento: Análise/explicitação da proposição apresentada; apresentação dos argumentos que provam a verdade da proposição: fatos, exemplos, citações, testemunhos, dados estatísticos. Conclusão: Parágrafo final, no qual se conclui com uma síntese da demonstração feita no desenvolvimento.

5 2. Escolha e ordenação dos argumentos deve-se: encontrar argumentos adequados; recorrer, sempre que possível e desejável, à exemplificação, à citação, à analogia, às relações causa-efeito; organizar os argumentos por ordem crescente de importância. 3. Adequação do texto ao objetivo e ao destinatário (informar, convencer, emocionar) Deve-se: usar um registro adequado à situação e ao destinatário; utilizar referências de conteúdo que o destinatário possui, de forma a que este o possa interpretar corretamente.

6 4. Articulação e progressão do discurso: Deve-se:estabelecer uma rede de relações lógicas entre as palavras, as frases, os períodos e os parágrafos; construir um raciocínio que se vai desenvolvendo através de: correta estruturação e ordenação das frases; uso correto dos conectores do discurso; respeito pelas regras de concordância uso adequado dos pronomes que evitam as repetições do nome; utilização de um vocabulário variado, com recurso a sinônimos, antônimos.

7 O TEXTO ARGUMENTATIVO 1.Preparação da argumentação: _ que quero eu provar? _ procura de argumentos (seleção, número, precisão) _ disposição dos argumentos (plano, encadeamento _ disposição dos contra-argumentos _ estes argumentos e contra-argumentos são realmente válidos? _ Fatos, exemplos, testemunhos… _ enunciar soluções / propostas; _ formular juízos de valor (concordância ou discordância final)

8 2. Redação /Estrutura do texto argumentativo: _ Introdução: um parágrafo único; afirmação polêmica _ Desenvolvimento: dois ou mais parágrafos; argumentos e contra-argumentos, exemplos (cada parágrafo do desenvolvimento deve decompor-se em três elementos: ponto de partida, argumento e exemplo; os parágrafos devem ser encadeados uns nos outros pelos conectores lógicos) _ Conclusão: um parágrafo único; retoma da afirmação inicial confirmada ou contrariada

9 3. Qualidades do texto argumentativo: _ Rigor, clareza, objetividade, coerência, sequencialização, riqueza lexical 4. Conectores lógicos: _ Copulativas: e; nem; também; não só... mas também; tanto... Como _ Adversativas (oposição): mas; porém; todavia; contudo; apesar disso; ainda assim; não obstante; no entanto _ Conclusivas (efeito): logo; pois; portanto; por conseguinte; por consequência; por isso

10 _ Explicativas: pois _ Causais: porque; como; visto que; pois que; já que _ Comparativas: como; conforme; segundo; assim como... assim também; mais... Do que; menos... do que; ao passo que -Temporais: quando; enquanto; apenas; mal; logo que; antes que; depois que; assim que; à medida que _ Concessivas (hipótese): embora; conquanto; ainda que; mesmo que; se bem que; apesar de que _ Consecutivas (consequência): tal que; de tal modo que; tanto que; de maneira que _ Finais: para que; a fim de que

11

12

13 Antárctica a boa. Nessa peça publicitária da cerveja Antárctica, há o bar da Boa, em que o sintagma nominal boa refere-se tanto à cerveja, como à mulher, aqui, a atriz Juliana Paes. Além dessa comparação, a publicidade, a partir das premissas de ordem geral, criou um lugar de gente feliz, cuja representação se dá por meio de um bar repleto de celebridades que precisam fazer alguma coisa engraçada, como dançar, ou cantar para conseguir a bebida desejada, no caso a cerveja. O ambiente é sempre alegre e descontraído. Há o apelo ao emocional, aos valores e à credibilidade do anunciante. Os atores, na maioria celebridades, como já dito, servem de modelos para os consumidores comuns. O foco no status social dos participantes é bastante evidente.


Carregar ppt "PROFESSORA LÚCIA BRASIL O TEXTO ARGUMENTATIVO ESTRATÉGIAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google