A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perfil Fitoquímico, extração e isolamento de metabólitos de plantas medicinais. Allan Vinícius Félix Lourenço Programa Institucional de Bolsas de Iniciação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perfil Fitoquímico, extração e isolamento de metabólitos de plantas medicinais. Allan Vinícius Félix Lourenço Programa Institucional de Bolsas de Iniciação."— Transcrição da apresentação:

1 Perfil Fitoquímico, extração e isolamento de metabólitos de plantas medicinais. Allan Vinícius Félix Lourenço Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica/PIBIC Prof Dra Tomoe Nakashima/Ana Cláudia da Silveira/Sabrina Freitas de Oliveira Introdução/Objetivos Método Resultados/Discussão Conclusões Referências A espécie Eucalyptus grandis pertence à família Myrtaceae. O gênero Eucalyptus possui cerca de 400 espécies no Brasil, sendo muito usada na medicina popular como no combate de nefrites, febres, bronquites, asma, males na bexiga, reumatismo, diabetes e inflamação na garganta. Há relatos na literatura da presença de polifenóis, como taninos e flavonoides, que podem variar suas concentrações em diferentes espécies de Eucalyptus. Tendo em vista a necessidade de aumentar o conhecimento sobre esses metabólitos para possíveis testes biológicos, essa pesquisa tem por objetivo isolamento e purificação dos flavonoides das folhas do Eucalyptus grandis. Preparo do extrato acetônico: Na obtenção do extrato acetônico das folhas do Eucalyptus grandis, realizou-se um prévio desengorduramento (hexano) e despigmentação (clorofórmio). Realizou-se a extração por maceração utilizando acetona, sendo os extratos submetidos aos testes fitoquimicos para detecção de flavonoides e foram reunidos e concentrados utilizando o rotavaporizador. Cromatografia em papel Whatman 3 : Do extrato acetônico transferiu-se uma alíquota para o metanol, para a realização de cromatografias em papel Whatman 3 com a fase móvel ácido acético a 10%. As bandas correspondentes a dos flavonoides foram recortadas e colocadas em enlermeyer com metanol. Cromatografia em camada delgada em placas de celulose: Uma alíquota das bandas obtidas, foi cromatografada em cromatoplacas de celulose utilizando como fase móvel clorofórmio/metanol/água/ácido acético na proporção de 36:12:1:1. As bandas obtidas foram raspadas e colocada em béqueres contendo metanol, foram agitados e filtrados com papel de filtro após a reextração. Análise espectrofotométrica: Com as substâncias obtidas foram feitas soluções de 0,4 mg/mL e realizou-se análises espectrofotométricas por varredura nos comprimentos de ondas de 250 a 500 nm. As leituras foram efetuadas com: Amostra (0,4 mg/mL) Amostra + 3 gotas de NaOH a 2,5% Amostra + 6 gotas de AlCl3 5% Amostra + 6 gotas de AlCl3 + 3 gotas de HCl em água 50/100 Amostra saturada com Acetato de sódio anidro Amostra saturada com Acetato de sódio anidro e Ácido bórico MABRY, T. J., MARKHAM, K. R., THOMAS, M. B. The Systematic Identification of Flavonoids. Springer Berlin Heidelberg; NAKASHIMA, T. Étude phytochemique, évaluation des activités antifongiques et antivirales de trois Verbenaceae: Lippia alba N.E. Brown, Lippia multiflora Mold, Citharexylum myrianthum Cham.Thèse, Institut National Polytechnique de Toulouse, Toulouse, France. 199p, Cromatografia em papel Whatman 3: resultou em duas frações que foram das bandas de Rf 0,30 e Rf 0,62, quantidades obtidas dessas foram de 18,5 mg e 5,5 mg respectivamente. CCD em placa de celulose da banda de Rf 0,30: apresentou duas bandas principais com Rf de 0,77 e 0,92. Análise espectrofotométrica do Rf 0,77: A absorvância obtida é caracteristicas dos flavonoides, em que os picos apresentam as bandas I e II dessa classe. Sendo que o composto do Rf provavelmente se trata de um flavonol, em que se tem como caracteristicos absorção da banda I na faixa de 300 a 380 nm, e absorção da banda II em 240 a 280 nm. Comparando os resultados obtidos com a literatura, o flavonoide sugere ser a galangina ou a fisetina. Análise espectrofotométrica do Rf 0,92: Os resultados são característicos de flavonoides do tipo isoflavona, em que a banda I ( nm) apresenta pouca absorção no U.V. A partir da comparação com a literatura, a substância obtida do Rf 0,92 pode ser os isoflavonoides irigenina ou iridina. Diante dos dados obtidos, pode-se concluir que esta pesquisa mostra-se promissora, sugerindo a continuidade visando à realização de análises por espectroscopia de ressonância magnética nuclear e por espectroscopia de infravermelho das substâncias obtidas, para que se possam elucidar as estruturas químicas desses compostos. AmostraAmostra + 3 gotas de NaOH a 2,5% Amostra + 6 gotas de AlCl3 5% Amostra + 6 gotas de AlCl3 + 3 gotas de HCl em água 50/100 Amostra saturada com Acetato de sódio anidro Amostra saturada com Acetato de sódio anidro e Ácido bórico AmostraAmostra + 3 gotas de NaOH a 2,5% Amostra + 6 gotas de AlCl3 5% Amostra + 6 gotas de AlCl3 + 3 gotas de HCl em água 50/100 Amostra saturada com Acetato de sódio anidro Amostra saturada com Acetato de sódio anidro e Ácido bórico Picos: 340,266.Picos: ; Picos:266; 360; 404 Picos: ; ; 391 Picos:253; Picos: 260; Pico: 267.Picos: 272; 383. Picos: 263; 342Picos: 273; 340. Pico: 270Pico: 267


Carregar ppt "Perfil Fitoquímico, extração e isolamento de metabólitos de plantas medicinais. Allan Vinícius Félix Lourenço Programa Institucional de Bolsas de Iniciação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google