A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bacterioses Prof. Roberto Machado. GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bacterioses Prof. Roberto Machado. GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA."— Transcrição da apresentação:

1 Bacterioses Prof. Roberto Machado

2 GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA e COQUELUCHE

3 Gonorréia É causada pelo gonococo (Neisseriagonorrhoeae), bactéria transmitida por contato sexual. Provoca dor, ardência e pus ao urinar. Os sintomas são pouco evidentes nas mulheres, o que dificulta o tratamento, com evolução para DIP (Doença Inflamatória Pélvica), que compromete as tubas uterinas e pode causar esterilidade.A infecção pode atingir também a região da orofaringe e anorretal como resultado de práticas sexuais oral e anal. Em cerca de 1 a 3% dos indivíduos com gonorréia assintomática não tratada, o gonococo invade a corrente circulatória dando origem à infecção gonocócica disseminada, manifestada através de artrites, endocardites, meningites e lesões cutâneas. O tratamento deve ser feito sob orientação médica.

4

5 Sífilis É causada pelo Treponema pallidum (espiroqueta), Transmitido, geralmente, por contato sexual (pode passar também da mãe para o feto pela placenta). Um sinal característico da doença é o aparecimento, próximo aos órgãos sexuais, de uma ferida de bordas endurecidas, indolor (o "cancro duro"), Sem tratamento, a doença pode apresentar sérias consequências e comprometer diversos órgãos e o sistema nervoso, provocando paralisia progressiva e morte.

6

7 Pneumonia A maioria das pneumonias é provocada pela bactéria Streptococcus pneumoniae. Começa com febre alta, dor no peito ou nas costas e tosse com expectoração. O médico deve ser consultado

8

9

10

11 Tétano Causado pelo bacilo Clostridium tetani, que pode penetrar no organismo por ferimentos na pele ou pelo cordão umbilical do recém-nascido quando cortado com instrumentos não esterilizados. O doente apresenta dor de cabeça, febre e contrações musculares, que provocam rigidez na nuca e na mandíbula. Ha casos de morte por asfixia. A vacinação e os cuidados médicos (é aplicado soro antitetânico em caso de ferimento suspeito) são essenciais.

12

13

14

15 Tuberculose Principal causa de mortes no final do século XIX e início do século XX, segue sendo a infecção mais importante causadora de mortes em adultos no mundo por um único agente infeccioso. Um dos mais significativos e completos estudos sobre a tuberculose foi realizado pelo alemão Robert Koch ( ). Em 1927, Arlindo de Assis aplicava pela primeira vez a BCG oral em recém nascidos Causada pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis), compromete, em geral, os pulmões. O doente apresenta tosse persistente, emagrecimento, febre, fadiga e, nos casos mais avançados, hemoptise (expectoração com sangue). As medidas preventivas incluem vacinação das crianças - a vacina é a BCG (bacilo de Calmet Guérin) - e melhorias dos padrões de vida das populações mais pobres. A infecção ocorre através de partículas infectantes e o tratamento é feito com antibióticos. Estima-se que 1,7 bilhão de pessoas estejam infectadas pelo Mycobacterium tuberculosis, sendo esta doença responsável por cerca de 7% de todas as mortes ocorridas na terra. No Brasil, anualmente ocorrem cerca de mortes por tuberculose

16

17

18

19 FEBRE TIFÓIDE Causada pela Salmonella typhi, Provoca úlceras no intestino, diarréia, cólica e febre. O tratamento é feito com antibióticos. A prevenção inclui vacinas e melhoria das condições sanitárias da população.

20

21

22 BOTULISMO Intoxicação grave provocada pelo Clostridium botulinum ou por seus esporos, presentes em alimentos contaminados. Essa bactéria produz uma toxina que afeta o sistema nervoso, provocando tremores, vômitos e fraqueza muscular progressiva, que pode evoluir para paralisia respiratória e morte. Há maior número de casos por consumo de conservas caseiras do que de alimentos industrializados. Não se deve consumir alimentos com cheiro estranho ou enlatados em que a lata esteja em mau estado de conservação ou estufada.

23

24

25 Meningite meningocócica Infecção das meninges (membranas que envolvem o cérebro e a medula) causada pelo meningococo. Os sintomas iniciais são febre alta, náuseas, vômitos e rigidez dos músculos da nuca (o doente não consegue encostar o queixo no peito). A hospitalização deve ser imediata, com tratamento à base de antibióticos, pois a doença pode ser fatal. Alguns vírus podem provocar meningite.

26

27

28

29 Cólera

30

31

32 Hanseníase Em 1873 o cientista norueguês Gerhard Henrik Amauer Hansen associou o microorganismo Mycobacterium leprae com a doença humana, a partir de biópsias de lesões cutâneas. Causada pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae), causa lesões na pele, nas mucosas e nos nervos (o doente apresenta falta de sensibilidade na pele). A bactéria afeta predominantemente a pele, as vias aéreas superiores, o sistema nervoso periférico e os olhos, podendo levar à cegueira. A lepra tuberculóide é caracterizada por lesões cutâneas e nervosas localizadas e limitadas,.A lepra lepromatosa apresenta lesões generalizadas com uma carga multibacilar de bacilos por grama de tecido, com período de incubação variando entre oito e doze anos.

33

34

35 Difteria Muitas vezes fatal, é causada pelo bacilo diftérico, acometendo principalmente crianças. Surge uma membrana branca na garganta, acompanhada de dor, febre, dificuldade de falar e engolir. O tratamento deve ser feito o mais rápido possível. A vacina antidiftérica esta associada à antitetânica e à antipertussis (contra a coqueluche) na forma de vacina tríplice.

36

37 Coqueluche Doença típica de crianças causada pela Bordetella pertussis. O doente apresenta tosse característica, e o tratamento consiste em repouso, boa alimentação e, se o médico achar necessário, antibióticos e sedativos para a tosse.

38

39 REFERÊNCIAS 1df7.jpg 1df7.jpg lXo/s400/0810.%2520Raiz%2520ramificada.jpg lXo/s400/0810.%2520Raiz%2520ramificada.jpg

40 Conteúdo Roberto Machado Produção e diagramação Roberto Machado Revisão final Roberto Machado


Carregar ppt "Bacterioses Prof. Roberto Machado. GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google