A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Doenças SexualmenteTransmissíveisDoenças SexualmenteTransmissíveis Adriana Vieira nº1 Leandra Pedroto nº17 Não é necessário clicar!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Doenças SexualmenteTransmissíveisDoenças SexualmenteTransmissíveis Adriana Vieira nº1 Leandra Pedroto nº17 Não é necessário clicar!"— Transcrição da apresentação:

1 Doenças SexualmenteTransmissíveisDoenças SexualmenteTransmissíveis Adriana Vieira nº1 Leandra Pedroto nº17 Não é necessário clicar!

2 Introdução Neste trabalho vamos falar sobre doenças sexualmente transmissíveis, dando especial importância: Sífilis Papiloma vírus.

3 O Que São Doenças Sexualmente Transmissíveis? São doenças provocadas por bactérias, fungos e vírus e que se transmitem por contacto sexual íntimo, quando um dos parceiros sexuais se encontra infectado.

4 Sífilis Esta doença é provocada pela bactéria Treponema Pallidum, que apesar de ser altamente contagiosa e perigosa, é curável se for tratada a tempo. A bactéria da sífilis, para sobreviver, precisa de um ambiente quente e húmido.

5 A Sífilis ataca qualquer tecido desde a pele aos ossos, fígado, órgãos genitais e olhos. O seu maior perigo é alcançar o sistema nervoso e o coração, o que pode levar à morte.

6 Sintomas Iniciam-se 3 semanas após o contágio, no local da infecção, na região genital, um pequeno nódulo rosado que evolui para uma úlcera indolor. Na segunda fase da doença, há uma erupção cutânea com sintomas de mal-estar, fadiga, dores de cabeça e nos ossos. Até esta fase a doença é muito contagiosa, mas curável.

7 Tratamento A Penincilina é a melhor forma de tratamento mas, para quem é alérgico, há também outros antibióticos disponíveis para o tratamento desta doença.

8 Papilomavírus humano Este vírus afecta tanto os Homens como as Mulheres e nem sempre causa doenças graves. No entanto é o único responsável pelo cancro do colo do útero – a segunda maior causa de morte entre as mulheres.

9 Sintomas e Detecção Muitas pessoas infectadas com Papilomavírus Humano não apresentam quaisquer sinais ou sintomas, pelo que podem nem saber que o têm. É por isso que é tão importante que as mulheres façam regularmente exame ginecológico e citologico. Só estes exames podem ajudar a detectar alterações celulares antes da doença se tornar mais grave.

10 Formas de contágio Ambas estas doenças contagiam-se quase exclusivamente pelo acto sexual, mas também (embora mais raro) podem transmitir-se de mãe para filho através da placenta ou ainda por contacto com ferimentos causados pela doença.

11 Prevenção Como para as outras doenças de transmissão sexual, a prevenção tem por base a adopção de comportamentos sexuais seguros e a utilização de métodos de barreira, como o preservativo. A prevenção deve também ser feita realizando os testes necessários.

12 Conclusão Podemos concluir que existem várias doenças sexualmente transmissíveis, que embora pouco conhecidas, não deixam de ser perigosas e por isso é tão importante divulga- las e tomar as medidas de prevenção necessárias (como por exemplo: utilização de métodos contraceptivos, realização de testes e exames adequados, o conhecimento do parceiro sexual).

13 Webgrafia dutos/equipamentos-de- diagnostico/informacao-diagnostico/sifilis/ dutos/equipamentos-de- diagnostico/informacao-diagnostico/sifilis/ ncro-do-colo-do-utero-e-o.html ncro-do-colo-do-utero-e-o.html


Carregar ppt "Doenças SexualmenteTransmissíveisDoenças SexualmenteTransmissíveis Adriana Vieira nº1 Leandra Pedroto nº17 Não é necessário clicar!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google