A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CIÊNCIAS NATURAIS 2010/2011 PROF. ISABEL FERNANDES ALUNAS: CAROLINA Nº2 CRISTIANA Nº3 INÊS DUARTE Nº6 INÊS RAMOS Nº7 EB 2/3 Dr. Pedrosa Veríssimo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CIÊNCIAS NATURAIS 2010/2011 PROF. ISABEL FERNANDES ALUNAS: CAROLINA Nº2 CRISTIANA Nº3 INÊS DUARTE Nº6 INÊS RAMOS Nº7 EB 2/3 Dr. Pedrosa Veríssimo."— Transcrição da apresentação:

1 CIÊNCIAS NATURAIS 2010/2011 PROF. ISABEL FERNANDES ALUNAS: CAROLINA Nº2 CRISTIANA Nº3 INÊS DUARTE Nº6 INÊS RAMOS Nº7 EB 2/3 Dr. Pedrosa Veríssimo

2 Índice: - Introdução - O que é a vulvovaginite? - Quais os agentes patogénicos? - Consequências da doença - Principais sintomas - Prevenção - Tratamento - Conclusão - Bibliografia

3 Introdução Neste trabalho vamos abordar o tema das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) mais propriamente a vulvovaginite.

4 O que é a vulvovaginite? É uma inflamação ou uma infecção da vulva, vagina ou no colo do útero, e é uma doença sexualmente transmissível. Esta doença só ocorre nas mulheres.

5 Quais os agentes patogénicos? - Candidaalbicans (fungo) - Clamydiatrachomatis (bactéria) - Tricomonasvaginalis (protozoário) - Entre outros.

6 Contágio - Contacto sexual - Roupa interior - Toalhas - Roupa húmida

7 Consequência da doença: - Artrites (problemas nas articulações) - Infecções nos olhos, pele e boca - Esterilidade* por inflamações das trompas * Esterilidade - incapacidade de ter filhos.

8 Principais sintomas: - Irritação na área genital - inflamação (inchaço) dos grandes lábios, pequenos lábios ou área perineal * - secreção vaginal - odor vaginal fétido - desconforto ou ardência durante a micção* *micção - acto de urinar *perinial - zona que envolve o anûs

9 Tratamento: O tratamento dá-se pela retirada dos agentes agressores através de antibióticos, antifúngicos, cremes ou pomadas bactericidas, comprimidos ou supositórios vaginais. Em alguns casos é necessário adicionar ao tratamento o uso de cremes com corticóides ou com outras hormonas.

10 Prevenção: O uso de roupas adequadamente folgadas e absorventes, juntamente com uma boa área genital, previnem a maior parte dos casos de vulvovaginite. Deve-se ensinar às crianças a forma apropriada de limpar a área genital durante o banho. Saber limpar-se adequadamente depois de ir à casa de banho também é de grande ajuda. Deve-se lavar bem as mãos antes e depois de ir aos sanitários.

11 Conclusão: Podemos concluir que ficamos com mais conhecimentos sobre as doenças sexualmente transmissíveis. E ficamos a conhecer uma doença nova para nós, a Vulvoganite.

12 Bibliografia: A informação foi retirada nos seguintes sites: - -http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/ htm E também tiramos informação na ficha informativa.


Carregar ppt "CIÊNCIAS NATURAIS 2010/2011 PROF. ISABEL FERNANDES ALUNAS: CAROLINA Nº2 CRISTIANA Nº3 INÊS DUARTE Nº6 INÊS RAMOS Nº7 EB 2/3 Dr. Pedrosa Veríssimo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google