A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A CAUSALIDADE DOS ACIDENTES: DISCURSOS E PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Clovis Veloso de Queiroz Neto Confederação Nacional da Indústria - CNI.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A CAUSALIDADE DOS ACIDENTES: DISCURSOS E PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Clovis Veloso de Queiroz Neto Confederação Nacional da Indústria - CNI."— Transcrição da apresentação:

1 A CAUSALIDADE DOS ACIDENTES: DISCURSOS E PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Clovis Veloso de Queiroz Neto Confederação Nacional da Indústria - CNI

2 QUAL É A SITUAÇÃO ? O QUE TEMOS ? O QUE FAZEMOS ?

3 QUAL É A SITUAÇÃO ?

4 Ano Quantidade de Trabalhadores Com CAT Registrada Sem CAT Total Geral de Acidentes Total CATTípicoTrajeto Doença do Trabalho ,69% 9,35% 0,34%

5 ANOTRABALHADORESÓBITOS ÓBITOS / 100 MIL TRAB. ÓBITOS / 10 MIL ACID % 59%

6 BRASIL ÓBITOS 2,693 92,7 milhões BRASIL EUA – ,6 92,4 milhões2.817 ÓBITOS 3,05 ITÁLIA – ,179 MÉXICO – ,239 ESPANHA – ,23 ARGENTINA – ,26 CANADA – ,160 FRANÇA – ,4 PORTUGAL ,867 55º

7 TOTAL 2010

8

9 O QUE TEMOS ?

10 ABNT OIT JUDICIÁRIO LEGISLATIVO MTE MPT MS MPS EXECUTIVO

11 COMISSÃO TRIPARTITE DE SEGURANCA E SAÚDE NO TRABALHO – CT-SST MTE MPSMS

12 CTPP 20 FÓRUNS NR 06 - CNT CNPBz NR 10 -CPNSEE NR 20 - GTT NR 12 - CNTT NR 13 - CNTT NR 18 - CPN NR 22 - CPNM NR 29 - CPNP NR 30 - CPNAq NR 31 - CPNR NR 32 - CNTT NR 34 - CNTT OIT GET Sub. COMBUSTIVÉIS Sub. PLATAFORMAS GTT NR Frigoríficos GTT NR Trab.em Altura GET NR Gestão de SST

13 CTPP NR 15 - Insalubridade Revisão por anexo I – Ruído Contínuo V – Radiações Ionizantes II – Ruído de Impacto III – Exposição ao Calor IV - Revogado VI – Condições Hiperbáricas X – Umidade VII – Radiações Não Ionizantes VIII - Vibrações IX - Frio XI – Agentes Químicos - Exposição XIV – Agentes Biológicos XII – Poeiras Minerais XIII – Agentes Químicos XIIIA - Benzeno Limites de Tolerância

14 CTPP GT Consulta Pública 60 Dias Consulta Pública 60 Dias GTT/CNTT GET GOV EMP TRAB CNA, CNC, CNF, CNI e CNT 34 Normas Regulamentadoras

15

16 14,8% ALIMENTOS 12,2% MINERAL 7,8% OUTRAS 9,5% MADEIRA E PAPEL 18,7% TECIDO E COURO 25,5% METAL 11,3% QUÍMICOS

17 RAT (SAT) FAP NTP PPP REABILITAÇÃO CAT CNPS

18 CEREST Vigilância em Saúde do Trabalhador 178 CEREST 26 Estaduais 152 Regionais 178 CEREST 26 Estaduais 152 Regionais CNS CONFERÊNCIAS – MUNICIPAIS / ESTADUAIS / NACIONAL

19 NBR Comissões Técnicas

20 OIT Recomendações Convenções Brasil Ratificações: 82 Denunciados: 14 Brasil Ratificações: 82 Denunciados: 14

21 Promoção do trabalho decente no setor sucroalcooleiro Programa Nacional de Acompanhamento de Obras na Construção Civil Pesada Programa Nacional de Combate as Irregularidades na Indústria da Construção Civil Banimento do amianto no Brasil Adequação das condições de trabalho nos frigoríficos

22 LEGISLATIVO 71 SST Projetos de Lei PL 7202/2010 – Ofensa Moral como acidente do trabalho PLS 262/2010 – Proteção auditiva nos ambientes de trabalho PL 3890/2000 – Obrigatoriedade de exame periódico de próstata

23 PLS 262/2010 – Proteção auditiva nos ambientes de trabalho

24 JUDICIÁRIO DANO MORAL DANO MATERIAL DANO ESTÉTICO RESP. SOLIDÁRIA AÇÕES REGRESSIVAS RESP. PENAL 1600 AÇÕES

25 O QUE FAZEMOS ?

26 CNI FEDERAÇÕES SINDICATOS EMPRESAS REPRESENTADAS SESI UNIDADES INDÚSTRIA ANUALMENTE TRABALHADORES PROGRAMAS DE SST SENAI MATRÍCULAS UNIDADES SERVIÇOS EM ASSESSORIA IEL UNIDADES EMPRESAS ATENDIDAS PROGRAMA DE ESTÁGIO

27 Organização Mundial de Saúde Reconhecimento de apenas dois Centros Colaboradores em Saúde do Trabalhador no Brasil: - SESI – Departamento Nacional. -FUNDACENTRO– Ministério do Trabalho e Emprego; Organização Mundial de Saúde Reconhecimento de apenas dois Centros Colaboradores em Saúde do Trabalhador no Brasil: - SESI – Departamento Nacional. -FUNDACENTRO– Ministério do Trabalho e Emprego;

28 Campanhas Educativas e Preventivas Sites informativos Publicações técnicas, estudos e pesquisas. Fóruns e Seminários Educação continuada Presencial Educação a Distância Campanhas Educativas e Preventivas Sites informativos Publicações técnicas, estudos e pesquisas. Fóruns e Seminários Educação continuada Presencial Educação a Distância

29 Campanha SST Série de vídeos De Bem com a Vida Série de vídeos De Bem com a Vida

30 REVISTA EM QUADRINHO CARTAZMANUAL Materiais Educativos SAÚDE DO HOMEM

31 Série de vídeos Sempre Alerta e Numa Boa Série de vídeos Sempre Alerta e Numa Boa Série de vídeos NAPO Série de vídeos NAPO

32 1 0 Lugar - VIII International Multimidia Festival XIX – Congresso Mundial de SST da OIT – Set/2011 – Istambul/Túrquia

33 EMPREGADORES TRABALHADORES JOVEM TRABALHADOR indústrias trabalhadores indústrias trabalhadores indústrias trabalhadores (setembro)

34 Pro SST Vida Saudável

35

36 –Panorama de SST da Indústria Brasileira –Modelo WHO – Ambientes de Trabalho Saudável – tradução –Gestão de Riscos Psicossociais - PRIMA –Pesquisa de Qualidade de Vida –Pesquisa Estilo de Vida do Trabalhador da Indústria –Pesquisa Planos de Saúde na Indústria –Pesquisa CAP – DST/AIDS –Pesquisa DNT na Indústria –Panorama de SST da Indústria Brasileira –Modelo WHO – Ambientes de Trabalho Saudável – tradução –Gestão de Riscos Psicossociais - PRIMA –Pesquisa de Qualidade de Vida –Pesquisa Estilo de Vida do Trabalhador da Indústria –Pesquisa Planos de Saúde na Indústria –Pesquisa CAP – DST/AIDS –Pesquisa DNT na Indústria

37 Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho Diagnóstico de Saúde e Estilo de Vida. Diagnóstico das Condições do Ambiente de Trabalho Diagnóstico de Clima Organizacional Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho Diagnóstico de Saúde e Estilo de Vida. Diagnóstico das Condições do Ambiente de Trabalho Diagnóstico de Clima Organizacional

38

39 1.100 participantes

40

41 Em diversos formatos, sempre adequados ao contexto da empresa. Palestras Teatro sócio-educativo Cursos Oficinas Em diversos formatos, sempre adequados ao contexto da empresa. Palestras Teatro sócio-educativo Cursos Oficinas

42

43 Currículos contextualizados para a Indústria: 8 setores Têxtil; Químico; Construção Civil; Madeira e Mobiliário; Couro e Calçados; Alimentos; Petrolífero; Metalurgia – SST tema transversal Currículos contextualizados para a Indústria: 8 setores Têxtil; Químico; Construção Civil; Madeira e Mobiliário; Couro e Calçados; Alimentos; Petrolífero; Metalurgia – SST tema transversal Educação Continuada – Ind. Construção O Aprendendo com Segurança e Saúde no Trabalho – ASST-EJA Possibilita ao trabalhador da Indústria da Construção aprender os conteúdos do currículo da educação básica (CEB) a partir dos conteúdos de Segurança e Saúde no Trabalho (SST). 80 horas Educação Continuada – Ind. Construção O Aprendendo com Segurança e Saúde no Trabalho – ASST-EJA Possibilita ao trabalhador da Indústria da Construção aprender os conteúdos do currículo da educação básica (CEB) a partir dos conteúdos de Segurança e Saúde no Trabalho (SST). 80 horas

44 Aprendendo com Segurança e Saúde no Trabalho 1 – Fortalecendo a identidade do trabalhador 2 – Valorizando e reconhecendo suas qualidades 3 – Convivendo 4 – Valorizando e melhorando a Qualidade de Vida 5 – Cuidando do ambiente de trabalho 6 – Evitando os acidentes de trabalho 7 – Identificando os riscos de acidentes 8 – Agindo Preventivamente 9 – Usando EPIs e EPCs 10 – Multiplicando o Conhecimento Aprendendo com Segurança e Saúde no Trabalho 1 – Fortalecendo a identidade do trabalhador 2 – Valorizando e reconhecendo suas qualidades 3 – Convivendo 4 – Valorizando e melhorando a Qualidade de Vida 5 – Cuidando do ambiente de trabalho 6 – Evitando os acidentes de trabalho 7 – Identificando os riscos de acidentes 8 – Agindo Preventivamente 9 – Usando EPIs e EPCs 10 – Multiplicando o Conhecimento 20 horas

45 1 – CIPA; 2 – Curso Técnico de Segurança no Trabalho; 3 – Avaliação de Agentes Químicos / Físicos / Biológicos; 4 – Ergonomia; 5 – Combate a Incêndio; 6 – Segurança em Serviços com Eletricidade (NR-10); 7 – Primeiros Socorros; 8 – Gerência de Risco (APR, Árvore de Causas, etc); 9 – Cargas Perigosas; 10 – Segurança em Espaço Confinado; 11 – Segurança para Operadores de Empilhadeiras; 12 – Segurança para Operadores de Caldeiras; 1 – CIPA; 2 – Curso Técnico de Segurança no Trabalho; 3 – Avaliação de Agentes Químicos / Físicos / Biológicos; 4 – Ergonomia; 5 – Combate a Incêndio; 6 – Segurança em Serviços com Eletricidade (NR-10); 7 – Primeiros Socorros; 8 – Gerência de Risco (APR, Árvore de Causas, etc); 9 – Cargas Perigosas; 10 – Segurança em Espaço Confinado; 11 – Segurança para Operadores de Empilhadeiras; 12 – Segurança para Operadores de Caldeiras;

46 Segurança e Saúde no Trabalho PCMSO e PPRA integrados Central de aconselhamento em saúde Assistência Médica e Odontológica Promoção da Saúde e Estilo de Vida Saudável (Lazer Ativo) Segurança e Saúde no Trabalho PCMSO e PPRA integrados Central de aconselhamento em saúde Assistência Médica e Odontológica Promoção da Saúde e Estilo de Vida Saudável (Lazer Ativo)

47 1 – Laudo de Insalubridade; 2 – Laudo de Periculosidade; 3 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA; 4 – Programa de Proteção Respiratória - PPR; 5 – Programa de Conservação Auditiva - PCA; 6 – Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho - LTCAT; 7 – Relatórios de Higiene Ocupacional; 8 – Análise da Qualidade Microbiológica do Ar Interior; 9 – Laudo de Ergonomia; 10 – Assessoria a CIPA; 11 – Elaboração de Análise Preliminar de Risco (APR); 1 – Laudo de Insalubridade; 2 – Laudo de Periculosidade; 3 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA; 4 – Programa de Proteção Respiratória - PPR; 5 – Programa de Conservação Auditiva - PCA; 6 – Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho - LTCAT; 7 – Relatórios de Higiene Ocupacional; 8 – Análise da Qualidade Microbiológica do Ar Interior; 9 – Laudo de Ergonomia; 10 – Assessoria a CIPA; 11 – Elaboração de Análise Preliminar de Risco (APR);

48 Implantação de Sistema de Gestão em SST Metodologia do Lazer Ativo Consultoria de Clima Organizacional Implantação de Sistema de Gestão em SST Metodologia do Lazer Ativo Consultoria de Clima Organizacional

49

50

51

52

53

54 Muito Obrigado ! Muito Obrigado !


Carregar ppt "A CAUSALIDADE DOS ACIDENTES: DISCURSOS E PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Clovis Veloso de Queiroz Neto Confederação Nacional da Indústria - CNI."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google