A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Primeiro Encontro de Chefes de Equipe Rio de Janeiro, 25 e 26 de fevereiro de 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Primeiro Encontro de Chefes de Equipe Rio de Janeiro, 25 e 26 de fevereiro de 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Primeiro Encontro de Chefes de Equipe Rio de Janeiro, 25 e 26 de fevereiro de 2010

2 11. Preenchimento das Fichas de Críticas 11.1 Objetivo e Conteúdo (novas Fichas) 11.2Orientações aos INSPCEA e às OI 11.3Ações Corretivas Afetas aos Órgãos Superiores 12. Análise e Parecer 12.1Contestação de Não-conformidades 12.2Alteração de Prazos de PAC ROTEIRO

3 OBJETIVO E CONTEÚDO A Ficha de Crítica se equivale ao Relatório de Inspeção, em termos de importância para o processo. APRESENTAÇÃO -Obrigatória para todos os INSPCEA; -Facultativa para a organização inspecionada, porém o Chefe de Equipe deve valorizar sua importância. OBJETIVOS -Canal direto de comunicação do INSPCEA e da organização inspecionada com a ASOCEA; -Aperfeiçoamento do processo de inspeção e das normas do DECEA; -Sugestões dos INSPCEA e das organizações inspecionadas.

4 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE Disseminar estas orientações aos INSPCEA e às Organizações Inspecionadas.

5 OBJETIVO E CONTEÚDO

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE FLUXO DAS CRÍTICAS ENCAMINHADAS Extrato; e Trâmite.

17 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI EXTRATO DE CRÍTICAS E OBSERVAÇÕES DA INSPEÇÃO

18 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI FLUXOGRAMA DA FICHA DE CRÍTICA ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI FLUXOGRAMA DA FICHA DE CRÍTICA Todos os membros da Equipe de Inspeção deverão efetuar suas críticas e o Chefe de Equipe é responsável por coletá-las e encaminhá-las, juntamente com o Relatório de Inspeção, à ASOCEA. (ICA )

19 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE FUNDAMENTAÇÃO DAS JUSTIFICATIVAS NO CAMPO OBSERVAÇÕES Revisão de normas. Revisão, aperfeiçoamento e correção de protocolos. Respostas negativas por vezes requerem justificativas no campo Observações. Fundamentar a resposta negativa, de forma a evidenciar o problema identificado pelo autor.

20 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE PERTINÊNCIA DA CRÍTICA Críticas que não se referem ao processo de inspeção. Reclamações administrativas que não são de responsabilidade da ASOCEA, tais como transporte, diárias, passagens.

21 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS Redação inadequada para expressar considerações sobre a inspeção por falta de concisão, objetividade e simplicidade. Comentário de forma genérica: Seria necessário melhorar oProtocolo CNS.

22 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS Comentar problemas de natureza administrativa, que não dizem respeito aos aspectos voltados para a segurança operacional. (Entende-se que outros setores do DECEA tratam dessas áreas).

23 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS A refernêcia nacoinal da perugnta TEM do protocologo MET verãso 2 encnotra-se deastuailzada. Susbtiutir Cap 5 por paC 7.

24 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS O INSPCEA não é informado com a antecedência apropriada acerca da inspeção e da composição da equipe. INSPCEA que não recebe material de inspeção com antecedência, prejudicando a preparação da missão.

25 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS Na reunião de abertura, requerer das contra-partes as facilidades necessárias à consecução da missão, bem como desvincular o horário de expediente das atividades de inspeção. Protocolos. Utilizar dois INSPCEA por área para aplicação dos protocolos.

26 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS O protocolo poderia ter abordado questões relativas aos operadores recém chegados. A ASOCEA, por intermédio de seus INSPCEA, poderia revisar e atualizar periodicamente as normas constantes de seus protocolos.

27 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS Sugestões no sentido dos INSPCEA especializados efetuarem validação eficaz nos cursos e avaliar o conteúdo curricular e os laboratórios de simulação de cada especialidade da EEAR. REGINT para os Destacamentos.

28 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS Sobre carga de trabalho dos funcionários em atividades que não dizem respeito ao SNA, apesar de não ter sido constatado não-conformidades. Erro de preenchimento da Ficha de Crítica: em um campoescreve que foi o DTCEA-ME e em outro está escrito que foi o DTCEA-CV. Discussão das Não-Conformidades com o Chefe do Órgão na Reunião de Encerramento.

29 ORIENTAÇÕES AOS INSPCEA E ÀS OI CHEFE DE EQUIPE CASOS CONCRETOS Repetição de críticas pelo Chefe de Equipe, das críticas que foram efetuadas setorialmente pelos INSPCEA. Prover os INSPCEA de NOTEBOOK, mesmo que seja sob cautela. Rádio para comunicação entre o Chefe de Equipe e os INSPCEA.

30 AÇÕES CORRETIVAS AFETAS AOS ÓRGÃOS SUPERIORES AÇÕES CORRETIVAS AFETAS AOS ÓRGÃOS SUPERIORES CHEFE DE EQUIPE Fazer constar da Ficha de Crítica, mas gerar também a Ficha de Não – Conformidade correspondente.

31 AÇÕES CORRETIVAS AFETAS AOS ÓRGÃOS SUPERIORES EXTRATO DE CRÍTICAS E OBSERVAÇÕES DA INSPEÇÃO

32 12.Análise e Parecer 12.1Contestação de Não-conformidades 12.2Alteração de Prazos de PAC ROTEIRO

33 ANÁLISE E PARECER CHEFE DE EQUIPE CONTESTAÇÃO DE NÃO-CONFORMIDADE Motivo: Discordância da OI; e Aplicação indevida. Casos concretos.

34 ANÁLISE E PARECER CHEFE DE EQUIPE CONTESTAÇÃO DE NÃO-CONFORMIDADE Conexões de ramais TF2 e TF3 c/ adm e entre si. Necessidade mínima de observadores meteorologistas paraoperaçãode EMS. Carga de trabalho mensal prevista para os órgãos CTA / escala de serviço de acordo com modelo anexo à ICA

35 ANÁLISE E PARECER CHEFE DE EQUIPE CONTESTAÇÃO DE NÃO-CONFORMIDADE Trâmite.

36 ANÁLISE E PARECER FLUXOGRAMA DA ANÁLISE DE CONTESTAÇÃO DE NÃO-CONFORMIDADES ANÁLISE E PARECER FLUXOGRAMA DA ANÁLISE DE CONTESTAÇÃO DE NÃO-CONFORMIDADES

37 ANÁLISE E PARECER CHEFE DE EQUIPE ALTERAÇÃO DE PRAZOS DE PAC Motivo: Impossibilidade de atendimento no prazo estabelecido.

38 ANÁLISE E PARECER CHEFE DE EQUIPE ALTERAÇÃO DE PRAZOS DE PAC Casos concretos. Aprovação de efetivo operacional mínimo para ECMC. Trâmite.

39 ANÁLISE E PARECER FLUXOGRAMA DA ANÁLISE DE PRORROGAÇÃO DAS AÇÕES CORRETIVAS ANÁLISE E PARECER FLUXOGRAMA DA ANÁLISE DE PRORROGAÇÃO DAS AÇÕES CORRETIVAS

40 REFLEXÃO O mal de quase todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica. Norman Vincent Peale Escritor Americano – 1898 / 1993

41


Carregar ppt "Primeiro Encontro de Chefes de Equipe Rio de Janeiro, 25 e 26 de fevereiro de 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google