A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TREINAMENTO EPI – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Instrutor: José Roberto dos Santos Dias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TREINAMENTO EPI – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Instrutor: José Roberto dos Santos Dias."— Transcrição da apresentação:

1

2 TREINAMENTO EPI – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Instrutor: José Roberto dos Santos Dias

3 NR 6 - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL n n Cabe ao empregador n n Cabe ao empregador quanto ao EPI : n n a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade; n n b) exigir seu uso; n n c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho; n n d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação; n n e) substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado; n n f) responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e, n n g) comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada. n n

4 NR 6 - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL n Cabe ao empregado n Cabe ao empregado quanto ao EPI: n a) usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina; n b) responsabilizar-se pela guarda e conservação; n c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso; e n d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.

5 TIPOS DE EPI`s n Bota de segurança n Capacete n Óculos n Protetor Auricular n Respiradores n Avental n Macacão n Luvas n Mangote n Perneira n Capuz n Creme n Protetor Facial n Mascara de Solda

6 RISCOS AO SISTEMA RESPIRATÓRIO Poeiras: material sólido moído, quebrado ou triturado. Ex.: minério, madeira, grãos, amianto, sílica, etc. Fumos: metal ou plástico aquecido, vaporizado e resfriado rapidamente. Ex.: soldagem, fundição, etc. Névoas: líquidos pulverizados (operação de pintura); Gases: substâncias líquidas ou sólidas nas condições normais de temperatura e pressão (oxigênio, gás carbônico, nitrogênio, etc.); Vapores: caracterizados pelos odores e proveniente da evaporação de líquidos ou sólidos (gasolina, querosene, solvente de tintas, etc.).

7

8

9 DOENÇAS Silicose: sílica (cerâmicas, minerações, pedreiras, metalúrgicas, etc.); Asbestose: fibras de asbesto (amianto); Antracose: partículas de carvão mineral;

10 Pulmão normal n Pulmão sem tecidos enfermos; n Local de trabalho sem contaminantes imediatamente nocivos. n Idade: 36 anos.

11 Pulmão de residente de cidade n Contaminates normais de uma cidade (poluição); n Idade: 42 anos.; n O pulmão apresenta os efeitos dos anos, expostos a poluição da cidade.

12 Pulmão de residente de cidade n Exposição: 15 anos a partículas que contém asbestos numa fábrica têxtil; n Idade: 42 anos; n Causa Mortis: cancer.

13 Pulmão de soldador n Exposição: 34 anos numa fábrica pequena; n Idade: 52 anos; n Enfermidade Ocupacional: provocada por fumos metálicos (siderose e febre).

14 Pulmão do trabalhador de fundição n Exposição: 35 anos em contato com fumos de metais e poeiras de sílica; n Idade: 63 anos; n Enfermidade ocupacional: silicose clássica.

15 MEDIDAS DE PREVENÇÃO MEDIDAS DE ENGENHARIA: ventilação natural e/ou artificial; exaustão. Uso de Equipamento de Proteção Respiratória (EPR)

16

17

18

19 COMO COLOCAR ADEQUADAMENTE UM RESPIRADOR

20

21 CUIDADOS COM O RESPIRADOR n A barba impede o ajuste e vedação do respirador, facilitando a passagem dos contaminantes.

22

23

24 BOTA DE SEGURANÇA n Calçado de segurança para proteção contra impactos de quedas de objetos sobre os artelhos; n Calçado de segurança para proteção dos pés contra choques elétricos; n Calçado de segurança para proteção dos pés contra agentes térmicos; n Calçado de segurança para proteção dos pés contra agentes cortantes e escoriantes; n Calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra umidade proveniente de operações com uso de água; n Calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra respingos de produtos químicos

25 BOTA DE SEGURANÇA

26 PERNEIRA n Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes abrasivos e escoriantes; n Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes térmicos; n Perneira de segurança para proteção da perna contra respingos de produtos químicos; n Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes cortantes e perfurantes; n Perneira de segurança para proteção da perna contra umidade proveniente de operações com uso de água.

27 MACACÃO n Macacão de segurança para proteção do tronco e membros superiores e inferiores contra chamas; n Macacão de segurança para proteção do tronco e membros superiores e inferiores contra agentes térmicos; n Macacão de segurança para proteção do tronco e membros superiores e inferiores contra respingos de produtos químicos; n Macacão de segurança para proteção do tronco e membros superiores e inferiores contra umidade proveniente de operações com uso de água.

28 LUVA n Luva de segurança para proteção das mãos contra agentes abrasivos e escoriantes; n Luva de segurança para proteção das mãos contra agentes cortantes e perfurantes; n Luva de segurança para proteção das mãos contra choques elétricos; n Luva de segurança para proteção das mãos contra agentes térmicos; n Luva de segurança para proteção das mãos contra agentes biológicos; n Luva de segurança para proteção das mãos contra agentes químicos; n Luva de segurança para proteção das mãos contra vibrações; n Luva de segurança para proteção das mãos contra radiações ionizantes

29 LUVA

30 RECUPERAÇÃO DA LESÃO RISCO NÃO USO DO EPI

31 QUEIMADURA AMPUTAÇÕES ESMAGAMENTO

32 DINÂMICA - MÃOS n Agora, usando as duas mãos, desabotoe dois botões de sua camisa. n Em seguida, dobre o polegar em direção à palma da mão e mantenha-o nesta posição. n Com os quatro dedos restantes, em 1 minuto,tente abotoar a camisa. n CONSEGUIU??

33 PROTETOR AURICULAR n Protetor auditivo circum-auricular para proteção do sistema auditivo contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR - 15, Anexos I e II; n Protetor auditivo de inserção para proteção do sistema auditivo contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR - 15, Anexos I e II; n Protetor auditivo semi-auricular para proteção do sistema auditivo contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR - 15, Anexos I e II.

34 Jornada Trabalho x Ruído n Ruído Jornada Permitida n 85 dB horas n 90 dB horas n 95 dB horas n 100 dB hora n 105 dB minutos n 110 dB minutos n 115 dB ,5 minutos

35 PROTETOR AURICULAR

36 ÓCULOS Óculos de segurança para proteção dos olhos contra impactos de partículas volantes; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra impactos de partículas volantes; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra luminosidade intensa; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra luminosidade intensa; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação ultra-violeta; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação ultra-violeta; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação infra-vermelha; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação infra-vermelha; Óculos de segurança para proteção dos olhos contra respingos de produtos químicos. Óculos de segurança para proteção dos olhos contra respingos de produtos químicos.

37

38

39 PROTETOR FACIAL n Protetor facial de segurança para proteção da face contra impactos de partículas volantes; n Protetor facial de segurança para proteção da face contra respingos de produtos químicos; n Protetor facial de segurança para proteção da face contra radiação infra-vermelha; n Protetor facial de segurança para proteção dos olhos contra luminosidade intensa.

40 PROTETOR FACIAL

41 MASCARA DE SOLDA n Máscara de solda de segurança para proteção dos olhos e face contra impactos de partículas volantes; n Máscara de solda de segurança para proteção dos olhos e face contra radiação ultra-violeta; n Máscara de solda de segurança para proteção dos olhos e face contra radiação infra-vermelha; n Máscara de solda de segurança para proteção dos olhos e face contra luminosidade intensa

42 MASCARA DE SOLDA E ÓCULOS MAÇARIQUEIRO.

43 CAPUZ n Capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra riscos de origem térmica; n Capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra respingos de produtos químicos; n Capuz de segurança para proteção do crânio em trabalhos onde haja risco de contato com partes giratórias ou móveis de máquinas.

44 CAPACETE n Capacete de segurança para proteção contra impactos de objetos sobre o crânio; n Capacete de segurança para proteção contra choques elétricos; n Capacete de segurança para proteção do crânio e face contra riscos provenientes de fontes geradoras de calor nos trabalhos de combate a incêndio.

45 USO DO CAPACETE

46 NÃO USO DO CAPACETE

47 MANGOTE n Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra choques elétricos; n Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra agentes abrasivos e escoriantes; n Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra agentes cortantes e perfurantes. n Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra umidade proveniente de operações com uso de água; n Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra agentes térmicos

48 CREME n Creme protetor de segurança para proteção dos membros superiores contra agentes químicos, de acordo com a área de segurança da fabrica AVENTAL Avental de raspa Avental de raspa Avental de lona. Avental de lona.

49 CREME DE PROTEÇÃO

50 AVENTAL

51 CINTO DE SEGURANÇA n Cinturão de segurança para proteção do usuário contra riscos de queda em trabalhos em altura; n Cinturão de segurança para proteção do usuário contra riscos de queda no posicionamento em trabalhos em altura

52 CINTO DE SEGURANÇA

53 NÃO USO DE CINTO DE SEGURANÇA

54 HIGIENIZAÇÃO DE EPI`s Será feita nos seguintes EPI`s: n Óculos: n Protetor auricular tipo plug, protetor facial n Mascara respiratória e capacete n Protetor auricular tipo concha n Bota n Cinto de segurança tipo pára-quedista

55 SALA DE HIGIENIZAÇÃO n A higienização será realizada na sala da Brigada localizada abaixo do forno III. n Será divulgado uma lista com nome dos funcionários ao qual deverão comparecer na sala para higienização dos EPI`s. n Será feito a higienização nos seguintes horários: n Segunda: 09:00 ás 09:30 n Quarta: 16:00 às 16:30 n Sexta: 09:00 às 09:30

56 PERIODICIDADE DAS AREAS PARA HIGIENIZAÇÃO DOS EPI`S n Ensacadeiras e Argamassa: n Todo mês os funcionários deverão comparecer na sala para higienização do EPI`s. n Produção Clinquer, Cimentos e Mineração: n Todo mês os funcionários deverão comparecer na sala para higienização do EPI`s. n Manutenção Mecânica e Manutenção elétrica: n Todo mês os funcionários deverão comparecer na sala para higienização do EPI`s. n Administrativo, Medicina do Trabalho e Almoxarifado: n A cada 02 meses.

57 FIM


Carregar ppt "TREINAMENTO EPI – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Instrutor: José Roberto dos Santos Dias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google