A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GUERRA FRIA NA AMÉRICA LATINA. O CASO CUBANO País insular americano localizado no norte do Mar do Caribe (ou Caraíbas). Os territórios mais próximos são.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GUERRA FRIA NA AMÉRICA LATINA. O CASO CUBANO País insular americano localizado no norte do Mar do Caribe (ou Caraíbas). Os territórios mais próximos são."— Transcrição da apresentação:

1 GUERRA FRIA NA AMÉRICA LATINA

2 O CASO CUBANO País insular americano localizado no norte do Mar do Caribe (ou Caraíbas). Os territórios mais próximos são as Bahamas, a nordeste, o Haiti, a sudeste, os Estados Unidos da América, a norte, a colónia britânica das Ilhas Caymans, a sul, a Jamaica também a sul, e o território norte americano de Navassa, ainda a sul. A ilha foi descoberta Cristóvão Colombo na sua primeira viagem ao que depois seria chamado de Novo Mundo, no dia 27 de outubro de 1492

3 POLÍTICA República socialista, organizada segundo o modelo marxista-leninista (partido único, sem eleições diretas para cargos executivos, ou imprensa livres), da qual Fidel Castro foi o primeiro-secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba e o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros (presidente da República). Fidel afastou-se do poder em 1 de agosto de 2006, pela primeira vez desde a vitória da insurgência, por problemas de saúde. Seu irmão, Raúl Castro, assumiu interinamente as funções de Fidel, exercendo-as até 19 de fevereiro de 2008 nessa condição, quando Fidel Castro renunciou oficialmente. Raúl Castro foi eleito novo presidente de Cuba no dia 24 de fevereiro de 2008 em eleição de candidato único.

4

5 A HISTÓRIA Colônia espanhola, vários foram os movimentos pela independência. A ação dos EUA (o caso Maine ) e a Guerra contra a Espanha. EUA ocuparam a Ilha, desmobilizaram as forças organizadas e impuseram um governo aliadoe a presença das tropas americanas. 1901: aprovação da emenda Platt:tutela econômica e militar dos EUA, bases militares... A base de Guatanamo, até 1999

6 E A SUBORDINAÇÃO CONTINUA O lema repetido: SEM COTA NÃO HÁ PAÍS. A influência soviética e a criação do Partido Comunista em Após vários anos de trocas de governos e instabilidades institucionais, cria-se o Partido do Povo Cubano com a adesão de jovens estudantes, entre eles, o jovem advogado Fidel Castro. Golpe militar com apóio dos EUA e a ditadura de Fulgêncio Baptista no poder. Tentativa de tomada do quartel Moncada em 1953 e a prisão dos combatentes.

7 A PRISÃO O processo de Fidel e o documento Movimento 26 de julho=programa de governo Condenem-me, não importa, a História me absolverá. O programa Moncada e a prisão de Fidel. A anistia e o exílio no México. A volta de Fidel e a fuga de Batista 1959:che Guevara abre caminho para a chegaada triunfante de Fidel ao poder. O processo de Fidel e o documento Movimento 26 de julho=programa de governo Condenem-me, não importa, a História me absolverá. O programa Moncada e a prisão de Fidel. A anistia e o exílio no México. A volta de Fidel e a fuga de Batista 1959:che Guevara abre caminho para a chegaada triunfante de Fidel ao poder.

8 O NOVO GOVERNO O PROGRAMA DE GOVERNO BASEOU-SE EM A HISTÓRIA ME ABSOLVERÁ; E SUA AÇÃO PRIORIZAVA ELEVAR O NÍVEL DE VIDA DO POVO, SUPERAR O ANALFABETISMO, AÇÕES CONTRA A PROSTITUIÇÃO, A CRISE HABITACIONAL, O DESEMPREGO O PROGRAMA DE GOVERNO BASEOU-SE EM A HISTÓRIA ME ABSOLVERÁ; E SUA AÇÃO PRIORIZAVA ELEVAR O NÍVEL DE VIDA DO POVO, SUPERAR O ANALFABETISMO, AÇÕES CONTRA A PROSTITUIÇÃO, A CRISE HABITACIONAL, O DESEMPREGO

9 AS AÇÕES Saúde, educação, habitação, emprego, lazer e cultura deixavam de ser privilégio de alguns para ser direito de todos Nos EUA: aquí estão acostumados que todos os governantes venham pedir dinheiro.Não vim para isso

10 OS LÍDERES

11 , foi O revolucionário Che Guevara

12 A PALAVRA DO REVOLUCIONÁRIO Estaria disposto a entregar minha vida pela libertação de qualquer país latino- americano sem pedir nada a ninguém, sem exigir nada, sem explorar ninguém", "Não deixo para meus filhos e para minha mulher nada material, e não lamento por isso: alegro-me que assim seja. Não peço nada para eles, pois o Estado lhes dará o suficiente para viverem e se educarem."Não há fronteiras nesta luta, nem vamos permanecer indiferentes ao que ocorrer em qualquer parte do mundo. A nossa vitória ou a derrota de qualquer nação do mundo é a derrota de todos", Estaria disposto a entregar minha vida pela libertação de qualquer país latino- americano sem pedir nada a ninguém, sem exigir nada, sem explorar ninguém", "Não deixo para meus filhos e para minha mulher nada material, e não lamento por isso: alegro-me que assim seja. Não peço nada para eles, pois o Estado lhes dará o suficiente para viverem e se educarem."Não há fronteiras nesta luta, nem vamos permanecer indiferentes ao que ocorrer em qualquer parte do mundo. A nossa vitória ou a derrota de qualquer nação do mundo é a derrota de todos",

13 REAÇÕES DOS EUA INCENDIO DE 15 MILHÕES DE ARROBAS DE AÇUCAR; EXPLOSÃO DE NAVIO FRANCES NO PORTO DE HAVANA EMBARGO AMERICANOÀ VENDA DE REMÉDIOS BOMBARDEIO DE HAVANA COM MORTOS BOMBARDEIO AO AEROPORTO DE SANTIAGO DE CUBA

14 RESPOSTA DE HAVANA ESTATIZAÇÕES DE EMPRESAS AMERICANAS; APROXIMAÇÃO DE CUBA, da CHINA E URSS Porque, o que os imperialistas não podem nos perdoar é que estejamos aqui ; o que os imperialistas não podem nos perdoar é a dignidade a inteireza, o valor, a firmeza ideológica, o espírito de sacrifício e o espírito revolucionário do povo de Cuba.É isso o que não podem nos perdoar, que estejamos aqui sob seu nariz, e que tenhamos feito uma Revolução socialista debaixo do próprio nariz dos EUA. ESTATIZAÇÕES DE EMPRESAS AMERICANAS; APROXIMAÇÃO DE CUBA, da CHINA E URSS Porque, o que os imperialistas não podem nos perdoar é que estejamos aqui ; o que os imperialistas não podem nos perdoar é a dignidade a inteireza, o valor, a firmeza ideológica, o espírito de sacrifício e o espírito revolucionário do povo de Cuba.É isso o que não podem nos perdoar, que estejamos aqui sob seu nariz, e que tenhamos feito uma Revolução socialista debaixo do próprio nariz dos EUA.

15 TENTATIVA DE INVASÃO DA BAÍA DOS PORCOS 1961 APÓS 72 HORAS DE COMBATE O PRESIDENTE KENNEDY ASSUMIA TODA A RESPONSABILIDADE. FIDEL CASTRO ANUNCIAVA: O IMPERIALISMO IANQUE SOFREU NA AMÉRICA SUA PRIMEIRA DERROTA. CUBA É EXPULSA DA OEA O BLOQUEIO ECONÔMICO É ACENTUADO A CRISE DOS MÍSSEIS :EUA e URSS

16 PROBLEMAS...OS ANOS DE CHUMBO AÇÕES DE CUBA NA ÁFRICA E AMÉRICA LATINA EMIGRAÇÃO CLANDESTINA PARA OS EUA AÇÕES DE CUBA NA ÁFRICA E AMÉRICA LATINA EMIGRAÇÃO CLANDESTINA PARA OS EUA PROPAGANDA DOS EUA : RADIOS PREGANDO A INSUBORDINAÇ ÃO CIVIL E PROPAGANDEAN DO AS MARAVILHAS DO CAPITALISMO

17 A CRISE DOS ANOS 90 O FIM DA URSS NOVOS DESAFIOS NOVAS DEMANDAS NECESSIDADE DE RENOVAÇÃO DEMOCRACIA:SERÁ POSSÍVEL?

18 A Revolução Cubana completa, contra vento e maré, 45 anos, sobre um quádrupla ilha: a geográfica, a política (Cuba é o único país socialista do Ocidente), a que decorre da exclusão da OEA e a imposta pelo bloqueio americano. Em condições tão adversas, é surpreendente que tenha resistido a dez presidentes dos EUA e a vinte diretores da CIA, e ao efeito dominó causado pela queda do Muro de Berlim. O motivo é o apoio popular à soberania encarnada na figura carismática de Fidel Dos 11 milhões de habitantes, a minoria rica há tempos abandonou a ilha. A maioria sabe que, apesar das dificuldades, o país apresenta índices sociais superiores aos das nações mais ricas do continente. Segundo a ONU (julho/2003), a esperança de vida em Cuba é de 76,5 anos, inferior apenas à da Costa Rica (77,9). É a nação mais alfabetizada da América Latina: 98%da população adulta.

19 >

20 . Dos que se foram de Cuba, fascinados pelo "american way of life", não conheço nenhum que esteja empenhado em melhorar as condições dos pobres nos países que os acolheram. Pelo contrário, os cárceres dos EUA estão repletos de cubanos evadido s > Viver em Cuba exige altruísmo, como viver em comunidade ou, por exemplo, num convento. O nosso deixa pouco espaço para o meu. Como o egoísmo é a nossa tendência negativa mais forte, não são todos que suportam a idéia de que nunca poderão ficar ricos e desfrutar das quimeras que o dinheiro promete. Para quem é rico no Brasil, por exemplo, onde os 10% mais privilegiados possuem 42% da renda nacional (e os 10% mais pobres dividem entre si 0,9%), viver em Cuba é estar condenado ao inferno: nada de carro do ano, férias no exterior, consumo supérfluo ou o prazer de ingerir, em poucos minutos, uma bebida mais cara que o valor do salário mensal do empregado que a serve.

21 Para quem é classe média, é padecer no purgatório: a burocracia, o partido único, as dificuldades impostas pelo bloqueio. Mas para quem está desempregado ou é assalariado, é conhecer o céu: em Cuba não há desemprego, favelas e violência urbana. E todos têm assegurados os três direitos básicos: alimentação, saúde e educação. Qual outro país no continente garante tais direitos humanos ao conjunto de sua população? Em 45 anos, a Revolução cometeu muitos erros, mas nenhum tão grave para levá-la ao fracasso. Dizia-se que Cuba se mantinha graças à União Soviética. Esta desapareceu e nem por isso a Revolução submergiu. Incluo-me entre os que condenam os fuzilamentos que ali ocorrem. Mas não ouço o coro de protestos lembrar que, enquanto governador do Texas, Bush assinou 152 condenações à morte. Nenhum de nós é capaz de imaginar uma base cubana encravada na Califórnia. Porém, o senso comum parece admitir, sem indignação, que haja uma base americana em Guantánamo, agora transformada em masmorra de afegãos, supostos terroristas privados do mais elementar direito de defesa.

22 Pode-se criticar Cuba em muitos aspectos, mas não há como exigir distensão política enquanto a espada de Dâmocles do bloqueio americano pesar sobre o seu pescoço. Se Cuba é tão horrível, por que atrai mais turistas que o Brasil, e a Casa Branca não permite, contrariando todas as leis internacionais, que a ilha mantenha relações diplomáticas e comerciais com o resto do mundo? Com ou sem Fidel, Cuba terá de mudar, pois a história é implacável. > Espero, contudo, que o futuro do país não seja o presente do resto da América Latina: democracias formais cercadas de miséria, drogas, violência e desemprego por todos os lados. E que, no futuro, permaneça, à saída do aeroporto José Martí, em Havana, este painel de boas-vindas a quem chega ao país: "Esta noite, milhões de crianças dormirão nas ruas do mundo. Nenhuma delas é cubana."


Carregar ppt "GUERRA FRIA NA AMÉRICA LATINA. O CASO CUBANO País insular americano localizado no norte do Mar do Caribe (ou Caraíbas). Os territórios mais próximos são."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google