A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formado por um verbo de ligação que liga um nome (Predicativo do sujeito) ao sujeito. A noite estava fria. O atleta parecia cansado. Sua fantasia era.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formado por um verbo de ligação que liga um nome (Predicativo do sujeito) ao sujeito. A noite estava fria. O atleta parecia cansado. Sua fantasia era."— Transcrição da apresentação:

1

2 Formado por um verbo de ligação que liga um nome (Predicativo do sujeito) ao sujeito. A noite estava fria. O atleta parecia cansado. Sua fantasia era de papel. Naquela época, ele parecia outro.

3 Constituído por um verbo significativo que representa o núcleo. Os navios atracaram no cais. O jogador comprou um novo carro.

4 Apresenta dois núcleos: um verbo significativo (núcleo verbal) e um nome (núcleo nominal). As mães esperavam aflitas seus filhos. Joana saiu do escritório contente.

5

6 Servem para ligar uma qualidade (um predicativo) ao sujeito da oração. A depender do caso, podem ser verbos de ligação: ser, estar, parecer, continuar, ficar, andar, permanecer, encontrar- se... Ele é feliz. O diretor parecia calmo. Joaquim está angustiado.

7 José anda preocupado ultimamente. (Predicado Nominal) José anda no calçadão todos os dias. (Predicado Verbal) Por um momento, Maria ficou confusa. (Predicado Nominal) Por um momento, Maria ficou na sala. (Predicado Verbal) Seus filhos encontram-se felizes. (Predicado Nominal) Seus filhos encontram-se na escola. (Predicado Verbal)

8

9 Também chamados de verbos nocionais. Transmitem semanticamente a ação que é expressa pelo verbo da oração. Podem ser Transitivos ou Intransitivos.

10 A ação do sujeito não passa (não transita) para um objeto. A ação realiza-se no próprio sujeito. Neste caso, o verbo intransitivo não exige complemento verbal. Fabiano ria. Os atletas dormem. Os convidados já chegaram.

11 A ação do sujeito passa (transita) para um objeto, que é o alvo da ação. Nesse caso, o verbo transitivo exige um complemento verbal que pode ser um objeto direto, um objeto indireto ou os dois ao mesmo tempo. Carlos comprou um carro. A criança gosta de doce. Solicitei ao diretor meus documentos.

12 Exige um complemento verbal sem preposição, chamado Objeto Direto. Maria prepara a comida. O trabalhador queria o salário.

13 Exige um complemento verbal com preposição, chamado Objeto Indireto. A mulher precisava de um apoio. Todos confiamos em Deus. As eleições contribuem para a democracia.

14 Exige os dois complementos verbais: um sem preposição (objeto direto) e outro com preposição (objeto indireto). O governo ofereceu auxílio aos flagelados. A secretária entregou os documentos à diretora.

15 Entregaram-me sua encomenda. Convidaram-nos para o evento. Culparam-vos do incidente.

16 Os pronomes pessoais oblíquos o a, os e as funcionam sintaticamente como Objeto Direto. Convidei-o para a festa. Não a encontrei na formatura ontem. Como eles não sabiam o caminho, José os levou até o destino. Tenho certeza de que as conheço.

17 Os pronomes pessoais oblíquos lhe e lhes funcionam sintaticamente como Objeto Indireto. Entregaram-lhe os papéis da empresa. Entregaram a ele(a) os papéis da empresa. Nunca lhes obedeceu. Nunca obedeceu a eles(as).


Carregar ppt "Formado por um verbo de ligação que liga um nome (Predicativo do sujeito) ao sujeito. A noite estava fria. O atleta parecia cansado. Sua fantasia era."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google