A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SUJEITO E PREDICADO. SUJEITO É o elemento da oração a respeito do qual damos alguma informação. PREDICADO É a informação que é dada a respeito do sujeito.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SUJEITO E PREDICADO. SUJEITO É o elemento da oração a respeito do qual damos alguma informação. PREDICADO É a informação que é dada a respeito do sujeito."— Transcrição da apresentação:

1 SUJEITO E PREDICADO

2 SUJEITO É o elemento da oração a respeito do qual damos alguma informação. PREDICADO É a informação que é dada a respeito do sujeito.

3 SUJEITO SIMPLES É aquele que apresenta apenas um núcleo. Exemplos As casas da vila foram reformadas. Reformaram-se as casas da vila.

4 SUJEITO OCULTO É quando o sujeito simples é um pronome pessoal do caso reto (eu, tu ele, etc.). Muitas vezes ele não aparece escrito na frase, já que ele fica subentendido na desinência do verbo. Exemplos (nós) Viajamos ontem para Manaus. (eu) Falei com você ontem à tarde.

5 SUJEITO COMPOSTO É aquele que apresenta mais de um núcleo. Exemplos Bois, vacas, bezerros andavam misturados. Vendem-se bois, vacas e bezerros.

6 SUJEITO INDETERMINADO É aquele que o falante não pode ou não quer fixar com exatidão o sujeito. Existem duas estruturas sintáticas para indeterminar o sujeito: a) Oração com verbo na 3ª pessoa do plural. Exemplo: Quebraram o vidro da biblioteca.

7 SUJEITO INDETERMINADO a) Oração com verbo na 3ª pessoa do singular + pronome se. Exemplo: Desconfiou-se dos valores apresentados.

8 ORAÇÃO SEM SUJEITO São orações que apresentam verbos impessoais. Veja a seguir os verbos impessoais mais comuns:

9 Haver no sentido de existir ou de acontecer e quando indica tempo passado. Havia muitas pessoas na festa. Em outubro haverá eleições municipais. Ele se mudou para Salvador há alguns anos. Exemplos

10 Fazer Quando indica tempo (decorrido ou a decorrer). Já fazia dois anos que ele se mudara para o interior. Exemplos

11 Ser Em expressões de tempo. Era verão. Exemplos

12 Verbos indicativos de fenômenos da natureza Ainda não choveu o suficiente este ano. Exemplos

13 OS VERBOS E O PREDICADO

14 E agora, José? A festa acabou, A luz apagou, O povo sumiu, A noite esfriou, E agora, José? (...) (Andrade, Carlos Drummond de. José. In: José.) VERBOS INTRANSITIVOS

15 Observe as seguintes orações: A festa acabou. A luz apagou. O povo sumiu. A noite esfriou. Separando o sujeito do predicado: SujeitoPredicado A festaacabou. A luzapagou. O povosumiu. A noiteesfriou.

16 VERBOS INTRANSITIVOS São aqueles que são capazes de sozinhos formar um predicado, não necessitando, por isso, de complemento.

17 VERBOS TRANSITIVOS SujeitoVerboComplemento O alunocomprou? Lúciaviu? O alunogosta? Lúciaprecisa? Os verbos das frases acima não são capazes de, sozinhos, formar o predicado, por isso exigem um termo para completar-lhes o sentido. São chamados de verbos de predicação incompleto, ou verbos transitivos.

18 O aluno comprou

19 Lúcia viu

20 O aluno gosta

21 Lúcia precisa

22 VERBOS TRANSITIVOS São aqueles que, sozinhos, não são capazes de formar o predicado, exigindo, por isso, um complemento.

23 a) Verbos transitivos diretos; b) Verbos transitivos indiretos; c) Verbos transitivos diretos e indiretos. Todo verbo transitivo exige complemento; dependendo da regência do verbo, o complemento pode vir com ou sem preposição. Por, isso, dividem-se em:

24 VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS Exigem complemento sem preposição. A Rita levou meu sorriso. Eu não falo a sua língua. complemento

25 VERBOS TRANSITIVOS INDIRETOS Exigem complemento com preposição. A Rita gosta de samba. Eu preciso de carinho. complemento

26 VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS E INDIRETOS Exigem dois complementos: um com e outro sem preposição. A Rita deu um sorriso para o colega. Eu emprestei o livro a um amigo. complemento

27 VERBOS DE LIGAÇÃO São verbos praticamente vazios de conteúdo significativo que funcionam como elemento de ligação entre o sujeito e um atributo dele (predicativo do sujeito).

28 Veja os exemplos a seguir: SujeitoVerbo de ligaçãoPredicativo do sujeito Lucianaéalegre. Lucianaestáalegre. Lucianaparecealegre. Lucianapermanecealegre. Lucianaaindaalegre.

29 PREDICATIVO DO SUJEITO É o termo da oração que funciona como núcleo nominal do predicado. Sua função é atribuir uma característica ao sujeito, sempre através da mediação de um verbo (de ligação ou não).

30 TIPOS DE PREDICADO O predicado é tudo aquilo que se informa a respeito do sujeito. Dependendo de onde está concentrada a informação, o predicado pode ser: a) Predicado Verbal b) Predicado nominal

31 Predicado Verbal A informação está concentrada num verbo (transitivo ou intransitivo): o verbo é o núcleo do predicado. Luciana saiu da sala. O avião chegou ao aeroporto.

32 Predicado Nominal A informação está concentrada num nome (o predicativo do sujeito): que é o núcleo do predicado. Nesse caso o verbo não tem conteúdo significativo, é sempre um verbo de ligação. Luciana parecia contente. O avião estava atrasado.

33 Predicado Verbo-Nominal É aquele que apresenta um verbo significativo (verbo transitivo ou intransitivo) e também predicativo. O avião chegou atrasado.

34 Observe a oração: Acidentes acontecem. sujeito predicado Esta oração se compõe apenas do sujeito e do núcleo do predicado. Nesse caso, tendo separado um do outro, a análise sintática está terminada. Já na oração: Graves acidentes automobilísticos acontecem nas estradas. sujeito predicado

35 Aparecem outros elementos dentro do sujeito e do predicado, e outras segmentações poderiam ser feitas, como vem ilustrado no esquema a seguir: Graves acidentes automobilísticos acontecem nas estradas. sujeito predicado Caracteriza o núcleo do sujeito Núcleo do sujeito(nome) Caracteriza o núcleo do sujeito Núcleo do predicado (verbo) Refere-se ao núcleo do predicado, marcando o lugar onde ocorre a ação. Observe que, além do núcleo do sujeito e do núcleo do predicado, qualquer elemento que aparece na oração enquadra-se dentro destas duas possibilidades: Ou vem ligado a um verbo (termo determinante do verbo); Ou vem ligado a um nome (termo determinante do nome).

36 Se um termo da oração vem ligado a um verbo, pode desempenhar uma das quatro funções: Objeto direto * Adjunto adverbial Objeto indireto * Agente da voz passiva Se vem ligado a um nome, pode ser: Adjunto adnominal * Complemento nominal Predicativo * Aposto

37 VERBO TRANSITIVO Segundo a definição original, verbo transitivo é aquele que admite transição para a voz passiva. Exemplo: O lenhador derrubou a árvore. A árvore foi derrubada pelo lenhador. Essa definição corresponde à própria etimologia da palavra transitivo, derivada do verbo latino transire (passar de um lugar para outro). Transitivo seria, então, aquele verbo que tem a propriedade de transitar da voz ativa para a voz passiva.

38 Os verbos portadores dessa propriedade, no geral, pressupõem a participação de dois pólos: * O primeiro pólo é o agente, que desencadeia a ação representada pelo verbo; A ação; Um objeto (o segundo pólo), isto é, um alvo ou uma meta que coincide com o elemento afetado pela ação, ou o resultado dela.

39 O lenhador derrubou a árvore. agente açãoObjeto afetado Ou ainda: O pássaro construiu seu ninho agente ação Resultado da ação Retornando o exemplo já citado, teríamos:

40


Carregar ppt "SUJEITO E PREDICADO. SUJEITO É o elemento da oração a respeito do qual damos alguma informação. PREDICADO É a informação que é dada a respeito do sujeito."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google