A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reunião 14/06/2010 Comitê Promoção e Progressão. PROGRESSÃO SALARIAL E PROMOÇÃO RN nº 2 de 05/03/2010 Comitê Daniel, Julio Kornetz, Edi, Claudia Delaia,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reunião 14/06/2010 Comitê Promoção e Progressão. PROGRESSÃO SALARIAL E PROMOÇÃO RN nº 2 de 05/03/2010 Comitê Daniel, Julio Kornetz, Edi, Claudia Delaia,"— Transcrição da apresentação:

1 Reunião 14/06/2010 Comitê Promoção e Progressão

2 PROGRESSÃO SALARIAL E PROMOÇÃO RN nº 2 de 05/03/2010 Comitê Daniel, Julio Kornetz, Edi, Claudia Delaia, Humberto, David Villas-Boas, Antonio Carlos.

3 6.5 Fica estabelecido, anualmente, para fins de promoção e de progressão salarial nas modalidades citadas nas alíneas a e b da seção 6.1, o limite de recurso financeiro correspondente a 1% (um por cento) da folha de pagamento da Embrapa no ano base do processo, conforme seção 8.1, do PCE. 6.6 O percentual estabelecido na seção 6.5 será dividido da seguinte forma: a) 96,5% (noventa e seis vírgula cinco por cento) serão aplicados, anualmente, nos processos de progressão salarial por mérito e de promoção; b) 3,5% (três vírgula cinco por cento) serão aplicados, anualmente, para progressão salarial por antiguidade

4 7.5 Deverão ser contemplados com três referências, no mínimo, 10% (dez por cento) do total dos empregados elegíveis por agrupamento do SAAD-RH, arredondando- se a fração para o número inteiro imediatamente superior.

5 Será considerado inelegível, para fins de progressão salarial por mérito, o empregado que, durante o ano base de avaliação: a) obtiver EAF igual ou inferior a 0,7 (sete décimos); b) tenha ficado com o seu contrato de trabalho suspenso, por interesse particular, por mais de 90 (noventa) dias consecutivos ou não; c) tenha acumulado mais de 5 (cinco) faltas injustificadas; d) tenha se afastado do serviço por mais de 90 (noventa) dias, consecutivos ou não, em virtude licença médica, excetuados os casos de licença maternidade e licença adoção;

6 e) tenha recebido censura ética, advertência escrita ou suspensão disciplinar; f) tenha interrompido ou deixado de concluir o curso de pós-graduação lato senso, stricto senso ou pós- doutorado, custeado pela Embrapa, sem justificativa aceita pela Empresa, ressalvados os casos de empregados que já tenham ressarcido a Embrapa das despesas realizadas com a sua capacitação; g) tenha permanecido em curso de pós-graduação stricto senso ou em curso de pós-doutorado da Embrapa, na modalidade integral, por tempo superior a 90dias; h) tenha contrato de trabalho com a Embrapa inferior a 12 (doze) meses.

7

8 Progressão Salarial por Antiguidade 8.1 O processo de progressão salarial por antiguidade será coordenado e executado pelo DGP; 8.2 Concorrerão à progressão salarial por antiguidade, os empregados da Embrapa que tenham tempo igual ou superior a 24 meses, contados até o mês de junho do ano do processo, sem melhoria salarial decorrente de progressão salarial, por mérito ou por antiguidade, ou promoção, limitado ao recurso financeiro destinado para essa modalidade. 8.3 A progressão salarial por antiguidade corresponderá a uma referência salarial e será concedida com base em lista classificatória geral da Empresa,

9 Embrapa Solos Disponível para a Promoção na Unidade R$ ,74

10 Sistemática Distribuição de 3 referências para os 10% superiores de cada grupamento; Distribuição da verba por grupamento, iniciando com 1 referência para todos, quando possível, e acrescentando com as sobras; Redistribuição do G17 e G18 e sobras de outros Grupamentos

11 Sobra = R$ 27,38

12 Daniel Vidal Pérez Embrapa Solos


Carregar ppt "Reunião 14/06/2010 Comitê Promoção e Progressão. PROGRESSÃO SALARIAL E PROMOÇÃO RN nº 2 de 05/03/2010 Comitê Daniel, Julio Kornetz, Edi, Claudia Delaia,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google