A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hantavirose. Doença vírica aguda: –Febre hemorrágica com síndrome renal (HFRS) - Ásia –Síndrome pulmonar por hantavirus (HPS) Américas/Brasil Introdução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hantavirose. Doença vírica aguda: –Febre hemorrágica com síndrome renal (HFRS) - Ásia –Síndrome pulmonar por hantavirus (HPS) Américas/Brasil Introdução."— Transcrição da apresentação:

1 Hantavirose

2 Doença vírica aguda: –Febre hemorrágica com síndrome renal (HFRS) - Ásia –Síndrome pulmonar por hantavirus (HPS) Américas/Brasil Introdução

3 Histórico Hantaan –1976, Coréia –roedor Febre hemorrágica da Coréia 1993 identificada em moradores da região sudoeste dos EUA, doença respiratória –Vírus Sin nombre

4 Etiologia RNA, envelopado, fita simples –80 a 120nm Família Bunyanviridae Hantavirus –40 vírus

5 Sensível à maioria dos desinfetantes comuns Sobrevive no ambiente menos de uma semana Sob luz solar é inativado em poucas horas

6 Situação da hantavirose no mundo HFRS Europa, Ásia e China – – casos por ano Coréia do Sul casos/ano Mortalidade 5% na Ásia Hantaan

7 Casos de Síndrome Pulmonar por Hantavírus diagnosticados nas Américas até abril de 1998 PaísCasos Argentina150 casos Brasil10 casos Chile27 casos Canadá13 casos EUA162 casos Uruguai3 casos

8 Situação no Brasil Os primeiros 3 casos de HPS foram identificados em SP, Juquitiba em caso MT 2 em SP SP 1998 Até 2005 já haviam sido notificados 664 casos – 270 óbitos – letalidade de 40,6% Sul do Brasil apresenta 50% dos casos

9 Família Muridae –Subfamília Sigmodontinae 430 espécies de camundongos e ratos Roedores associados a ambientes rurais Cada vírus tem um hospedeiro roedor mais adaptado Epidemiologia

10 SUL

11 região centro e norte do Brasil –Bolomys lasiurius rato do capim ou rato-da-cauda-peluda Região Sul –Oligoryzomys nigripes rato da taquara maioria dos casos ocorre entre outubro e dezembro

12 Os hantavirus NÃO causam doença nos seus hospedeiro reservatórios vírus na saliva, urina e fezes por várias semanas, meses ou toda a vida A excreção viral tem seu ponto máximo aproximadamente 3 a 8 semanas após à infecção Entre roedores mordidas em brigas –Maior transmissão pelos machos demarcação de território

13 Ac em animais domésticos – contato com roedores infectados NÃO existem evidências da transmissão para humanos a partir de animais domésticos Vetores artrópodes aparentemente não estão envolvidos com a transmissão do hantavírus

14 Transmissão para humanos HPS e HFRS –são transmitidas ao homem pelo mesmo mecanismo Inalação de partículas infecciosas da saliva e fezes sob forma de aerossóis Lesões na pele ou conjuntiva –ingestão de água ou alimentos contaminados

15

16 Patogenia P.I 2 a 45 dias Viremia antes dos sinais clínicos –Ac neutralizantes Replicação no endotélio pulmonar, cardíaco e renal –IgA, IgG e IgM neutralização viral Linfócito T citocinas, TNF –Edema pulmonar, depressão, miocardite, hipotensão, insuficiência cardíaca, renal....

17 Sintomas HPS – tosse e dispnéia – febre, dores de cabeça e vômitos – insuficiência respiratória aguda!!!! HFSR – insuficiência renal, uremia, oligúria – Diátese hemorrágica - petéquias, sangramento gengival, etc –febre, dores e vômitos

18 Diagnóstico Sorologia – ELISA – IgM (Adolfo Lutz, Oswaldo Cruz) SN Imunofluorescência RT-PCR Imunoistoquímica

19 Tratamento Não existe tratamento específico Terapia com oxigênio Tratamento de suporte na fase aguda

20 Cuidados básicos Controle de roedores Limpeza da casa Não deixar louças sujas Não guardar restos de comida Proteção individual (luvas, etc) Controle químicos – raticidas Cuidados ao limpar paióis, galpões, etc.

21 Os cães e gatos são importantes para a epidemiologia quando caçam roedores e trazem para as casas

22


Carregar ppt "Hantavirose. Doença vírica aguda: –Febre hemorrágica com síndrome renal (HFRS) - Ásia –Síndrome pulmonar por hantavirus (HPS) Américas/Brasil Introdução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google