A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA Carlos Oití Berbert Ministério da Ciência e Tecnologia Coordenador-Geral das Unidades de Pesquisa – CGUP/SCUP Conselheiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA Carlos Oití Berbert Ministério da Ciência e Tecnologia Coordenador-Geral das Unidades de Pesquisa – CGUP/SCUP Conselheiro."— Transcrição da apresentação:

1 1 ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA Carlos Oití Berbert Ministério da Ciência e Tecnologia Coordenador-Geral das Unidades de Pesquisa – CGUP/SCUP Conselheiro Sênior para o AIPT PLANETA TERRA EM NOSSAS MÃOS: Geociências em benefício da sociedade Brasília, 28 de outubro de 2009 Ministério da Ciência e Tecnologia Programa Conhecimento para Todos

2

3

4 4 Marcos Importantes para o Gerenciamento Ambiental – Declaração da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Humano e Meio Ambiente (Estocolmo, Suécia) – Programa da ONU para o Meio Ambiente - UNEP – Comissão Mundial do Meio Ambiente e Desenvolvimento – Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas - PIMC – Conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - Rio 92 – Conferência de Kioto sobre Mudanças Climáticas – Cúpula Mundial da ONU sobre Desenvolvimento - Joannesburgo 2002 (ou Rio +10) –2006/ Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas - PIMC

5 –Relações entre Desenvolvimento e Meio Ambiente –Encontros e Conferências sobre temas específicos: A Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Humano e Meio Ambiente –Alimentação –Moradia –População

6 –O conceito para o desenvolvimento sustentável: Processo sócio-ecológico caracterizado pelo pleno atendimento às necessidades do homem com a manutenção da qualidade do meio ambiente indefinidamente A Comissão Mundial de Meio Ambiente e Desenvolvimento

7 –A Carta do Rio: 27 Princípios de Relações entre o Homem e a Natureza –A Agenda 21: Metas para alguns dos assuntos relacionados ao Meio Ambiente –A Declaração de Princípios das Florestas –A Convenção da Diversidade Biológica –A Convenção sobre Mudanças Climáticas A Conferência Rio 92

8 8 –Estabilização da concentração de gases poluentes na atmosfera em níveis para prevenir interferência - antropogênica perigosa para o sistema climático. A Conferência de Kioto 1997

9 –Revisão do Progresso da Agenda 21 –Ratificação e Implementação de Convenções e Acordos Internacionais sobre Meio Ambiente A Cúpula de Joannesburgo

10 /2007 –Informações científicas, técnicas e sócio- econômicas relevantes para o entendimento das mudanças climáticas O PIMC

11 Declarações Congressos Nascimentos Conferências Greves Reuniões de Chefes de Chefes de Estados de Estados Cúpulas Seminários Workshops Guerras Mortes EncontrosdeONGs Água Alimentos Moradia Meio Ambiente População Energia Desastres Naturais Economia Clima

12 12 Crescimento da População X Degradação do Planeta

13 13 UN Year of Planet Earth 2008 terra planetaterra Ciências da Terra para a Sociedade O Ano da ONU para o Planeta Terra ( )

14 14 – A Idéia – Assembléia da UNESCO – Proclamação da ONU – Comitê Nacional Marcos Importantes

15 15 AS GEOCIÊNCIAS NO COTIDIANO DO HOMEM TV COMPUTADOR SKATE LUZ ALIMENTO SALA DE AULA CARRO CASA ÁGUA

16 16 Por que um Ano Internacional do Planeta Terra? –Para demonstrar o grande potencial das Ciências das Terra na construção de uma sociedade mais segura, sadia e sustentada. –Para encorajar a sociedade a aplicar este potencial mais eficientemente, em seu próprio benefício.

17 17 Programa de Divulgação Objetivos: –Divulgar na sociedade a grande e ampla importância das geociências para a vida humana e prosperidade. –Estimular a atenção para as contribuições das geociências nos sistemas educacionais nacionais. –Incrementar o entendimento da importância social das geociências por parte dos governantes, políticos, decision makers.

18 18 OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO AIPT –Redução dos riscos dos desastres naturais (ou induzidos) através do conhecimento existente ou adquirido; –Redução dos problemas de saúde das populações através do entendimento dos aspectos médicos das Ciências da Terra; –Inovação na descoberta de recursos naturais, aproveitando-os de maneira sustentada; –Construção de edificações mais seguras e expansão urbana usando condições naturais subterrâneas; –Determinação do fator não-humano nas mudanças climáticas; –Inovação do conhecimento sobre a ocorrência de recursos naturais (como a água subterrânea, os depósitos minerais e energéticos), que são fontes potenciais de tensões políticas entre nações; –Incentivo ao conhecimento das condições especiais dos fundos oceânicos relevantes para a evolução da vida.

19 19 Foco em: –Ciência –Divulgação

20 20 10 Temas Científicos Selecionados 1. Água Subterrânea 2. (Mega)cidades 3.Clima 4.Da Crosta ao Núcleo da Terra 5.Desastres Naturais 6.Oceanos 7.Recursos (Naturais e Energia) 8.Solos 9. Terra e Saúde 10. Terra e Vida

21 21 Qual o volume de água subterrânea existente e quanto dele pode ser utilizado de maneira sustentada ? Como pode ser identificada e gerenciada a explotação das reservas de água fóssil de sorte a se minimizarem a depleção e as conseqüências de eventuais desastres ecológicos ? Como podem os recursos subterrâneos ser protegidos da poluição e como reservatórios poluídos podem ser recuperados ? ÁGUA SUBTERRÂNEA

22 22 Como as práticas de planejamento, construção, manutenção e gerenciamento nas grandes cidades poderão reduzir os riscos ecológicos? (MEGA) CIDADES De que maneira a sustentabilidaade e qualidade de vida dos habitantes das megacidades podem ser incrementadas e como podem os riscos ser diminuídos? Como se poderá assegurar a localização e construção de obras superficiais e subterrâneas cada vez maiores em benefício das populações nessas cidades? Como se pode ter políticas de longo prazo que armonizem as demandas econômicas, sociais e ambientais nesses grandes conglomerados?

23 23 CLIMA se promovam estudos paleoambientais onde existam bons jazigos arqueológicos, especialmente onde aconteceram mudanças culturais. se executem pesquisas biológicas, geológicas, pedológicas e oceanográficas para se identificar a relação entre clima e mudanças de sistemas. se identifiquem mais detalhadamente as regiões de subsidência e elevação, em função do aumento esperado do nível dos oceanos. É preciso que: se identifique a freqüência e as causas dos eventos extremos nos registros geológicos. se entenda melhor as variações das temperaturas tropicais e sua interação com as variações climáticas em zonas temperadas.

24 24 CROSTA E NÚCLEO TERRESTRES Como podemos melhor compreender a transferência de massa da superfície terrestre e sua relação com a reciclagem profunda de material da Terra? Como o nosso melhor entendimento sobre os processos geológicos pode melhorar as nossas previsões sobre os desastres naturais?

25 25 DESASTRES NATURAIS Como os homens vêm alterando a geosfera, a biosfera e a geomorfologia, contribuindo para o incremento de certos desastres naturais e aumentando a sua vulnerabilidade perante eles? Que tecnologias e metodologias são necessárias para diminuir a vulnerabilidade de pessoas e lugares a desastres naturais e como podem ser elas usadas em uma variedade de escalas espaciais? Como o nosso atual conhecimento pode monitorar, predizer e minimizar as variações de um grande desastre natural para outro e como podemos desenvolver e criar novas técnicas de proteção local e global?

26 26 OCEANOS Que processos terrestres afetam a formação e evolução das margens continentais, e que benefícios e ameaças oferecem as margens continentais para a humanidade? Como se interagem a litosfera, hidrosfera e biosfera nas cadeias mesoceânicas e qual o papel que essa interação representa para a origem da vida na Terra ?

27 27 SOLOS Como podemos nos comunicar melhor com a sociedade para melhor aproveitamento dos solos? Como podemos maximizar o uso do conhecimento sobre solos naturais? Onde se poderá expandir a base do conhecimento dos solos para o maior benefício da sociedade e do meio-ambiente? Como podemos associar a base da ciência dos solos com as diversas disciplinas das Ciências da Terra;

28 28 TERRA E SAÚDE (GEOLOGIA MÉDICA/GEOMEDICINA) Como podemos identificar com segurança altos e baixos geoquímicos em solos, sedimentos, rochas e água que podem causar impacto direto ou indireto à saúde, e quais são as ligações críticas entre esses e a saúde humana e animal? Como podem ser estabelecidas cooperações entre países desenvolvidos e em desenvolvimento na busca de soluções para problemas de saúde comuns? Como podemos identificar as causas ambientais para os problemas de saúde conhecidos e, em colaboração com pesquisadores biomédicos e instituições de saúde pública, encontrar soluções para prevenir ou minimizar esses problemas?

29 29 TERRA E VIDA Como podemos melhor entender os processos dinâmicos da biosfera? Como pode o nosso conhecimento avançado auxiliar na sustentabilidade dos sistemas de vida de nosso planeta?

30 30 RECURSOS NATURAIS (MINERAIS) e ENERGIA Até que ponto podem o gás metano e os metano-hidratos contribuírem para a produção global de energia e qual será o impacto ambiental de seu uso? Pode o crescente uso industrial de recursos minerais desenvolver-se através de novas produções sustentadas? Como poderá o conhecimento acumulado da geologia e dos recursos minerais e energéticos proporcionar melhor planejamento, governança, estabilidade e avanço social para um desenvolvimento sustentado?

31 31 O BRASIL E O ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA

32 32 COMITÊ NACIONAL COMITÊS TEMÁTICOS CORPORAÇÃO INTERNACIONAL

33

34 34 EVENTOS IMPORTANTES –11 de janeiro de Londres, Inglaterra –25 de janeiro de Estação Ciência, São Paulo, SP – de abril de Lançamento Regional na América Latina, Brasília, DF –6 – 7 de outubro de 2009 – Conferência de Geociências nos Países de Língua Portuguesa - 20 – 22 de novembro de 2009 – Encerramento do IYPE - Lisboa

35 35 SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA de outubro/ TERRA de outubro/ EVOLUÇÃO & DIVERSIDADE de outubro/ CIÊNCIA NO BRASIL de outubro/ CIÊNCIA NO BRASIL

36 36 Grandes Eventos no Brasil –Concurso para estudantes (nov, 2007 e 2009) –Lançamento Mundial do AIPT: Paris, Unesco (fev, 2008) –Lançamento Regional do AIPT na América do Sul: Brasília, Congresso Nacional (março, 2008) –Reunião Anual da SBPC (julho, 2008) –Semana Nacional de C&T (out, 2007, 2008, 2009) –Congresso Brasileiro de Geologia: Curitiba, PR (out, 2008) –Dia da C&T para a Paz e Desenvolvimento (31 nov, 2008) –Conferência dos Países Lusófonos (out, 2009) –Evento de encerramento do IYPE (nov, 2009) –

37 37 BIG BANG DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS

38 38 O PRINCÍPIO E O (POSSÍVEL) FIM CRIAÇÃO HOJE FIM

39 39 A TERRA NO NOSSO SISTEMA SOLAR Júpiter Saturno Urano Netuno Terra Vênus Marte Mercúrio Plutão

40 40 A TERRA PEQUENA EM TAMANHO, GIGANTE EM IMPORTÂNCIA

41 41

42 42 Muito obrigado pela atenção!


Carregar ppt "1 ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA Carlos Oití Berbert Ministério da Ciência e Tecnologia Coordenador-Geral das Unidades de Pesquisa – CGUP/SCUP Conselheiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google