A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Língua Portuguesa Professora Bia.. Diferença entre denotação e conotação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Língua Portuguesa Professora Bia.. Diferença entre denotação e conotação."— Transcrição da apresentação:

1 Língua Portuguesa Professora Bia.

2 Diferença entre denotação e conotação

3 Figuras de linguagem Figuras de linguagem são estratégias literárias que um escritor pode aplicar em determinado texto com o objetivo de fazer um efeito determinado na interpretação do leitor, são formas de expressão que caracterizam formas globais no texto.

4 Pleonasmo(Vicioso e literário ) O pleonasmo é uma redundância (proposital ou não) em uma expressão, enfatizando-a.

5 Morrerás morte vil na mão de um forte." (Gonçalves Dias)Gonçalves Dias

6 Prosopopeia ( personificação ou animismo ) É a atribuição de qualidades e sentimentos humanos a seres irracionais e inanimados. " A lua, (...) Pedia a cada estrela fria / Um brilho de aluguel..." (Jõao Bosco / Aldir Blanc)

7 Eufemismo Usamos eufemismos sempre que usamos uma palavra ou expressão em lugar de outra que consideramos desagradável ou chocante. É o que acontece quando substituímos morrer por partir desta para melhor, ir para junto de Deus, descansar e outras expressões semelhantes.

8

9 Onomatopeia Significa imitar um som com fonema ou palavra. Ruídos, gritos, sons de animais, barulho de máquinas etc. São de entendimento universal.

10 Antítese Antítese é uma figura de linguagem(figuras de estilo) que consiste na exposição de ideias opostas. Ocorre quando há uma aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos

11 Não existiria som se não fosse o silêncio Não exisitira luz se não fosse a escuridão (Certas Coisas", Lulu Santos)

12 Metáfora Meu pensamento é um rio subterrâneo (Fernando Pessoa)

13 Comparação - É mais facilmente entendida como a aproximação de dois termos que se assemelham.

14 Ironia - é um instrumento de literatura ou de retórica que consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa, deixando entender uma distância intencional entre aquilo que dizemos e aquilo que realmente pensamos. Não diga, meu amor ! Moça linda bem tratada, três séculos de família, burra como uma porta: um amor! (Mário de Andrade)

15

16 Hipérbole - é a figura de linguagem que consiste em expressar uma idéia com exagero. Está muito calor. Os jogadores estão morrendo de sede no campo.

17 Gradação – Consiste em expor as ideias em ordem crescente ou decrescente. Tudo cura o tempo, tudo faz esquecer,tudo gasta, tudo digere,tudo acaba. O trigo... nasceu, cresceu, espinhou, amadureceu, colheu-se, mediu-se.

18 Sinestesia - é uma figura de estilo ou semântica que designa a união ou junção de planos sensoriais diferentes (visão, audição, olfato, paladar,tato ) "O brilho macio do cetim." (visão + tato) "O doce afago materno." (paladar + tato) "Verde azedo." (visão + paladar) "Aroma gritante." (olfato + audição)

19 Metonímia – consiste em empregar um termo em lugar de outro,havendo entre ambos uma relação de sentido. Autor pela obra: Gosto de ler Machado de Assis. (= Gosto de ler a obra literária de Machado de Assis.) Inventor pelo invento: Édson ilumina o mundo. (= As lâmpadas iluminam o mundo.) Símbolo pelo objeto simbolizado: Não te afastes da cruz. (= Não te afastes da religião.) Lugar pelo produto do lugar: Fumei um saboroso havana. (= Fumei um saboroso charuto.) Efeito pela causa: Sócrates bebeu a morte. (= Sócrates tomou veneno.)

20 Causa pelo efeito: Moro no campo e como do meu trabalho. (= Moro no campo e como o alimento que produzo.) Continente pelo conteúdo: Bebeu o cálice todo. (= Bebeu todo o líquido que estava no cálice.) Instrumento pela pessoa que utiliza: Os microfones foram atrás dos jogadores. (= Os repórteres foram atrás dos jogadores.) Parte pelo todo: Várias pernas passavam apressadamente. (= Várias pessoas passavam apressadamente.) Gênero pela espécie: Os mortais pensam e sofrem nesse mundo. (= Os homens pensam e sofrem nesse mundo.)

21 Singular pelo plural: A mulher foi chamada para ir às ruas na luta por seus direitos. (= As mulheres foram chamadas, não apenas uma mulher.) Marca pelo produto: Minha filha adora danone. (= Minha filha adora o iogurte que é da marca danone. Espécie pelo indivíduo: O homem foi à Lua. (= Alguns astronautas foram à Lua.) Símbolo pela coisa simbolizada: A balança penderá para teu lado. (= A justiça ficará do teu lado.)

22 A marca pelo produto Quando a marca vira nome..

23 Bom Bril – nada mais é do que a chamada esponja de aço. O comum é falar Bom Bril, mesmo que seja da Assolan ou ainda que seja uma palha de aço. Cotonete – Cotonete é uma marca criada pela Johnson & Johnson. O nome correto é hastes de algodão flexível. Situação semelhante a do Bom Bril… Ninguém pede uma haste flexível.

24 Maizena – até em programas de culinária é comum ouvirmos a cozinheira citar Maizena e não amido de milho. Maizena é uma marca do grupo Unilever. Band-Aid – a Johnson & Johnson deve ter uma divisão bem remunerada pra criar esses nomes-marcas. Band-Aid é mais um, sinônimo de curativo adesivo.

25 Xerox – assim é conhecida a marca de quem tira uma fotocópia, virou até o verbo xerocar na mente das pessoas. Nome de uma empresa que produz, entre outras coisas, as famosas máquinas de fotocópia. Leite Moça – leite condensado Miojo – é comum ouvirmos alguém pedir o Miojo da marca tal, sendo que Miojo é a marca de macarrão instantâneo da Nissin.

26 Jeep – Nem todo carro off-road pode ser chamado de Jipe, pois trata-se de uma marca e não tipo de carro. Bem, somente na teoria… Chiclets – criado pela marca da Adams para o verdadeiro nome do produto Goma de Mascar. Mais um caso de marca que virou sinônimo. NINGUÉM compra goma de mascar.

27 A parte pelo todo Pedir a mão em casamento Instrumento pela pessoa que o utiliza. (Ela é um bom garfo)

28


Carregar ppt "Língua Portuguesa Professora Bia.. Diferença entre denotação e conotação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google