A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Origem da Força da Linguagem Publicitária Linguagem publicitária Profa. Francielle Felipe.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Origem da Força da Linguagem Publicitária Linguagem publicitária Profa. Francielle Felipe."— Transcrição da apresentação:

1 A Origem da Força da Linguagem Publicitária Linguagem publicitária Profa. Francielle Felipe

2 Análise da mensagem publicitária O anúncio é uma mensagem que visa exercer ação psicológica sobre receptores para conseguir deles uma mudança comportamental em relação ao objeto oferecido: uma idéia, ou um serviço.

3 A eficácia de qualquer anúncio depende da composição de três fatores: Ao mercado receptor Aos veículos de comunicação Ao produto A propaganda aumenta em sua eficiência, adaptando-se ao mercado e transformando- se conforme a evolução da sociedade consumidora, como também da mídia e dos produtos. (MARTINS, 2000)

4 A análise semiótica da mensagem tem por finalidade saber: Qual é o processo usado para dar sentido aos elementos que compõem a mensagem? Como é produzido o sentido? Como é possível significar através dos signos?

5 Imagem e elementos lingüísticos – de onde vem a significação? Elementos linguísticos Imagem pura Imagem como um todo Arranjo ou composição Função publicitária ideológica Simbolismo icônico – Mensagem linguística, icônica codificada ou denotada e mensagem não codificada.

6 As leituras das mensagens – A Primeira Leitura Considera a mensagem do anúncio sob dois aspectos: Substância lingüística ou suporte verbal (denotação); Substância objetiva e inteligível da imagem (analogia, representação).

7 As leituras das mensagens – A Segunda Leitura Simbólica, cultural ou conotada, capta e interpreta sentidos isolados da linguagem, vai buscá-los, portanto, em códigos culturais fora dos elementos da mensagem. (MARTINS, 2000)

8 As leituras das mensagens – A Terceira Leitura Essencialidade do produto ou serviço; Compreensão através de suas características, motivações e efeitos esperados.

9 As leituras das mensagens – A Quarta Leitura Deslocada Esta leitura separa o significante do significado da mensagem e atém-se exclusivamente aos valores decorrentes de impressões auditivas, fônicas, visuais ou semânticas que acontecem na mente do receptor e têm qualquer relação com qualidades ou funções do produto.

10 título: Mude sua embalagem. MID adoçante agora em sticks

11 LINGUAGEM E EXPRESSIVIDADE

12 Linguagem X Publicidade Para conquistar o consumidor, o texto publicitário apela para o desejo e a fantasia das pessoas. A linguagem da publicidade usa ambigüidades, omite, exagera, brinca, usa metáforas e expressões de duplo sentido.

13 Linguagem X Publicidade Pode também conquistar usando a musicalidade, o ritmo e recursos sonoros, como rimas. O uso dos recursos da língua é essencial para a publicidade atingir seus objetivos. A publicidade deve divertir, motivar, seduzir, fazer sonhar, excitar ou entusiasmar.

14 Estimula-se a vontade criadora do redator pelo conhecimento de técnicas e recursos lingüísticos Instrumentos que tornam a linguagem mais expressiva

15 Para haver expressividade precisa-se: Elemento perceptivo (o que se percebe pela audição ou visão) Evocação de associações (ou sensações que se quer transmitir, por ex. mais emoção, mais ritmo)

16 A expressividade pode manifestar-se por: Formas fônicas (uso intencional de significantes sonoros expressivos) como:

17 Aliterações

18 Encontros vocálicos e consonantais Alternâncias fônicas Rima Ritmo fônico Consonâncias

19 Recursos sintáticos, pelo uso original Recursos sintáticos, pelo uso original Regências, concordâncias, mudanças na ordem dos termos Simbolismos semânticos Simbolismos semânticos Figuras de palavras: metáforas, metonímias Figuras de pensamento: antíteses, ironia, hipérbole, eufemismo

20 Pontuação (uso exagerado de sinais de exclamação, interrogação, de reticências)

21 Sinestesias Sinestesias – relações sensoriais na percepção de sentidos diferentes.

22 Linguagem imperativa Linguagem imperativa Pense, fale, compre, beba Leia, vote, não se esqueça Use, seja, ouça, diga Tenha, more, gaste e viva Pense, fale, compre, beba Leia, vote, não se esqueça Use, seja, ouça, diga... Pitty (Admirável chip novo)

23 O texto faz uma ponte formal entre a Estratégia mercadológica e Argumentação criativa

24 Promove a expressividade da linguagem Tornando-a mais eficaz e com mais poder informativo Conhecer as técnicas e os recursos lingüísticos

25 Expressividade: Ato de representar ou comunicar por meio de formas lingüísticas impressões subjetivas, pensamentos, emoções e intenções

26


Carregar ppt "A Origem da Força da Linguagem Publicitária Linguagem publicitária Profa. Francielle Felipe."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google