A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Teoria Geral da Administração FATEC - FRANCA PROF. DR. DALTRO OLIVEIRA DE CARVALHO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Teoria Geral da Administração FATEC - FRANCA PROF. DR. DALTRO OLIVEIRA DE CARVALHO."— Transcrição da apresentação:

1 1 Teoria Geral da Administração FATEC - FRANCA PROF. DR. DALTRO OLIVEIRA DE CARVALHO

2 2 Introdução à TGA Introdução à TGA Vivemos numa sociedade de organizações. Vivemos numa sociedade de organizações. Teoria das Organizações é o campo do conhecimento humano que se ocupa do estudo das organizações em geral. Teoria das Organizações é o campo do conhecimento humano que se ocupa do estudo das organizações em geral. Organização - combinação intencional de pessoas e tecnologias para atingir um objetivo. Organização - combinação intencional de pessoas e tecnologias para atingir um objetivo. Administração é a condução racional das atividades de uma organização. Administração é a condução racional das atividades de uma organização.

3 3 Introdução à TGA Administração trata: Administração trata: do planejamento, do planejamento, da organização ( estruturação), da organização ( estruturação), da direção, e da direção, e do controle de todas as atividades organizacionais do controle de todas as atividades organizacionais Administração hoje é uma das mais complexas áreas do conhecimento humano, cheia de desafios e complexidades, pois lida com Produção, Finanças, Pessoal, Marketing, etc. Administração hoje é uma das mais complexas áreas do conhecimento humano, cheia de desafios e complexidades, pois lida com Produção, Finanças, Pessoal, Marketing, etc.

4 4 Planejar Definir antecipadamente os objetivos a serem alcançados e as ações a serem desenvolvidas. Definir antecipadamente os objetivos a serem alcançados e as ações a serem desenvolvidas. os planos são as linhas-mestras pelas quais: a organização obtém e aplica os recursos necessários ao alcance dos seus objetivos a organização obtém e aplica os recursos necessários ao alcance dos seus objetivos os membros da organização realizam atividades consistentes com os objetivos escolhidos os membros da organização realizam atividades consistentes com os objetivos escolhidos o progresso na direção dos objetivos é monitorado e medido, a fim de permitir correções necessárias. o progresso na direção dos objetivos é monitorado e medido, a fim de permitir correções necessárias.

5 5 Organizar Processo de arrumar a casa e alocar os recursos modo a alcançar eficientemente os objetivos. Processo de arrumar a casa e alocar os recursos modo a alcançar eficientemente os objetivos. Em função dos objetivos a serem alcançados pode-se organizar a empresa (estruturá-la) de formas diferentes (design organizacional). Em função dos objetivos a serem alcançados pode-se organizar a empresa (estruturá-la) de formas diferentes (design organizacional).

6 6 Dirigir Significa influenciar e motivar os empregados para realizarem as tarefas essenciais. Significa influenciar e motivar os empregados para realizarem as tarefas essenciais. Envolve o trabalho com as pessoas. Envolve o trabalho com as pessoas. Estabelece a atmosfera adequada, ajudando os empregados a atingirem todo o seu potencial. Estabelece a atmosfera adequada, ajudando os empregados a atingirem todo o seu potencial.

7 7 Controlar O administrador deve certificar-se de que os atos dos membros da organização levam-na em direção aos objetivos estabelecidos. O administrador deve certificar-se de que os atos dos membros da organização levam-na em direção aos objetivos estabelecidos. Esta função envolve: Esta função envolve: estabelecimento de padrões de desempenho estabelecimento de padrões de desempenho medição do desempenho atual medição do desempenho atual comparação com os padrões estabelecidos comparação com os padrões estabelecidos adoção de medidas corretivas adoção de medidas corretivas

8 8 Habilidades As habilidades de um administrador eficaz: As habilidades de um administrador eficaz: Conceituais Humanas Técnicas Alta Direção Gerência Média Supervisão

9 9 A Teoria Geral da Administração se propõe a desenvolver a Habilidade Conceitual : A Teoria Geral da Administração se propõe a desenvolver a Habilidade Conceitual : a capacidade de pensar o todo, definir situações organizacionais complexas, diagnosticar e propor soluções. Habilidades

10 10 O estudo das organizações é feito do ponto de vista da interação e interdependência entre cinco variáveis principais: tarefas, estrutura, pessoas, ambiente e tecnologia. O estudo das organizações é feito do ponto de vista da interação e interdependência entre cinco variáveis principais: tarefas, estrutura, pessoas, ambiente e tecnologia. O comportamento dessas variáveis é sistêmico e complexo, cada qual, influencia e é influenciada pelas demais. O comportamento dessas variáveis é sistêmico e complexo, cada qual, influencia e é influenciada pelas demais. A adequada combinação dessas variáveis constitui o principal desafio do Administrador. A adequada combinação dessas variáveis constitui o principal desafio do Administrador. Administração Atual

11 11 Administração Atual Tarefas EstruturaPessoas AmbienteTecnologia

12 12 Globalização Globalização Tecnologia Intensiva Tecnologia Intensiva Ecologia e Qualidade de Vida Ecologia e Qualidade de Vida Defesa do Consumidor e foco no Cliente Defesa do Consumidor e foco no Cliente Redução da Hierarquia (inversão da pirâmide) Redução da Hierarquia (inversão da pirâmide) Desafios da Administração

13 13 Antecedentes Históricos

14 14 Influências Filósofos Filósofos Organização da Igreja Católica Organização da Igreja Católica Organização Militar Organização Militar Revolução Industrial Revolução Industrial Economistas Liberais Economistas Liberais Pioneiros e Empreendedores Pioneiros e Empreendedores

15 15 Influência dos Filósofos Sócrates, Platão e Aristóteles já se preocupavam com a administração pública e com as habilidades do administrador. Sócrates, Platão e Aristóteles já se preocupavam com a administração pública e com as habilidades do administrador. Francis Bacon, filósofo e estadista inglês, fundador da lógica moderna, antecipou-se ao princípio da prevalência do principal sobre o acessório. Francis Bacon, filósofo e estadista inglês, fundador da lógica moderna, antecipou-se ao princípio da prevalência do principal sobre o acessório.

16 16 Influência dos Filósofos René Descartes, fundador da Filosofia Moderna, celebrizou-se com seu discurso do método cartesiano, cujos princípios são: René Descartes, fundador da Filosofia Moderna, celebrizou-se com seu discurso do método cartesiano, cujos princípios são: da Dúvida Sistemática ou da Evidência da Dúvida Sistemática ou da Evidência da Análise ou Decomposição da Análise ou Decomposição da Síntese ou Composição da Síntese ou Composição da Enumeração ou da Verificação da Enumeração ou da Verificação

17 17 Organização da Igreja Católica Ao longo dos séculos a Igreja foi estruturando sua organização, sua hierarquia de autoridade, seu estado-maior e sua coordenação. Ao longo dos séculos a Igreja foi estruturando sua organização, sua hierarquia de autoridade, seu estado-maior e sua coordenação. Tem uma organização hierárquica tão eficiente que sua enorme organização mundial pode operar sob o comando de uma só cabeça executiva: o Papa. Tem uma organização hierárquica tão eficiente que sua enorme organização mundial pode operar sob o comando de uma só cabeça executiva: o Papa.

18 18 Organização Militar A organização linear têm sua origem nos exércitos da época medieval. A organização linear têm sua origem nos exércitos da época medieval. O princípio da unidade de comando - pelo qual cada subordinado só pode ter um superior. O princípio da unidade de comando - pelo qual cada subordinado só pode ter um superior. A escala hierárquica - níveis de comando de acordo com o grau de autoridade e responsabilidade. A escala hierárquica - níveis de comando de acordo com o grau de autoridade e responsabilidade. Centralização do comando e descentralização da execução. Centralização do comando e descentralização da execução.

19 19 Revolução Industrial 1780 a revolução do carvão e do ferro: 1780 a revolução do carvão e do ferro: mecanização da indústria e agricultura. mecanização da indústria e agricultura. aplicação da força motriz à indústria - a máquina a vapor trouxe grandes mudanças às fábricas, aos transportes, à comunicação e à agricultura. aplicação da força motriz à indústria - a máquina a vapor trouxe grandes mudanças às fábricas, aos transportes, à comunicação e à agricultura. desenvolvimento do sistema fabril. desenvolvimento do sistema fabril. grande desenvolvimento nos transportes e na comunicação. grande desenvolvimento nos transportes e na comunicação.

20 20 Revolução Industrial 1860 a 1914 revolução do aço e da eletricidade: 1860 a 1914 revolução do aço e da eletricidade: Substituição do ferro pelo aço como material básico. Substituição do ferro pelo aço como material básico. Substituição do vapor pela eletricidade e derivados do petróleo. Substituição do vapor pela eletricidade e derivados do petróleo. Desenvolvimento da maquinaria automática e alto grau de especialização do trabalho. Desenvolvimento da maquinaria automática e alto grau de especialização do trabalho.

21 21 Revolução Industrial Transformações radicais nos transportes e nas comunicações Transformações radicais nos transportes e nas comunicações Desenvolvimento de nova forma de organização - o capitalismo industrial dá lugar ao capitalismo financeiro ( os sócios solidários que tomavam parte ativa na direção dos negócios cedem lugar a administradores profissionais - separação entre a propriedade particular e a direção das empresas ) Desenvolvimento de nova forma de organização - o capitalismo industrial dá lugar ao capitalismo financeiro ( os sócios solidários que tomavam parte ativa na direção dos negócios cedem lugar a administradores profissionais - separação entre a propriedade particular e a direção das empresas )

22 22 Economistas Liberais As idéias dos economistas clássicos constituem ponto inicial do pensamento administrativo: As idéias dos economistas clássicos constituem ponto inicial do pensamento administrativo: Adam Smith, especialização/racionalização Adam Smith, especialização/racionalização David Ricardo, rendimento decrescente David Ricardo, rendimento decrescente Thomas Malthus, teoria populacional Thomas Malthus, teoria populacional James Mill, tempos e movimentos James Mill, tempos e movimentos Samuel Newman, planejamento, arranjo, condução do processo de produção. Samuel Newman, planejamento, arranjo, condução do processo de produção.

23 23 Socialismo e Sindicalismo Obrigam o capitalismo a obter o máximo dos fatores de produção e de sua remuneração: Obrigam o capitalismo a obter o máximo dos fatores de produção e de sua remuneração: quanto maior a pressão proletária, menos graves se tornam as injustiças; quanto maior a pressão proletária, menos graves se tornam as injustiças; mais acelerado o desenvolvimento da tecnologia; mais acelerado o desenvolvimento da tecnologia; maior o esforço em racionalizar o trabalho; maior o esforço em racionalizar o trabalho;... Surgimento de nova ciência

24 24 Abordagem Clássica

25 25 Abordagem Clássica Ad.Científica T.Clássica Taylor Fayol

26 26 Origem da Abordagem Clássica Crescimento acelerado e desorganizado das empresas gradativa complexidade na administração Crescimento acelerado e desorganizado das empresas gradativa complexidade na administração Necessidade de aumentar eficiência para obter o melhor rendimento dos recursos Necessidade de aumentar eficiência para obter o melhor rendimento dos recursos

27 27 Abordagem Clássica Administração Científica (USA) Administração Científica (USA) Formada principalmente por engenheiros Taylor, Gantt, Gilbreth, Emerson, Ford. Formada principalmente por engenheiros Taylor, Gantt, Gilbreth, Emerson, Ford. Abordagem de baixo para cima (operário, supervisor, gerente) Abordagem de baixo para cima (operário, supervisor, gerente) Busca de eficiência e produtividade pelo método de trabalho - O.R.T. Busca de eficiência e produtividade pelo método de trabalho - O.R.T.

28 28 Abordagem Clássica Teoria Clássica (França) Teoria Clássica (França) Formada por executivos Fayol, Mooney, Urwick, Gulik Formada por executivos Fayol, Mooney, Urwick, Gulik Inspirada nos Anatomistas e Fisiologistas. Inspirada nos Anatomistas e Fisiologistas. De cima para baixo (direção execução), e do todo para as parte (organização departamento), aumentar a eficiência da empresa por meio da forma e disposição de seus órgãos e inter-relações estruturais. De cima para baixo (direção execução), e do todo para as parte (organização departamento), aumentar a eficiência da empresa por meio da forma e disposição de seus órgãos e inter-relações estruturais.

29 29 Abordagem Clássica Administração Científica

30 30 Administração Científica Objetivos: Objetivos: Aumentar eficiência pela racionalização do trabalho (TAREFA). Aumentar eficiência pela racionalização do trabalho (TAREFA). Aplicar os métodos da ciência - observação e mensuração - aos problemas da administração. Aplicar os métodos da ciência - observação e mensuração - aos problemas da administração. Eliminar os desperdícios sofridos pela indústria e aumentar os níveis de produtividade por meio da aplicação de métodos e técnicas da engenharia industrial. Eliminar os desperdícios sofridos pela indústria e aumentar os níveis de produtividade por meio da aplicação de métodos e técnicas da engenharia industrial.

31 31 Taylor Frederick W. Taylor ( ) Frederick W. Taylor ( ) Características Características família quaquer, princípios rígidos, devoção ao trabalho família quaquer, princípios rígidos, devoção ao trabalho minucioso, nervoso, sofria pesadelos, nunca perdia tempo, calculava tudo. minucioso, nervoso, sofria pesadelos, nunca perdia tempo, calculava tudo. Trabalhou na Midvale Steel Co Trabalhou na Midvale Steel Co Foi operário, capataz, contramestre, chefe de oficina e engenheiro (a partir de 1885) Foi operário, capataz, contramestre, chefe de oficina e engenheiro (a partir de 1885) Trabalhou na Bethelehem Steel Works Trabalhou na Bethelehem Steel Works

32 32 Taylor Administração de Oficinas Administração de Oficinas Estudo de Tempos e Movimentos Estudo de Tempos e Movimentos objetivo da boa Administração: salários altos e baixos custos unitários de produção objetivo da boa Administração: salários altos e baixos custos unitários de produção aplicar método científico para processo padronizado aplicar método científico para processo padronizado empregado cientificamente adestrado empregado cientificamente adestrado atmosfera íntima e cordial cooperação atmosfera íntima e cordial cooperação

33 33 Taylor Princípios de Administração Científica Princípios de Administração Científica A racionalização do trabalho operário devia ser logicamente acompanhada de uma estruturação geral da empresa A racionalização do trabalho operário devia ser logicamente acompanhada de uma estruturação geral da empresa Males da indústria: Males da indústria: vadiagem - operários reduziam produção para manter seus salários vadiagem - operários reduziam produção para manter seus salários desconhecimento, pela gerência, do trabalho e do tempo necessário a sua execução desconhecimento, pela gerência, do trabalho e do tempo necessário a sua execução falta de uniformidade nos métodos e técnicas falta de uniformidade nos métodos e técnicas

34 34 Taylor Causas da vadiagem Causas da vadiagem Pensamento de que o maior rendimento do homem e da máquina traria o desemprego. Pensamento de que o maior rendimento do homem e da máquina traria o desemprego. A administração força o operário a ociosidade, a fim de proteger seus interesses. A administração força o operário a ociosidade, a fim de proteger seus interesses. Métodos ineficientes onde o operário desperdiça boa parte do seu tempo. Métodos ineficientes onde o operário desperdiça boa parte do seu tempo.

35 35 Taylor A implantação da Adm. Científica deveria ser gradual e ter um tempo de maturação para evitar mudanças brusca que descontente os operários e prejudique os patrões A implantação da Adm. Científica deveria ser gradual e ter um tempo de maturação para evitar mudanças brusca que descontente os operários e prejudique os patrões A importância de sua obra está na aplicação de uma metodologia sistemática na análise e na solução de problemas organizacionais, no sentido de baixo para cima A importância de sua obra está na aplicação de uma metodologia sistemática na análise e na solução de problemas organizacionais, no sentido de baixo para cima

36 36 Elementos da Administração Científica estudo do tempo padrão de produção estudo do tempo padrão de produção supervisão funcional supervisão funcional padronização de ferramentas e instrumentos padronização de ferramentas e instrumentos planejamento de tarefas e cargos planejamento de tarefas e cargos princípio da exceção princípio da exceção fichas de instrução de serviço fichas de instrução de serviço tarefas associadas a prêmios tarefas associadas a prêmios delineamento da rotina de trabalho delineamento da rotina de trabalho

37 37 Organização Racional do Trabalho análise do trabalho e estudo de tempos e movimentos análise do trabalho e estudo de tempos e movimentos estudo da fadiga humana estudo da fadiga humana divisão do trabalho e especialização do operário divisão do trabalho e especialização do operário desenho de cargos e tarefas desenho de cargos e tarefas incentivos salariais e prêmios de produção incentivos salariais e prêmios de produção conceito de homo economicus conceito de homo economicus condições ambientais de trabalho condições ambientais de trabalho padronização de métodos e máquinas padronização de métodos e máquinas supervisão funcional supervisão funcional

38 38 Organização Racional do Trabalho Análise do Trabalho e Estudo dos Tempos e Movimentos Análise do Trabalho e Estudo dos Tempos e Movimentos divisão e subdivisão de todos os movimentos necessários à execução de cada operação divisão e subdivisão de todos os movimentos necessários à execução de cada operação determinação do tempo padrão. determinação do tempo padrão. E = P/R (P - produtos) e (R - recursos) E = P/R (P - produtos) e (R - recursos) maior eficiência, maior produtividade (eficiência esperada 100%) maior eficiência, maior produtividade (eficiência esperada 100%)

39 39 Organização Racional do Trabalho Tempos e Movimentos Tempos e Movimentos eliminar ou substituir tempos inúteis eliminar ou substituir tempos inúteis tornar racional a seleção e o treinamento tornar racional a seleção e o treinamento melhorar e eficiência e o rendimento da produção melhorar e eficiência e o rendimento da produção distribuir uniformemente o trabalho, evitando falta ou excesso distribuir uniformemente o trabalho, evitando falta ou excesso ter base uniforme para salários eqüitativos e para prêmios de produção ter base uniforme para salários eqüitativos e para prêmios de produção calcular com precisão custo unitário e o preço de venda do produto calcular com precisão custo unitário e o preço de venda do produto

40 40 Organização Racional do Trabalho Objetivos dos Tempos e Movimentos: Objetivos dos Tempos e Movimentos: eliminação de todo o desperdício de esforço eliminação de todo o desperdício de esforço adaptação dos operários à própria tarefa adaptação dos operários à própria tarefa treinamento do operário para melhor responder as exigências do trabalho treinamento do operário para melhor responder as exigências do trabalho maior especialização das atividades maior especialização das atividades estabelecimento de normas detalhadas de atuação no trabalho estabelecimento de normas detalhadas de atuação no trabalho

41 41 Organização Racional do Trabalho Gilbreth Gilbreth chegou a conclusão que todo trabalho manual pode ser reduzido a movimentos elementares (Therbligs) chegou a conclusão que todo trabalho manual pode ser reduzido a movimentos elementares (Therbligs) 1 Procurar 1 Procurar 2 Escolher 2 Escolher 3 Pegar 3 Pegar 16 Repousar 16 Repousar 17 Planejar 17 Planejar

42 42 Organização Racional do Trabalho Estudo da Fadiga Humana Estudo da Fadiga Humana considerada um redutor da eficiência considerada um redutor da eficiência Gilbreth propôs os Princípios de Econonia de Movimentos relativos: Gilbreth propôs os Princípios de Econonia de Movimentos relativos: ao uso do corpo humano ao uso do corpo humano ao arranjo material do local de trabalho ao arranjo material do local de trabalho ao desempenho das ferramentas e equipamentos ao desempenho das ferramentas e equipamentos

43 43 Organização Racional do Trabalho Divisão do Trabalho e Especialização do Operário Divisão do Trabalho e Especialização do Operário para elevar a produtividade o trabalho deveria se limitar à execução de uma tarefa simples de forma repetitiva - linha de produção (ou montagem) para elevar a produtividade o trabalho deveria se limitar à execução de uma tarefa simples de forma repetitiva - linha de produção (ou montagem) idéia básica - eficiência aumenta com a especialização (rapidamente aplicadas nas indústrias e demais campos de atividades) idéia básica - eficiência aumenta com a especialização (rapidamente aplicadas nas indústrias e demais campos de atividades)

44 44 Organização Racional do trabalho Desenho de Cargos e Tarefas Desenho de Cargos e Tarefas especificação do conteúdo, dos métodos de executar as tarefas e das relações com os demais cargos especificação do conteúdo, dos métodos de executar as tarefas e das relações com os demais cargos conjunto de cargos - seção conjunto de cargos - seção conjunto de seções - departamento conjunto de seções - departamento ênfase nas tarefas - simplificação dos cargos para se obter o máximo de especialização de cada trabalhador. ênfase nas tarefas - simplificação dos cargos para se obter o máximo de especialização de cada trabalhador.

45 45 Organização Racional do trabalho Incentivos Salariais e Prêmios Incentivos Salariais e Prêmios remuneração baseada na produção remuneração baseada na produção tempo padrão = eficiência 100% - remunerada pelo número de peças produzidas tempo padrão = eficiência 100% - remunerada pelo número de peças produzidas acima 100% remuneração acrescida de um prêmio de produção ou incentivo salarial acima 100% remuneração acrescida de um prêmio de produção ou incentivo salarial conciliação dos interesses: maiores salários com maior produção e menor custo unitário conciliação dos interesses: maiores salários com maior produção e menor custo unitário

46 46 Organização Racional do trabalho Homo Economicus Homo Economicus O homem é um ser eminentemente racional e ao tomar uma decisão sabe aonde vai chegar... O homem é um ser eminentemente racional e ao tomar uma decisão sabe aonde vai chegar... profundamente influenciado por recompensas salariais, econômicas e materiais. profundamente influenciado por recompensas salariais, econômicas e materiais. trabalha não porque goste, mas como meio de ganhar a vida. trabalha não porque goste, mas como meio de ganhar a vida. é motivado a trabalhar por medo da fome e pela necessidade de dinheiro para sobreviver é motivado a trabalhar por medo da fome e pela necessidade de dinheiro para sobreviver relaciona o pagamento do trabalhador com sua produção. relaciona o pagamento do trabalhador com sua produção.

47 47 Organização Racional do trabalho Condições de Trabalho Condições de Trabalho garantia de bem-estar físico do trabalhador e redução da fadiga. garantia de bem-estar físico do trabalhador e redução da fadiga. adequação de instrumentos e ferramentas adequação de instrumentos e ferramentas arranjo físico das máquinas arranjo físico das máquinas melhoria do ambiente físico de trabalho melhoria do ambiente físico de trabalho projeto de equipamentos e instrumentos para cargos específicos projeto de equipamentos e instrumentos para cargos específicos

48 48 Organização Racional do trabalho Padronização Padronização padrão é uma unidade de medida aceita e adotada como critério visa obter uniformidade e reduzir custos reduzindo a diversidade e a variabilidade no processo padrão é uma unidade de medida aceita e adotada como critério visa obter uniformidade e reduzir custos reduzindo a diversidade e a variabilidade no processo deve-se padronizar máquinas e equipamentos, ferramentas e instrumentos de trabalho, matérias-primas e componentes deve-se padronizar máquinas e equipamentos, ferramentas e instrumentos de trabalho, matérias-primas e componentes

49 49 Organização Racional do trabalho Supervisão Funcional Supervisão Funcional divisão do trabalho e especialização dos chefes em áreas funcionais divisão do trabalho e especialização dos chefes em áreas funcionais divide o trabalho de maneira que cada homem, em diferentes níveis, realize uma única função, sempre que possível divide o trabalho de maneira que cada homem, em diferentes níveis, realize uma única função, sempre que possível operário recebe orientações e ordens de vários encarregados especialistas operário recebe orientações e ordens de vários encarregados especialistas pressupõe uma autoridade relativa, dividida em áreas específicas pressupõe uma autoridade relativa, dividida em áreas específicas

50 50 Princípios da Administração Científica Taylor Taylor Princípio do planejamento - substituir a improvisação pelo método científico Princípio do planejamento - substituir a improvisação pelo método científico Princípio do preparo - seleção de mão-de-obra, máquinas e equipamentos de produção, arranjo físico e disposição racional das ferramentas e materiais Princípio do preparo - seleção de mão-de-obra, máquinas e equipamentos de produção, arranjo físico e disposição racional das ferramentas e materiais Princípio do controle - cooperar cordialmente para que seja executado de acordo com as normas Princípio do controle - cooperar cordialmente para que seja executado de acordo com as normas Princípio da execução - distribuir atribuições e responsabilidades Princípio da execução - distribuir atribuições e responsabilidades

51 51 Princípios da Administração Científica Ford Ford iniciou sua vida ( ) como mecânico, chegando a engenheiro-chefe de uma fábrica iniciou sua vida ( ) como mecânico, chegando a engenheiro-chefe de uma fábrica fundou a Ford Motor Co. fundou a Ford Motor Co. fabricou o primeiro carro popular em larga escala fabricou o primeiro carro popular em larga escala Linha de montagem: Linha de montagem: progressão do produto progressão do produto o trabalho é entregue ao trabalhador o trabalho é entregue ao trabalhador as operações são divididas em seus elementos as operações são divididas em seus elementos

52 52 Princípios de Ford Princípio de Intensificação - diminuir o tempo de produção e colocação no mercado Princípio de Intensificação - diminuir o tempo de produção e colocação no mercado Princípio de Economicidade - mínimo de matéria prima em transformação. Princípio de Economicidade - mínimo de matéria prima em transformação. Princípio de Produtividade - aumentar a capacidade de produção do homem (ganha mais e o empresário obtém maior produção) Princípio de Produtividade - aumentar a capacidade de produção do homem (ganha mais e o empresário obtém maior produção)

53 53 Ford em 1913 fabricava 800 carros/dia em 1913 fabricava 800 carros/dia em 1914 repartiu o controle acionário da fábrica com seus empregados em 1914 repartiu o controle acionário da fábrica com seus empregados estabeleceu o salário de 5 dólares/dia e jornada de trabalho de 8 horas estabeleceu o salário de 5 dólares/dia e jornada de trabalho de 8 horas 1926 já tinha 88 usinas, empregava pessoas, e produzia carros/ano 1926 já tinha 88 usinas, empregava pessoas, e produzia carros/ano utilizou um sistema de concentração vertical produzindo da matéria-prima inicial ao produto final acabado utilizou um sistema de concentração vertical produzindo da matéria-prima inicial ao produto final acabado

54 54 Críticas à Administração Científica Mecanicismo - arranjo rígido e estático de peças Mecanicismo - arranjo rígido e estático de peças as organizações humanas vistas como tarefas, cargos e funções, deu-se pouca atenção às pessoas as organizações humanas vistas como tarefas, cargos e funções, deu-se pouca atenção às pessoas essa visão mecanicista e lógica representou o máximo de desumanização do trabalho essa visão mecanicista e lógica representou o máximo de desumanização do trabalho Superespecialização - facilitou seleção e treinamento, mas tornou supérflua a qualificação. Superespecialização - facilitou seleção e treinamento, mas tornou supérflua a qualificação. pesquisas posteriores demonstraram que um aumento na especialização não redunda necessariamente em aumento de eficiência pesquisas posteriores demonstraram que um aumento na especialização não redunda necessariamente em aumento de eficiência

55 55 Críticas à Administração Científica Visão Microscópica do Homem Visão Microscópica do Homem a padronização privilegia trabalho desqualificado (principal virtude é a obediência) a padronização privilegia trabalho desqualificado (principal virtude é a obediência) ignora que o trabalhador é um ser humano e social ignora que o trabalhador é um ser humano e social individualiza cada operário, sem levar em conta a importância do grupo individualiza cada operário, sem levar em conta a importância do grupo o homem trabalha como um apêndice das máquinas o homem trabalha como um apêndice das máquinas não leva em conta a fadiga nervosa não leva em conta a fadiga nervosa Ausência de Comprovação Científica Ausência de Comprovação Científica

56 56 Críticas à Administração Científica Abordagem Incompleta da Organização Abordagem Incompleta da Organização limitou-se aos problemas de fábrica e restringiu- se aos aspectos formais da organização limitou-se aos problemas de fábrica e restringiu- se aos aspectos formais da organização Limitação do Campo de Aplicação Limitação do Campo de Aplicação o desenho de cargos retrata o homem econômico e a estabilidade e previsibilidade das operações o desenho de cargos retrata o homem econômico e a estabilidade e previsibilidade das operações a não ocorrência de mudanças é essencial para que o pensar seja separado do fazer a não ocorrência de mudanças é essencial para que o pensar seja separado do fazer

57 57 Críticas à Administração Científica Abordagem do Sistema Fechado Abordagem do Sistema Fechado visualiza a empresa como entidade autônoma, fechada a qualquer influência vinda de fora visualiza a empresa como entidade autônoma, fechada a qualquer influência vinda de fora a empresa é um sistema mecânico, previsível e determinístico, suas partes funcionam dentro de uma lógica irrepreensível a empresa é um sistema mecânico, previsível e determinístico, suas partes funcionam dentro de uma lógica irrepreensível a realidade empresarial é vista através de algumas variáveis julgadas mais importantes (outras variáveis cuja influência não seja suficientemente conhecida são omitidas) a realidade empresarial é vista através de algumas variáveis julgadas mais importantes (outras variáveis cuja influência não seja suficientemente conhecida são omitidas)

58 58 Críticas à Administração Científica Abordagem Prescritiva e Normativa Abordagem Prescritiva e Normativa estabelece e prescreve princípios que devem ser aplicados como receituário em determinadas circunstâncias estabelece e prescreve princípios que devem ser aplicados como receituário em determinadas circunstâncias procura padronizar situações para que as soluções se encaixem procura padronizar situações para que as soluções se encaixem prescreve receitas antecipadas, para soluções enlatadas e para normas que devem reger o como fazer da organização prescreve receitas antecipadas, para soluções enlatadas e para normas que devem reger o como fazer da organização

59 59 Abordagem Clássica Teoria Clássica da Organização

60 60 Fayol Henri Fayol ( ) Henri Fayol ( ) em 1910 tentava colocar no papel suas idéias sobre as funções gerais da administração em 1910 tentava colocar no papel suas idéias sobre as funções gerais da administração ênfase na estrutura que a organização deveria possuir para ser eficiente ênfase na estrutura que a organização deveria possuir para ser eficiente via a organização como um corpo e sua abordagem - - anatômica e fisiológica - visava garantir eficiência de todas as partes, fossem elas órgãos ou pessoas via a organização como um corpo e sua abordagem - - anatômica e fisiológica - visava garantir eficiência de todas as partes, fossem elas órgãos ou pessoas

61 61 Funções Básicas As atividades do corpo empresarial podem ser encaixadas em seis funções: Técnica - produção de bens ou de serviços Técnica - produção de bens ou de serviços Comercial - compra, venda e troca Comercial - compra, venda e troca Financeira - procurar e aplicar capital Financeira - procurar e aplicar capital Segurança - proteção da propriedade e das pessoas Segurança - proteção da propriedade e das pessoas Contábil -registros, balanços, custos e estatística Contábil -registros, balanços, custos e estatística Administrativa - prever, organizar, comandar, coordenar e controlar Administrativa - prever, organizar, comandar, coordenar e controlar

62 62 Conceito de Administração Administrar é: Administrar é: prever - visualizar o futuro e traçar o programa de ação prever - visualizar o futuro e traçar o programa de ação organizar - constituir o duplo organismo material e social da empresa organizar - constituir o duplo organismo material e social da empresa comandar - dirigir e orientar o pessoal comandar - dirigir e orientar o pessoal coordenar - unir, harmonizar todos os atos e esforços coletivos coordenar - unir, harmonizar todos os atos e esforços coletivos controlar - verificar que tudo ocorra de acordo com as regras estabelecidas e ordens dadas controlar - verificar que tudo ocorra de acordo com as regras estabelecidas e ordens dadas

63 63 Capacidade Administrativa a capacidade principal de um operário é a capacidade técnica a capacidade principal de um operário é a capacidade técnica à medida que se eleva na escala hierárquica, a importância relativa da capacidade administrativa aumenta, enquanto a da capacidade técnica diminui à medida que se eleva na escala hierárquica, a importância relativa da capacidade administrativa aumenta, enquanto a da capacidade técnica diminui a capacidade principal do diretor é a capacidade administrativa a capacidade principal do diretor é a capacidade administrativa

64 64 Administração x Organização Administração: Administração: um todo do qual a organização (como função) é uma das partes um todo do qual a organização (como função) é uma das partes conjunto de processos entrosados e unificados, abrange aspectos que a organização por si só não envolveria, tais como os da previsão, comando e controle conjunto de processos entrosados e unificados, abrange aspectos que a organização por si só não envolveria, tais como os da previsão, comando e controle organização abrange somente o estabelecimento da estrutura e da forma, sendo portanto, estática e limitada organização abrange somente o estabelecimento da estrutura e da forma, sendo portanto, estática e limitada

65 65 Administração x Organização Organização (unidade ou entidade social) : Organização (unidade ou entidade social) : conjunto de pessoas que interagem para alcançar objetivos específicos. Ex.:As empresas conjunto de pessoas que interagem para alcançar objetivos específicos. Ex.:As empresas A organização pode ser: A organização pode ser: formal - baseada numa divisão racional do trabalho formal - baseada numa divisão racional do trabalho informal - emerge espontaneamente entre pessoas que ocupam posições na organização formal informal - emerge espontaneamente entre pessoas que ocupam posições na organização formal

66 66 Princípios Gerais de Administração 1 Divisão do trabalho - especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência 2 Autoridade e responsabilidade - autoridade e o direito de dar ordens e o poder de esperar obediência; responsabilidade é uma conseqüência; devem estar equilibradas 3 Disciplina - depende de obediência, aplicação, comportamento e respeito aos acordos estabelecidos 4 Unidade de comando - cada empregado deve receber ordens de apenas um superior - autoridade única

67 67 Princípios Gerais de Administração 5 Unidade de direção - uma cabeça e um plano para cada grupo de atividades que tenham o mesmo objetivo 6 Subordinação dos interesses individuais aos interesses gerais - interesses gerais sobrepõem-se ao particulares. 7 Remuneração do pessoal - deve justa satisfação para os empregados e para a organização sobre a retribuição 8 Centralização - concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização 9 Cadeia escalar - linha de autoridade que vai do mais alto escalão ao mais baixo - princípio do comando

68 68 Princípios Gerais de Administração 10 Ordem - um lugar para cada coisa, cada coisa em seu lugar - ordem material e humana 11 Equidade - amabilidade e justiça para alcançar a lealdade do pessoal 12 Estabilidade e duração do pessoal - a rotatividade tem impacto negativo sobre a eficiência da organização 13 Iniciativa - capacidade de visualizar um plano e assegurar seu sucesso 14 Espírito de equipe - harmonia e união entre as pessoas são grandes forças para a organização

69 69 Teoria da Organização a técnica de organização pode ser descrita como uma técnica de correlacionar atividades específicas ou funções num todo coordenado. a técnica de organização pode ser descrita como uma técnica de correlacionar atividades específicas ou funções num todo coordenado. daí a importância da coordenação daí a importância da coordenação a preocupação com a estrutura e com a forma da organização, bem como com a disposição das partes que a constituem, é a marca da Teoria Clássica a preocupação com a estrutura e com a forma da organização, bem como com a disposição das partes que a constituem, é a marca da Teoria Clássica

70 70 Divisão do Trabalho e Especialização Teoria Clássica se preocupa com a divisão no nível de órgãos que compõem a organização: departamentos, divisões, seções, unidades, etc Teoria Clássica se preocupa com a divisão no nível de órgãos que compõem a organização: departamentos, divisões, seções, unidades, etc Esta divisão pode se dar de duas formas: Esta divisão pode se dar de duas formas: vertical - a hierarquia define a graduação das responsabilidades, conforme os diferentes graus de autoridade (escala hierárquica de autoridade) vertical - a hierarquia define a graduação das responsabilidades, conforme os diferentes graus de autoridade (escala hierárquica de autoridade) horizontal - num mesmo nível hierárquico, cada seção é responsável por uma atividade específica, (departamentalização) horizontal - num mesmo nível hierárquico, cada seção é responsável por uma atividade específica, (departamentalização)

71 71 Coordenação A coordenação é a distribuição ordenada do esforço do grupo para obter unidade de ação na consecução de um objetivo A coordenação é a distribuição ordenada do esforço do grupo para obter unidade de ação na consecução de um objetivo se a subdivisão do trabalho é indispensável, a coordenação é obrigatória se a subdivisão do trabalho é indispensável, a coordenação é obrigatória quanto maior a organização e quanto maior a divisão do trabalho, maior será a necessidade de coordenação quanto maior a organização e quanto maior a divisão do trabalho, maior será a necessidade de coordenação

72 72 Conceito de Linha e Staff os órgãos de linha seguem rigidamente o princípio escalar os órgãos de linha seguem rigidamente o princípio escalar para que esses órgãos possam se dedicar às suas atividades especializadas, são necessários outros órgãos prestadores de serviços especializados para que esses órgãos possam se dedicar às suas atividades especializadas, são necessários outros órgãos prestadores de serviços especializados staff - ou de assessoria, oferecem aos órgãos de linha serviços, conselhos, recomendações e consultoria staff - ou de assessoria, oferecem aos órgãos de linha serviços, conselhos, recomendações e consultoria

73 73 Críticas à Teoria Clássica Abordagem simplificada Abordagem simplificada Ausência de Experimentos Ausência de Experimentos Extremo racionalismo Extremo racionalismo Teoria da Máquina Teoria da Máquina Abordagem Incompleta Abordagem Incompleta Abordagem de Sistema Fechado Abordagem de Sistema Fechado

74 74 Críticas a Teoria Clássica Abordagem simplificada Abordagem simplificada restringe-se a organização formal restringe-se a organização formal prescritiva e normativa prescritiva e normativa não dá importância ao lado psicossocial não dá importância ao lado psicossocial Ausência de Experimentos Ausência de Experimentos método empírico não foi substituído por ciência método empírico não foi substituído por ciência fundamentado na observação e bom senso fundamentado na observação e bom senso

75 75 Críticas a Teoria Clássica Extremo racionalismo Extremo racionalismo apresentação racional e lógica, sem realismo apresentação racional e lógica, sem realismo conjunto de princípios universais conjunto de princípios universais atingimento de eficiência econômica máxima atingimento de eficiência econômica máxima Teoria da Máquina Teoria da Máquina divisão mecânica do trabalho divisão mecânica do trabalho relação causa e efeito lógica e determinística relação causa e efeito lógica e determinística

76 76 Críticas a Teoria Clássica Abordagem Incompleta Abordagem Incompleta exagerada ênfase na estrutura (org. formal) exagerada ênfase na estrutura (org. formal) ausência de conflitos intra-organizacionais ausência de conflitos intra-organizacionais não trata do processo decisório não trata do processo decisório Abordagem de Sistema Fechado Abordagem de Sistema Fechado poucas variáveis, perfeitamente conhecidas poucas variáveis, perfeitamente conhecidas poucos aspectos, manipulados através de princípios universais poucos aspectos, manipulados através de princípios universais


Carregar ppt "1 Teoria Geral da Administração FATEC - FRANCA PROF. DR. DALTRO OLIVEIRA DE CARVALHO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google