A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

E. E. E. F. Rui Barbosa Futsal Nome:Carlos Alberto Meggiolaro Júnior Turma:83 Professora: Adriana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "E. E. E. F. Rui Barbosa Futsal Nome:Carlos Alberto Meggiolaro Júnior Turma:83 Professora: Adriana."— Transcrição da apresentação:

1 E. E. E. F. Rui Barbosa Futsal Nome:Carlos Alberto Meggiolaro Júnior Turma:83 Professora: Adriana

2 Historia do Futsal O FUTEBOL DE SALÃO Há uma versão que o FUTEBOL DE SALÃO começou a ser jogado por volta de 1940 por frequentadores da Associação Cristã de Moços, em São Paulo, pois havia uma grande dificuldade em encontrar campos de futebol livres para poderem jogar e então começaram a jogar suas ''peladas'' nas quadras de basquete e hóquei. No início, jogavam-se com cinco, seis ou sete jogadores em cada equipe, mas logo definiram o número de cinco jogadores para cada equipe. As bolas usadas eram de serragem, crina vegetal, ou de cortiça granulada, mas apresentavam o problema de saltarem muito e freqüentemente saiam da quadra de jogo, então tiveram seu tamanho diminuído e seu peso aumentado, por este fato o FUTEBOL DE SALÃO foi chamado o ''ESPORTE DA BOLA PESADA''.

3 Temos também a versão que considero como a mais provável, o FUTEBOL DE SALÃO foi inventado em 1934 na Associação Cristã de Moços de Montevidéu, Uruguai, pelo professor Juan Carlos Ceriani, que chamou este novo esporte de ''INDOOR- FOOT-BALL''. Destaca-se em São Paulo o nome de Habib Maphuz que muito trabalhou nos primórdios do futebol de salão no Brasil. O professor da ACM de São Paulo, Habib Maphuz no início dos anos cinqüenta participou da elaboração das normas para a prática de várias modalidades esportivas, sendo uma delas o futebol jogado em quadras, tudo isto no âmbito interno da ACM paulista, este mesmo salonista fundou a primeira liga de futebol de Salão, a Liga de Futebol de Salão da Associação Cristã de Moços e após foi o primeiro presidente da Federação Paulista de Futebol de Salão e foi também colaborador de Luiz Gonzaga de Oliveira Fernandes a elaborar o primeiro livro de regras de Futebol de Salão editada no mundo, em 1956.

4 Regras Básicas do Futsal 1- O atleta quando expulso da partida não deverá ficar no banco de reservas e nem retornar a mesma. O seu time ficará 2 minutos com 4 jogadores ou até que sofra um gol; então assim será permitido entrar um outro jogador para recompor a sua equipe. 2- A bola estará fora de jogo quando sair completamente quer pelo solo ou pelo alto das linhas laterais ou de fundo. 3- Quando o atleta da mesma equipe ao cobrar uma falta atrasa a bola para o goleiro e ela entra diretamente no gol, o tento não será válido e deverá ser marcado um arremesso de canto a favor da equipe adversária. 4- Na hora do pênalti o goleiro deverá ficar sobre a linha do gol, podendo movimentar-se exclusivamente sobre ela. 5- No lateral ou no escanteio se um atleta arremessar a bola contra a sua própria meta e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro, o tento não será válido.

5 6- No lateral se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro, o tento não será válido. 7- No escanteio se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro o tento será válido. 8- No arremesso lateral é suficiente que a bola esteja apoiada no solo colocada sobre ou junto a linha demarcatória da lateral, do lado de fora da quadra de jogo, podendo mover-se levemente. 9- Se o goleiro demora mais que 4 segundos para executar o arremesso de meta, um tiro livre indireto (dois lances), será concedido em favor da equipe adversária, colocando-se a bola sobre a linha da área de meta e no ponto mais próximo onde ocorreu a infração.

6 Sistema de Jogo de Futsal Sistema tático 2 x 2 Este sistema utiliza dois jogadores na defesa e dois no ataque. Um dos jogadores da defesa tem a função de fazer o papel de homem fixo, enquanto o outro cuida da armação da jogada e da infiltração na defesa adversária. Eles podem inverter as suas funções, conforme a jogada. Quanto aos atacantes, um deles ocupa a posição de pivô, e o outro desempenha a função de ala, recuando para ajudar a defesa sempre que necessário. O recuo e o avanço dos jogadores devem ser muito cautelosos e devem ser feitos com uma estruturação garantida por uma cobertura eficiente e segura.

7 Sistema tático 3 x 1 Neste sistema, a equipe defende-se e ataca com três atletas. Deve haver um homem fixo definido e um pivô que ampara equipe em todos os momentos difíceis. O sistema é completado pelo trabalho das pontas, que armam, atacam e defendem. Táticas Defensivas: Por zona: Nesta marcação temos um jogador que joga na frente, dois alas, direito e esquerdo, ficando atrás um fixo. Marcação homem x homem: Neste tipo de marcação cada jogador marcará um adversário. Pode ser meia quadra ou quadra inteira. Marcação mista: Como o próprio nome indica, é a conjugação das duas marcações. Sua aplicação será de grande valia quando, tendo o adversário um jogador muito habilidoso, se faça sobre ele a marcação individual e nos outros a marcação em zona.

8 Curiosidades sobre o Futsal Futsal ou Futebol de Salão? São dois nomes para a mesma coisa? Na verdade, há diferenças entre futsal e futebol de salão e não é uma simples abreviação. O termo futsal, atualmente empregado pela FIFA (Fédération Internationale de Football Association), foi inicialmente empregado pela FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão) e passou a ser empregado pela FIFA a partir de uma fusão entre o futebol de salão, praticado pela FIFUSA e o futebol de cinco, implantado pela FIFA, em As entidades que não são filiadas à FIFA e se vincularam à CNFS (Confederação Nacional de Futebol de Salão), que surgiu com a extinção da FIFUSA, empregam, hoje, o termo futebol de salão.

9


Carregar ppt "E. E. E. F. Rui Barbosa Futsal Nome:Carlos Alberto Meggiolaro Júnior Turma:83 Professora: Adriana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google