A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Noções de Economia, Finanças e Estatística Um jornalista afirmou que o Banco Central irá aumentar a taxa Selic. Esta afirmação está: a) correta, pois o.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Noções de Economia, Finanças e Estatística Um jornalista afirmou que o Banco Central irá aumentar a taxa Selic. Esta afirmação está: a) correta, pois o."— Transcrição da apresentação:

1 Noções de Economia, Finanças e Estatística Um jornalista afirmou que o Banco Central irá aumentar a taxa Selic. Esta afirmação está: a) correta, pois o Bacen aumenta a taxa selic. b) errada, pois a taxa Selic é determinada pelo CMN c) errada, pois o Banco Central busca bater a meta da taxa Selic determinada pelo COPOM d) Correta, pois o banco central é o responsável pela condução da política monetária, no que tange a taxa de juros.

2 Noções de Economia, Finanças e Estatística Um jornalista afirmou que o Banco Central irá aumentar a taxa Selic. Esta afirmação está: a) correta, pois o Bacen aumenta a taxa selic. b) errada, pois a taxa Selic é determinada pelo CMN c) errada, pois o Banco Central busca bater a meta da taxa Selic determinada pelo COPOM d) Correta, pois o banco central é o responsável pela condução da política monetária, no que tange a taxa de juros. Quem determina a taxa selic meta é o COPOM. O BACEN tentará bater a meta, mas quem determina a meta real é o mercado, numa negociação entre bancos dealers e BACEN no chamado leilão de títulos públicos (open market)

3 Noções de Economia, Finanças e Estatística A taxa DI expressa a) meta da taxa de juros básica da economia b) média ponderada das operações interfinanceiras, por um dia, lastreadas em títulos públicos federais c) média ponderada das operações interfinanceiras, por um dia, lastreadas em CDI d) meta de inflação definida para o ano

4 Noções de Economia, Finanças e Estatística A taxa SELIC over expressa a) meta da taxa de juros básica da economia – Definida pelo COPOM. O BACEN irá perseguir esta meta e fazer com que a Taxa SELIC over atinja o valor da meta b) média ponderada das operações interfinanceiras, por um dia, lastreadas em títulos públicos federais Isto é a Taxa SELIC over c) média ponderada das operações interfinanceiras, por um dia, lastreadas em CDI. d) meta de inflação definida para o ano Definida pelo CMN

5 Noções de Economia, Finanças e Estatística São fatores que elevam o PIB, exceto: a) Aumento do consumo. b) Aumento dos investimentos do governo c) Aumento da Tributação d) Aumento das Exportações

6 Noções de Economia, Finanças e Estatística São fatores que elevam o PIB, exceto: a) Aumento do consumo. b) Aumento dos investimentos do governo c) Aumento da Tributação d) Aumento das Exportações Aumento da tributação, se não for convertido em gastos do Governo, geram redução do PIB, pois será conduzida uma política fiscal restritiva. Mesmo que o governo gaste estes impostos, não haverá alteração no PIB.

7 Noções de Economia, Finanças e Estatística CDBs são usados para calcular: a) Taxa SELIC b) TJLP c) TR d) DI

8 Noções de Economia, Finanças e Estatística CDBs são usados para calcular: a) Taxa SELIC - são usados títulos públicos b) TJLP – é um decreto do CMN c) TR d) DI - são usados CDIs

9 Noções de Economia, Finanças e Estatística A taxa equivalente de 12 meses, da taxa de 2% ao mês, na capitalização composta é obtida pela formula: a) 0,02 x 12 b) 1,02 x 12 c) (1,02 – 1) x 100 d) (0,02 – 1) x

10 Noções de Economia, Finanças e Estatística A taxa equivalente de 12 meses, da taxa de 2% ao mês, na capitalização composta é obtida pela formula: a) 0,02 x 12 b) 1,02 x 12 c) (1,02 – 1) x 100 d) (0,02 – 1) x

11 Qual das medidas abaixo pode ser considerada uma medida de dispersão? a) Moda b) Covariança c) Desvio Padrão d) Coeficiente de determinação. Noções de Economia, Finanças e Estatística

12 Qual das medidas abaixo pode ser considerada uma medida de dispersão? a) Moda - medida de retorno b) Covariança – medida de diversificação c) Desvio Padrão d) Coeficiente de determinação – semelhante a covariância, é uma medida de diversificação. Quanto menor o coeficiente ou a covariância, melhor a diversificação. Medidas de dispersão, ou de risco, são o desvio padrão e a volatilidade. Medidas de retorno: média, mediana, moda Medidas de diversificação: Beta, covariância, correlação, coeficiente de determinação Noções de Economia, Finanças e Estatística

13 Sobre o índice Brasil de Ações (IBrX), podemos afirmar que é um índice de preços referente a uma carteira composta por: a) 50 ações de maior negociação na Bolsa de Valores b) 200 ações de maior negociação na bolsa de valores c) 100 ações de maior negociação na bolsa de valores d) ações que representam 80% do volume negociado na bolsa de valores, desde que tenham liquidez em 90% dos dias. Noções de Economia, Finanças e Estatística

14 Sobre o índice Brasil de Ações (IBrX), podemos afirmar que é um índice de preços referente a uma carteira composta por: a) 50 ações de maior negociação na Bolsa de Valores – IBrX50 b) 200 ações de maior negociação na bolsa de valores - não existe c) 100 ações de maior negociação na bolsa de valores d) ações que representam 80% do volume negociado na bolsa de valores, desde que tenham liquidez em 90% dos dias. – este é o IBOVESPA O IBrX reflete a variação no preço das 100 ações mais negociadas na Bolsa. Noções de Economia, Finanças e Estatística

15 Fundos de Investimento não bancários Uma característica dos fundos fechados é possibilitar ao cotista a) Garantia de recursos aplicados pelo administrador do fundo b) Menor taxa de administração c) Negociar suas cotas no mercado secundário d) Total Liquidez

16 Fundos de Investimento não bancários Uma característica dos fundos fechados é possibilitar ao cotista a) Garantia de recursos aplicados pelo administrador do fundo – não há garantia b) Menor taxa de administração – não necessariamente c) Negociar suas cotas no mercado secundário d) Total Liquidez - não tem liquidez garantida

17 Fundos de Investimentos A diferença básica entre um fundo de ações fechado e um aberto é que: a) o primeiro pode alavancar e o segundo não; b) o primeiro permite a cobrança da taxa de performance e o segundo não; c) não há resgate de cotas no primeiro; d) no primeiro só é aceito investidores com maior informação técnica sobre o mercado acionário.

18 Fundos de Investimentos A diferença básica entre um fundo de ações fechado e um aberto é que: a) o primeiro pode alavancar e o segundo não; b) o primeiro permite a cobrança da taxa de performance e o segundo não; c) não há resgate de cotas no primeiro; d) no primeiro só é aceito investidores com maior informação técnica sobre o mercado acionário. Fundos fechados não tem liquidez como nos fundos abertos, normalmente comercializados

19 Fundos de Investimentos Se um investidor pedir resgate de um fundo que trabalha com cota de abertura, num determinado dia em que as taxas de juros no mercado subiram, acarretando na desvalorização de vários títulos da carteira deste fundo, pode-se dizer que este investidor: a) sairá beneficiado, às custas dos outros cotistas; b) sairá prejudicado, beneficiando os outros cotistas; c) não sairá prejudicado nem beneficiado; d) sairá beneficiado, às custas do administrador

20 Fundos de Investimentos Se um investidor pedir resgate de um fundo que trabalha com cota de abertura, num determinado dia em que as taxas de juros no mercado subiram, acarretando na desvalorização de vários títulos da carteira deste fundo, pode-se dizer que este investidor: a) sairá beneficiado, às custas dos outros cotistas; Não, os outros cotistas serão remunerados pelo preço médio. b) sairá prejudicado, beneficiando os outros cotistas; c) não sairá prejudicado nem beneficiado; d) sairá beneficiado, às custas do administrador Só lembrar que foram criadas leis para proteger o cotista

21 Fundos de Investimentos A marcação a mercado é feita da seguinte forma: a) Tendo por base o ativo total do fundo. b) Dividindo-se o valor do patrimônio líquido do fundo pelo seu total de cotas. c) Com base no preço de abertura dos ativos da carteira do fundo. d) Dividindo-se a soma da rentabilidade do fundo no dia pela quantidade de cotas do fundo.

22 Fundos de Investimentos A marcação a mercado é feita da seguinte forma: a) Tendo por base o ativo total do fundo. b) Dividindo-se o valor do patrimônio líquido do fundo pelo seu total de cotas. c) Com base no preço de abertura dos ativos da carteira do fundo. d) Dividindo-se a soma da rentabilidade do fundo no dia pela quantidade de cotas do fundo. O patrimônio do fundo já contempla a rentabilidade, seja positiva ou negativa

23 Fundos de Investimentos Um gerente vem acompanhando a rentabilidade de um fundo de ações mensalmente e notou que esse fundo rende sempre entre 0,10 a 0,15 pontos percentuais a menos que o Ibovespa. Esse fundo: a) é provavelmente um fundo de ações ativo em Ibovespa; b) Tem baixo tracking error; c) é provavelmente um fundo referenciado; d) é provavelmente um fundo que tem ações com beta entre 0,85 e 0,90

24 Fundos de Investimentos Um gerente vem acompanhando a rentabilidade de um fundo de ações mensalmente e notou que esse fundo rende sempre entre 0,10 a 0,15 pontos percentuais a menos que o Ibovespa. Esse fundo: a) é provavelmente um fundo de ações ativo em Ibovespa; b) Tem baixo tracking error; c) é provavelmente um fundo referenciado; d) é provavelmente um fundo que tem ações com beta entre 0,85 e 0,90 Trata-se de um fundo passivo. Fundos passivos tem baixo tracking error.

25 Fundos de Investimentos Em um fundo de investimento com carência a) não há valor mínimo de investimento inicial b) estabelece-se um período mínimo no qual o cotista não poderá sacar, senão perderá os rendimentos. c) Oferece-se liquidez diária sem perda de rentabilidade. d) reembolsa-se o IOF que o investidor pagou

26 Fundos de Investimentos Em um fundo de investimento com carência a) não há valor mínimo de investimento inicial b) estabelece-se um período mínimo no qual o cotista não poderá sacar, senão perderá os rendimentos. c) Oferece-se liquidez diária sem perda de rentabilidade. d) reembolsa-se o IOF que o investidor pagou

27 Fundos de Investimentos Um investidor de um banco X ficou indignado com a rentabilidade negativa em seu fundo DI, por tratar-se de um fundo conservador. O gerente explicou- lhe que houve desvalorização da LFT, título público que compõe a carteira desse fundo, refletindo o valor da cota. A explicação do gerente está: a) incorreta, fundo DI só terá desvalorização em suas cotas no caso de negligência do gestor. b) correta, a carteira de um fundo DI, por ser obrigatoriamente 100% LFT, reflete essas oscilações na cota do fundo. c) incorreta, por se tratar de um título pós-fixado, não poderia ser negociado com ágil ou deságio. d) correta, a LFT pode variar de preço.

28 Fundos de Investimentos Um investidor de um banco X ficou indignado com a rentabilidade negativa em seu fundo DI, por tratar-se de um fundo conservador. O gerente explicou- lhe que houve desvalorização da LFT, título público que compõe a carteira desse fundo, refletindo o valor da cota. A explicação do gerente está: a) incorreta, fundo DI só terá desvalorização em suas cotas no caso de negligência do gestor. – não dá para afirmar, mas a CVM deveria verificar. b) correta, a carteira de um fundo DI, por ser obrigatoriamente 100% LFT, reflete essas oscilações na cota do fundo. – não, fundos referenciados podem aplicar em CDBs pós de grandes bancos e em títulos pré fixados de curtíssimo prazo. c) incorreta, por se tratar de um título pós-fixado, não poderia ser negociado com ágil ou deságio. d) correta, a LFT pode variar de preço. – A LFT não varia o preço, pois é pós fixada. Sempre é vendida por R$ (aproximadamente).

29 Fundos de Investimentos Um fundo que tem como benchmark a PTAX, rendeu no mês de março passado 0,43%. Estamos falando provavelmente de um fundo: a) cambial; b) DI; c) De ações; d) Multimercado.

30 Fundos de Investimentos Um fundo que tem como benchmark a PTAX, rendeu no mês de março passado 0,43%. Estamos falando provavelmente de um fundo: a) cambial; b) DI; benchmark DI c) De ações; benchmark Ibovespa d) Multimercado. benchmark DI PTAX é a taxa de câmbio, ou seja a variação do dólar frente ao real. Calculada com a variação do dólar do dia anterior. Se dizemos que o dólar caiu 2% hoje, a PTAX de amanhã é -2%.

31 Fundos de Investimentos Dentre os documentos abaixo, qual deles permite ao investidor tomar ciência dos riscos de um fundo? a) Regulamento. b) Termo de Adesão. c) Lâmina. d) Prospecto.

32 Fundos de Investimentos Dentre os documentos abaixo, qual deles permite ao investidor tomar ciência dos riscos de um fundo? a) Regulamento. Não fala de risco, fala das regras b) Termo de Adesão. Apenas diz que o cliente tem ciência e leu o prospecto c) Lâmina. É uma propaganda, não regulamentada pela ANBIMA d) Prospecto.

33 Para que um fundo de investimento seja comercializado para o público em geral, a ANBIMA exige que o administrador de um fundo filiado prepare um documento que deve ser entregue obrigatoriamente ao cotista antes de seu ingresso no fundo. Esse documento traz informações sobre riscos e um histórico do gestor e administrador. Estamos falando de que documento? a) Regulamento b) Termo de adesão c) Registro na comissão de valores mobiliários d) Prospecto Fundos de Investimento

34 Para que um fundo de investimento seja comercializado para o público em geral, a ANBIMA exige que o administrador de um fundo filiado prepare um documento que deve ser entregue obrigatoriamente ao cotista antes de seu ingresso no fundo. Esse documento traz informações sobre riscos e um histórico do gestor e administrador. Estamos falando de que documento? a) Regulamento – Exigência também da CVM, mas não traz estas informações a respeito de riscos e histórico do gestor e administrador b) Termo de adesão – é apenas a adesão c) Registro na comissão de valores mobiliários – contem as informações, mas é uma exigência apenas da CVM, não da Anbima. Não faz parte do conteúdo do CPA 20. d) Prospecto O prospecto traduz o regulamento e passa informações sobre risco, rentabilidade esperada, histórico de rentabilidade (se o fundo existir a mais de 12 meses) e histórico do gestor e administrador. Fundos de Investimento

35 Pelo conceito da linha dágua, a taxa de performance: a) é cobrada toda vez que o desempenho do fundo é melhor do que o benchmark nos últimos 6 meses b) pode ser cobrada mensalmente, desde que o fundo esteja com rentabilidade superior ao benchmark c) só pode ser cobrada se houver valorização positiva e acima do padrão de referencia definido para sua cobrança nos últimos 6 meses. d) pode ser cobrada por qualquer fundo. Fundos de Investimento

36 Pelo conceito da linha dágua, a taxa de performance: a) é cobrada toda vez que o desempenho do fundo é melhor do que o benchmark nos últimos 6 meses - não basta estar acima do benchmark, a rentabilidade também tem que ser positiva. Um fundo pode estar acima do benchmark e ter rentabilidade negativa. b) pode ser cobrada mensalmente, desde que o fundo esteja com rentabilidade superior ao benchmark – tem que ser cobrada diariamente, desde que a rentabilidade seja positiva e acima do benchmark c) só pode ser cobrada se houver valorização positiva e acima do padrão de referencia definido para sua cobrança nos últimos 6 meses. d) pode ser cobrada por qualquer fundo – apenas por fundo ativo Para cobrar taxa de performance, o fundo tem que ser: ativo, ter rentabilidade relativa acumulada em 6 meses acima do benchmark e rentabilidade absoluta positiva. Fundos de Investimento

37 Pode-se afirmar sobre um fundo fechado: a) só é negociado no mercado secundário b) necessariamente tem um prazo de encerramento c) não prevê resgate de cotas d) emite uma quantidade indefinida de cotas Fundos de Investimento

38 Pode-se afirmar sobre um fundo fechado: a) só é negociado no mercado secundário - é negociado no mercado primário (administrador do fundo e investidor) e no secundário (investidor vende cotas a outro investidor). b) necessariamente tem um prazo de encerramento – não necessariamente, resposta radical. Fundos imobiliários normalmente não tem prazo de encerramento c) não prevê resgate de cotas d) emite uma quantidade indefinida de cotas – qualquer fundo só pode emitir cotas se tiver como investir o novo recurso. Não é indefinida. Normalmente, fundos fechados tem uma quantidade definida de cotas no lançamento, mas nada os impede de vender cotas depois, desde que tenham onde aplicar os recursos de acordo com seu regulamento. Os fundos fechados não tem resgate antecipado das cotas como acontece nos fundos abertos. É a única diferença. Fundos de Investimento

39 O acionista que tem ações ordinárias de uma empresa: a) tem direito a participar das reuniões do conselho de administração b) tem direito de votar nas assembleias de acionistas. c) tem preferencia no recebimento dos dividendos d) recebe sempre 10% a mais de dividendos que o acionista preferencial Produtos de Investimento

40 O acionista que tem ações ordinárias de uma empresa: a) tem direito a participar das reuniões do conselho de administração - s[ó terá este direito se for eleito conselheiro b) tem direito de votar nas assembleias de acionistas. c) tem preferencia no recebimento dos dividendos – direito dos acionistas preferenciais d) recebe sempre 10% a mais de dividendos que o acionista preferencial – não existe regra, depende do lucro. Produtos de Investimento

41 Ações podem assumir vários valores, inclusive valores: a) de livro e de subscrição b) de mercado e extrínseco c) de subscrição e financeiro d) financeiro e patrimonial Produtos de Investimento

42 Ações podem assumir vários valores, inclusive valores: a) de livro e de subscrição b) de mercado e extrínseco – não existe valor extrínseco em ações, apenas em opções c) de subscrição e financeiro – não existe valor financeiro d) financeiro e patrimonial – não existe valor financeiro Ações tem: Valor patrimonial (ou livro), dividindo patrimônio líquido da empresa pelo número de ações Valor de Mercado, valor negociado no mercado secundário (bolsa) Valor de Subscrição, valor que será negociado no mercado primário (IPO) Produtos de Investimento

43 Em uma ordem a mercado: a) a corretora deverá executar a ordem a partir do momento que recebe-la b) o investidor determina o preço mínimo pelo qual a ordem deve ser executada c) a operação será executada por um preço igual ou melhor que o indicado pelo investidor d) o investidor determina uma negociação em determinado mercado e, simultaneamente, a negociação inversa da mesma ação em outro mercado, com prazo de vencimento distinto Produtos de Investimento

44 Em uma ordem a mercado: a) a corretora deverá executar a ordem a partir do momento que recebe-la – apenas se houver comprador. b) o investidor determina o preço mínimo pelo qual a ordem deve ser executada – isso é uma ordem na pedra, ou seja, com um valor superior ao de mercado. c) a operação será executada por um preço igual ou melhor que o indicado pelo investidor d) o investidor determina uma negociação em determinado mercado e, simultaneamente, a negociação inversa da mesma ação em outro mercado, com prazo de vencimento distinto – a alternativa fala de uma ordem no mercado de opções, não exigido no CPA 20. Ações não tem prazo de vencimento. Ordem a mercado é enviar uma ordem pelo preço de mercado da ação. Só será executada caso haja liquidez (ou seja, comprador). Pode ser executada por um valor superior, caso seja possível. Veja que a alternativa é a que mais protege o investidor Produtos de Investimento

45 A Cia. Arara anuncia um aumento de capital. Um acionista minoritário decide vender seus bônus de subscrição para terceiros e comprar diretamente na bolsa a mesma quantidade de ações que teria o direito a subscrever. Com isso, a participação desse acionista no capital da empresa: a) aumentará b) diminuirá c) permanecerá inalterada d) dependerá da relação entre o preço de subscrição e o preço da ação comprado em bolsa Produtos de Investimento

46 A Cia. Arara anuncia um aumento de capital. Um acionista minoritário decide vender seus bônus de subscrição para terceiros e comprar diretamente na bolsa a mesma quantidade de ações que teria o direito a subscrever. Com isso, a participação desse acionista no capital da empresa: a) aumentará – acontece se ele comprar mais ações que a quantidade de bônus de subscrição b) diminuirá – acontece se ele não comprar as ações, apenas vender os bônus. c) permanecerá inalterada d) dependerá da relação entre o preço de subscrição e o preço da ação comprado em bolsa – a questão fala de quantidade, não de valor. Bônus de subscrição é um direito de compra que o acionista ganha da empresa que está realizando um aumento de capital (vendendo novas ações na bolsa). As empresas são obrigadas a dar o bônus para não diluir o acionista atual. Não faz sentido a estratégia, mas vender os bônus e comprar depois as ações dá na mesma que exercer o bônus. Produtos de Investimento

47 Se a taxa de juros de mercado subir, a cota de um fundo de renda fixa posicionado em papéis pré fixados deve: a) subir b) subir, porém abaixo dos juros do mercado, devido à taxa de administração c) cair d) se manter estável Produtos de Investimento

48 Se a taxa de juros de mercado subir, a cota de um fundo de renda fixa posicionado em papéis pré fixados deve: a) subir b) subir, porém abaixo dos juros do mercado, devido à taxa de administração c) cair d) se manter estável Se os juros sobem, o pré fixado cai (regra da caneta). Produtos de Investimento

49 Com relação aos Certificados de Recebíveis Imobiliários, pode-se afirmar que: a) só podem ser emitidos pela CVM b) só podem ser emitidos por companhias securitizadoras c) eles podem ser corrigidos pela variação cambial d) não precisam de registro na CVM para sua emissão Produtos de Investimento

50 Com relação aos Certificados de Recebíveis Imobiliários, pode-se afirmar que: a) só podem ser emitidos pela CVM - CVM não emite títulos, só fiscaliza b) só podem ser emitidos por companhias securitizadoras c) eles podem ser corrigidos pela variação cambial – trata-se de um título imobiliário, não cambial d) não precisam de registro na CVM para sua emissão – como ela vai fiscalizar sem registro Companhias securitizadoras são as que garantem o pagamento do aluguel através de fiança (carta ou seguro). Nenhuma das outras alternativas são coerentes, por eliminação, se chega na correta. Produtos de Investimento

51 Indique a alternativa incorreta a) A distribuição pública de debentures somente é permitida para empresas de capital aberto. b) a distribuição privada de debentures não precisa de registro na CVM c) sociedades anônimas de capital fechado somente podem emitir debêntures para colocação privada d) As séries de uma mesma emissão de debentures devem ter o mesmo indexador Produtos de Investimento

52 Indique a alternativa incorreta a) A distribuição pública de debentures somente é permitida para empresas de capital aberto – distribuição pública de debentures, ações e NP só podem ser feitos por empresas de capital aberto. b) a distribuição privada de debentures não precisa de registro na CVM – se é um negocio privado, não precisa de registro na CVM, que trata de assuntos públicos. c) sociedades anônimas de capital fechado somente podem emitir debêntures para colocação privada – não podem ser colocação pública. d) As séries de uma mesma emissão de debentures devem ter o mesmo indexador Séries de uma debenture servem justamente para diferenciar garantia, conversibilidade e indexador de uma mesma emissão. Produtos de Investimento

53 O código de Regulação da Anbima referente a ofertas públicas de títulos e valores mobiliários estabelece no capítulo III, artigo 9º, que o prospecto dessas operações deve descrever os fatores de risco dos títulos e valores mobiliários e conter: a) o índice de sharpe dos títulos e valores mobiliários b) informações sobre as principais características e histórico de cotação dos t´títulos e valores mobiliários, quando disponíveis. c) valor em risco (VaR) dos títulos e valores mobiliários d) informações sobre as principais características dos títulos e valores mobiliários e estratégia de gerenciamento de dívida da emissora Produtos de Investimento

54 O código de Regulação da Anbima referente a ofertas públicas de títulos e valores mobiliários estabelece no capítulo III, artigo 9º, que o prospecto dessas operações deve descrever os fatores de risco dos títulos e valores mobiliários e conter: a) o índice de sharpe dos títulos e valores mobiliários – investidor não conhece índice de sharpe. Assim ele não estará protegido b) informações sobre as principais características e histórico de cotação dos títulos e valores mobiliários, quando disponíveis. c) valor em risco (VaR) dos títulos e valores mobiliários – investidor não conhece VaR d) informações sobre as principais características dos títulos e valores mobiliários e estratégia de gerenciamento de dívida da emissora – incompleta, fala apenas de gerenciamento de risco Prospecto é feito para o investidor. Investidores não conhecem VaR e índice de sharpe. A alternativa B é a mais completa entre as que protegem o investidor. Produtos de Investimento

55 Em ofertas públicas de títulos e valores mobiliários, a agência de rating tem como principal (ais) função (ões): a) ser o responsável pela existência, autenticidade, validade e regularidade dos títulos e valores mobiliários b) fazer a escrituração e a guarda dos livros de registro, assim como as transferências dos títulos e valores mobiliários c) classificar o risco de crédito da empresa, mediante análise de sua capacidade de pagamento d) elaborar toda a documentação, o registro na CVM, o lançamento e o encerramento comercial da operação Produtos de Investimento

56 Em ofertas públicas de títulos e valores mobiliários, a agência de rating tem como principal (ais) função (ões): a) ser o responsável pela existência, autenticidade, validade e regularidade dos títulos e valores mobiliários – banco mandatário b) fazer a escrituração e a guarda dos livros de registro, assim como as transferências dos títulos e valores mobiliários – banco escriturador c) classificar o risco de crédito da empresa, mediante análise de sua capacidade de pagamento d) elaborar toda a documentação, o registro na CVM, o lançamento e o encerramento comercial da operação – banco coordenador Produtos de Investimento

57 Marque a alternativa ERRADA a) Bookbuilding é uma espécie de leilão para definição dos juros que a debenture irá remunerar. Este processo pressupõe a existência de uma demanda pela debenture superior à quantidade ofertada. Do contrário, a taxa de juros máxima definida irá prevalecer b) Covenants significam obrigações extraordinárias do emissor, além das garantias que, caso não cumpridas, podem gerar penalidades c) Cross default quer dizer que se uma dívida do emissor vencer e ele ficar inadimplente, as debentures terão seu prazo acrescido, automaticamente, em seis meses, para que o emissor possa ter tempo adicional para se recompor. d) uma debenture pode ser quirografária e conversível em ações Produtos de Investimento

58 Marque a alternativa ERRADA a) Bookbuilding é uma espécie de leilão para definição dos juros que a debenture irá remunerar. Este processo pressupõe a existência de uma demanda pela debenture superior à quantidade ofertada. Do contrário, a taxa de juros máxima definida irá prevalecer – correto. Bookbuildind é sempre uma avaliação do mercado b) Covenants significam obrigações extraordinárias do emissor, além das garantias que, caso não cumpridas, podem gerar penalidades – correto, são obrigações do emissor, chamados pela empresa de custo de agency. c) Cross default quer dizer que se uma dívida do emissor vencer e ele ficar inadimplente, as debentures terão seu prazo acrescido, automaticamente, em seis meses, para que o emissor possa ter tempo adicional para se recompor. d) uma debenture pode ser quirografária e conversível em ações – correto Cross default significa que uma empresa do grupo do emissor ficou inadimplente, elevando o risco da emissora. Produtos de Investimento

59 Assinalar a afirmativa falsa: a) o hedge visa proteger uma carteira de títulos contra mudanças adversas de preço ou de taxa de juros b) Um tomador de recursos (banco) que esteja posicionado em renda fixa prefixada deve vender taxa de juros para proteger sua carteira. c) Uma empresa exportadora, ativa em dólares, que deseja fazer uma operação de hedge cambial deverá comprar dólares no futuro. d) Um aplicador de recursos (cliente), que esteja posicionado em renda fixa pós fixada com cupom, tem como fator de risco uma abertura do cupom Produtos de Investimento

60 Assinalar a afirmativa falsa: a) o hedge visa proteger uma carteira de títulos contra mudanças adversas de preço ou de taxa de juros – correto, hedge é usar derivativos para proteção b) Um tomador de recursos (banco) que esteja posicionado em renda fixa prefixada deve vender taxa de juros para proteger sua carteira – correto, está comprador em prefixado e precisa vender preá fixado no mercado de futuros para fazer hedge c) Uma empresa exportadora, ativa em dólares, que deseja fazer uma operação de hedge cambial deverá comprar dólares no futuro. d) Um aplicador de recursos (cliente), que esteja posicionado em renda fixa pós fixada com cupom, tem como fator de risco uma abertura do cupom – abertura de cupom?? Um exportador terá que vender dólares quando receber no futuro. Para fazer hedge, ele deve vender os dólares do mercado futuro já, e não comprar. Produtos de Investimento

61 O exercício das opções depende: a) da clearing house b) do lançador c) do titular d) do vendedor Produtos de Investimento

62 O exercício das opções depende: a) da clearing house - responsável apenas por evitar o risco de contraparte b) do lançador c) do titular d) do vendedor Numa opção, o comprador (titular), decide se quer exercer o direito da opção ou não. O lançador (vendedor) é obrigado a honrar. Produtos de Investimento

63 Em relação aos contratos a termo NÃO podemos afirmar que: a) há risco de inadimplência da contraparte b) há transparência na formação de preços c) os contratos a termo de ações são negociados no Mercado da BM&F d) os contratos a termo são intransferíveis e há depósito de garantias. Produtos de Investimento

64 Em relação aos contratos a termo NÃO podemos afirmar que: a) há risco de inadimplência da contraparte b) há transparência na formação de preços c) os contratos a termo de ações são negociados no Mercado da BM&F d) os contratos a termo são intransferíveis e há depósito de garantias. Mercado a termo é similar ao de futuros, porém não padronizado e onde o contrato será executado. Por isso, não podem ser transferidos, há risco de contraparte e são negociados TODOS na BM&F. Pela falta de padrão, os preços não são tão transparentes como no mercado de futuros. Produtos de Investimento

65 O fato gerador do imposto de renda e proventos de qualquer natureza incide em aplicações financeiras de renda fixa realizadas por pessoas físicas e jurídicas é: a) a percepção (ou o recebimento) de rendimentos oriundos da aplicação b) resgate parcial da operação c) resgate total da operação d) alteração da titularidade da aplicação Tributação

66 O fato gerador do imposto de renda e proventos de qualquer natureza incide em aplicações financeiras de renda fixa realizadas por pessoas físicas e jurídicas é: a) a percepção (ou o recebimento) de rendimentos oriundos da aplicação b) resgate parcial da operação - isso é para fundos c) resgate total da operação – isso é para fundos d) alteração da titularidade da aplicação – ninguém venderia títulos de renda fixa, sempre resgataria. Imposto de renda incide sobre ganhos. Nos fundos, os ganhos só são contabilizados no resgate, por isso o IR incide sobre o resgate. Nos títulos de renda fixa, muitos pagam cupons semestrais, que são rendimentos que devem pagar IR. Tributação

67 Seu cliente aplicou em um fundo DI de longo prazo no mês de fevereiro e resgatou suas cotas 150 dias depois. No resgate, a incidência do imposto de renda será a) 20% sobre o rendimento gerado desde a data da aplicação b) 22,5% sobre o rendimento produzido desde a data da aplicação, compensado o IR retido em maio. c) 20% - sobre o rendimento produzido entre maio e a data do resgate. d) 22,5% - sobre o rendimento produzido após a data da última incidência.

68 Tributação Seu cliente aplicou em um fundo DI de longo prazo no mês de fevereiro e resgatou suas cotas 150 dias depois. No resgate, a incidência do imposto de renda será a) 20% sobre o rendimento gerado desde a data da aplicação. A alíquota para 150 dias é de 22,5% b) 22,5% sobre o rendimento produzido desde a data da aplicação, compensado o IR retido em maio. c) 20% - sobre o rendimento produzido entre maio e a data do resgate A alíquota para 150 dias é de 22,5%. O come cotas retém apenas 15% para fundos de longo prazo. d) 22,5% - sobre o rendimento produzido após a data da última incidência. O come cotas retém apenas 15%, o restante é compensado na data do resgate. O come cotas é calculado pela menor alíquota do fundo (15% para longo prazo) e é uma antecipação do pagamento de impostos, que será descontado no momento do resgate.

69 O ganho líquido do mercado no mercado de ações à vista é tributado atualmente à alíquota de: a) 25% b) 20% c) 10% d) 15% Tributação

70 O ganho líquido do mercado no mercado de ações à vista é tributado atualmente à alíquota de: a) 25% b) 20% c) 10% d) 15% Tanto fundo de ações, como ações no mercado à vista tem tributação de 15%. No mercado de ações à vista o responsável pelo recolhimento é o investidor e está isento até R$ 20 mil de venda por mês. Já nos fundos de ações o responsável pelo recolhimento é o administrador e não tem isenção Tributação

71 Quanto a tributação aplicável a uma debênture conversível em ações: I.Será tributável como renda fixa e sujeita à tabela regressiva de imposto de renda na fonte sobre os rendimentos pagos periodicamente II.Será tributável como renda fixa segundo o prazo total da debenture, independente dos prazos de pagamento periódicos de juros. III.Será tributável como renda fixa e sujeita à tabela regressiva de imposto de renda sobre os rendimentos percebidos até a data prevista para a opção pela convertibilidade em ações. IV.Se convertida em ações, serão tributáveis como renda fixa as parcelas de juros e rendimentos percebidos até a data da efetiva conversibilidade, aplicando-se a tabela regressiva de imposto de renda. Posteriormente serão tributadas como renda variável. a) I e IV b) I, II e IV c) I, II e III d) I, III e IV Tributação

72 Quanto a tributação aplicável a uma debênture conversível em ações: I.Será tributável como renda fixa e sujeita à tabela regressiva de imposto de renda na fonte sobre os rendimentos pagos periodicamente II.Será tributável como renda fixa segundo o prazo total da debenture, independente dos prazos de pagamento periódicos de juros. – não, cada recebimento paga a alíquota de acordo com a tabela regressiva. III.Será tributável como renda fixa e sujeita à tabela regressiva de imposto de renda sobre os rendimentos percebidos até a data prevista para a opção pela convertibilidade em ações. IV.Se convertida em ações, serão tributáveis como renda fixa as parcelas de juros e rendimentos percebidos até a data da efetiva conversibilidade, aplicando-se a tabela regressiva de imposto de renda. Posteriormente serão tributadas como renda variável. a) I e IV b) I, II e IV c) I, II e III d) I, III e IV Tributação 6 m 22,5% 12 m 20% 18 m 17,5% 24 m 15% 30 m 15% 36 m 15% 15%, tributação de ações J J J J J J + ações Investimento

73 Tributação O Imposto de Renda sobre aplicações financeiras incide sobre o rendimento: a) sempre antes da incidência do IOF; b) sempre que houver lucro, mas antes da incidência de IOF; c) Sempre que houver lucro, mas após a incidência de IOF; d) Sempre que houver lucro, mas somente no vencimento, independente do tipo de aplicação.

74 Tributação O Imposto de Renda sobre aplicações financeiras incide sobre o rendimento: a) sempre antes da incidência do IOF; b) sempre que houver lucro, mas antes da incidência de IOF; Se acontecer, o investidor pode perder dinheiro, pois o IOF é regressivo e relativo ao prazo aplicado c) Sempre que houver lucro, mas após a incidência de IOF; d) Sempre que houver lucro, mas somente no vencimento, independente do tipo de aplicação. Não, tem o come cotas que tira as cotas

75 O Banco Central do Brasil trabalha com o regime de metas inflacionárias na condução de sua política monetária. Podemos dizer que: a) o Banco Central define a meta de inflação (IGPM) a ser perseguida b) o Copom define a meta de inflação (IPCA) a ser perseguida c) O Conselho Monetário Nacional define a meta de inflação (IPCA) a ser perseguida d) O Conselho Monetário Nacional define a meta de inflação (IGPM) a ser perseguida Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

76 O Banco Central do Brasil trabalha com o regime de metas inflacionárias na condução de sua política monetária. Podemos dizer que: a) o Banco Central define a meta de inflação (IGPM) a ser perseguida – bate a meta de taxa SELIC b) o Copom define a meta de inflação (IPCA) a ser perseguida – define a meta de Taxa Selic para bater a meta de inflação c) O Conselho Monetário Nacional define a meta de inflação (IPCA) a ser perseguida d) O Conselho Monetário Nacional define a meta de inflação (IGPM) a ser perseguida – IGPM é um índice privado, o índice do governo é o IPCA (B de Brasil) Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

77 A observância dos princípios e regras do Código de Regulação e Melhores práticas para Serviços qualificados ao mercado de capitais são obrigatórias para: a) as instituições filiadas à Anbima que prestem serviços qualificados b) as instituições filiadas à Anbima que prestem serviços de custódia qualificada e controladoria c) as instituições filiadas à Anbima que prestem serviços de controladoria d) todas as instituições pertencentes ao mercado de capitais que prestem serviços de custódia qualificada e controladoria. Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

78 A observância dos princípios e regras do Código de Regulação e Melhores práticas para Serviços qualificados ao mercado de capitais são obrigatórias para: a) as instituições filiadas à Anbima que prestem serviços qualificados b) as instituições filiadas à Anbima que prestem serviços de custódia qualificada e controladoria c) as instituições filiadas à Anbima que prestem serviços de controladoria d) todas as instituições pertencentes ao mercado de capitais que prestem serviços de custódia qualificada e controladoria. – a Anbima não tem poder sobre quem não é filiado. Mais completa. Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

79 Que órgão fiscaliza as Entidades Fechadas de Previdência Complementar? a) Banco Central b) Previc c) CVM d) Susep Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

80 Que órgão fiscaliza as Entidades Fechadas de Previdência Complementar? a) Banco Central – bancos e títulos públicos b) Previc c) CVM – mercado de capitais d) Susep – seguros e previdência aberta Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

81 Indique a afirmativa correta a) os bancos emitem debentures para captar recursos b) os bancos emitem CDI para troca de recursos entre si c) as operações de CDI são registradas na Selic d) os bancos captam recursos junto ao público emitindo CDBs ou fundo DI. Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

82 Indique a afirmativa correta a) os bancos emitem debentures para captar recursos – empresas privadas emitem debentures. b) os bancos emitem CDI para troca de recursos entre si c) as operações de CDI são registradas na Selic – título privado é registrado na CETIP d) os bancos captam recursos junto ao público emitindo CDBs ou fundo DI – fundo DI só pode aplicar., no máximo, 20% dos recursos em CDBs da própria instituições administradora. Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

83 Um investidor qualificado é definido como sendo: a) um investidor com patrimônio declarado acima de R$ 300 mil b) um investidor com nível superior e patrimônio declarado acima de R$ 300 mil c) um investidor com aplicações financeiras acima de R$ 300 mil d) um investidor com conhecimento de mercado e patrimônio declarado acima de R$ 300 mil Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

84 Um investidor qualificado é definido como sendo: a) um investidor com patrimônio declarado acima de R$ 300 mil b) um investidor com nível superior e patrimônio declarado acima de R$ 300 mil c) um investidor com aplicações financeiras acima de R$ 300 mil d) um investidor com conhecimento de mercado e patrimônio declarado acima de R$ 300 mil Investidor qualificado tem aplicações acima de R$ 300 mil, não depende de seu conhecimento ou escolaridade. Órgãos de Regulação e Participantes do mercado

85 O risco legal de uma instituição financeira é decorrente: a) da opinião pública desfavorável sobre suas atividades b) do não cumprimento da legislação em vigência, além de documentação insuficiente e desconhecimento dos aspectos jurídicos relevantes em contratos. c) das variações abruptas de seus ativos e passivos d) dos prejuízos contábeis Compliance, Ética e Análise do Investidor

86 O risco legal de uma instituição financeira é decorrente: a) da opinião pública desfavorável sobre suas atividades - risco de imagem b) do não cumprimento da legislação em vigência, além de documentação insuficiente e desconhecimento dos aspectos jurídicos relevantes em contratos. c) das variações abruptas de seus ativos e passivos – pode levar a aumento do risco de imagem. d) dos prejuízos contábeis – risco de contraparte (redução na capacidade de pagamento) Risco legal trata de cumprimento da lei. Compliance, Ética e Análise do Investidor

87 Assinale a alternativa que representa com exatidão uma das características dos controles internos segundo resolução CMN nº 2.554/98 a) controles internos devem assegurar que sejam reconhecidas as responsabilidades atribuídas aos diversos níveis da organização, incluindo a auditoria interna, se houver: b) as disposições dos controles internos devem ser acessíveis a todos os funcionários da instituição, exceto aqueles que estejam em período de experiência ou licença maternidade c) os controles internos devem prever mecanismos de encerramento das atividades que constituem conflito de interesses d) os controladores internos devem assegurar que sejam conhecidas as responsabilidades atribuídas aos diversos níveis da organização, excluindo o departamento responsável pelos controles internos da organização Compliance, Ética e Análise do Investidor

88 Assinale a alternativa que representa com exatidão uma das características dos controles internos segundo resolução CMN nº 2.554/98 a) controles internos devem assegurar que sejam reconhecidas as responsabilidades atribuídas aos diversos níveis da organização, incluindo a auditoria interna, se houver b) as disposições dos controles internos devem ser acessíveis a todos os funcionários da instituição, exceto aqueles que estejam em período de experiência ou licença maternidade - nem tudo é para todos c) os controles internos devem prever mecanismos de encerramento das atividades que constituem conflito de interesses – função muito restrita, não está completa a resposta d) os controladores internos devem assegurar que sejam conhecidas as responsabilidades atribuídas aos diversos níveis da organização, excluindo o departamento responsável pelos controles internos da organização – não faz sentido excluir o departamento que cria os controles Escolher a alternativa que mais protege o mercado Compliance, Ética e Análise do Investidor

89 O registro que possam monitorar todas as operações dos clientes, para que se evite o crime de lavagem de dinheiro, devem ser guardados por um prazo de: a) 10 anos b) 5 anos, a partir da data de cada registro c) 5 anos, a contar do primeiro dia do ano seguinte após a conclusão da operação ou encerramento da conta d) 1 ano Compliance, Ética e Análise do Investidor

90 O registro que possam monitorar todas as operações dos clientes, para que se evite o crime de lavagem de dinheiro, devem ser guardados por um prazo de: a) 10 anos b) 5 anos, a partir da data de cada registro c) 5 anos, a contar do primeiro dia do ano seguinte após a conclusão da operação ou encerramento da conta - muito complicado d) 1 ano Deve-se guardar as informações por 5 anos, isso só pode ser a partir da data de registro da operação. Compliance, Ética e Análise do Investidor

91 A lei 9.613/98 dispõe sobre os crimes de lavagem de dinheiro e define em seu artigo 9º as pessoas jurídicas sujeitas a algumas obrigações. Avalie quais itens descrevem pessoas jurídicas com tais obrigações: I.Bolsas de Mercadorias II.Administradoras de Cartão de Crédito III.Administradoras de Títulos e Valores Mobiliários IV.Pessoas jurídicas que comercializem bens de luxo ou de alto valor a) Apenas I, II e III b) Apenas I e III c) Apenas I, III e IV d) I, II, III e IV Compliance, Ética e Análise do Investidor

92 A lei 9.613/98 dispõe sobre os crimes de lavagem de dinheiro e define em seu artigo 9º as pessoas jurídicas sujeitas a algumas obrigações. Avalie quais itens descrevem pessoas jurídicas com tais obrigações: I.Bolsas de Mercadorias II.Administradoras de Cartão de Crédito III.Administradoras de Títulos e Valores Mobiliários IV.Pessoas jurídicas que comercializem bens de luxo ou de alto valor a) Apenas I, II e III b) Apenas I e III c) Apenas I, III e IV d) I, II, III e IV São todos os lugares que podem ter grandes transações em dinheiro, portanto, pode-se tentar lavar dinheiro. Todos os lugares acima ou são do sistema financeira ou movimentam valor em dinheiro elevado Compliance, Ética e Análise do Investidor

93 A legislação referente ao crime de lavagem de dinheiro postula que: a) A obtenção de proveito específico é exigida para caracterizar o crime b) simples ocultação ou disseminação de valores é suficiente para cumprir exigência punitiva c) O agente pode ser punido, ainda que a posse ou uso dos bens não lhe tenha trazido benefício algum d) Os crimes são afiançáveis e permitem liberdade provisória Compliance, Ética e Análise do Investidor

94 A legislação referente ao crime de lavagem de dinheiro postula que: a) A obtenção de proveito específico é exigida para caracterizar o crime – na linguagem criminal, não é necessário matar, a intenção já basta. b) simples ocultação ou disseminação de valores é suficiente para cumprir exigência punitiva c) O agente pode ser punido, ainda que a posse ou uso dos bens não lhe tenha trazido benefício algum – não é necessário ter proveito para cometer um crime. d) Os crimes são afiançáveis e permitem liberdade provisória – a Anbima não exige conhecimento sobre código penal. Se responde a questão analisando o que é melhor para a sociedade. Compliance, Ética e Análise do Investidor

95 Complete o texto a seguir: Um cliente aposentado, com 70 anos de idade e perfil conservador, busca apenas preservar seu capital total de R$ 50 mil. Segundo normas e padrões éticos da certificação profissional Anbima, um gerente que indicar para esse cliente uma aplicação em VGBL com propósito de investimento.... a) estaria correto, pois estaria seguindo a recomendação da campanha do banco para previdência b) estaria correto, caso o investidor dissesse que não precisaria desse dinheiro no curto prazo c) não estaria, a princípio, adequado, pois esse cliente já se aposentou e o VGBL tem por objetivo principal a aposentadoria d) não estaria, a princípio, adequado, pois nessa idade o cliente pode precisar do dinheiro para distribuir para seus netos Compliance, Ética e Análise do Investidor

96 Complete o texto a seguir: Um cliente aposentado, com 70 anos de idade e perfil conservador, busca apenas preservar seu capital total de R$ 50 mil. Segundo normas e padrões éticos da certificação profissional Anbima, um gerente que indicar para esse cliente uma aplicação em VGBL com propósito de investimento.... a) estaria correto, pois estaria seguindo a recomendação da campanha do banco para previdência b) estaria correto, caso o investidor dissesse que não precisaria desse dinheiro no curto prazo c) não estaria, a princípio, adequado, pois esse cliente já se aposentou e o VGBL tem por objetivo principal a aposentadoria d) não estaria, a princípio, adequado, pois nessa idade o cliente pode precisar do dinheiro para distribuir para seus netos Previdência é investimento de longo prazo, nunca serve para aposentados. Compliance, Ética e Análise do Investidor

97 Para oferecer produtos financeiros de alta volatilidade, a instituição financeira deve conhecer algumas informações fundamentais do cliente, tais como: a) formação acadêmica e capacidade de poupança b) idade e prazo de resgate c) capacidade de poupança e objetivos do investimento d) Características de aversão ao risco e tolerância de eventuais perdas Compliance, Ética e Análise do Investidor

98 Para oferecer produtos financeiros de alta volatilidade, a instituição financeira deve conhecer algumas informações fundamentais do cliente, tais como: a) formação acadêmica e capacidade de poupança – não é necessário ser PHD para investir em renda variável b) capacidade de poupança e prazo de resgate – prazo de resgate é importante, mas capacidade de poupança não c) capacidade de poupança e objetivos do investimento – objetivo está correto, mas capacidade de poupança não interfere pra investimentos de risco d) Características de aversão ao risco e tolerância de eventuais perdas O cliente tem que ser agressivo e estar num momento que suporta financeiramente eventuais perdas. Compliance, Ética e Análise do Investidor

99 Um profissional de uma instituição financeira toma conhecimento de que a empresa Y vai investir em um promissor empreendimento hoteleiro, fato de conhecimento exclusivo do conselho de administração. O referido profissional, por questão ética, não comenta e nem divulga a informação, abstendo-se de emitir opiniões sobre as ações da empresa. No caso referido, a CVM caso tivesse conhecimento de algum vazamento de informação privilegiada por parte dos acionistas controladores, visando à sua utilização em benefício, poderia: a) ordenar ao Bacen a quebra de sigilo bancário imediato dos administradores da companhia e divulgar os dados obtidos a fim de proteger os investidores. b) Suspender a negociação das ações na bolsa de valores desde que obtivesse prévia autorização da empresa Y c) Nomear inventariante para administrar os bens da companhia até que se comprovasse a ocorrência de insider trading d) Abrir inquérito administrativo a fim de verificar a ocorrência de eventual infração disciplinar Compliance, Ética e Análise do Investidor

100 Um profissional de uma instituição financeira toma conhecimento de que a empresa Y vai investir em um promissor empreendimento hoteleiro, fato de conhecimento exclusivo do conselho de administração. O referido profissional, por questão ética, não comenta e nem divulga a informação, abstendo-se de emitir opiniões sobre as ações da empresa. No caso referido, a CVM caso tivesse conhecimento de algum vazamento de informação privilegiada por parte dos acionistas controladores, visando à sua utilização em benefício, poderia: a) ordenar ao Bacen a quebra de sigilo bancário imediato dos administradores da companhia e divulgar os dados obtidos a fim de proteger os investidores. – radical demais e de pouco efeito prático. b) Suspender a negociação das ações na bolsa de valores desde que obtivesse prévia autorização da empresa Y - pode suspender as ações e não precisa pedir autorização c) Nomear inventariante para administrar os bens da companhia até que se comprovasse a ocorrência de insider trading – não pode nomear inventariante, a empresa não está inadimplemente d) Abrir inquérito administrativo a fim de verificar a ocorrência de eventual infração disciplinar A CVM deve investigar quem é o culpado, isso é o melhor para o mercado. Compliance, Ética e Análise do Investidor

101 O desvio padrão é uma medida: a) de risco; b) de retorno esperado; c) de retorno médio estatístico; d) de retorno futuro implícito Mensuração, Gestão de Performance e Risco

102 O desvio padrão é uma medida: a) de risco; b) de retorno esperado; c) de retorno médio estatístico; d) de retorno futuro implícito Desvio padrão mede a distância entre a valorização de cada mês de uma aplicação e sua média de rentabilidade. Quanto maior, maior incerteza de qual será o resultado, portanto, maior risco Mensuração, Gestão de Performance e Risco

103 Enquanto a rentabilidade nominal se refere à rentabilidade prefixada, a rentabilidade relativa representa: a) uma expectativa com relação à rentabilidade futura de um ativo; b) Uma taxa combinada previamente de remuneração de um ativo c) uma rentabilidade para o mercado de ações. d) a rentabilidade em relação ao benchmark Mensuração, Gestão de Performance e Risco

104 Enquanto a rentabilidade nominal se refere à rentabilidade prefixada, a rentabilidade relativa representa: a) uma expectativa com relação à rentabilidade futura de um ativo; - isso é uma rentabilidade esperada b) Uma taxa combinada previamente de remuneração de um ativo - isso é uma taxa prefixada c) uma rentabilidade para o mercado de ações. – não existe uma taxa para calcular rentabilidade de ações. d) a rentabilidade em relação ao benchmark Mensuração, Gestão de Performance e Risco

105 Um imóvel tem por característica a) elevado risco de crédito b) elevado risco de liquidez c) alta rentabilidade d) elevado risco de cross default Mensuração, Gestão de Performance e Risco

106 Um imóvel tem por característica a) elevado risco de crédito – só existe se o imóvel for alugado, não tem risco de crédito se não for alugado. b) elevado risco de liquidez c) alta rentabilidade – não é a aplicação mais arriscada do mercado, portanto, não tem alta rentabilidade. d) elevado risco de cross default – não tem nada de diferente em relação ao outras aplicações. Imóvel são difíceis de vender, portanto, tem elevado risco de liquidez. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

107 A diversificação é uma estratégia que permite ao investidor reduzir o risco total de mercado de uma carteira de ações. Entretanto ela é mais efetiva quando se trata de a) Aplicações em ações b) Aplicações em títulos públicos c) Aplicações em CDBs d) Aplicações em fundos de investimento Mensuração, Gestão de Performance e Risco

108 A diversificação é uma estratégia que permite ao investidor reduzir o risco total de mercado de uma carteira de ações. Entretanto ela é mais efetiva quando se trata de a) Aplicações em ações b) Aplicações em títulos públicos c) Aplicações em CDBs d) Aplicações em fundos de investimento O risco não sistemático é elevado no mercado de ações, portanto, a diversificação tem mais efeito no mercado acionário. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

109 A correlação entre o IBrX50 e o DI será: a) Próxima de 1 b) Próximo de -1 c) Próximo de 0 d) Maior que 1 Mensuração, Gestão de Performance e Risco

110 A correlação entre o IBrX50 e o DI será: a) Próxima de 1 b) Próximo de -1 c) Próximo de 0 d) Maior que 1 Não existe correlação entre a Bolsa de Valores e a Renda Fixa. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

111 A duration de Macaulay é medida em: a) pontos base b) valor monetário, em termos reais c) valor monetário, em termos nominais d) tempo Mensuração, Gestão de Performance e Risco

112 A duration de Macaulay é medida em: a) pontos base – risco país b) valor monetário, em termos reais – duration modificada c) valor monetário, em termos nominais – duration modificada d) tempo Duration de Maculay é o tempo médio de retorno de um título. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

113 O patrimônio de um investidor tem a seguinte composição: 80% em imóveis, 10% em dólar e 10% em ações. O risco predominante dessa carteira de investimento é o: a) de crédito b) de liquidez c) de mercado d) cambial Mensuração, Gestão de Performance e Risco

114 O patrimônio de um investidor tem a seguinte composição: 80% em imóveis, 10% em dólar e 10% em ações. O risco predominante dessa carteira de investimento é o: a) de crédito - não tem risco de crédito b) de liquidez c) de mercado – tem risco de mercado em ações e no dólar (20% do total) d) cambial – não existe este risco Imóveis tem elevado risco de liquidez. Ações, especialmente de segunda linha, também podem ter risco de liquidez. Moeda estrangeira, excessão ao dólar, tem risco de liquidez. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

115 Um fundo de investimento que apresenta alta volatilidade indica a) menor risco de mercado b) maior concentração em títulos atrelados a índice de preços c) maior risco de mercado d) maior concentração em títulos com taxa prefixada Mensuração, Gestão de Performance e Risco

116 Um fundo de investimento que apresenta alta volatilidade indica a) menor risco de mercado – se a volatilidade é alta, o risco é maior. b) maior concentração em títulos atrelados a índice de preços – essa ação reduz o risco, pois anula um possível risco de mercado, portanto, abaixa a volatilidade c) maior risco de mercado d) maior concentração em títulos com taxa prefixada – está parcialmente correto, maior concentração em títulos prefixados aumenta a volatilidade, pois aumenta a influência da taxa de juros, ligada ao risco de mercado. A alternativa D está errada pois não está totalmente correta, pois alta volatilidade significa maior risco de mercado (maior exposição a taxa de juros, câmbio, inflação, mercado externo), não só taxa de juros. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

117 É incorreto dizer sobre o conceito de VaR: a) Pode ser calculado por metodologias diferentes como por exemplo, a simulação histórica ou o modelo paramétrico b) Mostra a perda ocorrida das operações da carteira no prazo calculado, não dizendo o ganho obtido c) Independente da metodologia de cálculo utilizada, necessita de um horizonte de tempo e um grau de confiança d) O VaR não separa os investimentos bons e ruins Mensuração, Gestão de Performance e Risco

118 É incorreto dizer sobre o conceito de VaR: a) Pode ser calculado por metodologias diferentes como por exemplo, a simulação histórica ou o modelo paramétrico – correto, pega dados históricos ou outros modelos caso não tenha histórico, como o Modelo de Monte Carlo ou usando um parâmetro b) Mostra a perda ocorrida das operações da carteira no prazo calculado, não dizendo o ganho obtido c) Independente da metodologia de cálculo utilizada, necessita de um horizonte de tempo e um grau de confiança – correto, é um modelo baseado em distribuição normal. d) O VaR não separa os investimentos bons e ruins – correto, um investimento que supera positivamente o VaR, será analisado como falho. VaR mede perdas e ganhos obtidos se estão dentro de uma distribuição normal. Mensuração, Gestão de Performance e Risco

119 Para verificar ser está sendo bem-gerido um fundo de investimento passivo, tendo como benchmark o CDI, uma das medidas que podemos usar é: a) o Tracking Error b) A mediana dos retornos deste fundo em relação ao CDI c) a média aritmética dos retornos do fundo d) o Stress test Mensuração, Gestão de Performance e Risco

120 Para verificar ser está sendo bem-gerido um fundo de investimento passivo, tendo como benchmark o CDI, uma das medidas que podemos usar é: a) o Tracking Error b) A mediana dos retornos deste fundo em relação ao CDI - medida de retorno c) a média aritmética dos retornos do fundo – medida de retorno d) o Stress test – medida de risco Tracking error mede o erro de uma aplicação em relação ao benchmark Mensuração, Gestão de Performance e Risco


Carregar ppt "Noções de Economia, Finanças e Estatística Um jornalista afirmou que o Banco Central irá aumentar a taxa Selic. Esta afirmação está: a) correta, pois o."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google