A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lógica Matemática Introdução. A que a palavra Lógica te remete??

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lógica Matemática Introdução. A que a palavra Lógica te remete??"— Transcrição da apresentação:

1 Lógica Matemática Introdução

2 A que a palavra Lógica te remete??

3 Lógica Formal Inúmeras definições; Essencialmente iguais; Consenso, Leis gerais do Pensamento Aplicação correta dessas leis na investigação da verdade.

4 Origem Na Grécia Antiga, 342 a.C, o filósofo Aristóteles sistematizou o conhecimento existente em Lógica, elevando-o à categoria de ciência. Em sua obra chamada Organum (ferramenta para o correto pensar), estabeleceu princípios tão gerais e tão sólidos que até hoje são considerados válidos.

5 Definição A Lógica tem, por objeto de estudo, as leis gerais do pensamento, e as formas de aplicar essas leis corretamente na investigação da verdade.

6 Proposição Uma proposição é uma declaração (afirmativa ou negativa) que exprime um pensamento de sentido completo. Uma proposição pode ser verdadeira, cujo valor lógico é V; Ou uma proposição pode ser falsa, cujo valor lógico atribuído é F

7 Exemplo 1 Sete mais dois é igual a nove É uma declaração (afirmativa) Logo é uma proposição. Valor lógico V

8 Exemplo 2 Belém não é a capital do Brasil; É uma declaração negativa Valor Lógico V Logo é uma proposição

9 Exemplo 3 O dobro de cinco é 10? É uma pergunta, não uma declaração Logo não é proposição Portanto não podemos atribuir valor lógico V ou F

10 Praticando Construa em seu caderno: 1. Um exemplo de proposição com valor lógico V 2. Um exemplo de proposição com valor lógico F 3. Um exemplo que não possa ser classificado como uma proposição.

11 Princípios Fundamentais Princípio da Identidade: Todo objeto é idêntico a si mesmo. · Princípio da Não Contradição: Uma proposição não pode ser verdadeira e falsa ao mesmo tempo. · Princípio do Terceiro Excluído: Todo proposição ou é verdadeira ou é falsa, ou seja, verifica-se sempre um desses casos, nunca um terceiro.

12 Proposição Simples (Atômica) Como o próprio nome diz, é uma proposição única, isolada. Podemos considerá-las como frases formadas por apenas uma oração que exprime apenas um fato. Representaremos as proposições simples por letras latinas minúsculas (p, q, r, s)

13 Exemplo de Prop. Simples Tiradentes foi enforcado (p) eu sou estudioso (q) > 12 (r) O número 25 é um quadrado perfeito (s)

14 Proposição Composta Uma proposição é dita composta quando for formada por duas ou mais proposições ligadas entre sí por conectivos operacionais. Podemos considerá-las como um período composto de várias orações. Indicaremos as proposições compostas por letras latinas maiúsculas

15 Exemplo Paulo é estudioso e Maria é bonita. P é a composta das proposições simples p: Paulo é estudioso e q: Maria é bonita.

16 Exemplo Jorge é careca e Pedro é Estudante. Um número é par ou um número é impar Se um número é par, então é divisível por 2

17 Praticando Construa em seu caderno 3 exemplos de: Proposição Simples Proposição Composta

18 Exercícios 1) Determine o valor lógico (V ou F) de cada uma das sentenças: a) O número 17 é primo. b) Fortaleza é capital do Maranhão c) TIRADENTES morreu afogado d) (3 + 5) 2 = e) - 1 < - 7

19 Conectivos Lógicos Chamamos conectivos ou operadores lógicos a qualquer palavra ou símbolo que se usa para formar novas proposições compostas a partir de outras proposições simples. São conectivos usuais em lógica matemática e, ou, não, se, então, se e somente se.

20 Operadores Lógicos O operador não é unário e os outros, binários, isto é ligam duas proposições para formar uma proposição composta.

21 Operações Lógicas sobre Proposições À partir dos conectivos lógicos pode-se definir operações fundamentais entre proposições. Tais operações obedecem às regras do cálculo proposicional.

22 Negação Chama-se negação de uma proposição p a proposição representada por não p, cujo valor lógico é verdadeiro (V) quando p é falsa e falso (F) quando p é verdadeira. Simbolicamente:~p Lê-se: não p ~V=F ~F=V p~p VF FV

23 Na linguagem comum a negação efetua-se, nos casos mais simples, antepondo o advérbio não ao verbo da proposição dada. p: O Sol é uma estrela ~p: O Sol não é uma estrela p:Pedro é mecânico ~p:Não é verdade que Pedro é mecânico Ou ~p: É falso que Pedro é mecânico

24 Observe que: Todos os homens são elegantes a negação pode ser: Nem todos os homens são elegantes.

25 Nenhum homem é elegante a negação pode ser: algum homem é elegante

26 Conjunção ( ) Uma proposição que constitui-se de duas proposições ligadas por e denomina-se conjunção. O valor lógico de uma proposição é verdadeiro se as proposições simples p e q que a compõe são verdadeiras. Nos demais casos é falso. Simbólicamente: p q Lê-se: p e q

27 Simbolicamente: p^q pqp^q VVV VFF FVF FFF

28 Exemplos p: A neve é branca (V) q: 2<5 (V) p^q= A neve é branca e 2<5 (V) p: O enxofre é verde (F) q: 7 é um número primo (V) p^q=O enxofre é verde e 7 é um número primo (V)

29 p: CANTOR nasceu na Rússia (V) q: FERMAT era médico (F) p^q= CANTOR nasceu na Rússia e FERMAT era médico (F) p: > 4 (F) q: sen /3 = 0 (F) p^q= > 4 e sen /3 = 0 (F)

30 Exercícios 1) Sejam as proposições p: Está frio e q:Está chovendo. Faça a tradução para a linguagem corrente das seguintes proposições: a) ~p b) p^q c) ~p^q d) p^~q e) ~p^~q

31 2) Sejam as proposições p: Cláudio fala inglês e q:Cláudio fala alemão.Faça a tradução para a linguagem corrente das seguintes proposições: a) ~p b) p^q c) ~p^q d) p^~q e) ~p^~q

32 3) Sejam as proposições p: Marcos é alto q: Marcos é elegante. Faça a tradução para a linguagem simbólica das seguintes proposições: a) Marcos é alto e elegante b) Marcos é alto, mas não é elegante c) Marcos não é alto nem elegante

33 Disjunção ( ) Chama-se disjunção uma proposição composta por duas proposições p e q. O valor lógico de uma disjunção é verdadeiro se ao menos uma das proposições simples p e q que a compõe é verdadeiro, e falso se ambas as proposições são falsas. Simbólicamente: p q Lê-se: p ou q

34 Simbolicamente: p q pqp q VVV VFV FVV FFF

35 Exemplos p:Paris é a capital da França (V) q: 9 – 4 =5 (V) p q= Paris é a capital da França ou 9-4=5 (V) p:CAMÕES escreveu Lusíadas (V) q: = 3 (F) p q= CAMÕES escreveu os Lusíadas ou =3 (V)

36 p:Roma é a capital da Rússia (F) q: 5/7 é uma fração própria (V) p q= Roma é capital d Rússia ou 5/7 é uma fração própria (V) p:Lula é governador do Paraná (F) q: (-2) 2 = -4 (F) p q= Lula é governador o Paraná ou (-2) 2 =4 (F)

37 Disjunção Exclusiva ( ) Chama-se disjunção exclusiva de duas proposições p e q a proposição representada simbolicamente por p V q, que se lê: "ou p ou q" ou "p ou q, mas não ambos", cujo valor lógico é a verdade (V) somente quando p é verdadeira ou q é verdadeira, mas não quando p e q são verdadeiras simultaneamente, e a falsidade (F) quando p e q são simultaneamente falsas.

38 Disjunção Inclusiva ou Disjunção Exclusiva P: Carlos é médico ou professor Q: Mário é alagoano ou paranaense OBSERVE: Na proposição P pelo menos uma das proposições Carlos é médico ou Carlos é professor é verdadeira, podendo ser as duas verdadeiras.

39 Já na proposição Q, somente uma delas será verdadeira, Mario é alagoano ou Mário é paranaense. Dizemos que a proposição P é inclusiva enquanto que a proposição Q é exclusiva.

40 Simbolicamente: p q pq p q VVF VFV FVV FFF

41 Condicional ( ) Chama condicional uma proposição representada por se p então q, cujo valor lógico é a falsidade (F) no caso em que p é verdadeira e q é falsa, e a verdade(V) nos demais caso.

42 Bicondicional ( ) Chama-se bicondicional uma proposição representada por p se e somente se q, cujo valor lógico é a verdade (V) quando p e q são ambas verdadeiras ou falsas, e a falsidade (F) nos demais casos. LÊ-SE: (i) p é condição necessária e suficiente para q (ii) q é condição necessária e suficiente para p

43 Simbolicamente: p q pq p q VVV VFF FVF FFV

44 Exemplos p:Roma fica na Europa (V) q: A neve é branca (V) p q= Roma fica na Europa se e somente se a neve é branca (V) p:Lisboa é capital de Portugal (V) q: = 3 (F) p q= Lisboa é capital de Portugal se e somente se =3 (F)

45 Exemplos p:VASCO DA GAMA descobriu o Brasil (F) q: TIRADENTES foi enforcado (V) p q= VASCO DA GAMA descobriu o Brasil se e somente se TIRADENTES foi enforcado (F) p: A terra é plana (F) q: o Canário é um mamífero (F) p q= A terra é plana se e somente se o Canário é um mamífero (V)

46 Exercícios 1) Seja p a proposição os meninos jogam e q a proposição o cão ladra. Traduzir para a linguagem corrente as seguintes proposições: a) ~p b) ~q c) p^q d) p^~q e) p q f) p q g) ~p ~q

47 2) Traduzir para a linguagem simbólica as seguintes proposições. a) Os preços não sobem. b) Pedro não é justo. c) Os preços sobem e Pedro é justo. d) Os preços sobem ou Carlos é asseado. e) Carlos não é asseado ou Pedro é justo. f) Se os preços sobem, então a oferta cai. g) Se Pedro não é justo, então os preços sobem. h) A oferta não cai e Pedro é justo se e somente se os preços sobem. i) Se os preços sobem e a oferta cai, então Carlos é asseado ou Pedro é justo.


Carregar ppt "Lógica Matemática Introdução. A que a palavra Lógica te remete??"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google