A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A TÉCNICA E O DESAFIO DO SÉCULO JACQUES ELLUL As palavras técnica: (téchne idéia de produção ou fazer eficaz) e tecnologia: (discurso sobre a técnica ou.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A TÉCNICA E O DESAFIO DO SÉCULO JACQUES ELLUL As palavras técnica: (téchne idéia de produção ou fazer eficaz) e tecnologia: (discurso sobre a técnica ou."— Transcrição da apresentação:

1 A TÉCNICA E O DESAFIO DO SÉCULO JACQUES ELLUL As palavras técnica: (téchne idéia de produção ou fazer eficaz) e tecnologia: (discurso sobre a técnica ou utilização das técnicas). Máquinas e Técnicas: a técnica tem o seu ponto de partida na existência da máquina: relação máquina homem. Historicamente a técnica alcançou autonomia em relação à máquina [propaganda, lazer, medicina, administração, segurança, etc]; a técnica é característica mesmo onde a máquina não funciona.

2 Operação técnica e fenômeno técnico Operação técnica é a tecnicidade da operação, não implique um como fazer nem exige eficácia. Exemplo: a colheita dos frutos numa civilização primitiva (esforço espontâneo, natural e experimental); O fenômeno técnico: é a busca dos H de nosso tempo do método absoluta% mais eficaz em toda ordem de coisas »: Convicção de que outros meios podem ser encontrados; Criação de novos métodos de trabalho, novos utensílios; Exame racional das possibilidades de uma experimentação mais extensa.

3 Características da Técnica Moderna Racionalidade: esta característica observada no fato da divisão do trabalho e na elaboração de normas de produção, implica em dois movimentos: i) Exclusão da espontaneidade ii) Redução de fatos e fenômenos ao esquema lógico. Artificialidade: a técnica como arte é a criação de um sistema artificial. Ora o mundo artificial, destrói, elimina, ou subordina o mundo natural [hidroelétricas]

4 Características da Técnica Moderna Automatismo: impossibilidade de recusar a solução ou o método que envolve maior racionalidade e eficácia. i) Submissão dos meios ao imperativo da eficácia > sempre maior; ii) Quando um método é mais conveniente que outros se opta por ele e os demais são descartados. O método escolhido resulta ser eficaz em sentido absoluto, já que se converte no método por excelência para resolver um determinado problema.

5 Características da Técnica Moderna Autocrescimento : A partir de certo estágio a técnica se produz a si própria, a despeito da intervenção humana, suscitando problemas de natureza técnica, que só a própria técnica pode resolver. É o princípio de combinação das técnicas que provoca o auto-crescimento. i) Em uma civilização técnica, o progresso técnico não se detém e não tem limites; ii) O progresso técnico tende a efetuar-se, não de acordo com uma progressão aritmética, mas de acordo com uma progressão geométrica.

6 Características da Técnica Moderna Unicidade: o fenômeno técnico englobando o conjunto das técnicas, constitui uma totalidade que apresenta sempre, e em qualquer parte os mesmos caracteres. i) A unicidade não nos permite distinguir entre a técnica e o uso que dela se faz; ii) O ser da técnica consiste no seu uso. Sendo técnico, é o único uso possível não podendo ser julgado em função de critérios religiosos, morais ou estéticos; iii) É impossível utilizá-la a não ser de acordo com as regras técnicas; iv) Assim é um equívoco e mera ilusão querer suprimir a parte má da técnica e conservar o lado bom.

7 Características da Técnica Moderna Encadeamento I: O universo técnico se estrutura pela necessidade. As técnicas aparecem sucessivamente, as precedentes tornam necessárias as seguintes. Assim em 1733 temos a invenção da lançadeira volante (Kay)que exigiu uma maior produção de fio. Por sua vez essa produção que era impossível sem a máquina exigiu a invenção da Spinning Jenny (Hargreaves). A produção de fio aumentou tanto que os tecelões não conseguiam transformar isso tudo em tecido. O problema foi resolvido com a invenção do tear a vapor (Cartwright). Temos assim o encadeamento das máquinas que evoluirá velozmente. Cada nova máquina desequilibra a produção tornando-se necessária a invenção de outras.

8 Características da Técnica Moderna Encadeamento II: i) Sistemas comercial e financeiro: Para o escoamento da produção » criaram-se novos métodos comerciais. Com o capital acumulado organizaram-se companhias: de seguros, de crédito e sociedades anônimas. ii) Transporte rápido, regular e seguro das mercadorias. Surgem assim novas técnicas do transporte fruto da organização que vai passar a desempenhar um rol mais importante que a própria máquina pq exige o cálculo para a montagem da infraestrutura e a arrecadação dos capitais necessários. iii) Força de trabalho » em grandes quantidades para produzir e consumir os produtos que as máquinas produzem. Essas pessoas vão se concentrar nas cidades » técnica do urbanismo. iv) Para fazer mais tolerável a vida nesse ambiente urbano sórdido surge a técnica do lazer e divertimento [nasce o cinema]

9 Características da Técnica Moderna Encadeamento III i) A técnica econômica aperfeiçoa a organização do trabalho. Não há mais espaço para fantasias individuais. O trabalho será racionalizado, tornar-se científico. ii) Agora quem vai coordenar todas as técnicas? Quem vai tornar obrigatórias as decisões necessárias ao serviço das máquinas? Será o Estado ! iii) Porém um Estado eficaz, para que o regime econômico funcione, un Etat qui contrôle tout, afin que les machines développées au hasard deviennent «cohérance» (Ellul). Aparecem assim as técnicas do Estado : militares, policiais, administrativas e políticas.

10 Características da Técnica Moderna Encadeamento IV Logo se percebe que essa ação sobre o exterior do homem é insuficiente. Deve ser disciplinado, deve produzir, deve conformar-se ao sistema). Assim deve ser convencido, não apenas coagido. Deve empenhar o seu coração e a sua vontade, o seu corpo e o seu cérebro. Para isso utilizam-se as diversas técnicas da propaganda, da pedagogia e da psicologia. De acordo com Ellul à medida que as técnicas materiais se tornam mais precisas, tornam as técnicas intelectuais e psicológicas mais necessárias. Assim se completa o edifício, a sociedade técnica fundada na necessidade técnica.

11 Características da Técnica Moderna Universalismo i) Geográfico: a técnica penetrou e conquistou todos os países, a reivindicação dos menos desenvolvidos é uma exigência de tecnificação. Aqueles que ainda não a assimilaram, na proporção e na escala necessária, almejam fazê-lo rapidamente. ii) Qualitativo: [totalitarismo]a técnica impõe a racionalidade instrumental e a eficácia. Diante desses valores as culturas tradicionais se reduzem a restos, destroços e fragmentos que serão recolhidos aos museus. Quando a técnica fixa um método, tudo lhe deve ser subordinado. Por tanto, não há mais objetos ou situações neutras. Ellul exemplifica com a técnica da propaganda, elle est totalitaire dans sa nature, dans son message, dans ses méthodes, dans son champ daction et dans ses moyens: que pourrait-on demander de plus?

12 Características da Técnica Moderna Autonomia I : A técnica desenvolve-se em obediência às suas próprias leis, não respeitando qualquer oposição, ela é um poder dotado de força própria, de sorte que se a utilizarmos devemos aceitar as suas especificidades, a autonomia de seus fins, a totalidade de suas regras – que os desejos e aspirações do homem em nada podem modificar. Não são mais as necessidades externas que determinam a técnica são as suas necessidades internas. Ela se transformou uma realidade em si, que tem as suas leis particulares e suas próprias determinações.

13 Características da Técnica Moderna Autonomia II A decorrência da autonomia é que a técnica se coloca como instância acima do bem e do mal, não tolera ser julgada por ninguém. Ela é o valor supremo, em função do qual todos os outros devem ser aferidos, é a instância última e irrecorrível, a partir da qual são formulados os julgamentos inapeláveis. De forma que a técnica se julga a ela própria. Em casos controvertidos que levantam questões éticas e morais, a técnica não somente recusa ser julgada como se levanta como juiz da moral, construindo uma nova moral. Assim tudo o que a técnica faz ou pode fazer, é permitido, lícito e justificado.

14 Características da Técnica Moderna Autonomia III A técnica é sacrílega no sentido sociológico. Uma vez que o mundo para o homem não é somente material, ele concebe uma realidade espiritual. Os psicanalistas estão de acordo a esse respeito, o sentimento do sagrado, o sentido do secreto, são elementos sem os quais o homem não pode absolutamente viver. Em grande parte o mistério é desejado pelo homem. O sagrado é o que se decide inconscientemente respeitar. Entretanto, como explica Ellul: A técnica não adora ninguém, não respeita nada;ela tem somente um rol: dépouiller, mettre au clair, depois racionalizando transforma tudo em meio.

15 Características da Técnica Moderna Ambivalência I: A técnica é ambivalente, ela libera, porém ela também aliena. Assim os efeitos positivos que a técnica aporta são inseparáveis dos efeitos negativos; o progresso técnico tem seus custos; acarreta problemas novos e tem efeitos imprevisíveis. Diferenciação das noções de ambigüidade e de efeito perverso : o que caracteriza a ambigüidade é a indeterminação, o equivoco, o vago. Ora a técnica, certamente não é nada disso, tudo o contrário. Qto à segunda dá a entender de que haveriam de um lado efeitos normais e de outro, efeitos maus, surpreendentes, que seriam perversos.

16 Ambivalência II i) Todo progresso técnico se paga As externalidades, isto é, conjunto de custos que não estão diretamente relacionados a uma criação ou uso da técnica: poluição, medidas de proteção, danos de toda ordem, programas para emergências, etc. Assim a construção de uma usina atômica para geração de eletricidade implica custos anexos que alteram os cálculos, se incluímos ou não as externalidades.

17 i) Todo progresso técnico se paga Há certos produtos que desaparecem no desenvolvimento de novas técnicas. Assim na indústria têxtil tem sido deixado de lado tecidos de muita qualidade como o linho e o chanvre. Logo seria necessário avaliar os produtos cuja produção foi simplesmente eliminada. Isso também se aplica à agricultura, onde a monocultura tende a eliminar uma variedade de produtos alimentícios que o povo cultivava e consumia regularmente.

18 i) Todo progresso técnico se paga É necessário considerar os países do Terceiro Mundo sobre cujos povos o progresso técnico quase sempre projeta efeitos negativos. Exs., a fixação artificial do nitrato do ar trouxe a ruína para a florescente indústria chilena do salitre natural. A descoberta da anilina aniquilou a cultura do índigo na Índia. O transporte por caminhões no Deserto do Sahara, suprimiu o principal recurso dos Tuaregs que eram transportadores do deserto por meio de caravanas. As técnicas cada vez mais eficazes na caça as focas trouxe por conseqüência a privação de certos povos esquimós do elemento base de sustento. Assim esses povos se tornaram dependentes do Estado dinamarquês que os alimenta, e veste (evidentemente com produtos industriais do Ocidente) afastando-os da sua cultura e tradições.

19 Todo progresso técnico se paga Ellul cita várias pesquisas que mostram que o problema essencial do trabalhador moderno é a insônia. Que o infarto e problemas nervosos que atingiam principalmente executivos, tornaram-se também doenças de operários. Para Ellul esta situação não é somente o resultado das transformações no mundo do trabalho, mas do estilo de vida moderna em geral. Em outras palavras a necessidade de ir cada vez mais rápido em toda ordem de coisas; alimentação rica em gorduras e calorias, fazendo da obesidade uma doença que atinge cada vez mais pessoas; ausência de ritmos vitais sazonais uma vez que o homem trabalha tanto de dia como de noite. De tudo isso se segue o esgotamento inevitável.

20 Todo progresso técnico se paga O problema demográfico. São conhecidas as estatísticas que mostram que em 1800 o homem tinha uma expectativa de vida em média de trinta anos e hoje estamos acima dos setenta. Que progresso! Ellul observa que isso se paga de duas maneiras. Primeiro a sociedade deve ocupar-se de uma massa crescente de idosos. Ora para compensar seu número é necessário multiplicar por dois ou três o número atual de crianças, o que em vinte anos acarretará um > número de trabalhadores que assumirão a produção necessária para cuidar dos velhos. Mas em sessenta anos teremos duas ou três vezes o número atual de idosos. Assim, nessa matéria há uma imprevisão fantástica.

21 Todo progresso técnico se paga Problema fisiológico: nos temos uma esperança de vida maior, vivemos mais tempo. Entretanto vivemos uma vida mais restrita e não temos a mesma potência vital. O homem não tem a mesma resistência em relação à falta de alimentos, variações de temperatura, etc. É mais sensível a todas as infecções. O homem moderno viu diminuir consideravelmente a mesma agudeza dos sentidos (visão e audição). Ele é muito mais frágil do ponto de vista nervoso (insônias, angustias). É evidente que a técnica aporta valores consideráveis, indiscutíveis. Mas ela destrói outros dos quais é impossível dizer se são mais ou menos importantes.

22 O progresso técnico levanta a cada etapa mais problemas e maiores que aqueles que ele resolve O problema ecológico: inumeráveis tipos de poluição, perigos para a saúde e para o meio ambiente, ruptura de ciclos naturais, a produção de elementos químicos novos (que não existiam na natureza), o eventual esgotamento dos recursos naturais (impossível de calcular exatamente), as mudanças climáticas devido à atividade humana na biosfera, a carência dágua, o desperdício de solos cultiváveis transformados em desertos. Todos esses fatos são dificilmente discutíveis hoje. Ora tudo isso é a conseqüência da aplicação ilimitada das técnicas.

23 Os efeitos nefastos do progresso técnico são inseparáveis dos efeitos positivos Nos deterioramos nosso meio ambiente como indivíduos, não somente quando nos conduzimos como brutos ignorantes, mas também quando atuamos como agentes ao serviço de uma função social, quando conduzimos as operações de uma maneira que é racional relativamente ao nosso objetivo, mas irrefletido e prejudicial do ponto de vista do conjunto. (De Jouvenel) Exs: Os engarrafamentos colossais, o ruído insuportável das aeronaves nos bairros adjacentes aos aeroportos, a perda de tempo nos deslocamentos residência-trabalho- residência. Temos aqui o entrecruzamento evidente de efeitos positivos e negativos do progresso técnico. Agreguemos a isso produção o que se tem denominado de escória humana, isto é, un nombre croissant dhommes et de femmes incapables de suivre le rythme général de la vie moderne.

24 Todo progresso técnico implica um grande número de efeitos imprevisíveis Ellul lembra que as plantações de algodão e de milho em áreas desmatadas foram avaliadas como um progresso técnico indiscutível. Não se sabia ainda que o algodão e o milho destroem o solo, não no sentido de retirar-lhe certos componentes, mas destruindo a liga orgânica do húmus. De sorte que em trinta ou quarenta anos de cultivo de milho e algodão terras férteis se transformam em pó. Logo a ação do vento se encarrega de deixar essas terras literalmente na rocha. Foi o que aconteceu nos anos 1930 nos Estados Unidos.

25 Todo progresso técnico implica um grande número de efeitos imprevisíveis O cultivo de novas áreas que exigiu o desmatamento dos contrafortes do Himalaia no Nepal causou inundações catastróficas em Bangladesh. A construção da represa de Assuan no vale do Nilo (Egito) trouxe conseqüências para todo o eco sistema dessa região, uma vez que perturbou o equilíbrio ecológico. Não é sempre fácil de detectar através de estudos de impacto ambiental as possíveis conseqüências de determinada técnica, por isso é comum nos encontrarmos com efeitos imprevisíveis.

26 Todo progresso técnico implica um grande número de efeitos imprevisíveis Outro âmbito em que encontramos muitos resultados imprevisíveis e inesperados é o da química assim por exemplo no âmbito de novas drogas e remédios, uma vez que nenhuma experiência laboratorial ou de testes em animais ou em pessoas pode ser suficientemente longa para constatar o que tal remédio produzirá no indivíduo tanto no físico quanto na sua psique.

27 Todo progresso técnico implica um grande número de efeitos imprevisíveis Existem efeitos imprevisíveis também e com muita maior gravidade e freqüência na utilização de produtos químicos não consumíveis. Como detergentes; plásticos não estáveis utilizados para embalagens de certos alimentos que podem ceder e passar para os alimentos componentes diversos como monômeros, estabilizantes e substâncias ainda não identificadas quimicamente.

28 Todo progresso técnico implica um grande número de efeitos imprevisíveis E que dizer dos produtos tóxicos e ou perigosos? Dioxinas sais de potássio, lixo atômico, aerosol, inseticidas e pesticidas de todo tipo, que causam acidentes graves. Nesse ponto podemos nos perguntar para evitá-los podemos parar o progresso técnico? Nas palavras de Ellul la course technicienne. A resposta é uma escolha da civilização.


Carregar ppt "A TÉCNICA E O DESAFIO DO SÉCULO JACQUES ELLUL As palavras técnica: (téchne idéia de produção ou fazer eficaz) e tecnologia: (discurso sobre a técnica ou."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google