A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A perfeição L. Marshall. O homem é cópia do criador.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A perfeição L. Marshall. O homem é cópia do criador."— Transcrição da apresentação:

1 A perfeição L. Marshall

2

3 O homem é cópia do criador

4 A lógica da perfeição O homem é perfeito na medida em que ele foi feito à imagem e semelhança de Deus. Se o homem é perfeito, e ele é um animal, o mundo animal também é perfeito. Se o mundo animal é perfeito, e faz parte da natureza, então a natureza é perfeita. Se a natureza é o habitat do homem, e nele o homem vive a sua vida, então a vida é perfeita.

5 O homem perfeito

6 Leonardo da Vinci

7 O que é Homem Vitruviano? O Homem Vitruviano é um desenho de Leonardo da Vinci feito ao redor do ano 1490 num dos seus diários.Homem Vitruviano Descreve uma figura masculina desnuda separadamente e simultaneamente em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado. O desenho elabora a noção a respeito da divina proporção atrás do raciocínio matemático, sendo um modelo de ser humano. As proporções do Homem Vitruviano são perfeitas e inserem o conceito clássico e divino da beleza.

8 O que é Homem Vitruviano? O desenho atualmente faz parte da coleção/coleção da Gallerie dell'Accademia (Galeria da Academia) em Veneza, Itália. O Homem Vitruviano é baseado numa famosa passagem do arquiteto/arquiteto romano Marcus Vitruvius Pollio na sua série de dez livros intitulados de De Architectura, um tratado de arquitetura em que, no terceiro livro, ele descreve as proporções do corpo humano:

9 O que é Homem Vitruviano? O desenho atualmente faz parte da coleção/coleção da Gallerie dell'Accademia (Galeria da Academia) em Veneza, Itália. O Homem Vitruviano é baseado numa famosa passagem do arquiteto/arquiteto romano Marcus Vitruvius Pollio na sua série de dez livros intitulados de De Architectura, um tratado de arquitetura em que, no terceiro livro, ele descreve as proporções do corpo humano

10 O que é Homem Vitruviano? Construção geométrica sobre O Homem de Vitrúvio (1490); Leonardo da Vinci, pg.36. Data: 1490 – Técnica: Lápis e tinta - Dimensão: 34 x 24 cm "Os 4 dedos fazem uma palma e 4 palmas fazem 1 pé, 6 palmas fazem um cúbito; 4 cúbitos fazem a altura de um homem. 4 cúbitos fazem um passo e 24 palmas fazem um homem. Se abrir as pernas até termos descido 1/14 de altura e abrirmos os braços até os dedos estarem ao nível do topo da cabeça então o centro dos membros abertos será no umbigo. O espaço entre as pernas abertas será um triângulo eqüilátero. O comprimento dos braços abertos de um homem é igual à sua altura. Desde as raízes dos cabelos até ao fundo do queixo é um décimo da altura do homem; desde o fundo do queixo até ao topo da cabeça é um oitavo da altura do homem; desde o topo do peito até ao topo da cabeça é um sexto da altura do homem; desde o topo do peito até às raízes do cabelo é um sétimo da altura do homem; desde os mamilos até ao topo da cabeça é um quarto da altura do homem. A maior largura dos ombros contém em si própria a quarta parte do homem. Desde o cotovelo até à ponta dos dedos é um quinto da altura do homem e desde o cotovelo até ao ângulo da axila é um oitavo da altura do homem. A mão inteira será um décimo da altura do homem. O início dos órgãos genitais marca o centro do homem. O pé é um sétimo do homem. Da sola do pé até debaixo do joelho é um quarto da altura do homem. Desde debaixo do joelho até o início dos órgãos genitais é um quarto do homem. A distância entre o fundo do queixo e o nariz e entre as raízes dos cabelos e as sobrancelhas é a mesma e é, como a orelha, um terço da cara. [texto que acompanha a gravura do Homem de Vitruvius]

11 A razão áurea A altura do corpo humano é a medida do umbigo até o chão vezes dois. A altura do crânio é a medida da mandíbula até o alto da cabeça. A medida da cintura até a cabeça é o tamanho do tórax. A medida do ombro à ponta do dedo é a medida do cotovelo à ponta do dedo. O tamanho dos dedos é a medida da dobra central até a ponta. A medida do seu quadril ao chão é a medida do seu joelho até ao chão.

12 A proporção perfeita

13 O que é a razão aúrea A RAZÃO ÁUREA é conhecida ainda como the golden ratio em inglês, ou ainda de divina proporcione, em latim. A RAZÃO ÁUREA, número de ouro, número áureo ou proporção de ouro é uma constante real algébrica irracional.

14 O que é a razão aúrea A RAZÃO ÁUREA está presente em todo o mundo natural: no homem, nas plantas, nas galáxias, nos animais etc Esta RAZÃO ÁUREA acabou influenciando as obras humanas, como a matemática, a economia, o design, o iluminismo, o cientificismo, a antropologia, a arte etc. Imagina-se que a razão e a inteligência humana também estejam marcadas por uma espécie de lógica áurea, de natureza biológica.

15 Proporções perfeitas

16 A planta perfeita A Golden Proportion está nas folhas de uma planta. Elas são arranjadas de forma espiral ao longo do galho, não impedindo a luz do sol em nenhuma das folhas. A soma dos dois primeiros passos da espiral, começando do topo é igual ao tamanho do próximo passo, por exemplo, A+B=C, B+C=D etc

17 A mão perfeita

18 A arquitetura perfeita

19 A pirâmide perfeita

20 A escrita perfeita

21 Os hieróglifos egípcios Muitos hieróglifos têm proporções baseadas no número de ouro. Os Egípcios utilizavam o número de ouro para que fosse mais fácil que todos conseguissem escrever de acordo com as mesmas proporções. Na figura anterior, a letra "h" é, de fato, uma espiral de ouro. Outros símbolos, como o "p" e "sh" são retângulos de ouro. O uso das mãos e dos pés nos hieróglifos mostra que os Egípcios tinham conhecimento que o corpo humano está relacionado de diversas formas com o número de ouro.

22 O número perfeito

23 A lógica matemática é universal

24 A ideia é perfeita Platão afirmou que: 1. O mundo das ideias é perfeito. Nele, habitam as ideias universais e arquetípicas do universo. 2. O mundo real é o mundo das sombras e, portanto, imperfeito. Nele, o homem vê apenas o borrão da realidade. Logo, a realidade natural é imperfeita.

25 O rosto perfeito

26

27 A mulher perfeita

28 O corpo perfeito

29 A vida perfeita

30

31 O anel perfeito

32 O anel de Moebius

33

34 O anel da vida

35 O anel perfeito

36 O homem muito perfeito

37 Não tão perfeitas

38 Bob Esponja

39 Batman

40 Papai Noel

41 Biscoito

42 Homem moderno

43 Sei lá

44 O Mal é perfeito?

45 A Barbie

46 A capa de celular

47 Deus criou o homem

48 Homem foi expulso do paraíso

49 Homem vem macaco, e caminha rumo à evolução( à perfeição?)

50 O homem tenta criar o ideal da perfeição

51 O ideal apolíneo

52 O universo é perfeito ?

53 Estrelas

54 Kosmos (ordem, em grego)

55 Geogentrismno

56 Simetria, equilíbrio, harmonia

57 Beleza, Estética, Naturalidade

58 O ideal da totalidade

59 A parte como totalidade

60 A totalidade recriada

61 A lógica da natureza

62 Princípios da perfeição 1. Ordem 2. Simetria 3. Equilíbrio 4. Harmonia 5. Funcionalidade 6. Economicidade 7. Racionalidade 8. Sinergia

63 Estratégias para criar a perfeição Eliminar a natureza Eliminar a natureza animal Eliminar a natureza humana Eliminar a realidade social Eliminar a realidade individual Eliminar o natural

64 O que é a realidade 1. Sem Ordem 2. Sem Simetria 3. Sem equilíbrio 4. Sem harmonia 5. Sem funcionalidade 6. Sem economicidade 7. Sem racionalidade 8. Sem sinergia

65 O que o homem faz para tornar o mundo perfeito? 1. Cria a barbárie e a civilização 2. Cria o normal e o anormal 3. Cria o igual e o diferente 4. Cria o eu e o eles 5. Cria o bem e o mal 6. Cria o perfeito e o imperfeito

66 O que o homem faz para tornar o mundo perfeito? Cria a ideia de que o homem precisa volta a ser perfeito para ser perdoado por Deus e conquistar o direito de voltar ao Paraíso

67 O que o homem faz para tornar o mundo perfeito? O homem passa a esconder, a transformar e a retrabalhar a natureza O homem retrabalha a natureza e, com isso, retrabalha a sua natureza O homem passa a não ser mais um ser vivo no planeta O homem passa a ser o ser humano

68 Design Inteligente

69 Economia

70 Ecologia

71 Evolução

72 Perfeição

73 Consequências da busca humana pelo ideal da perfeição Precisamos de três planetas terra para atender sete bilhões de pessoas Banimos da face da terra a essência do ser humano Inventamos a ideia da verdade absoluta Inventamos o pecado, o erro, o fracasso Criamos a neurose pelo progresso, pela evolução e pelo desenvolvimento

74 Consequências da busca humana pelo ideal da perfeição Estimulamos o individualismo Criamos a sociofobia Instalamos a cultura estética Implantamos uma civilização tecnológica Perseguimos o ideal estético da beleza (como substituto do ideal da perfeição) Criamos o ideal absoluto da verdade

75 Consequências da busca humana pelo ideal da perfeição Estimulamos a competição Desenvolvemos a disputa pela inovação Inventamos a ideia da depressão Transformamos o consumo em medicamento

76 Viramos 1. o eu-eu, 2. o eu-social e 3. o eu-ideal


Carregar ppt "A perfeição L. Marshall. O homem é cópia do criador."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google