A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tabagismo na gestação: conseqüências sobre mãe-bebê

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tabagismo na gestação: conseqüências sobre mãe-bebê"— Transcrição da apresentação:

1 Tabagismo na gestação: conseqüências sobre mãe-bebê

2 INTRODUÇÃO Alta prevalência de gestantes fumantes 23% a 25%, maior freqüência em mulheres brancas, baixo nível sócio econômico, baixa escolaridade e solteiras (Bergen, 1999; Bobo, 2002; Raatikainen, 2006) Alta prevalência de gestantes fumantes 23% a 25%, maior freqüência em mulheres brancas, baixo nível sócio econômico, baixa escolaridade e solteiras (Bergen, 1999; Bobo, 2002; Raatikainen, 2006) Gastos financeiros com gestantes tabagistas é muito maior do que com gestantes não tabagistas (Ayadi, 2006) Gastos financeiros com gestantes tabagistas é muito maior do que com gestantes não tabagistas (Ayadi, 2006) Tabagismo na Gestação

3 Conseqüências sobre a gestação Conseqüências sobre a gestação (P olanska,2004) : Descolamento placentário Descolamento placentário Abortamento espontâneo Abortamento espontâneo Ruptura prematura de membranas Ruptura prematura de membranas Tabagismo na Gestação INTRODUÇÃO

4 Conseqüências sobre o bebê (Giglia,2006; P attenden, 2006 ) : Conseqüências sobre o bebê (Giglia,2006; P attenden, 2006 ) : Baixo peso ao nascimento, Baixo peso ao nascimento, Partos pré-termos, Partos pré-termos, Mortes perinatais, Mortes perinatais, Abortamento espontâneo Abortamento espontâneo Síndrome da Morte Súbita Síndrome da Morte Súbita Alterações no cérebro fetal e desenvolvimento neurológico Alterações no cérebro fetal e desenvolvimento neurológico Tabagismo na GestaçãoINTRODUÇÃO

5 Conseqüências sobre o aleitamento (Fontaine, 2005; Giglia,2006; Liu, 2006 ) : Conseqüências sobre o aleitamento (Fontaine, 2005; Giglia,2006; Liu, 2006 ) : Fumo interfere na produção do leite Fumo interfere na produção do leite Parada precoce da amamentação em mães fumantes Parada precoce da amamentação em mães fumantes Tabagismo na GestaçãoINTRODUÇÃO

6 Fetos de gestantes fumantes ou de gestantes fumantes passivas tem menor peso (Hammoud, 2005) Fetos de gestantes fumantes ou de gestantes fumantes passivas tem menor peso (Hammoud, 2005) Gestação, período adequado para incentivar o abandono do tabagismo (Klerman, 2000) Gestação, período adequado para incentivar o abandono do tabagismo (Klerman, 2000) Puerpério, período adequado para evitar que esta mulher retome o fumo (Pletsch, 2006) Puerpério, período adequado para evitar que esta mulher retome o fumo (Pletsch, 2006) Tabagismo na GestaçãoINTRODUÇÃO

7 Tendo em vista os riscos e o impacto socioeconômico do tabagismo na gravidez com aumento da morbimortalidade, este estudo propõe avaliar a prevalência do tabagismo entre as puérperas do HCPA e as conseqüências deste hábito sobre os recém-nascidos. Tendo em vista os riscos e o impacto socioeconômico do tabagismo na gravidez com aumento da morbimortalidade, este estudo propõe avaliar a prevalência do tabagismo entre as puérperas do HCPA e as conseqüências deste hábito sobre os recém-nascidos. Tabagismo na GestaçãoJUSTIFICATIVA

8 OBJETIVO GERAL avaliar as conseqüências do tabagismo na gestação e o desfecho neonatal avaliar as conseqüências do tabagismo na gestação e o desfecho neonatal Tabagismo na Gestação

9 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Identificar a prevalência de tabagismo entre as parturientes do HCPA Identificar a prevalência de tabagismo entre as parturientes do HCPA Correlacionar o tabagismo na gestação com o peso ao nascimento e suas conseqüências sobre o recém-nascido Correlacionar o tabagismo na gestação com o peso ao nascimento e suas conseqüências sobre o recém-nascido Correlacionar o uso de tabagismo durante a gravidez com o aparecimento de complicações (Rupreme, DPP, Infecções) Correlacionar o uso de tabagismo durante a gravidez com o aparecimento de complicações (Rupreme, DPP, Infecções) Tabagismo na Gestação

10 MATERIAIS E MÉTODOS Delineamento: Delineamento: Estudo prospectivo, transversal com aplicação de questionários nas gestantes puérperas do HCPA Estudo prospectivo, transversal com aplicação de questionários nas gestantes puérperas do HCPA População: População: parturientes internadas no alojamento conjunto do HCPA, entrevistadas durante o puerpério, do período de novembro de 2006 a junho de 2007 parturientes internadas no alojamento conjunto do HCPA, entrevistadas durante o puerpério, do período de novembro de 2006 a junho de 2007 Tabagismo na Gestação

11 MATERIAIS E MÉTODOS Amostra: Amostra: 273 pacientes (nível de confiança de 95% para uma prevalência de 23% de gestantes tabagistas com diferença máxima aceitável de 5%) 273 pacientes (nível de confiança de 95% para uma prevalência de 23% de gestantes tabagistas com diferença máxima aceitável de 5%) 119 fumantes e 476 não fumantes para uma diferença de 150g do peso do RN de puérperas fumantes e não fumantes, com DP de 450 em cada grupo, considerando uma relação de 4 não tabagistas para 1 tabagista e poder de 90% 119 fumantes e 476 não fumantes para uma diferença de 150g do peso do RN de puérperas fumantes e não fumantes, com DP de 450 em cada grupo, considerando uma relação de 4 não tabagistas para 1 tabagista e poder de 90% Tabagismo na Gestação

12 Protocolo incluirá: Protocolo incluirá: identificação, anamnese, HMP, antecedentes gineco-obstétricos, exame físico e dados do RN Tabagismo na Gestação MATERIAIS E MÉTODOS

13 TABAGISMO NA GESTAÇÃO: CONSEQÜÊNCIAS SOBRE MÃE-BEBÊ 1.NOME:______________________________________________PROTOCOLO:_____________REGISTRO: _________________ 2. IDADE:_________ 3. ESTADO CIVIL: ( 0 ) SOLTEIRA ( 1 ) CASADA (2 ) COM COMPANH. ( 3 ) VIÚVA ( 4 ) SEPARADA (5 ) DIVORCIADA 4. RAÇA: ( 0 ) branca ( 1 ) não branca 5. INSTRUÇÃO: ( 0 ) sem instrução ( 1 ) instrução primária ( 2 ) instrução secundária ( 3 ) instrução superior 6. JÁ FUMOU: ( ) NÃO ( ) SIM 7. TABAGISMO ( 0 ) Não fuma 8. FUMANTES EM CASA: Quanto começou?__________anos NA GESTAÇÃO: ( 1 ) 1 – 10 cig/dia( 0 ) nenhum Quanto começou?__________anos NA GESTAÇÃO: ( 1 ) 1 – 10 cig/dia( 0 ) nenhum Quando parou? ___________anos ( 2 ) 10 – 20 cig./dia ( 1 ) marido ou companh. Quando parou? ___________anos ( 2 ) 10 – 20 cig./dia ( 1 ) marido ou companh. Média __________cig/dia ( 3 ) Mais de 20cig./dia( 2 ) mãe, pai ou filhos ( 3 ) outros_____________ Média __________cig/dia ( 3 ) Mais de 20cig./dia( 2 ) mãe, pai ou filhos ( 3 ) outros_____________ 9. ALGUMA VEZ NA GRAVIDEZ FOSTE INFORMADA QUE O FUMO FAZ MAL PARA GESTANTE OU SEU FILHO? ( ) NÃO ( ) SIM POR QUEM?__________________ 10. FEZ ALGUM TRATAMENTO NA GESTAÇÃO PARA ABANDONAR O TABAGISMO?____________________________ 11. PRÉ-NATAL: ( ) NÃO ( ) SIM NÚMERO DE CONSULTAS:________ LOCAL:__________________________ 12. ANTECEDENTES OBSTÉTRICOS: GESTA_____ PARA_____ ABORTAMENTOS: ____ ( 1 ) espontâneo____ ( 2 ) provocados_____ ( 3 ) curetagens NATIVIVOS_____ NATIMORTOS_____ FILHOS VIVOS:______ RN ANTERIORES: Peso mínimo:_________________ Peso maximo:__________________ 13. PATOLOGIA NA GRAVIDEZ: _____________________________________________________________________________ PROTOCOLO

14 14. HOSPITALIZAÇÃO NA GRAVIDEZ: ( ) NÃO ( ) SIM DIAS:________ LOCAL:____________________________ MOTIVO:___________________________________________________________________________ _______________________ 15. ANTECEDENTES PESSOAIS ANTES DESTA GESTAÇÃO: ( 0 ) Não ( 1 ) Tuberculose ( 2 ) DM ( 3 ) HAS ( 4) Cir. Uterina (5) Outros:___________________________________________ 16. EXAME NA INTERNAÇÃO: PA:_______________mmHg TAX:____________oCIGO:_____________ 17. PARTO: ( 1 ) Normal sem episiotomia ( 2 ) Normal com Episiotomia ( 3 ) Normal com Fórcipe alívio ( 4 ) Normal com Fórcipe extrativo ( 5 ) Cesárea, indicação: ___________________________________( 6 ) Parto Pélvico 18. RECÉM NASCIDO: PESO:______________g IGP__________ PESO PLACENTA______________g SEXO: ( ) MASC ( ) FEM APGAR: 1°min._____ 5°min_______ 19. CRESCIMENTO: ( ) AIG ( )PIG ( )GIG EVOLUÇÃO: ( ) Normal ( ) Transferido para a UTI ( ) Transferido para cuidados intermediários Intercorrências:_______________________________________________________________ 20.OBSERVAÇÃO:__________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ___ DATA DA COLETA DOS DADOS:_____________ COLETOR:__________________________________ PROTOCOLO

15 Critérios de inclusão: Critérios de inclusão: gestantes a termo internadas no HCPA, previamente hígidas, sem qualquer intercorrência no pré-natal ou no momento do parto gestantes a termo internadas no HCPA, previamente hígidas, sem qualquer intercorrência no pré-natal ou no momento do parto Tabagismo na Gestação MATERIAIS E MÉTODOS

16 Critérios de exclusão: Critérios de exclusão: pacientes que desenvolverem durante a gravidez patologia relacionada a crescimento intra-uterino restrito como: doença renal crônica, doença hipertensiva, diabete melito, doença cardiopulmonar, doença auto-imune, sida pacientes que desenvolverem durante a gravidez patologia relacionada a crescimento intra-uterino restrito como: doença renal crônica, doença hipertensiva, diabete melito, doença cardiopulmonar, doença auto-imune, sida pacientes com gestações múltiplas, malformações uterinas e recém-nascidos com anormalidades cromossômicas, malformações ou com infecção intra- uterina pacientes com gestações múltiplas, malformações uterinas e recém-nascidos com anormalidades cromossômicas, malformações ou com infecção intra- uterina dados de prontuário incompletos dados de prontuário incompletos Tabagismo na Gestação MATERIAIS E MÉTODOS

17 Análise estatística: Análise estatística: Variáveis contínuas serão descritas por medidas de tendência central e dispersão (média e desvio padrão ou mediana e percentis interquartis) Variáveis contínuas serão descritas por medidas de tendência central e dispersão (média e desvio padrão ou mediana e percentis interquartis) Variáveis categóricas como freqüências absolutas e relativas Variáveis categóricas como freqüências absolutas e relativas As médias de peso entre os dois grupos serão comparadas com o teste t de Student (ou Mann- Whitney) e as complicações serão comparadas entre os dois grupos usando o teste Exato de Fisher As médias de peso entre os dois grupos serão comparadas com o teste t de Student (ou Mann- Whitney) e as complicações serão comparadas entre os dois grupos usando o teste Exato de Fisher Tabagismo na Gestação MATERIAIS E MÉTODOS

18 Ética: Ética: A coleta dos dados somente iniciou após a aprovação do projeto pelo GPPG do HCPA A coleta dos dados somente iniciou após a aprovação do projeto pelo GPPG do HCPA Todas as pacientes assinarão termo de consentimento livre e esclarecido Todas as pacientes assinarão termo de consentimento livre e esclarecido Tabagismo na Gestação MATERIAIS E MÉTODOS

19 Tabagismo na Gestação TERMO DE CONSENTIMENTO Projeto de Pesquisa: Tabagismo na gestação: conseqüências sobre mãe-bebê Pesquisadora Responsável: Adriani Oliveira Galão, fone: ou A Sra está sendo convidada a participar de uma pesquisa que busca investigar diversos aspectos do fumo durante a gravidez e suas conseqüências sobre a gestante e seu filho. O objetivo deste estudo é avaliar fatores que estejam relacionados a este hábito durante a gestação. Também tem por objetivo avaliar a freqüência do fumo entre as mulheres grávidas e seu efeito sobre a saúde da mãe e seu bebê. Será realizada uma entrevista de aproximadamente 10 minutos com um dos pesquisadores envolvidos no estudo. Caso concorde, após assinar este Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, serão perguntados dados de sua história médica e obstétrica passada e atual e também serão consultados os dados sobre o parto e os dados do bebê em seu prontuário médico. Durante a realização da entrevista poderá ocorrer algum desconforto sobre os assuntos comentados referente a dados de sua vida e por isso a senhora terá direito a interromper a entrevista, sem que qualquer explicação seja necessária. A presente pesquisa se propõe a colaborar no conhecimento do hábito do fumo durante a gravidez e suas conseqüências sobre a mãe e feto para pacientes em gestações futuras, não trazendo necessariamente benefícios adicionais para a senhora neste momento. Será garantida a confidencialidade dos dados e usados somente para fins da presente pesquisa, permanecendo sua identidade em anonimato. A sua participação na pesquisa é totalmente voluntária e você pode retirar este Termo de Consentimento a qualquer momento, sem prejuízo de seu tratamento e sem a necessidade de explicar o motivo.

20 Tabagismo na Gestação TERMO DE CONSENTIMENTO DECLARAÇÃO Eu,, fui informada pelo(a) Pesquisador(a) __________________________________ dos objetivos específicos e das justificativas dessa pesquisa de forma bem clara e detalhada. Recebi informações sobre o questionário que responderei, dos riscos previstos e dos benefícios esperados. Todas as minhas dúvidas foram respondidas com clareza, e sei que poderei solicitar novos esclarecimentos a qualquer momento. Estou ciente que as informações por mim fornecidas serão de caráter confidencial e usadas somente para a presente pesquisa. Caso tiver novas perguntas ou se algum possível prejuízo surgir, pela minha participação sobre a presente investigação, posso chamar a pesquisadora responsável (Dra Adriani Galão) pelo telefone , para qualquer dúvida sobre os meus direitos como participante deste estudo. Esta pesquisa tem aprovação do Grupo de Pesquisa e pós-graduação (GPPG) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Sob as condições acima mencionadas, concordo em participar do presente estudo. Declaro que recebi cópia do presente Termo de Consentimento Informado, aprovando-o e assinando-o após lê-lo com todo o cuidado possível. Porto Alegre, de de 200. Paciente ou Responsável. Pesquisador

21 RESULTADOS PRELIMINARES Tabagismo na Gestação N = 90

22 RESULTADOS PRELIMINARES Tabagismo na Gestação * Média + desvio-padrão; t= teste t de Student; MW= Mann-Whitney

23 RESULTADOS PRELIMINARES Tabagismo na Gestação * Freqüência e porcentagem; F= teste exato de Fisher

24 RESULTADOS PRELIMINARES Tabagismo na Gestação * Freqüência e porcentagem; F= teste exato de Fisher; t= teste t de Student; MW= Mann-Whitney VariávelNF (n=73)F (n=17)p (teste) Crescimento fetal*: AIG PIG GIG 61 (84%) 6 (8%) 12 (71%) 5 (29%) 0 (0%) 0,043 (F) Evolução do bebê*: Normal Cuidado em UTI Cuidados Intermediários 68 (93%) 3 (4%) 2 (3%) 14 (82%) 3 (18%) 0 (0%) 0,111 (F) Peso do RN (g)*: ,247 (t) Placenta (g)*: ,811 (t) Apgar 5 minuto*:9,7 + 0,59,5 + 0,90,385 (MW)

25 REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS Bobo JK. Tobacco use, problem drinking and alcoholism. Clinical Obstetrics and Gynecology Volume 45. Number p Bergen AW, Caporosa N. Cigarette smoking. J Nalt Cancer Inst 1999; 91: 1365 – Raatikainen KRaatikainen K, Huurinainen P, Heinonen S. Smoking in early gestation or through pregnancy: A decision crucial to pregnancy outcome. Prev Med Sep 4; [Epub ahead of print].Huurinainen PHeinonen S Anderson RH. Making the sale: communicating the importance of smoking cessation to pregnant patients. WV Med J Jan- Feb; 1998 (1): Giglia RCGiglia RC, Binns CW, Alfonso HS. Which women stop smoking during pregnancy and the effect on breastfeeding duration. BMC Public Health Jul 26;6:195.Binns CWAlfonso HS Hammoud AOHammoud AO, Bujold E, Sorokin Y, Schild C, Krapp M, Baumann P.Smoking in pregnancy revisited: findings from a large population-based study. Am J Obstet Gynecol Jun;192(6): Bujold ESorokin YSchild CKrapp MBaumann P Hegaard HKHegaard HK, Kjaergaard H, Moller LF, Wachmann H, Ottesen B The effect of environmental tobacco smoke during pregnancy on birth weight. Acta Obstet Gynecol Scand. 2006;85(6): Kjaergaard HMoller LFWachmann HOttesen B Bernstein IMBernstein IM, Mongeon JA, Badger GJ, Solomon L, Heil SH, Higgins ST. Maternal smoking and its association with birth weight. Obstet Gynecol Nov;106(5 Pt 1): Mongeon JABadger GJSolomon LHeil SHHiggins ST Polanska KPolanska K, Hanke W. Effect of smoking during pregnancy on maternal condition and birth outcome--overview of epidemiologic studies. Przegl Epidemiol. 2004;58(4): Hanke W Shah TShah T, Sullivan K, Carter J. Sudden infant death syndrome and reported maternal smoking during pregnancy. Am J Public Health Oct;96(10): Sullivan KCarter J Blair PSBlair PS, Sidebotham P, Berry PJ, Evans M, Fleming PJ. Major epidemiological changes in sudden infant death syndrome: a 20- year population-based study in the UK. Lancet Jan 28;367(9507):314-9.Sidebotham PBerry PJEvans MFleming PJ Gilliland FDGilliland FD, Li YF, Peters JM. Effects of maternal smoking during pregnancy and environmental tobacco smoke on asthma and wheezing in children. Am J Respir Crit Care Med Feb;163(2): Li YFPeters JM Pattenden SPattenden S, Antova T, Neuberger M, Nikiforov B, De Sario M, Grize L, Heinrich J, Hruba F, Janssen N, Luttmann-Gibson H, Privalova L, Rudnai P, Splichalova A, Zlotkowska R, Fletcher T. Parental smoking and children's respiratory health: independent effects of prenatal and postnatal exposure. Tob Control Aug;15(4): Antova TNeuberger MNikiforov BDe Sario MGrize LHeinrich JHruba FJanssen NLuttmann-Gibson H Privalova LRudnai PSplichalova AZlotkowska RFletcher T Raherison C, Penard-Morand C, Moreau D, Caillaud D, Charpin D, Kopfersmitt C, Lavaud F, Taytard A, Annesi-Maesano I. In utero and childhood exposure to parental tobacco smoke, and allergies in schoolchildren. Respir Med May 28; [Epub ahead of print].Raherison CPenard-Morand CMoreau DCaillaud DCharpin DKopfersmitt CLavaud FTaytard AAnnesi-Maesano I Tabagismo na Gestação

26 REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS Liu JLiu J, Rosenberg KD, Sandoval AP. Breastfeeding duration and perinatal cigarette smoking in a population-based cohort. Am J Public Health Feb;96(2): Epub 2005 Dec 27. Rosenberg KDSandoval AP Liu JRosenberg KDSandoval AP Fontaine BFontaine B. Smoking and breastfeeding: how can we help mothers stop smoking? J Gynecol Obstet Biol Reprod (Paris) Apr;34 Spec No 1:3S Fontaine B Klerman LV, Spivey C, Raykovich KT. Smoking reduction activities in a federal program to reduce infant mortality among high risk women. Tobacco Control 2000; 9 (Suppl III) : 51 – 55. Windsor RA, Lowe JB, Perkins LL, et al. Health education for pregnant smokers: its behavior impact and cost benefit. Am J Public Health 1993; 83: 201 – 206. DiClemente CCDiClemente CC, Dolan-Mullen P, Windsor RA. The process of pregnancy smoking cessation: implications for interventions. Tob Control. 2000;9 Suppl 3:III Dolan-Mullen PWindsor RA DiClemente CCDolan-Mullen PWindsor RA Pletsch PKPletsch PK. A model for postpartum smoking resumption prevention for women who stop smoking while pregnant. J Obstet Gynecol Neonatal Nurs Mar-Apr;35(2): Pletsch PK Ayadi MFAyadi MF, Adams EK, Melvin CL, Rivera CC, Gaffney CA, Pike J, Rabius V, Ferguson JN. Costs of a smoking cessation counseling intervention for pregnant women: comparison of three settings. Public Health Rep Mar-Apr;121(2): Adams EKMelvin CLRivera CCGaffney CAPike JRabius VFerguson JN Ayadi MFAdams EKMelvin CLRivera CCGaffney CAPike JRabius VFerguson JN Paterson JMPaterson JM, Neimanis IM, Bain E. Stopping smoking during pregnancy: are we on the right track? Can J Public Health Jul-Aug;94(4): Neimanis IMBain E Paterson JMNeimanis IMBain E Hong YCHong YC, Lee KH, Son BK, Ha EH, Moon HS, Ha M. Effects of the GSTM1 and GSTT1 polymorphisms on the relationship between maternal exposure to environmental tobacco smoke and neonatal birth weight. J Occup Environ Med May;45(5): Lee KHSon BKHa EHMoon HSHa M Hong YCLee KHSon BKHa EHMoon HSHa M McDonald SDMcDonald SD, Perkins SL, Jodouin CA, Walker MC. Folate levels in pregnant women who smoke: an important gene/environment interaction. Am J Obstet Gynecol Sep;187(3): Perkins SLJodouin CAWalker MC McDonald SDPerkins SLJodouin CAWalker MC Tabagismo na Gestação


Carregar ppt "Tabagismo na gestação: conseqüências sobre mãe-bebê"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google