A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Romantismo Contexto no Brasil 1832 - 1889. ROMANTISMO NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO-CULTURAL O Romantismo brasileiro nasce das possibilidades que surgem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Romantismo Contexto no Brasil 1832 - 1889. ROMANTISMO NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO-CULTURAL O Romantismo brasileiro nasce das possibilidades que surgem."— Transcrição da apresentação:

1 Romantismo Contexto no Brasil

2 ROMANTISMO NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO-CULTURAL O Romantismo brasileiro nasce das possibilidades que surgem com a Independência política e suas conseqüências sócio-culturais: o novo público leitor, as instituições universitárias e, acima de tudo, o nacionalismo ufanista que varre o país, após 1822, e do qual os escritores são os principais intérpretes.

3 ROMANTISMO NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO-CULTURAL Contribuir para a grandeza da nação através de uma literatura que fosse o espelho do novo mundo e de sua paisagem física e humana, eis o projeto ideológico da primeira geração romântica. Há um sentimento de missão: revelar todo o Brasil, criando uma literatura autônoma que nos expressasse.

4 A adaptação de um movimento artístico europeu Os valores do Romantismo europeu adequavam-se às exigências ideológicas dos escritores brasileiros, O Romantismo se opunha à arte clássica, e Classicismo aqui significava dominação portuguesa. O Romantismo voltava-se para a natureza, para o exótico; e aqui havia uma natureza exuberante. Tudo se ajustando para o desenvolvimento de uma literatura ufanista. O nacionalismo romântico encontrará a sua representação nos seguintes elementos:

5 Indianismo No "bon sauvage" francês sedimenta-se o modelo de um herói que se deveria tornar o passado e a tradição de um país desprovido de sagas exemplares. O nativo - ignorada toda a cultura indígena - converte-se no herói inteiriço, feito à imagem e semelhança de um cavaleiro medieval. Natureza A terra é identificada como pátria. Assim, os fenômenos naturais tornam-se representativos da grandeza do país. A natureza jovem, vital, exuberante, serve de compensação para a pobreza social ao mesmo tempo que simboliza as potencialidades do Brasil.

6 Procura da língua brasileira Os escritores românticos - José de Alencar, em especial - reivindicam uma língua brasileira. Em Iracema, o autor tenta criar esta língua através do estilo poético, da utilização de vocábulos indígenas, de um novo ritmo de frase. Mas não são os escritores que criam um idioma. Continuamos falando e escrevendo o português. Porém, graças ao esforço de Alencar e outros, começa a se estabelecer uma forma brasileira de escrever a língua portuguesa.

7 O passo decisivo para a deflagração do movimento é a publicação da revista Niterói, em Paris, 1836, que trazia como epígrafe: "Tudo pelo Brasil e para o Brasil". A revista, elaborada por intelectuais que estudavam na Europa, propunha a investigação "das letras, artes e ciências brasilienses". No grupo, destaca-se Gonçalves de Magalhães, que ainda em 1836 lançaria um livro de poemas: Suspiros poéticos e saudades. Esta obra introduziu o espírito romântico no Brasil. O projeto de autonomia dos autores românticos não se realizou integralmente. Todos os princípios "nacionalistas" que defenderam estavam, em maior ou menor grau, comprometidos com uma visão européia de mundo. Além disso, o nacionalismo era feito de exterioridades, mais paisagem do que substância humana. Aquele "sentimento íntimo de brasilidade", de que falou Machado de Assis, não existe nas obras do período. Por fim, o fato de todos os escritores da primeira geração viverem à sombra do poder (foram ministros, secretários, embaixadores, burocratas do alto escalão) comprometeu-os irremediavelmente com a classe dominante. Fugiram da escravidão e da pobreza, escamotearam a ferocidade das elites e a miséria das ruas, ignoraram a violência que se espalhava pelo cotidiano. Em troca, celebraram o idílio e a natureza, mitificaram as regiões, teatralizaram o índio, criando assim uma arte conservadora.

8 GeraçãoDenominaçãoComponentesModelos PoéticosTemas 1ªNacionalistaGonçalves de Magalhães e Gonçalves Dias Chateaubriand e Lamartine - O índio - A saudade da Pátria - A natureza - A religiosidade - O amor impossível 2ªIndividualista ou Subjetivista Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Fagundes Varela e Junqueira Freire Byron e Musset- A dúvida - O tédio - A orgia - A morte - A infância - O medo do amor - O sofrimento 3ªLiberal ou Social ou Condoreira Castro AlvesVitor Hugo- Defesa de causas humanitárias - Denúncia da escravidão - Amor erótico A DIVISÃO DIDÁTICA DA POESIA ROMÂNTICA EM GERAÇÕES


Carregar ppt "Romantismo Contexto no Brasil 1832 - 1889. ROMANTISMO NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO-CULTURAL O Romantismo brasileiro nasce das possibilidades que surgem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google