A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cultura e desenvolvimento: Concepção de projetos culturais Professora Ana Letícia Fialho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cultura e desenvolvimento: Concepção de projetos culturais Professora Ana Letícia Fialho."— Transcrição da apresentação:

1 Cultura e desenvolvimento: Concepção de projetos culturais Professora Ana Letícia Fialho

2 Cultura e desenvolvimento: concepção de projetos culturais Plano de aula Aula 1: 16/02/2011 Primeira parte: Introdução ao curso e apresentação da docente e alunos a) Apresentação do programa de curso b) Metodologia de trabalho c) Apresentação da responsável pelo curso d) Apresentação dos alunos em 3 etapas: d.1) Apresentação dos alunos em sala de aula: nome, atividade atual (rodada de 5min.) d.2) Redação (ao final): 3 parágrafos breves sobre: formação e experiências profissionais mais relevantes, expectativas em relação ao curso e ao futuro profissional d.3) Desdobramento da atividade d.2 na próxima aula Segunda parte: Conceitos de cultura e políticas culturais a) Trabalho em grupo: definição de conceitos e apresentação b) Exposição dialogada: fundamentos teóricos a partir dos conceitos apresentados

3 Apresentação do programa do curso Objetivo: Contribuir para que os alunos desenvolvam a competência de conceber e viabilizar projetos culturais, com base na análise de um contexto específico e no uso de ferramentas de gestão adequadas, para atender a demandas culturais próprias e/ou de terceiros. Eixos temáticos: a) Cultura, políticas culturais, mediação cultural, diversidade cultural, democracia cultural b) Financiamento da cultura: fundos públicos, leis de incentivo, editais e patrocínio c) Gestão cultural: planejamento, formatação de projetos, avaliação d) Empreendedorismo cultural: perfil do empreendedor, pesquisa de mercado, identificacão de oportunidades Metodologia: Ênfase na aprendizagem (processo), com participação ativa e contextual das partes envolvidas (docentes e alunos). Exposições dialogadas, pesquisa de campo (observação participativa, entrevistas), atividades em grupo, estudos de caso, desenvolvimento de projetos, análise e discussão de textos e de material audiovisual.

4 Cultura e políticas culturais Definições: a noção de cultura nas ciências sociais A noção de cultura é inerente à reflexão das ciências sociais. Ela é necessária para pensar a unidade da humanidade na diversidade, além dos termos biológicos. Ela parece oferecer a resposta mais satisfatória à questão da diferença entre os povos. A cultura permite ao homem não somente adaptar-se ao seu meio, mas também adaptar este meio ao próprio homem, a suas necessidades e seus projetos. A noção de cultura se revela então o instrumento adequado para acabar com as explicações naturalizantes dos comportamentos humanos. Nada é puramente natural no homem. O estudo do conceito científico de cultural implica o estudo de sua evolução histórica, diretamente ligada à gênese social da ideia moderna de cultura. Perigo dos essencialismos: a identidade cultural de um grupo só pode ser compreendida ao se estudar suas relações com os grupos vizinhos. Referência: Denys Cuche, A noção de cultura nas ciências sociais, Edusc, 2002.

5 Cultura e políticas culturais Definições Cultura e ciências sociais Sentidos antropológico e sociológico da cultura como modo de vida global distinto, dentro do qual percebe-se, hoje, um sistema de significações bem definido não só como essencial, mas como essencialmente envolvido em todas as formas de atividade social. Sentido mais especializado, ainda que também mais comum, de cultura como atividades artísticas e intelectuais, embora estas, devido à ênfase em um sistema de significações geral, sejam agora definidas de maneira muito mais ampla, de modo a incluir não apenas as artes, mas também todas as práticas significativas - desde a linguagem, passando pelas artes e filosofia, até o jornalismo, moda e publicidade - que agora constituem esse campo complexo e necessariamente extenso. (Raymond Williams, Cultura, Paz e Terra, 1992, edição original 1981)

6 Cultura e políticas culturais Definições Outras definições de cultura segundo a antropologia: A cultura é aquilo que liga os homens, são as idéias e padrões que têm em comum, a organização coerente de seu comportamento (Ruth Benedict, 1933). A cultura substitui o acaso pela organização, introduz a ordem e os princípios de classificação necessários ao pensamento humano (Claude Lévi- Strauss, década de 1960). É um universo simbólico, com sistemas de significados, definições, sentidos e orientações, sem os quais se torna impossível a existência de grupos sociais (Clifford Geertz, década de 1980). Referência: Glossário elaborado por Ilana Goldstein e Liliana Sousa e Silva, apostila do curso.

7 Cultura e políticas culturais Definições: Cultura segundo a Unesco Para a Unesco, cultura pode ser entendida como um conjunto de características distintas, espirituais, materiais, intelectuais e afetivas que caracterizam uma sociedade ou um grupo social. Contempla, além das artes e das letras, os modos de vida, os sistemas de valores, as tradições e as crenças. Referências: Conferência Mundial sobre as Políticas Culturais, Mondiacult, Mexico, 1982; Nossa diversidade criativa, Comissão Mundial da Cultura e Desenvolvimento, 1995; Conferência Intergovernamental sobre Políticas Culturais para o Desenvolvimento, Estocolmo Liberdade Cultural num mundo diversificado, PNUD, Relatório do Desenvolvimento Humano 2004.

8 Cultura e políticas culturais Definições: Cultura segundo o Conselho da Europa 2 eixos de entendimento da Cultura : O que opõe de um lado os valores e as práticas estéticas e/ou científicas e cognitivas x a concepção antropológica da cultura como conjunto de valores e de práticas que abrangem todas as formas do comportamento humano; O que coloca em relação o mundo simbólico (as representações e interpretações) e o mundo material (mercadorias, sistema de produção, infra-estrutura com técnicas e tecnologias relacionadas). Problema: a definição mais abrangente, que entendo por cultura praticamente tudo que é relacionado à vida humana e da sociedade torna redundante estabelecer qualquer relação entre cultura e desenvolvimento. Mais útil parece ser uma definição limitada de um ou alguns aspectos da cultura. arte: toda atividade criativa, não somente as artes tradicionais, a grande arte, mas também a cultura popular de massa (a música pop, a moda, a fotografia, o grafitti, o circo e as artes não profissionais). Todas essa atividades são fonte de criatividade, de reflexão, de valores morais e de crítica social; as artes não são somente instrumentos racionais, mas também, em potência, o encontro de contradições, de conflitos e de movimentos irracionais que frequentemente acompanham todos os processos de reflexão e criação. Referência: La culture au coeur, Groupo Europeu de trabalho sobre a cultura e o desenvolvimento, Conselho da Europa, 1998.

9 Cultura segundo Raymond Williams, Culture is ordinary: that is the first fact. Every human society has its own shape, its own purposes, its own meanings. Every human society expresses these, in institutions, and in arts and learning. The making of a society is the finding of common meanings and directions, and its growth is an active debate and amendment under the pressures of experience, contact, and discovery, writing themselves into the land. The growing society is there, yet it is also made and remade in every individual mind. The making of a mind is, first, the slow learning of shapes, purposes, and meanings, so that work, observation and communication are possible. Then, second, but equal in importance, is the testing of these in experience, the making of new observations, comparisons, and meanings. A culture has two aspects: the known meanings and directions, which its members are trained to; the new observations and meanings, which are offered and tested. These are the ordinary processes of human societies and human minds, and we see through them the nature of a culture: that it is always both traditional and creative; that it is both the most ordinary common meanings and the finest individual meanings. We use the word culture in these two senses: to mean a whole way of life--the common meanings; to mean the arts and learning--the special processes of discovery and creative effort. Some writers reserve the word for one or other of these senses; I insist on both, and on the significance of their conjunction. The questions I ask about our culture are questions about deep personal meanings. Culture is ordinary, in every society and in every mind.

10 Cultura e políticas culturais Definições: Políticas culturais Segundo Teixeira Coelho, política cultural é um programa de intervenções realizadas pelo Estado, instituições civis, entidades privadas ou grupos comunitários com o objetivo de satisfazer as necessidades culturais da população e promover o desenvolvimento de suas representações simbólicas. (...) A política cultural apresenta-se, assim, como o conjunto de iniciativas, tomadas por esses agentes, visando promover a produção, distribuição e o uso da cultura, a preservação e divulgação do patrimônio histórico e o ordenamento do aparelho burocrático por elas responsável. –2 aspectos: normativo (normas jurídicas ou procedimentos tipificados), que rege as relações entre os diversos sujeitos e objetos culturais, e interventor, ação cultural no processo cultural propriamente dito. COELHO NETTO, José Teixeira. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. São Paulo: Iluminuras/Fapesp, 1997, p. 293.

11 Cultura e políticas culturais Definições: Políticas culturais Para Ilana Goldstein e Liliana Sousa e Silva, política cultural é, em linhas gerais, o conjunto de práticas sociais, conscientes e deliberadas, de intervenções (ou ausência de intervenção) que têm como objetivo satisfazer certas necessidades culturais, mediante o emprego ótimo de todos os recursos materiais e humanos de que dispõe uma sociedade naquele momento. Referência: Ilanda Golstein e Liliana Souza e Silva, Políticas culturais, fundamentos e modelos, apostila do curso.

12 Cultura e políticas culturais Políticas culturais: objetivos Segundo Ana Carla Fonseca Reis, os objetivos mais comumente manifestos na política culturais de diversos países são: defender e preservar a identidade de um povo, democratizar o acesso à cultura e promover a diversidade cultural. Referência: Ana Carla Fonseca Reis, Marketing cultural e financiamento da cultura, Thompson Learning Edições, 2006.


Carregar ppt "Cultura e desenvolvimento: Concepção de projetos culturais Professora Ana Letícia Fialho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google