A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Com as DROGAS também é assim. Quem usa não enxerga o perigo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Com as DROGAS também é assim. Quem usa não enxerga o perigo."— Transcrição da apresentação:

1 Com as DROGAS também é assim. Quem usa não enxerga o perigo.

2 ANTECEDENTES HISTÓRICOS A questão das drogas é tão antiga quanto a própria humanidade; Livro gênesis, quando se reporta ao uso de bebidas alcoólicas por NOÉ, embriagado pelas filhas de Ló a.C. existem notícias do uso da maconha, principalmente por alguns imperadores, com o propósito de alcançar o relaxamento ou como aliviador de dores Drogas eram utilizadas com frequência em rituais religiosos e para fins medicinais Na América Latina o uso de folhas de coca era frequente pelos índios. O haxixe e o ópio era usado por algumas tribos orientais Na Guerra do Vietnã, ficou evidente o contato dos soldados americanos com a heroína. Nos anos 60 e 70 os hippies faziam uso constante da maconha e do LSD As drogas são consumidas nos dias de hoje sem o menor critério, o que facilita essencialmente o abuso

3 O que é Droga? Droga é toda e qualquer substância que uma vez introduzida num organismo vivo, altera o seu funcionamento normal(OMS)

4 O QUE É DROGA? CONCEITO LEGAL => Droga é aquilo que estiver etiquetado como drogas na Portaria nº 344/98 – SVS/MS. Portanto, a Lei nº /06 continua definindo drogas como Norma Penal em Branco, prevista na Portaria nº 344/98 – da SVS/MS OBS: ver slides nºs 11 e 12 da Palestra Lei nº /06

5 Algumas razões que impulsionam os jovens às drogas (alguns motivos) Influência do grupo e aliciamento dos amigos; Disponibilidade da droga; Falta de diálogo com os pais; Desestrutura familiar; Modismos; Mau exemplo dos adultos; Curiosidade;

6 Auto-afirmação; Fugir da inibição; Desafiar convenções sociais e familiares; Desinformação, etc… Motivações de personalidade (depressão, ansiedade, psiconeurose, propensão ao uso de drogas) Busca de prazer; Algumas razões que impulsionam os jovens às drogas (alguns motivos)

7 Caminho que leva a dependência

8 As DROGAS causam DEPENDÊNCIA QUÍMICA, que pode ser: DEPENDÊNCIA FÍSICA Estado anormal produzido pelo uso repetido da droga que torna necessário o uso contínuo para evitar o aparecimento de alguns sintomas, tais como: sudorese, vômitos, tremores. DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA A droga passa a ser tão importante para uma pessoa, que fica extremamente difícil parar de usar e até parar de pensar nela, levando o indivíduo à compulsão de comprar.

9 Dois efeitos Crise de abstinência Tolerância São graves manifestações físicas e mentais de necessidade aguda da droga, causada pela retirada abrupta da substância. Pode levar a morte. Doses progressivamente maiores para obtenção dos mesmos resultados. É o aumento da dose para causar efeito similar.

10 CLASSIFICAÇÃO DA DROGAS QUANTO A ORIGEM DROGAS NATURAIS – São drogas presentes na composição química de certas plantas e outros produtos naturais. Ex.: maconha, cocaína, ópio etc DROGAS SEMI-SINTÉTICAS – São drogas obtidas a partir de modificações químicas feitas na estrutura de produtos naturais (síntese química) – Ex.: heroína, LSD. DROGAS SINTÉTICAS – São drogas totalmente obtidas por meio de síntese química. Ex.: Anfetaminas, barbitúricos, ansiolíticos.

11 maconha Cocaína (crack) Heroína Ecstasy Lança-perfume Classificação de DROGAS LEGALIDADE bebida alcoólica medicamentos cigarros Cola de sapateiro L Í C I T A S I L Í C I T A S

12 Classificação das DROGAS – EFEITOS NO ORGANISMO Alucinógenas Estimulantes Depressoras Distorcem o comportamento e o funcionamento cerebral – Ex.: LSD, maconha Aumentam a atividade cerebral – Ex.: Cocaína, anfetaminas Diminuem a atividade cerebral – Ex.: Álcool, morfina, heroína, Lança-perfume

13 Vídeo Drogas

14 Depressoras ÁlcoolInalantesBarbiturícosAnsiolíticosOpiáceos ópio, morfina, heroína, codeína

15 álcool Sedativo e hipnótico, com efeito semelhante ao dos barbitúricos. A intoxicação por álcool pode resultar em envenenamento e morte. O uso acarreta transtornos mentais e de comportamento e a abstinência o delirium tremens.

16 Composição química do álcool O principal agente do álcool é o etanol (álcool etílico). As bebidas alcoólicas são elaboradas a partir da fermentação de produtos naturais: vinho (fermentação da uva); cerveja (fermentação de grãos de cereais); outros (fermentação do mel, cana de açúcar, beterraba, mandioca, milho, pimenta, arroz etc.). Bebidas alcoólicas destiladas - como cachaça, rum, uísque ou gim - são obtidas através da destilação de bebidas fermentadas.

17 Alcoolista: pessoa que consome bebidas alcoólicas de forma excessiva, ao longo do tempo e torna-se dependente. A dependência do álcool é uma condição freqüente, atingindo cerca de 5 a 15% da população adulta brasileira. alcoolismo Padrão crônico e continuado de ingestão de álcool - DOENÇA

18 OS PRINCIPAIS EFEITOS DO ÁLCOOL NO ORGANISMO * Diminuição da coordenação motora; * Visão distorcida, dupla e fora de foco; * Raciocínio e reações lentas; * Falta de concentração; * Diminuição ou perda do espírito crítico; * Baixa qualidade de julgamento;

19 Álcool e efeitos nocivos no trânsito Excesso de velocidade; Manobras arriscadas; Avaliação incorreta de distâncias; Erros visuais, com desvios de direção, erros por reações fora de tempo, atrasadas, perda do controle da situação.

20 Hepatite alcoólica Cirrose Gastrite Pancreatite Hipertensão e problemas no coração Síndrome fetal PROVOCAPROVOCAPROVOCAPROVOCA álcool

21 90% de todos os atos de vandalismo e agressão (verbal, física ou sexual) 50% dos acidentes de trânsito acontecem porque pelo menos uma das pessoas envolvidas estava bêbada. 20% a 30% dos casos de câncer de esôfago e de fígado, cirrose hepática e epilepsia, causando anualmente 1,8 milhão de mortes (3,2% do total de mortes). estatísticas do álcool


Carregar ppt "Com as DROGAS também é assim. Quem usa não enxerga o perigo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google