A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Assistência ao RN na Sala de Parto. Informações prévias Apresentação anômala; Macrossomia; Prematuridade; Líquido amniótico meconial; Amniorrexe prolongada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Assistência ao RN na Sala de Parto. Informações prévias Apresentação anômala; Macrossomia; Prematuridade; Líquido amniótico meconial; Amniorrexe prolongada."— Transcrição da apresentação:

1 Assistência ao RN na Sala de Parto

2 Informações prévias Apresentação anômala; Macrossomia; Prematuridade; Líquido amniótico meconial; Amniorrexe prolongada Corioamnionite; Bradicardia fetal; Anestesia geral; DPP Malformações fetais; Diminuição da movimentação fetal; Idade materna ( 35a); HAS, DM, Doenças crônicas; Uso de drogas Óbito fetal ou neonatal prévio; Isoimunização Rh; Sangramento; Infecções maternas; Polidrâmnio ou oligoâmnio; Amniorréxe prematura Gestação múltipla Pré-natal

3 Preparo do Equipamento

4 Fonte de calor radiante Manter a temp. axilar em 36,5 C EVITAR: hipotermia hipertermia

5 Material para intubação

6 Passos da Assistência ao RN Proteção individual do profissional com avental, luvas, máscara – doenças infectocontagiosas (hepatite B e C, sífilis, HIV). Após clampeamento do cordão, recepcionar RN em ligeiro céfalodeclive com campos estéreis e aquecidos.

7 Passos da Assistência ao RN Para avaliar necessidade de reanimação, 4 perguntas: Se todas as respostas SIM: não necessita de reanimação. Ausência de mecônio? Gestação a termo? Tônus muscular bom? Respirando ou chorando?

8 Passos da Assistência ao RN Colocar RN sob calor radiante, posicionar a cabeça com discreta extensão do pescoço e aspirar boca e narinas. Secar a superfície corpórea e remover os campos úmidos e reposicionar o RN. Avaliar: RÍTMO RESPIRATÓRIO + FC+ COR.

9

10 APGAR – 1 e 5 minutos SINAL012 FCAusente< 100bpm> 100bpm Esforço respiratório AusenteIrregularRegular Tônus muscularFlacidez totalAlguma flexão de extremidades Boa movimentação Irritabilidade (estímulo nasal) AusenteAlguma reaçãoEspirros CorCianose ou palidez cutânea Corpo róseo e extremidades cianóticas Corpo róseo

11

12 Passos da Assistência ao RN Laqueadura do cordão umbilical, fixando o clampeador a 2-3cm do anel umbilical. Verificar se existem 2 artérias e 1 veia no cordão. (Artéria única – anomalias congênitas).

13 Passos da Assistência ao RN Prevenção da oftalmia e vaginite gonocócica - 1 gota de nitrato de prata em cada olho e na vagina (parto normal e cesariana).

14 Passos da Assistência ao RN Passagem de sonda gástrica n° 8 – atresia de esôfago. Medida do apêndice xifóide – lóbulo da orelha – base do nariz. Se líquido hemorrágico, purulento ou meconial – lavagem gástica Sonda retal – anomalias anorretais.

15 Passos da Assistência ao RN Exame físico simplificado, com peso, comprimento, PC, PT e PA. Indentificação – impressão digital plantar (Declaração Nascido Vivo). Pulseira. Apresentar RN para mãe.

16

17 Passos da Assistência ao RN Coleta de material para exame – sangue do cordão (tipo sanguíneo). Vitamina K IM 1mg o prevenção doença hemorrágica do RN.

18 Passos da Assistência ao RN Para avaliar necessidade de reanimação, 4 perguntas: Se a respostas for NÃO para alguma das perguntas: necessita de reanimação. Ausência de mecônio? Gestação a termo? Tônus muscular bom? Respirando ou chorando?

19 LÍQUIDO MECONIAL Pediatra Avalia o RN: Respiração regular Respiração irregular/ausente Tônus em flexão Hipotonia FC >100 bpm FC <100 bpm Passos iniciais Aspirar traquéia com CET e adaptador para aspiração de mecônio

20 vácuo cânula traqueal DISPOSITIVO para aspiração de mecônio cânula traqueal sonda de aspiração A aspiração de mecônio da traquéia é repetida até existir pouco mecônio residual na traquéia ou se os sinais vitais indicarem necessidade de VPP.

21 QUAL A FREQUÊNCIA E A PRESSÃO DA VENTILAÇÃO? Frequência: 40 a 60 movimentos por minuto Aperta...solta...solta! Pressão: Pulmão normal – 15 a 20 cm de H 2 O Pulmão doente ou imaturo – até 30 cm de H 2 O Raramente 30 a 40 cm de H 2 O Observar a expansão do tórax!!!

22 Reservatório de oxigênio Entrada de O 2 Entrada de AR Válvula de escape RN Fonte de oxigênio Saída para monitoração da pressão

23 Reanimação

24 ASFIXIA PERINATAL Responsável por 23% dos óbitos neonatais em todo o mundo (OMS-2004) No Brasil, aproximadamente óbitos por ano (1 óbito por hora) 1 em cada 10 RNs necessita de assistência para iniciar a respiração 1 em cada 100 RNs necessita de intubação e/ou massagem cardíaca 1 em cada 1000 RNs necessita de intubação/massagem cardíaca e drogas

25 EQUIPE Pelo menos um profissional médico, cuja responsabilidade seja apenas o RN e que seja capaz de realizar todos os procedimentos de reanimação neonatal, deve estar presente em todo o nascimento.

26 Agradecimento ao Dr. Coordenador adjunto e instrutor do programa de Reanimação Neonatal da SBP DIRETRIZES ATUAIS /2009 Texto disponível em:


Carregar ppt "Assistência ao RN na Sala de Parto. Informações prévias Apresentação anômala; Macrossomia; Prematuridade; Líquido amniótico meconial; Amniorrexe prolongada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google