A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Março/2009 Como Elaborar um Plano de Negócios Marck Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Março/2009 Como Elaborar um Plano de Negócios Marck Silva."— Transcrição da apresentação:

1 1 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Março/2009 Como Elaborar um Plano de Negócios Marck Silva

2 2 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Apresentação Gerente de Projeto, Atonus Engenharia de Sistemas, Professor no convênio ITA/Stefanini-Training do curso de Especialização em Gestão de Projetos, Coordenador do Departamento de Patentes, Braxil – Marcas e Patentes, Assessor em Propriedade Intelectual, atual. Mestre em Ciência pela Eng. de Computação do ITA, Engenheiro Químico, UFPA, 2001.

3 3 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Ordenação da Proposta Visão do Empreendedor, Conceitos, Inovação e Exemplos Dia 1 O que e como escrever, Exemplos e Criação do meu Plano de Negócio Dia 2 Apresentar para o Investidor do Fundo Criatec valendo R$1,5 milhões Dia 3

4 4 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Visão do Empreendedor O meu negócio não possui concorrentes! (ERRADO!) - O Mundo vive hoje SEM SEU NEGÓCIO! Diretor da Empresa A Diretor da Empresa B Diretor da Empresa C Diretor da Empresa D O Diretor da Empresa deve visualizar os caminhos que a empresa poderá passar para atingir uma meta e/ou manter-se no mercado.

5 5 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Visão do Empreendedor - Normalmente o empreendedor pensa apenas em 1 ano de empresa (ERRADO!) - Planos de Negócio com apenas 1 ano de planejamento é considerado FRACO! - O Mundo real de hoje obriga a pensar, escrever e apresentar um planejamento de, no mínimo, 5 ANOS do seu negócio!

6 6 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Visão do Empreendedor - Normalmente o empreendedor apresenta seu Plano de Negócio para Banco, a fim de conseguir um financiamento. - Todo financiamento bancário exige pelo menos 130% de garantias reais e normalmente o empreendedor não tem as garantias solicitadas. - Todo financiamento bancário exige a devolução da grana com taxas que variam de 4% a 10% a.a., dependendo da linha de financiamento e do banco.

7 7 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Visão do Empreendedor - Para o empreendedor, NÃO EXISTEM outras fontes de financiamento do seu empreendimento, apenas Banco! (ERRADO!) - O Brasil dispõe de outras fontes de recursos NÃO-REEMBOLSÁVEIS para viabilizar e melhorar seu negócio (FINEP, FAPESPA, CNPq, CAPES, SESI). São baseados em INOVAÇÃO! - O empreendedor não sabe como conseguir estes recursos disponíveis.

8 8 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Visão do Empreendedor - O empreendedor NÃO compreendeu ainda que TUDO É BASEADO EM PROJETOS! - Qualquer busca por financiamento bancário exige que se apresente um Projeto. - O empreendedor não sabe escrever Projetos e/ou Plano de Negócio. - Vamos aprender e exercitar neste curso a elaboração de Planos de Negócio!

9 9 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Conceitos PROJETOS Colocar no papel a descrição de um planejamento estruturado, visando APRESENTAR e CONVENCER a si próprio ou alguém de que seu produto, serviço ou empresa é MUITO BOM para investir! PLANO DE NEGÓCIO Semelhantemente ao Projeto, porém, com foco apenas na empresa, visando APRESENTAR e CONVENCER a si próprio ou alguém de que sua empresa é MUITO BOA para investir!

10 10 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Conceitos INOVAÇÃO A inovação implica em introdução de novidade, um aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos ou serviços (Lei 10973/2004). INOVAÇÃO SEGUNDO O SEBRAE A concepção de novo produto ou processo de fabricação, bem como a agregação de novas funcionalidades ou características ao produto ou processo que implique melhorias incrementais e efetivo ganho de qualidade ou produtividade, resultando em maior competitividade no mercado. (Art. 64, inciso I da Lei Geral da MPE)

11 11 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Captação de Recursos Existem 4 formas de conseguir recursos financeiros no Brasil: 1- NÃO-REEMBOLSÁVEIS – Propostas com foco em Inovação e parcerias com Universidades, sem demonstrar garantias reais; 2- Reembolsáveis – Qualquer banco, devendo apresentar garantias reais; 3- Família – Aqueles que mais incentivam (pai, mãe, irmãos, avós, etc); e 4- Capital de Risco – Foco em inovação e sem apresentar garantias reais.

12 12 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Exemplos de Inovação - Escorredor de arroz - Poltrona de escritório a gás - Farmácias BIG BEN - Chamma da Amazônia - Celular - Avião - Relógio - etc

13 13 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Modelo Estratégico de um Plano para a Empresa Definição do propósito estratégico Análise ambiental e industrial Determinação de objetivos e estratégias Elaboração de planos e programas Execução de atividades e projetos Coordenação e controle -Visão - Missão -Políticas - Diretrizes -Valores -Ambiente geral -Ambiente competitivo -Ambiente interno -Objetivos e metas estratégicos -Estratégias de negócio: Corporativas U.N.´s -Estratégias tecnológicas -Estratégias funcionais -Iniciativas estruturantes - Orçamentação -Gestão tática e operacional -Eng. sistemas -Gestão de projetos - Aplicação $ -Retroalimentação

14 14 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Estratégias competitivas: genéricas e políticas tecnológicas Estratégias genéricas Liderança de custo ampla Diferenciação ampla Liderança de custo focalizada Diferenciação focalizada Políticas tecnológicas Mudanças tecnológicas em produtos Mudanças tecnológicas em processos Desenvolvimento de produtos visando à redução de custos Melhoria em curvas de aprendizagem e economias de escala Desenvolvimento de produtos visando à maior qualidade e custos de troca Aperfeiçoamento de processos, a exemplo de menor tolerância, maior qualidade Desenvolvimento de produtos ajustando o desempenho à demanda Aperfeiçoamento de processos, ajustando produção à demanda Desenvolvimento de produtos com ênfase em áreas indicadas pela demanda Aperfeiçoamento de processos, de modo a elevar o desem- penho de produtos Modelo Estratégico de um Plano para a Empresa

15 15 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Dificuldades Existentes no mercado Soluções existentes destas dificuldades DIFERENCIAIS em relação ao existente INVESTIMENTOS (construir, logística, mão-de-obra e tempo) INOVAÇÃO envolvida na solução Sua solução para estas dificuldades Abordagem Principais Abordagens de um Plano de Negócio

16 16 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 O que colocar num Plano de Negócios Apresentar para quem? (Alvo) Mercado Investimentos Solução Problema 1) O que é a empresa (existente ou a ser criada) e sua área de atuação no mercado. 2) O empreendedor e sua equipe. 8) O investimento ajudará a empresa em quais aspectos? (próximos 5 anos: gerencial, contatos, financeiro, etc). 9) Estratégia de saída (se o empreendimento der errado, o que será feito?) 10) Análise SWOT (pontos fortes e fracos do projeto) 3) A tecnologia e/ou produtos e seu diferencial no mercado. 4) Quais as dificuldades que outra empresa tem para reproduzir o que sua empresa faz? 5) Elaborar planilha financeira de investimentos ($), projetando para 5 anos de atividades. 6) Explicar como os produtos serão vendidos. 7) Argumentos para receber o investimento, baseados em tecnologia, mercado, equipe, resultado financeiro (lucro $), necessidade de capital e tempo de retorno financeiro.

17 17 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Propriedade Intelectual - O empreendedor NÃO CONHECE A IMPORTÂNCIA DA PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL. - Qual o valor da marca Nike, Coca-Cola, Chamma da Amazônia?? - Qual o valor da Patente do Escorredor de Arroz, do processo de desenvolvimento do Cupulate?? - Uma empresa fica mais valorizada quando possui a Propriedade Intelectual protegida.

18 18 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Capital de Risco – Fundo Criatec Critérios de seleção TECNOLOGIA MERCADO EQUIPE RESULTADO FINANCEIRO NECESSIDADE DE CAPITAL grande diferencial tecnológico e/ou competitivo com relação aos concorrentes Critérios solução de um problema de mercado claro e economicamente relevante equipe empreendedora de alto nível (técnico, gerencial e inter-pessoal) possibilidade de margens significativas empresas que necessitem de menos de R$ 10 mi para alcançar forte expansão

19 19 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Principais investidores e incentivadores no Pará e Brasil Fundo Criatec de Capital Semente. (http://www.fundocriatec.com.br) Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará – FAPESPA (http://www.fapespa.pa.gov.br) SEBRAE. (http://www.pa.sebrae.com.br) INCUBADORAS de Empresas (http://www.mentorbr.com/rami) Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP (http://www.finep.gov.br) CNPq e CAPES. (http://www.cnpq.br REVISTA BRASILEIRA DE INOVAÇÃO

20 20 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 (CV Marck) https://www.governoeletronico.gov.br/governoeletronico/index.html Links

21 21 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Capital de Risco – Fundo Criatec Links LINKS SOBRE CAPITAL DE RISCO Abertura de capital:

22 22 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 EDITAIS! 1)Fundo Criatec – Capital de Risco Investimento até R$1,5 milhões na empresa 2) Chamada FAPESPA Nº 009/ PROGRAMA PARAENSE Título: PROGRAMA PARAENSE DE APOIO A PESQUISA NA EMPRESA (R$120 mil) 3) Edital MCT/SETEC/CNPq Nº 67/ Estimular a inserção de mestres e doutores nas empresas, atendendo aos objetivos do Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o desenvolvimento nacional (Plano CTI e as prioridades da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP) [http://www.mdic.gov.br/pdp/index.php/sitio/inicial] 4) SELEÇÃO PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação – 01/ Apoiar o desenvolvimento de produtos, serviços e processos inovadores em empresas brasileiras através de subvenção econômica (recursos não-reembolsáveis).

23 23 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 FRASES DE EFEITO METAS Início (Filosofia)Solucionador ProfissionalismoReflexão Mire as estrelas, pois se você errar, pelo menos você estará no céu (Baccan – ITA). Eu posso falar, eu posso aconselhar. Mas, a decisão, É SUA! (Marck) Você é AMADOR ou PROFISSIONAL? (Marck) Não pergunte do que sou capaz, dê-me a missão! (Exército Brasileiro) Não saia da Universidade para procurar emprego. Saia da Universidade para GERAR emprego! (ITA)

24 24 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 EXEMPLOS REAIS! VAMOS VER OS MODELOS EM PDF E PREPARAR O NOSSO!

25 25 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 OBRIGADO! Marck Silva (91) (91) R-224


Carregar ppt "1 COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS – VISÃO DO INVESTIDOR Março/2009 Março/2009 Como Elaborar um Plano de Negócios Marck Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google