A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PÉ DIABÉTICO PROCEDIMENTO E CONDUTA QUE MINIMIZAM AS AMPUTAÇÕES MAIORES Jackson Silveira Caiafa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PÉ DIABÉTICO PROCEDIMENTO E CONDUTA QUE MINIMIZAM AS AMPUTAÇÕES MAIORES Jackson Silveira Caiafa."— Transcrição da apresentação:

1 PÉ DIABÉTICO PROCEDIMENTO E CONDUTA QUE MINIMIZAM AS AMPUTAÇÕES MAIORES Jackson Silveira Caiafa

2 CONCEITO Entende-se como pé diabético a presença de pelo menos uma das alterações neurológicas, vasculares e infecciosas que podem ocorrer no pé do paciente portador de diabetes. DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL AO PORTADOR DE PÉ DIABÉTICO

3 DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL AO PORTADOR DE PÉ DIABÉTICO A gravidade e a extensão das complicações que atingem os pés dos diabéticos exigem a implantação de um modelo diferenciado de atenção que possa prover uma assistência primária de qualidade e um nível secundário especializado, de atuação interdisciplinar, com acessibilidade imediata e capacidade resolutiva

4 ATENÇÃO PRIMÁRIA EQUIPE MULTIDISCIPINAR COM TREINAMENTO ADEQUADO PARA: Acompanhar periodicamente e educar o diabético desde o diagnóstico do DM Identificar e classificar o Pé em Risco (PROTOCOLO OFICIAL DO SISTEMA) Treinamento em técnicas podológicas básicas Tratar corretamente as lesões iniciais Primeiras ações para alívio da pressão plantar Encaminhar precocemente as lesões com evolução desfavorável e os pacientes com suspeita de isquemia em MMII

5 Abordagem multidisciplinar A educação do paciente, família e agentes de saúde é fundamental (A). Cuidados gerais com os pés, corte adequado e cuidados com as unhas. Cuidados para evitar micoses. Uso de calçados adequados e inspeção diária dos pés e dos sapatos. Proibição do uso de calicidas e raspadores ou lâminas nos calos (C). DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL AO PORTADOR DE PÉ DIABÉTICO

6

7

8 EVOLUÇÃO E DESFECHO Todo o esforço que envolve a abordagem do paciente diabético indica que um dos maiores e mais graves problemas destes indivíduos é o desenvolvimento de úlceras na extremidade inferior. Portanto o objetivo fundamental da atuação relativa ao pé diabético é evitar esse desfecho, através do reconhecimento de situações de risco e imediata intervenção na área social, educativa e de assistência médica global. DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL DIRETRIZES DA SBACV PARA ATENÇÃO INTEGRAL AO PORTADOR DE PÉ DIABÉTICO

9 ATENÇÃO SECUNDÁRIA EQUIPE MULTIDISCIPINAR COM ESPECIALISTAS E TREINAMENTO ADEQUADO PARA: Acesso imediato e manutenção/intensificação das orientações Intervenção precoce nas lesões com possibilidade de cirurgia ambulatorial Cuidados e orientações de Fisioterapia/Terapia Ocupacional Confecção de plantigrafias/órteses e próteses Internação semi-eletiva ou eletiva dos casos terciários Apoio psicológico principalmente nas mutilações maiores Enfermagem e curativos especiais

10

11 21 dias 35 dias 49 dias

12

13

14

15

16 ATENÇÃO TERCIÁRIA Acesso imediato nos casos de emergência Intervenção precoces (cirurgias,arteriografias, angioplastias) Intervenções e medicações apropriadas Cirurgias ortopédicas de alívio de pressão Apoio psicológico principalmente nas mutilações maiores Enfermagem e curativos especiais

17

18 Angiopatia Recanalização de troncos de perna Recanalização e Angioplastia de tibial anterior - pediosa e fibular.Recanalização e Angioplastia de tibial anterior - pediosa e fibular.

19 Cirurgiasprofiláticas Cirurgias profiláticas PRÉPÓS Dr. Wilson Rossi

20 CIRURGIA DA DRA BABI

21

22 DRA. BABI


Carregar ppt "PÉ DIABÉTICO PROCEDIMENTO E CONDUTA QUE MINIMIZAM AS AMPUTAÇÕES MAIORES Jackson Silveira Caiafa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google