A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MPS BR – NÍVEL F Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MPS BR – NÍVEL F Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51."— Transcrição da apresentação:

1 MPS BR – NÍVEL F Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

2 Foco MPS BR – NÍVEL F - AQU Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 Agregar processos de apoio à gestão do projeto como: garantia da qualidade, medição, gerência de configuração, aquisição e gerência de portfólio de projetos.

3 MPS BR – NÍVEL F - AQU Implementação pelo nível F Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 A implementação dos processos para o nível F pode ser feita em qualquer sequência, visto que os processos desse nível são de apoio à gestão do projeto, fornecendo maior qualidade e controle aos produtos de trabalho. Uma vez que necessitam de processos de apoio, as organizações podem ter a necessidade de incorporar à sua equipe alguns novos perfis para realizar atividades nos processos: GQA, MED, GCO, AQU e GPP.

4 Aquisição(AQU) MPS BR – NÍVEL F - AQU Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

5 O Propósito do processo de Aquisição é gerenciar a aquisição de produtos que satisfaçam às necessidades expressas pelo adquirente. MPS BR – NÍVEL F - AQU Propósito Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 TODOS ASPECTOS DA AQUISIÇÃO TRATADOS ENTRE AMBAS AS PARTES DEVEM SER CLAROS!

6 A execução desse processo não é obrigatória para todas as organizações, mas sua exclusão de uma avaliação deve ser justificada. Há, no entanto, situações em que uma exclusão não é possível. MPS BR – NÍVEL F - AQU Objetivo Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 DECIDIR SOBRE SUA IMPLEMENTAÇÃO OU NÃO LOGO NO INÍCIO DO PLANEJAMENTO. O objetivo da aquisição é selecionar um fornecedor que garanta que o produto seja entregue conforme definido no contrato.

7 AQU 1. As necessidades de aquisição, as metas, os critérios de aceitação do produto e/ou serviço, os tipos e estratégia de aquisição são definidos; AQU 2. Os critérios de seleção do fornecedor são estabelecidos e usados para avaliar os potenciais fornecedores; AQU 3. O fornecedor é selecionado com base na avaliação das propostas e dos critérios estabelecidos; AQU 4. Um acordo que expresse claramente a expectativa, as responsabilidades e as obrigações de ambos (cliente e fornecedor) é estabelecido e negociado entre o cliente e o fornecedor; AQU 5. Um produto e/ou serviço que satisfaz a necessidade expressa pelo cliente é adquirido baseado na análise dos potenciais candidatos; AQU 6. A aquisição é monitorada de forma que as condições especificadas são atendidas, tais como: custo, cronograma e qualidade e, se necessário, ações corretivas são conduzidas; AQU 7. O produto e/ou serviço de software entregue é avaliado em relação ao acordado e os resultados da aceitação são documentados. AQU 8. O produto adquirido (caso pertinente) é incorporado ao projeto. MPS BR – NÍVEL F - AQU Resultados Esperados Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

8 Gerência de Configuração (GCO) MPS BR – NÍVEL F - GCO Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

9 MPS BR – NÍVEL F - GCO Propósito Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 O propósito do processo Gerência de Configuração é estabelecer e manter a integridade de todos os produtos de trabalho de um processo ou projeto e disponibilizá-los a todos os envolvidos. (GCO) (Envolvidos) (Produto íntegro)

10 MPS BR – NÍVEL F - GCO Resultados Esperados Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GCO1 - Um Sistema de Gerência de Configuração é estabelecido e mantido GCO2 - Os itens de configuração são identificados com base em critérios estabelecidos GCO3 - Os itens de configuração sujeitos a um controle formal são colocados sob baseline GCO4 - A situação dos itens de configuração e das baselines é registrada ao longo do tempo e disponibilizada GCO5 - Modificações em itens de configuração são controladas GCO6 - O armazenamento, o manuseio e a liberação de itens de configuração e baselines são controlados GCO7 - Auditorias de configuração são realizadas objetivamente para assegurar que as baselines e os itens de configuração estejam íntegros, completos e consistentes

11 Gerência de Portfólio de Projetos (GPP) MPS BR – NÍVEL F - GPP Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

12 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 O propósito do processo Gerência de Portfólio de Projetos é iniciar e manter projetos que sejam necessários, suficientes e sustentáveis, de forma a atender os objetivos estratégicos da organização. Este processo compromete o investimento e os recursos organizacionais adequados e estabelece a autoridade necessária para executar os projetos selecionados. Ele executa a qualificação contínua de projetos para confirmar que eles justificam a continuidade dos investimentos, ou podem ser redirecionados para justificar. Propósito MPS BR – NÍVEL F - GPP

13 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP1 - As oportunidades de negócio, as necessidades e os investimentos são identificados, qualificados, priorizados e selecionados em relação aos objetivos estratégicos da organização por meio de critérios objetivos. É comum que, em dado momento, a organização possua uma série de necessidades e oportunidades de negócio ou investimentos que estejam competindo pelos mesmos recursos. Nem todas estas demandas poderão ser transformadas em projetos, quer seja pela limitação de recursos, quer seja pelo nível de risco envolvido. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

14 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP2 - Os recursos e orçamentos para cada projeto são identificados e alocados Para cada um dos projetos que tenham sido selecionados e priorizados devem ser provisionados e disponibilizados os recursos e o orçamento necessários. Parte desta atividade é realizada por meio do resultado GPR7 (recursos humanos) e GPR8 (outros recursos). Neste momento, os recursos financeiros são alocados para o projeto, mas nem sempre todos os recursos humanos são imediatamente alocados. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

15 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP3 - A responsabilidade e autoridade pelo gerenciamento dos projetos são estabelecidas Para cada um dos projetos que tenha sido selecionado e priorizado, deve ser identificado o profissional que será responsável pelas atividades de gerenciamento do projeto, ou seja, que exercerá o papel de Gerente do Projeto. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

16 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP4 - O portfólio é monitorado em relação aos critérios que foram utilizados para a priorização O portfólio de projetos de uma organização é dinâmico. Da mesma forma como os projetos que estão sendo executados necessitam ser monitorados periodicamente para identificar e corrigir desvios, também o portfólio de projetos precisa ser acompanhado e atualizado, para refletir a dinâmica da organização. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

17 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP5 - Ações para corrigir desvios no portfólio e para prevenir a repetição dos problemas identificados são estabelecidas, implementadas e acompanhadas até a sua conclusão Caso desvios sejam identificados em decorrência da monitoração do portfólio, é necessário que ações, tanto para resolução, quanto para prevenção, sejam tomadas e acompanhadas até a sua conclusão. Por exemplo, se um recurso precisa ser deslocado de um projeto menos prioritário para outro mais prioritário que esteja em situação difícil, este remanejamento deve ser acompanhado para analisar se os efeitos pretendidos com a realocação foram obtidos. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

18 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP6 - Os conflitos sobre recursos entre projetos são tratados e resolvidos, de acordo com os critérios utilizados para a priorização Os projetos de TI raramente são executados exatamente como o planejado, por diversos motivos: as estimativas não são precisas, as condições do ambiente interno ou externo podem se alterar, o desempenho de um projeto pode afetar outro projeto, uma nova tecnologia pode não ter o desempenho esperado etc. Devido a estes fatores, à medida que os projetos vão sendo realizados, conflitos de recursos podem ser identificados. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

19 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP7 - Projetos que atendem aos acordos e requisitos que levaram à sua aprovação são mantidos, e os que não atendem são redirecionados ou cancelados À medida que um projeto é executado, ocorrem atividades de monitoramento de maneira a coletar informações sobre sua execução, permitindo a atuação do gerente de projeto, quando necessário. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

20 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GPP8 - A situação do portfólio de projetos é comunicada para as partes interessadas, com periodicidade definida ou quando o portfólio for alterado Decisões acerca do portfólio de projetos afetam os projetos e os recursos envolvidos. Por este motivo, a situação do portfólio de projetos deve ser comunicada a todas as partes envolvidas, de modo a incentivar o envolvimento dos interessados e fomentar o sucesso dos projetos na organização. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - GPP

21 Garantia de Qualidade (GQA) MPS BR – NÍVEL F - GQA Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

22 O propósito do processo Garantia da Qualidade é assegurar que os produtos de trabalho e a execução dos processos estão em conformidade com os planos e recursos predefinidos. Por ser um processo cuja a responsabilidade é delicada, o profissional ou grupo de GQA deve possuir na organização total independência e autoridade. MPS BR – NÍVEL F - GQA Propósito Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

23 MPS BR – NÍVEL F - GQA Objetivos Principais Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 Avaliar objetivamente os processos executados, produtos de trabalho e serviços em relação à descrição de processos aplicáveis, padrões e procedimentos; Identificar e documentar itens de não-conformidades; Prover feedback para a equipe do projeto e gerentes como resultado das atividades de Garantia da Qualidade; Assegurar que as não-conformidades são corrigidas.

24 MPS BR – NÍVEL F - GQA Funcionamento Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 Não-conformidades

25 MPS BR – NÍVEL F - GQA Resultados Esperados Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 GQA 1. A aderência dos produtos aos padrões, procedimentos e requisitos aplicáveis é avaliada objetivamente; GQA 2. A aderência dos processos executados aos padrões, procedimentos e requisitos aplicáveis é avaliada objetivamente; GQA 3. Os produtos de trabalho são avaliados antes de serem entregues ao cliente e em marcos predefinidos ao longo do ciclo de vida do projeto; GQA 4. Os problemas e as não-conformidades são identificados, registrados e comunicados; GQA 5. Ações corretivas para não-conformidades são estabelecidas e acompanhadas até as suas efetivas conclusões; GQA 6. O escalonamento das ações corretivas para níveis superiores é realizado, quando necessário, de forma a garantir a solução das mesmas; GQA 7. A aderência ao processo de Garantia da Qualidade e de seus produtos de trabalho aos padrões, procedimentos e requisitos aplicáveis é avaliada objetivamente.

26 Medição(MED) MPS BR – NÍVEL F - MED Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

27 Coletar e analisar os dados relativos aos produtos desenvolvidos e aos processos implementados na organização e em seus projetos, de forma a apoiar os objetivos organizacionais. Medições de processos são dados quantitativos sobre processos de software, sugere que a medição tem importante papel a desempenhar no aprimoramento de processo. A medição tem como principal foco apoiar a tomada de decisão em relação aos projetos, processos e atendimento aos objetivos organizacionais. No nível F, as medições são criadas de forma organizada a partir dos objetivos organizacionais e necessidades estratégicas de informação da organização. MPS BR – NÍVEL F - MED Propósito Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51

28 As medições cobrem tanto os projetos como os produtos de trabalho. Também deve ser definido um modelo de medição permitindo caracterizar objetivos e necessidades de informação relacionados com as medidas básicas e indicadores definidos pela organização. Propósito MPS BR – NÍVEL F - MED

29 Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51 MED 1. Objetivos e atividades de medição são estabelecidos a partir das necessidades de informação e objetivos da organização; MED 2. Um conjunto adequado de medidas, orientado pelas necessidades de informação e objetivos de medição, é identificado e/ou desenvolvido, priorizado, documentado, revisado e atualizado; MED 3. As atividades coleta e armazenamento são especificadas, incluindo-se métodos e ferramentas; MED 4. As atividades de análise são especificadas, incluindo-se métodos e ferramentas; MED 5. Os dados requeridos são coletados e analisados; MED 6. Os dados e os resultados são armazenados; MED 7. As informações produzidas são usadas para apoiar decisões e para fornecer uma base objetiva para comunicação aos interessados. Resultados Esperados MPS BR – NÍVEL F - MED

30 Estrutura de Rede FIM Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51


Carregar ppt "MPS BR – NÍVEL F Nível F Jean Biazon, Leonardo Silva, Thiago A. O. Morais, Thiago Machado, Vagner Alves Lopes CC 7/8 P51."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google