A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 DED –Diretoria de Estudos Doutrinários Avenida L2 Sul, Quadra 604, Lote 27 - 2º Andar- Telefone: 3226-0540

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 DED –Diretoria de Estudos Doutrinários Avenida L2 Sul, Quadra 604, Lote 27 - 2º Andar- Telefone: 3226-0540"— Transcrição da apresentação:

1 1 DED –Diretoria de Estudos Doutrinários Avenida L2 Sul, Quadra 604, Lote º Andar- Telefone: FASE IB AULA 02 MOVIMENTO ESPÍRITA

2 2 O Livro dos Espíritos Os Espíritos anunciam que chegaram os tempos marcados pela Providência para uma manifestação universal e que, sendo eles os ministros de Deus e os agentes de sua vontade, têm por missão instruir e esclarecer os homens, abrindo uma nova era para a regeneração da Humanidade. (L.E. Prolegômenos, [item 5] Allan Kardec

3 3 Influência do Espiritismo no Progresso Certamente que se tornará crença geral e marcará nova era na história da Humanidade, L.E O Espiritismo se tornará crença comum, ou ficará sendo partilhado, como crença, apenas por algumas pessoas? porque está na Natureza e chegou a hora de ocupar lugar entre os conhecimentos humanos. Terá, no entanto, grandes lutas, mais contra o interesse do que contra a convicção, porquanto não há como dissimular a existência de pessoas interessadas em combatê-lo, umas por amor-próprio, outras por causas materiais. Porém, como virão a ficar insulados, seus contraditores se sentirão forçados a pensar como os demais, sob pena de se tornarem ridículos.

4 4 MOVIMENTO ESPÍRITA – O que é ? É o conjunto das atividades de associações tendo por objetivo estudar, divulgar e praticar a Doutrina Espírita Uma movimentação espontânea, fruto de conscientização e amadurecimento histórico. Movimento livre, aberto, de instituições e de pessoas, sem hierarquias rígidas, sem obediência cega ou dogmática, mas de compreensão harmoniosa, de autodisciplina, objetivando a maior fidelidade e segurança dos postulados do Espiritismo, o que implica em vigilância do adepto e devotamento à Causa. Não se trata, portanto, de um Sistema de Coordenação por diretrizes impostas.

5 5 Doutrina Espírita x Movimento Espírita Doutrina Espírita é o conjunto de princípios básicos codificados por Allan Kardec. Movimento Espírita é o conjunto de atividades desenvolvidas organizadamente pelos espíritas, para pôr em prática a Doutrina Espírita. A Doutrina Espírita é imune a deturpações, porque qualquer idéia que se mostre incompatível com os princípios das obras da Codificação poderá ser tudo, menos Espiritismo. O Movimento Espírita por ser movimento livre de pessoas e instituições, sem obrigações de obediência e hierarquias, não tem a mesma imunidade, exigindo, de cada espírita e de cada grupo, vigilância permanente, para que deturpações não comprometam a pureza dos ideais.

6 6 Períodos do Movimento Espírita Revista Espirita - dezembro de 1863 Segundo Kardec, são 6: Curiosidade - época das mesas girantes e a fenomenologia Filosófico - marcado por "O Livro dos Espíritos Luta - Auto-de-fé de Barcelona, a 9 de outubro de 1861 (sermões torpes, anátemas, excomunhões, perseguições) Religioso –Fé em nova dimensão, conciliando-a com a Razão. Intermediário – Levará o homem a um novo conhecimento de si mesmo e do chamado mundo invisível, a evidenciar para materialistas e negativistas: Deus e a imortalidade da alma Regeneração Social - As ciências sociais e humanas, as ciências morais, naturais e normativas, todos os conhecimentos humanos se unirão no terceiro milênio, época em que a Terra progredirá na categoria dos mundos.

7 7 Histórico do Movimento Espírita Em Londres, Emmanuel Swedenborg divulga em livro suas visões do mundo espiritual Nasce em Lion, França, Hippolyte Léon Denizard Rivail (Allan Kardec) Primeiras manifestações registradas oficialmente, no Brasil, no distrito de Mata de São João Em 31 de março, fenômenos de Hydesvylle Swedenborg Kardec Mesas Girantes

8 O LIVRO DOS ESPÍRITOS Teles de Menezes funda em Salvador o GRUPO FAMILIAR DE ESPIRITISMO Publicação da revista O ECO DE ALÉM-TÚMULO Grupo Confúcio – Mensagem Anjo Ismael -Guia do Brasil Teles de Menezes Histórico do Movimento Espírita

9 9 Mensagem do Anjo Ismael "O Brasil tem a missão de cristianizar. É a Terra da fraternidade de Jesus. A Terra do Evangelho. Não foi por acaso que tomou o nome de Vera Cruz, de Santa Cruz, que recebeu desde o berço o leite da religião cristã. Não foi sem significação que o primeiro navegador a viu debaixo do Cruzeiro do Sul. A Era Nova abrigará um povo diferente pelos costumes cristãos. Cumpre aos homens de boa vontade o preparo da Nova Era, reconhecendo em Jesus o chefe espiritual. Com o Evangelho explicado à luz do Espiritismo, a moral de Jesus, semeada pelos jesuítas e alimentada pelos católicos, atingirá a sua finalidade, que é rejuvenescer os homens velhos, que aqui nascerão ou para aqui virão de todos os pontos do Globo, cansados de lutas fratricidas e sedentos de confraternidade. A missão dos espíritas no Brasil é divulgar o Evangelho em espírito e verdade. Os que quiserem bem cumprir o dever deverão reunir-se debaixo desta trindade: Deus, Cristo e Caridade. Onde estiver esta bandeira, aí estarei eu - (No Grupo Confúcio )

10 Funda-se no Rio de Janeiro a Sociedade de Estudos Espíritas Deus, Cristo e Caridade Inicia-se a publicação de O REFORMADOR Funda-se a FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA – Augusto Elias da Silva (Fundador e 1º Presidente) 1889 – Bezerra de Menezes – Presidente (1ª Vez) 1895 – Bezerra de Menezes – (2ª Vez) Bezerra de Menezes FEB - Projeto Histórico do Movimento Espírita

11 11 Os anos de 1892 a 1895 foram particularmente difíceis para o Movimento Espírita brasileiro. Várias divergências apareceram. A FEB atravessou séria crise, a par de dissensões e desentendimentos. Desanimado diante das dificuldades, o Presidente Júlio César Leal renunciou ao cargo. Foi então que os que amavam a Casa, se voltaram para uma individualidade que, reunindo as mais peregrinas virtudes, era a única em condições de salvar a Federação. Essa figura apostolar e enérgica era o Dr. Adolfo Bezerra de Menezes. Convidado a tomar a direção da Casa de Ismael, Bezerra atendeu e terminou com as discórdias e restabeleceu o equilíbrio. Histórico do Movimento Espírita

12 É fundada a União Espírita Mineira Nasce FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER Chico Xavier psicografa PARNASO DE ALÉM-TÚMULO A viúva de Humberto de Campos abre processo contra a FEB e CHICO XAVIER Aprovado o PACTO ÁUREO Chico Xavier Jovem Histórico do Movimento Espírita

13 13 PACTO ÁUREO Em 1943, Wantuil de Freitas (PR FEB) dirigia esforços só para a divulgação das obras espíritas. Se não fosse a determinação de Wantuil, as obras de Kardec e de Chico Xavier teriam tido pouca divulgação. Assim foi por 10 anos, e sem se preocupar com outras associações, deu motivo à criação da Liga Espírita do Brasil e da USE – União Social Espírita (RJ/RS/SP). Mais encontros de associações eram feitas e, autoritária à época, a FEB desligou de seus quadros as federativas de MG, SP, RJ, PR e SC. Em um dos congressos o plenário dividiu-se quanto ao papel da FEB. Enquanto alguns queriam que ela assumisse a direção do movimento, muitos a criticaram duramente e propuseram a criação de um novo esquema federativo. Então, o presidente da FEB, decidiu-se a entrar num acordo. Wantuil de Freitas colocou a proposta de unificação e no dia 5 de Outubro de 1949 foi celebrado o "Pacto Áureo que, apesar da agitação ocorrida nos últimos anos, concluiu, sob aclamação, que as sociedades estaduais voltariam a se reunir em torno da Federação.

14 A FEB é declarada pelo Presidente Juscelino Kubitschek entidade de UTILIDADE PÚBLICA Comunhão Espírita de Brasília Instala-se em Brasília,DF, a FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Início da realização dos Simpósios Nacionais e Regionais Instalam-se os Conselhos Zonais do Norte, Nordeste, Centro e Sul Publicação da "Orientação ao Centro Espírita". CEsB Federação Espírita Brasileira FEB Histórico do Movimento Espírita

15 Início da Campanha do Estudo Sistematizado. A FEB é transferida para a sede de Brasília - DF – Encontro Internacional do Espiritismo – Brasília 1992 – Criado o CEI – Conselho Espírita Internacional º Congresso Mundial de Espiritismo, em Brasília º Congresso Mundial de Espiritismo, em Lisboa Congresso Espírita Brasileiro - 50 anos do PACTO ÁUREO. Histórico do Movimento Espírita

16 16 No Brasil, a importância do Movimento Espírita está ligada à sua missão de Pátria do Evangelho, como nos transmite Humberto de Campos na obra mediúnica Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho visando, dentro do ideal cristão e pelo exemplo, espiritualizar o ser humano, espalhando com os seus labores e sacrifícios as sementes produtivas na construção da sociedade do futuro. Histórico do Movimento Espírita

17 –3º Congresso Mundial de Espiritismo, Guatemala 2002 – Desencarna Chico Xavier º Encontro Nacional do ESDE na FEB Reunião do CEI na Suécia. Lançado O Livro dos Espíritos (Andarnas Bok) em idioma sueco º Congresso Espírita Mundial Histórico do Movimento Espírita

18 18 Reúne cerca de 8000 Instituições Espíritas

19 19 Espiritismo está representado no Mundo Angola Argentina Bolivia Brasil Belgium Chile Colombia El Salvador España France Netherlands Norway Paraguay Perú Portugal Switzerland Sweden United Kingdom United States of America Uruguay Honduras Dinamarca Ecuador Japan Mexico Guatemala Italia

20 20 Instituições Espíritas – O que são ? Grupos, Centros ou Sociedades Espíritas, que desenvolvem atividades de estudo e prática da Doutrina Espírita (CEsB, CE André Luiz, etc.) Entidades Federativas que desenvolvem as atividades de união das Instituições Espíritas e de unificação do Movimento (FEB, FEDF, FEESP) Entidades Especializadas, com atividades de assistência e promoção social e de divulgação doutrinária (Nosso Lar, Asilo São Francisco de Assis) Pequenos Grupos de Estudo, fundamentalmente voltados para o estudo inicial da Doutrina Espírita. (GRUDDE, GODDE)

21 21 Realizar: 1 - Reuniões de : estudo da Doutrina Espírita; explanação do Evangelho à luz da Doutrina Espírita; estudo, educação e prática da mediunidade; evangelização espírita para crianças e jovens; aplicação de passes e atendimento fraterno através do diálogo; 2 - O trabalho de divulgação da Doutrina Espírita através de palestras, livros, jornais, revistas, mensagens, rádio, TV, cartazes, fitas de vídeo e áudio; 3 - O serviço de assistência e promoção social espírita destinado a pessoas carentes que buscam ajuda material: assistindo-as em suas necessidades; 4 - Estímulo e orientação a seus freqüentadores para a implantação e manutenção da reunião de estudo do Evangelho no Lar; Atividades Básicas dos Grupos, Centros ou Sociedades Espíritas

22 22 As Entidades Federativas – O que são ? Instituições que desenvolvem uma atividade-meio que têm por objetivo facilitar e aprimorar a ação do Movimento Espírita em sua atividade-fim, que é a de promover o estudo, a difusão e a prática da Doutrina Espírita. Tais atividades decorrem da união fraterna, solidária e voluntária dos espíritas e das Instituições Espíritas, por meio da permuta de informações e experiências, da ajuda recíproca e do trabalho em conjunto. Fundamentais para o fortalecimento, o aprimoramento e o crescimento das Instituições Espíritas e para a correção de eventuais desvios da prática doutrinária e administrativa. Fomentadoras de reuniões, cursos e outros eventos destinados a dirigentes e trabalhadores espíritas, para a renovação e atualização, visando ao aprimoramento e à ampliação das atividades e à abertura de novas frentes de ação e de trabalho.

23 23 Diretrizes do Trabalho Federativo O trabalho baseia-se nos princípios de fraternidade, solidariedade, liberdade e responsabilidade que a Doutrina Espírita preconiza. Caracteriza-se por oferecer sem exigir compensações, ajudar sem criar condicionamentos, expor sem impor resultados e unir sem tolher iniciativas, preservando os valores e as características individuais. A integração e a participação das Instituições Espíritas nas atividades federativas e de unificação do Movimento Espírita, sempre voluntárias e conscientes, são realizadas em nível de igualdade, sem subordinação, respeitando e preservando a independência, a autonomia e a liberdade de ação.

24 24 Centro - Célula máter do Movimento por facultar-lhe o desenvolvimento e propagá-lo. Lugar de reequilibrio e de harmonia, é, também, hospital de almas no qual terapias especializadas – passes, água fluidificada (bioenergia), oração, desobsessão e iluminação de consciência - facultam a saúde do corpo, da mente e do espírito, proporcionando ao paciente a vitória sobre si mesmo, sobre as paixões primitivas. Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas 1º de Abril de 1858 Artigo 1° - Tem por finalidade precípua o estudo dos fenômenos espíritas e das suas aplicações, as manifestações morais, físicas, psicológicas e históricas da sociedade. O Centro Espírita

25 25 Não pode ser confundido com Clínicas Médicas e semelhantes, competindo com as mesmas, pois que desvirtuaria a sua finalidade essencial; No seu ambiente não há lugar para exibicionismo que faça recordar os palcos do mundo, nos quais se projetam os conflitos do ego humano. Tampouco, pode agasalhar ou dar curso às inovações que ressumam do orientalismo ancestral ou das terapias alternativas atuais, desfigurando-lhe, entorpecendo-lhe a finalidade superior. O Centro Espírita é campo de luz aberto a todos aqueles que tateiam nas trevas da ignorância, da presunção e do egoísmo apontando rumos de libertação. O Centro Espírita

26 26 O Espiritismo é uma questão de fundo; prender-se à forma seria indigno da grandeza do assunto. Daí vem que os centros que se acharem penetrados do verdadeiro Espiritismo deverão estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se para combater os inimigos comuns: a incredulidade e o fanatismo. Allan Kardec (Obras Póstumas) Assim como o Cristo disse: Não vim destruir a lei, porém cumpri-la, também o Espiritismo diz: Não venho destruir a lei cristã, mas dar-lhe execução. Nada ensina em contrário ao que ensinou o Cristo; mas, desenvolve, completa e explica o que foi dito sob forma alegórica. Vem cumprir o que o Cristo anunciou e preparar a realização das coisas futuras. Ele é, pois, obra do Cristo, que preside, conforme igualmente o anunciou, à regeneração que se opera e prepara o reino de Deus na Terra. AK - O Evang. Seg. o Esp. - Cap. I - item 7


Carregar ppt "1 DED –Diretoria de Estudos Doutrinários Avenida L2 Sul, Quadra 604, Lote 27 - 2º Andar- Telefone: 3226-0540"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google