A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SÍNTESE BÍBLICA SOBRE A VOCAÇÃO ESCOLA VOCACIONAL DEHONIANA CRISSIUMAL – RS 27 DE FEVEREIRO DE 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SÍNTESE BÍBLICA SOBRE A VOCAÇÃO ESCOLA VOCACIONAL DEHONIANA CRISSIUMAL – RS 27 DE FEVEREIRO DE 2010."— Transcrição da apresentação:

1 SÍNTESE BÍBLICA SOBRE A VOCAÇÃO ESCOLA VOCACIONAL DEHONIANA CRISSIUMAL – RS 27 DE FEVEREIRO DE 2010

2 VOCAÇÃO A vocação é um acontecimento entre Deus e cada um dos homens a quem ele reúne a realização de seu plano de salvação. Este acontecimento é configurado por vários elementos:

3 I- S UJEITO a) - O sujeito tem sempre um nome pessoal próprio: YAHWEH-DEUS. b) - No Novo Testamento tem nome de Jesus. Ele chama e envia (segue-me. Como o Pai me enviou, assim também vos envio...) c) - Nos escritos do Novo Testamento que descrevem a vida da Igreja aparecem também como sujeitos o Espírito Santo e a mesma Igreja (Matias, os Sete, Paulo, Timóteo...)

4 I- S UJEITO O Pai propõe realizar seu plano de recapitulação de todas as coisas em seu Filho, Jesus (para isto envia seu Filho e o consagra pelo Espírito Santo). O Pai elege e chama aos homens. O Filho os envia para continuar a missão. O Espírito os consagra para levá-la com efeito. A crisma é o sacramento da missão.

5 I- S UJEITO A missão é o centro e a finalidade da ação dos três: Chamar, eleger, enviar, consagrar, ungir. A Igreja, as pessoas que nela se encontram, aparecem como mediadoras-manifestadoras do chamado do Pai e do envio do Filho. A ela e por ela (a Igreja) se faz visível o chamado de Deus e o envio de Cristo. Ex.: A escolha de Matias.

6 II - O OBJETO a) - É a pessoa humana concreta, em sua própria circunstância (nome, família, idade...). Nunca é sujeito da vocação. Não se pode dizer: Tem vocação, mas sim que sobre ele recai a vocação. Em sentido verdadeiro: Padece a vocação.

7 II - O OBJETO b) - A Vocação-missão afeta as entranhas da pessoa, dá sentido à sua vida, lhe dá identidade. O envio não é algo exterior, mas ontológico, englobante, existencial: troca de nomes (Simão-Cefas, Saulo-Paulo, Abrão-Abraão...; expressões como: Te consagrei, te designei. Neste sentido deve-se entender a unção pelo Espírito). Toda oração imprime caráter.

8 II - O OBJETO c) - A vocação-missão afeta a todas as pessoas que vem a este mundo: Todos são eleitos por Deus-Pai para serem enviados por Cristo, ungidos pelo Espírito para realizar o plano de Deus sobre o homem na história.

9 II - O OBJETO d) - O chamado ressoa no mais íntimo da pessoa. Se coloca em íntima sintonia com o mais profundo dela mesma. Experimenta-se e se vive como uma inclinação existencial, como uma sedução, com um não pode ser de outra maneira (Me deixei seduzir...).

10 NENHUMA PESSOA POR SI TEM CAPACIDADE PARA UMA MISSÃO. e) - O Por que de uma vocação-missão, não está no desejo ou nas capacidades da pessoa humana, qualquer que seja o seu nome. Mas se realça com extraordinária insistência e complacência a incapacidade radical (ontológico-Teológico) do homem para a missão, assim como sua resistência (não sei falar, não conheço varão, envia outro...). Consciência de que a missão não é minha mas de Deus.

11 NENHUMA PESSOA POR SI TEM CAPACIDADE PARA UMA MISSÃO. O motivo de toda vocação-missão é a situação do povo e, por detrás dela, a vontade salvífica de Deus que busca a salvação desse povo. f) - A atitude fundamental da pessoa chamada-enviada, consiste na aceitação agradecida do envio: Eis-me aqui, Magnificat...

12 NENHUMA PESSOA POR SI TEM CAPACIDADE PARA UMA MISSÃO. Característica: Obediência ao chamado. Alegria.

13 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO a ) - A finalidade da vocação-missão nunca é a própria pessoa do chamado, mas o povo a quem se destina o envio.

14 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO b) A finalidade é sempre algo concreto com relação as situações da condição- situação do povo de Deus. Isto não se resume a uma simples ação a realizar, terminada a qual se deu por terminada a missão. Se entendeu bem melhor com a entrega de uma função salvífica (se juiz, profeta, guia, apóstolo...) em favor do povo, função que trás dentro de si uma sucessão constante de ações múltiplas e variadas.

15 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO c) - A finalidade é sempre uma aliança. A Aliança tem sempre uma tríplice dimensão:

16 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO testemunhar a presença próxima de Iahweh-Deus-Pai, de nosso Senhor Jesus Cristo, agente salvador do homem na história (Martiria):

17 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO realizar a libertação da situação- condição em que se encontra o povo (Diakonia: sair do Egito, extirpar- destruir...);

18 aumentar e assegurar a comunhão do povo com Deus e dos membros do povo entre si (koinomia: levar a terra da promessa, sacrificar a Javé, servir a Deus, edificar e plantar...).

19 Para levar a aliança (meta e objetivo último-absoluto de Deus em sua história) é preciso, sempre, reafirmar sua atuação salvífica e tirar os homens da situação de escravidão em que se encontram.

20 IV - O MODO DA VOCAÇÃO: AS MEDIAÇÕES - COMO DEUS CHAMA? a) - O chamamento de Deus se faz ouvido ao homem através de várias mediações (dimensão sacramental e de encarnação do chamado e do envio).

21 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO a. a) - O primeiro mediador é o próprio Jesus. a. b) - Como sacramentalização desta mediação de Jesus aparece o Povo de Deus, a comunidade (a Igreja). a. c) - Se coloca em evidência também a mediação de pessoas concretas: André- Pedro; Felipe-Natanael; Ananias-Paulo; Paulo-Timóteo... a.d) - Mediação da história e das necessidades dos homens em sua situação histórica concreta.

22 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO b) - Deus se faz presente, sai ao encontro do homem e lhe entrega uma missão em Jesus Cristo, mediante os gritos das necessidades dos homens. Nesses gritos se faz presente a voz-grito de Deus que está encarnado nos gritos dos homens necessitados (O que fizerdes a um desses, é a mim que o fazeis). Os chamados dos homens (o chamado do povo de Deus), são, para o homem concreto, em cada época da história, encarnação, sinal-sacramental do chamamento do Deus.

23 III- FINALIDADE = PARA QUE DA VOCAÇÃO c) - Para descobrir esta encarnação, a pessoa necessita de outras pessoas amigas (testemunhas) que a ajudem a encontrar essa presença do chamado e do envio de Deus e que a animem a ir, a assumir pessoalmente o dom do envio que se lhe faz.

24 E M SÍNTESE : Na luta do dia a dia, na leitura da própria história é que vamos percebendo os sinais do apelo de Deus e a necessidade de uma resposta concreta. Não podemos esquecer que a vocação é também um processo, uma história de amor e dinamismo, um relacionamento profundo com Deus.

25 E M SÍNTESE : Deus nos chama a cada um pessoalmente e pelo nome. Uma experiência interior. Como chamou Abraão(Gn 12, 1-2), Moisés (Ex 3, 1ss), Jeremias (Jr 1, 1ss), Maria (Lc 1,27ss), os Apóstolos (Mt 10,1-6...).

26 E M SÍNTESE : Deus nos chama pelos valores que nos atraem. Cada pessoa tem dons e talentos e vai descobrindo valores que aos poucos vão orientando a sua vida. A seleção cuidadosa desses valores levam-na a fazer uma opção. Esta opção é a resposta a um chamado.

27 E M SÍNTESE : Deus nos chama pela comunidade, pela Igreja que precisa. Toda vocação está em função do Reino, portanto, Deus se serve de uma comunidade carente, para nos mostrar uma vocação.

28 E M SÍNTESE : Deus nos chama pelo irmão que sofre. É vendo o sofrimento do pobre, do marginalizado, do doente... que nos sentimos tocados para assumir uma missão.

29 E M SÍNTESE : Deus nos chama através de mediadores diretos, padres, religiosos(as), leigos, promotores vocacionais, que com uma palavra ou um testemunho de vida, nos ajudam num discernimento vocacional. (André-Pedro; Felipe- Natanael; Ananias-Paulo...).

30 E M SÍNTESE : A vocação é um chamado à alegria. Deus em seu plano de amor respeita a liberdade humana. É necessário um coração simples e orante capaz de ouvir a proposta, e aberto e generoso capaz de discernir e responder ao chamado de Deus.

31


Carregar ppt "SÍNTESE BÍBLICA SOBRE A VOCAÇÃO ESCOLA VOCACIONAL DEHONIANA CRISSIUMAL – RS 27 DE FEVEREIRO DE 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google