A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estação de Trabalho Observatório dos Técnicos em Saúde Laboratório do Trabalho e da Educação Profissional em Saúde Escola Politécnica de Saúde Joaquim.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estação de Trabalho Observatório dos Técnicos em Saúde Laboratório do Trabalho e da Educação Profissional em Saúde Escola Politécnica de Saúde Joaquim."— Transcrição da apresentação:

1 Estação de Trabalho Observatório dos Técnicos em Saúde Laboratório do Trabalho e da Educação Profissional em Saúde Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Fundaçäo Oswaldo Cruz EPSJV/FIOCRUZ Trabalhadores técnicos em saúde: caracterização da formação profissional e do mercado de trabalho Observatório dos Técnicos em Saúde

2 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ Analisar quantitativamente a formação profissional e o mercado de trabalho em saúde, a partir da distribuição dos cursos e dos postos de trabalho de nível técnico em saúde, no Brasil. METODOLOGIA Este estudo tem caráter descritivo, e foi desenvolvido a partir da análise dos dados do Censo Escolar e da AMS para o ano de CENSO ESCOLAR INEP/MEC É uma base de dados de âmbito nacional que abrange os diferentes níveis da Educação Básica: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, realizado pelo MEC em parceria com as Secretarias de Educação. A partir de 2001, incorpora os dados da Educação Profissional de Nível Técnico em todas as áreas: agropecuária e pesca, indústria, comércio e serviços. O Censo Escolar recebeu e compilou dados de estabelecimentos de ensino com oferta de cursos técnicos em saúde. OBJETIVO DA PESQUISA:

3 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ A pesquisa de Assistência Médico-Sanitária coletou, em 2005, dados de um universo de estabelecimentos de saúde, sendo em atividade ou em atividade parcial. PESQUISA AMS/IBGE A Pesquisa Assistência Médico-Sanitária (AMS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística desde 1975, é um levantamento censitário dos dados cadastrais e gerais dos estabelecimentos de saúde no País. A AMS informa o conjunto de postos de trabalho ocupados nos estabelecimentos de saúde. Não é possível traçar o perfil sócio-econômico e demográfico dos trabalhadores inseridos no mercado de trabalho em saúde.

4 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ RESULTADOS

5 Quadro - Cursos de Educação Profissional de Nível Técnico em Saúde, segundo subáreas de formação (percentual coluna). Brasil, Fonte: Censo Escolar/INEP/2005. Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ Subáreas de Formação Brasil/2005 (%coluna) Nº% Total ,0 Biodiagnóstico165 6,4 Enfermagem ,7 Estética53 2,1 Farmácia95 3,7 Hemoterapia03 0,1 Nutrição e Dietética110 4,3 Radiologia e Diagnóstico por Imagem 213 8,3 Reabilitação49 1,9 Saúde Bucal147 5,7 Saúde Visual17 0,6 Segurança do Trabalho382 14,9 Vigilância sanitária e ambiental 05 0,2 Outras75 2,9 Não Informado02 0,1

6 Gráfico - Cursos de Educação Profissional de Nível Técnico em Saúde, segundo subáreas de formação (percentual coluna). Brasil, Fonte: Censo Escolar/INEP/2005. Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

7 Gráfico - Cursos de Educação Profissional de nível técnico em Saúde segundo subáreas de Formação e Setor de Atuação. Brasil, Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ Fonte: Censo Escolar/INEP/2005.

8 Gráfico - Total das subáreas de formação segundo esfera administrativa Brasil/ Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ Fonte: Censo Escolar/INEP/2005.

9 Gráfico – Postos de Trabalho em Saúde segundo Nível de Escolaridade. Brasil, 1978 e Fonte: IBGE/AMS / 1978 / 1984 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

10 Gráfico – Postos de Trabalho em Saúde segundo Nível de Escolaridade. BRASIL, 1999 E Fonte: IBGE/AMS / 1999 / 2002 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

11 Gr á fico – Postos de Trabalho de Ocupa ç ões de N í vel T é cnico/Auxiliar e Elementar segundo Setor de Atua ç ão. Brasil, 1999 e Fonte: IBGE/AMS / 1999 / 2002 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

12 Quadro - Postos de trabalho de nível médio em saúde segundo a ocupação. Brasil, 2005 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ Fonte: IBGE /AMS / 2005 Postos de trabalho/Ocupação Brasil/2005 (% coluna) Nº % Total Nível Técnico / Auxiliar ,0 Biodiagnóstico ,7 Enfermagem ,9 Farmácia ,2 Hematologia/Hemoterapia3486 0,5 Nutrição e Dietética 96171,3 Radiologia ,9 Reabilitação3952 0,5 Saúde Bucal ,1 Equipamentos Médico-Hospitalares 39990,5 Vigilância Sanitária e Ambiental 88641,9 Outros - Nível Técnico / Auxiliar ,2

13 Gráfico - Distribuição Regional dos Postos de Trabalho de Nível Técnico e Auxiliar. Brasil e Regiões, 1999, 2002 e Fonte: IBGE/AMS / 1999 / 2002 / 2005 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ 5,5 6,01 6,4 21,6 21,1622,52 51,150,4548,77 14,9 15,39 14,95 7 6,99 7, NorteNordesteSudesteSulCentro-Oeste

14 Gráfico - Postos de trabalho de nível médio em saúde segundo a ocupação. Brasil, 2005 Fonte: IBGE /AMS / 2005 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

15 Gráfico - Postos de trabalho de nível médio em saúde segundo ocupação e setor de atuação. Brasil, 2005 Fonte: IBGE – AMS /2005 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

16 Fonte: IBGE /AMS / 2005 Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ Gráfico - Postos de trabalho de nível médio em saúde segundo a esfera administrativa. Brasil, 2005

17 Nos últimos anos o setor saúde apresentou alterações em relação ao nível de escolaridade da sua força de trabalho. Essas mudanças acompanham transformações tecnológicas e organizacionais do mundo do trabalho, com exigências de maior qualificação de trabalhadores e progressiva flexibilização das relações de trabalho; Os resultados encontrados em 2005 parecem estar conectados às mudanças iniciadas na década de 80, que foram decisivas para a composição interna das equipes de saúde, como a municipalização, ampliação das categorias ocupacionais, maior escolarização dos postos de trabalho; A grande parcela dos postos de trabalho de nível técnico e auxiliar, encontra-se ocupada pelos trabalhadores de enfermagem, e os postos de nível elementar, pelos agentes comunitários de saúde, revelando o decréscimo dos empregos de atendentes de enfermagem e o impacto da criação de empregos na Estratégia Saúde da Família; Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

18 O mercado de trabalho das ocupações de nível técnico e auxiliar concentra-se na região Sudeste e das ocupações de nível elementar no Nordeste; Existe uma distinção entre a natureza do trabalho das ocupações de nível técnico e auxiliar e as de nível elementar. Enquanto as primeiras concentram-se em estabelecimentos com internação, as ocupações de nível elementar atuam majoritariamente nas unidades sem internação; De forma geral, o setor público constitui o principal mercado tanto para as ocupações de nível técnico/auxiliar quanto para as de nível elementar; e a esfera municipal representa a grande demanda por postos de trabalho nesse setor; Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ

19 Embora a contratação formal prevaleça para as ocupações de nível técnico, auxiliar e elementar é possível detectar sinais de flexibilização no mercado setorial do país; Tendência de diversificação do leque de ocupações de nível técnico e auxiliar em saúde. Enquanto nos anos 78 e 84 a AMS identificava somente seis categorias profissionais relacionadas a tais postos de trabalho, nos anos de 1999, 2002 e 2005 a AMS passa a especificar mais de 15 ocupações de nível técnico/auxiliar; Importante registro dessa diversidade nas fontes de dados possibilitando análises mais coerentes com o real na medida em que permitem retratar a complexidade do setor saúde brasileiro. Observatório dos Técnicos em Saúde – EPSJV/ FIOCRUZ


Carregar ppt "Estação de Trabalho Observatório dos Técnicos em Saúde Laboratório do Trabalho e da Educação Profissional em Saúde Escola Politécnica de Saúde Joaquim."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google