A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PESSOA DE JOÃO O autor foi João, filho do trovão O discípulo a quem Jesus amava; Era filho de Zebedeu Sua mãe era Salomé, uma seguidora fiel de Jesus,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PESSOA DE JOÃO O autor foi João, filho do trovão O discípulo a quem Jesus amava; Era filho de Zebedeu Sua mãe era Salomé, uma seguidora fiel de Jesus,"— Transcrição da apresentação:

1 A PESSOA DE JOÃO O autor foi João, filho do trovão O discípulo a quem Jesus amava; Era filho de Zebedeu Sua mãe era Salomé, uma seguidora fiel de Jesus, que pode ter sido irmã de Maria (Mc.15:40; Jo.19:25); João devia ter uns 25 anos quando Jesus o chamou. Foi exilado na ilha de Patmos, sob o governo de Domiciano; Mais tarde voltou a Éfeso e se tornou pastor daquela igreja. João escreveu quase uma geração depois dos outros evangelistas, entre os anos 80 e 100 A.D., no fim do primeiro século, quando todo o restante do NT. Já estava pronto.

2 PROCEDÊNCIA GEOCRÁFICA Quatro lugares são propostos: 1) Alexandria 2) Antioquia – alega-se que o quarto evangelho possui algumas afinidades com as Odes de Salomão, obra escrita em siríaco e que supõe-se que era procedente dessa região, e com Inácio, que serviu como bispo de Antioquia. 3) Palestina – devido à sua grande familiaridade com detalhes culturais e topográficos peculiares à região, envolve a idéia de que qualquer livro sobre o Jesus histórico deve ter sido escrito na Palestina.

3 4. Teoria tradicional de que foi escrito em Éfeso.

4 O quarto evangelho não leva o nome do seu autor. Provavelmente, o título Segundo João foi acrescentado a ele assim que os quatro evangelhos começaram a circular juntos como Quadruplo evangelho. Isso se deu, primeiro para distinguí-lo dos outros; mas é possível que seu título tenha sido esse desde o início.

5 Também, a partir do séc. II os evangelhos apócrifos, enquanto os quatro circulavam anonimamente, aqueles se declaravam (falsamente) terem sido escritos por apóstolos ou outras pessoas ligadas ao Senhor. Daí a necessidade de os escritos trazerem nomes que os identificasse com o seu autor.

6 EVIDÊNCIAS EXTERNAS Documentos antigos tanto dentro do cristianismo quanto no próprio gnosticismo que confirmam a autoria Joanina. Teófilo, de Antioquia –é o primeiro escritor a fazer claras citações do quarto evangelho e a atribuir a João (cerca de 181 d.C).

7 EVIDÊNCIAS EXTERNAS Antes dessa data outros escritores já reconheciam a autoria Joanina: Taciano, que fora aluno de Justino Mártir; Claudio Apolinário – Bispo de Hierápolis; Antenágoro.

8 EVIDÊNCIAS EXTERNAS Policarpo; (Bispo de Esmirna) – foi martirizado cerca de 156 d.C Papias; Policarpo se relacionou com os apóstolos na Ásia (João, André,Filipe) e que os que foram testemunhas oculares e ministros do Senhor lhe confiaram a supervisão da Igreja em Esmirna.

9 EVIDÊNCIAS INTERNAS Westcott demonstra cinco itens que evidenciam:O autor do quarto evangelho... Foi um judeu; Foi da palestina; Foi uma testemunha ocular; Foi um apóstolo; Foi o apóstolo João.

10 A data do evangelho de João deve ficar em qualquer data entre 80 e 85.

11 Não há qualquer menção a destinatário, mas se João escreveu este livro enquanto estava em Éfeso, pensa-se que ele preparou o livro para leitores dessa região geral do império.

12 Evangelizar os judeus, evangelizar helenistas, fortalecer a Igreja, catequizar novos convertidos, fornecer dados para a evangelização de judeus, e assim por diante.

13 O texto chave é: Jo.20:30,31 Jesus, na verdade, operou na presença de seus discípulos ainda muitos outros sinais que não estão escritos neste livro; estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.

14 A MENSAGEM DO QUARTO EVANGELHO 20.30,31 – levar os leitores a crer em como crer que. Para João, crer que Jesus é o Messias significa crer que ele é o Filho de Deus. * João escreveu para um mundo totalmente diferente daquele em que os acontecimento salvíficos aconteceram. Para as pessoas desse novo mundo,, Jerusalém, a Palestina estavam geograficamente distantes e, mais do que isto, o estilo de vida que ali fora seguido sessenta anos antes, e que forma o contexto da narrativa do evangelho, pertencia a um mundo que, para eles, fazia parte do passado.

15 A MENSAGEM DO QUARTO EVANGELHO A opinião pública de sua época não estava interessada em fatos históricos e lugares geográficos (prática judaica em relação ao templo, datas, etc). Eles pensavam que uma ênfase nestas coisas tendia a obscurecer a relevância universal da verdade eterna. João conferiu a máxima atenção e importância à verdade eterna, que ele identificou com a auto-manifestação divina, o Verbo que existia no princípio com Deus.

16 A MENSAGEM DO QUARTO EVANGELHO As características pessoais de João, e seu objetivo claro, fez com que seu evangelho parecesse muito mais devocional que os sinópticos.

17 UM ESBOÇO SIMPLIFICADO DO CONTEÚDO Obs: Em cada um dessas divisões existem sub- divisões. I. O Início do ministério de Jesus – II. Jesus revela o Pai ao Mundo – III. Jesus revela o Pai aos seus discípulos – IV. Paixão e triunfo – Epílogo –


Carregar ppt "A PESSOA DE JOÃO O autor foi João, filho do trovão O discípulo a quem Jesus amava; Era filho de Zebedeu Sua mãe era Salomé, uma seguidora fiel de Jesus,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google