A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL CAP BM QOS/FONO/02 JULIANA MERCANTE CAP BM QOS/FONO/02 ANITA MANCKEL CAP BM QOS/FONO/02 GERLAINE Serviço de Fonoaudiologia - 3ª Policlínica de Niterói

2 O QUE É PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL - PAC? Audição Periférica Audição Central PROCESSAR, ANALISAR E INTERPRETAR Habilidades auditivas envolvidas: Localização sonora; Atenção auditiva; Figura-fundo; Memória auditiva; Discriminação auditiva; Fechamento. VIVÊNCIAS ACÚSTICAS

3 PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO FONOLÓGICO ASPECTOS SUPRA SEGMENTAIS APRENDIZAGEME COMUNICAÇÃO ORAL

4 O QUE SÃO TRANSTORNOS AUDITIVOS PERDA AUDITIVA ALTERAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO IMPEDIMENTO DA CAPACIDADE DE DETECTAR A ENERGIA SONORA IMPEDIMENTO DA HABILIDADE DE ANALISAR E/OU INTERPRETAR PADRÕES SONOROS

5 MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS DESORDENS DO PAC Atenção auditiva pobre Limitações de memória e evocação Dificuldade para acompanhar conversações em ambientes ruidosos Habilidade reduzida para informações auditivas em sequência Dificuldade para aprender a ler e/ou escrever Atraso de linguagem Dificuldade para entender piadas Problemas fala: R, L, S e CH Fala muito hã? O que? Inquietude motora, agitação e desatenção

6 PRÉ REQUISITOS PARA A AVALIAÇÃO DO PAC Avaliação audiológica básica: Audiometria tonal; Audiometria vocal; Imitanciometria. Fornecerá dados sobre as condições de detecção do som através da audiometria tonal liminar, condições do sistema timpano-ossicular através das medidas de imitância acústica.

7 COMO É A AVALIAÇÃO DO PAC Anamnese Avaliação Simplificada do Processamento Auditivo Central (sons instrumentais e sons verbais) Testes especiais comportamentais com estímulos verbais e não verbais gravados em CD. Estes estímulos sonoros são enviados ao paciente através dos fones de um audiômetro de dois canais acoplado a um CD player utilizando uma cabina acústica.

8 OBJETIVO DA AVALIAÇÃO DO PAC Medir a capacidade do indivíduo em reconhecer sons verbais e não verbais em condição de escuta difícil: Inferir sobre a capacidade do indivíduo de acompanhar a conversação em ambientes desfavoráveis; Determinar as habilidades auditivas alteradas em cada orelha; Contribuir no diagnóstico e no tratamento de diversos transtornos da comunicação oral e escrita.

9 O QUE FAZER NAS ALTERAÇÕES DE PAC ? Terapia fonoaudiológica: desenvolvimento e treinamento das habilidades auditivas e estimulação da consciência fonológica e linguagem. Orientação familiar: criar situações de comunicação diária de pelo menos 30 min; estimular a leitura, criação e contagem de histórias; sempre falar olhando para a criança, com ritmo de fala contendo pausas nítidas, articulação clara e entonação enfatizada; e sempre certificar se a criança entendeu as solicitações. Orientação Escolar – posicionar a criança na carteiras próximas a professora; turmas com número reduzido de alunos são as mais adequadas; as atividades e trabalhos devem ser expostos em etapas e projetos menores para garantir o entendimento do que deve ser feito.

10 IMPLANTAÇÃO DA AVALIAÇÃO DO PAC NA 3 POLICLÍNICA Adequação do espaço físico; Aquisição de materiais; Capacitação dos profissionais; Início das avaliações do PAC.

11 Prevenir, identificar precocemente e minimizar os distúrbios da comunicação humana e aprendizagem. CONCLUSÃO

12 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI Tel: OBRIGADA


Carregar ppt "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google