A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PSIQUIATRIA FORENSE INTRODUÇÃOÀPSIQUIATRIAFORENSE Leandro de Paiva Psiquiatria Clínica e Forense Especialista em Dependência Química Núcleo de estudos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PSIQUIATRIA FORENSE INTRODUÇÃOÀPSIQUIATRIAFORENSE Leandro de Paiva Psiquiatria Clínica e Forense Especialista em Dependência Química Núcleo de estudos."— Transcrição da apresentação:

1 PSIQUIATRIA FORENSE INTRODUÇÃOÀPSIQUIATRIAFORENSE Leandro de Paiva Psiquiatria Clínica e Forense Especialista em Dependência Química Núcleo de estudos Psiquiátricos de Presidente Prudente e Região

2

3 Livro atual

4 INTRODUÇÃO ÁREAS DE ATUAÇÃO DA PSIQUIATRIA: ÁREAS DE ATUAÇÃO DA PSIQUIATRIA: 1. Psiquiatria Clínica 2. Psiquiatria da Infância e Adolescência 3. Psicogeriatria 4. Psiquiatria Forense

5 INTRODUÇÃO ÁREAS DE ATUAÇÃO DA PSIQUIATRIA FORENSE: ÁREAS DE ATUAÇÃO DA PSIQUIATRIA FORENSE: 1. Perícias Particulares - Perito Assistente - Exames Admissionais 2. Perícias em Serviços Públicos - Penitenciárias - Perito Forense Oficial

6 PERITO FORENSE Auxiliar do Juiz Auxiliar do Juiz Conhecimento Psiquiátrico Conhecimento Psiquiátrico Conhecimento Jurídico Conhecimento Jurídico Isenção e sem impedimentos Isenção e sem impedimentos Imparcialidade Imparcialidade

7 PERÍCIA FORENSE Espécie de avaliação psiquiátrica Espécie de avaliação psiquiátrica Interface entre Medicina e a Lei Interface entre Medicina e a Lei Tem o objetivo de esclarecer fatos para devidos fins Tem o objetivo de esclarecer fatos para devidos fins Meio de produção de Prova Pericial Meio de produção de Prova Pericial

8 TIPOS DE PERÍCIAS FORENSES CIVIS: CIVIS:CivilAdministrativa Previdenciária Previdenciária Infortunística – acidente de trabalho Infortunística – acidente de trabalho CRIMINAIS: CRIMINAIS:Penal

9 TIPOS DE PERÍCIAS FORENSES TRANSVERSAIS: Interdição TRANSVERSAIS: Interdição Superveniência de DM Superveniência de DM RETROSPECTIVAS: Anulação de testamento RETROSPECTIVAS: Anulação de testamento Responsabilidade penal Responsabilidade penal PROSPECTIVAS: Direito da família PROSPECTIVAS: Direito da família Exame Criminológico Exame Criminológico Cessação de Periculosidade Cessação de Periculosidade

10 DOCUMENTO MÉDICO-LEGAL RESOLUÇÃO CREMESP N° 126, 17 DE OUTUBRO DE 2005: RESOLUÇÃO CREMESP N° 126, 17 DE OUTUBRO DE 2005: Art. 8° - O atestado ou relatório médico solicitado ou autorizado pelo paciente ou representante legal, para fins de perícia médica, deve conter apenas informações sobre o diagnóstico, os exames complementares, a conduta terapêutica proposta e as conseqüências à saúde do seu paciente.

11 ESTRUTURA DO LAUDO PERICIAL Preâmbulo – Apresentação do Perito Preâmbulo – Apresentação do Perito Individualização da Perícia Individualização da Perícia Descrição do Exame Pericial Descrição do Exame Pericial Identificação do Examinado Identificação do Examinado (Elementos colhidos nos autos do processo) (Elementos colhidos nos autos do processo) (Elementos do crime segundo o examinado) (Elementos do crime segundo o examinado) Síntese processual Síntese processual Quesitos Quesitos

12 ESTRUTURA DO LAUDO PERICIAL História pessoal História pessoal História psiquiátrica prévia História psiquiátrica prévia História médica História médica História familiar História familiar Exame do estado mental Exame do estado mental Exame Físico Exame Físico Exames e avaliações complementares Exames e avaliações complementares

13 ESTRUTURA DO LAUDO PERICIAL Discussão diagnóstica Discussão diagnóstica Diagnóstico positivo Diagnóstico positivo Comentários médico-legais Comentários médico-legais Conclusão Conclusão Resposta aos quesitos Resposta aos quesitos

14 PERÍCIAS EM ÁREA CÍVEL INTERDIÇÃO: INTERDIÇÃO: 1. Doença física ou mental, recente ou crônica 1. Doença física ou mental, recente ou crônica 2. Solicitação da família - fim civil - fim previdenciário

15 INTERDIÇÃO PERÍCIA CIVIL: PERÍCIA CIVIL: 1. Avaliação Psiquiátrica 2. Hipótese Diagnóstica 3. Tradução entre o diagnóstico psiquiátrico e a linguagem jurídica 4. Avaliação do grau de incapacidade para os atos da vida civil: AbsolutaRelativa

16 CC de 1916 CC de 2002 Art. 5: São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil II. os loucos de todo o gênero Art. 3: São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil II. os que, por enfermidade ou deficiência mental não tiverem o necessário discernimento para a prática de seus atos III. os que, mesmo por causa transitória, nao puderem exprimir sua vontade

17 CC de 1916 CC de 2002 Art. 6: São incapazes, relativamente a certos atos, ou à maneira de os exercer II. os pródigos Art. 4: São incapazes, relativamente a certos atos, ou à maneira de os exercer II. Os ébrios habituais, os viciados em tóxicos, e os que, por deficiência mental, tenham o discernimento reduzido III. Os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo IV. os pródigos

18 INTERDIÇÃO ATOS DA VIDA CIVIL: administrar seus bens e gerenciar sua pessoa administrar seus bens e gerenciar sua pessoa efetuar testamento (validar e anular testamentos) efetuar testamento (validar e anular testamentos) fazer doações fazer doações exercer a guarda de filhos (ações de posse e guarda) exercer a guarda de filhos (ações de posse e guarda) visitar filhos visitar filhos contrair e manter matrimônio contrair e manter matrimônio comparecer frente a tribunal (testemunhar) comparecer frente a tribunal (testemunhar) receber citações judiciais receber citações judiciais exercer profissão, votar, ser votado, fazer parte de sociedade comercial, etc exercer profissão, votar, ser votado, fazer parte de sociedade comercial, etc

19 INTERDIÇÃO MODELO DE LAUDO LAUDO DO EXAME DE INSANIDADE MENTAL, REFERENTE AO SR..., REALIZADO PELO DOUTOR LEANDRO DE PAIVA, PSIQUIATRA FORENSE, DEVIDAMENTE NOMEADO PARA PROCEDER AO EXAME PERICIAL, POR DETERMINAÇÃO DO MM. JUIZ DE DIREITO DO OFÍCIO DA FAMÍLIA E DAS SUCESSÕES DA COMARCA DE PRESIDENTE PRUDENTE-SP, A FIM DE INSTRUIR O PROCESSO DE Nº... LAUDO DO EXAME DE INSANIDADE MENTAL, REFERENTE AO SR..., REALIZADO PELO DOUTOR LEANDRO DE PAIVA, PSIQUIATRA FORENSE, DEVIDAMENTE NOMEADO PARA PROCEDER AO EXAME PERICIAL, POR DETERMINAÇÃO DO MM. JUIZ DE DIREITO DO OFÍCIO DA FAMÍLIA E DAS SUCESSÕES DA COMARCA DE PRESIDENTE PRUDENTE-SP, A FIM DE INSTRUIR O PROCESSO DE Nº...

20 INTERDIÇÃO MODELO DE LAUDO IDENTIFICAÇÃO IDENTIFICAÇÃO HISTÓRICO LEGAL HISTÓRICO LEGAL ANTECEDENTES FAMILIARES ANTECEDENTES FAMILIARES ANTECEDENTES PESSOAIS ANTECEDENTES PESSOAIS ASPECTO FÍSICO ASPECTO FÍSICO EXAME PSÍQUICO EXAME PSÍQUICO HIPÓTESE DIAGNÓSTICA HIPÓTESE DIAGNÓSTICA SÍNTESE E CONCLUSÃO SÍNTESE E CONCLUSÃO RESPOSTAS AOS QUESITOS RESPOSTAS AOS QUESITOS

21 ÁREA CRIMINAL RESPONSABILIDADE PENAL: RESPONSABILIDADE PENAL: 1. Dever jurídico de responder pelo seu ato 2. Determinada pelo Juiz dependendo da capacidade de imputação IMPUTABILIDADE: IMPUTABILIDADE: 1. Capacidade de entender e de querer 2. Avaliada pelo Psiquiatra Forense

22 IMPUTABILIDADE 1. Imputabilidade plena => PENA 2. Semi-imputabilidade * 3. Inimputabilidade * * Medida de Segurança tratamento ambulatorial ou hospitalar * Redução da Pena

23 * MEDIDA DE SEGURANÇA Recidiva criminal em 100 internos do Manicômio Judiciário de Franco da Rocha: Com um delito 49% Esquizofrenia 43% RM 19% TP 17% Delitos = tentativas e homicídios Com mais de 1 delito 51% Esquizofrenia 55% TP 38% RM 16% Delitos = Furtos, roubos, homicídio e agressão MoscatelloR.Rev. Bras.Psiquiatr. v.23 n

24 PERÍCIAS EM ÁREA CRIMINAL INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL: INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL: 1. Ocorrência de um delito 1. Ocorrência de um delito 2. Dúvida em relação à sanidade mental 2. Dúvida em relação à sanidade mental 3. Instauração do incidente por determinação Judicial (arts. 149 a 151) 3. Instauração do incidente por determinação Judicial (arts. 149 a 151)

25 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL ARTIGO 26 DO CÓDIGO PENAL (caput): ARTIGO 26 DO CÓDIGO PENAL (caput): É isento de pena o agente que, por doença mental ou desenvolvimento mental incompleto ou retardado, era, ao tempo da ação ou omissão, inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento.

26 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL PARÁGRAFO ÚNICO DO ARTIGO 26: PARÁGRAFO ÚNICO DO ARTIGO 26: A pena pode ser reduzida de um a dois terços se o agente, em virtude de perturbação da saúde mental ou por desenvolvimento mental incompleto ou retardado, não era, ao tempo da ação ou omissão, inteiramente capaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar- se de acordo com esse entendimento.

27 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL CRITÉRIO BIOPSICOLÓGICO: CRITÉRIO BIOPSICOLÓGICO: 1. Presença ou não de transtorno mental 2. Avaliação do nexo ou relação de causalidade 3. Avaliação da capacidade de entendimento 4. Avaliação da capacidade de determinação

28 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL 1. PRESENÇA OU NÃO DE TRANSTORNO MENTAL CID 10 - TM CID 10 - TM CP – 4 CATEGORIAS DE TM: CP – 4 CATEGORIAS DE TM: 1. DOENÇA MENTAL (Psicoses, Demência) 2. PERTUBAÇÃO DA SAÚDE MENTAL (Neuroses, Transtorno de Personalidade) 3. DESENVOLVIMENTO MENTAL RETARDADO (Retardo mental) 4. DESENVOLVIMENTO MENTAL INCOMPLETO (portadores de deficiências visual e auditiva, silvícolas)

29 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL 2. AVALIAÇÃO DO NEXO OU RELAÇÃO DE CAUSALIDADE: 1. Necessária a existência do nexo causal entre o TM e o delito cometido 2. O delito deve ser um sintoma do TM Ex. Psicose e Demência – geralmente presente RM – variável RM – variável Perturbação da saúde mental – menos frequente Perturbação da saúde mental – menos frequente

30 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL 3. AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DE ENTENDIMENTO: Momento Intelectual: Nível Intelectual, cognição, conhecimento geral, jurídico, noção de certo e errado, de potencial de causar dano, culpa, capacidade de julgamento, etc

31 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL 4. AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DE DETERMINAÇÃO: Momento volitivo: Vontade, desejo, instinto, impulso, compulsão, intenção, meios de contenção, etc

32 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA - ÁLCOOL EMBRIAGUEZ: EMBRIAGUEZ: 1. Embriaguez voluntária ou culposa não exclui a imputabilidade penal (Art. 28): 2. Embriaguez pré-ordenada pode agravar a pena (Art. 61): 3. ACTO LIBERA IN CAUSA

33 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA - ÁLCOOL EMBRIAGUEZ (Artigo 28 do CP): EMBRIAGUEZ (Artigo 28 do CP): DUAS EXCEÇÕES: DUAS EXCEÇÕES: 1. Embriaguez completa por caso fortuito ou força maior + inteiramente incapaz 2. Embriaguez por caso fortuito ou força maior + parcialmente incapaz Caso fortuito – ingesta acidental Força maior – ingesta por coação

34 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA - ÁLCOOL DEPENDÊNCIA DE ÁLCOOL DEPENDÊNCIA DE ÁLCOOL NÃO ESTÁ PREVISTO NA LEI NÃO ESTÁ PREVISTO NA LEI POSSIBILIDADES: DEPENDÊNCIA FÍSICA + EMBRIAGUEZ = CONSIDERAR O COMO FORÇA MAIOR DEPENDÊNCIA FÍSICA/SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA = CONSIDERAR COMO DOENÇA MENTAL OU PERTURBAÇÃO DA SAÚDE MENTAL

35 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA – OUTRAS DROGAS Lei 6.368/76 Artigo 12 Artigo 16 Artigo 19 Lei /06* Artigo 33 Artigo 28 Artigos 45 e 46 *CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES DE ATENÇÃO E DE REINSERÇÃO SOCIAL DE USUÁRIOS OU DEPENDENTES DE DROGAS DE USUÁRIOS OU DEPENDENTES DE DROGAS

36 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA – OUTRAS DROGAS Art. 45. É isento de pena o agente que, em razão da dependência, ou sob o efeito, proveniente de caso fortuito ou força maior, de droga, era, ao tempo da ação ou da omissão, qualquer que tenha sido a infração penal praticada, inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. Art. 45. É isento de pena o agente que, em razão da dependência, ou sob o efeito, proveniente de caso fortuito ou força maior, de droga, era, ao tempo da ação ou da omissão, qualquer que tenha sido a infração penal praticada, inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. Parágrafo único. Quando absolver o agente, reconhecendo, por força pericial, que este apresentava, à época do fato previsto neste artigo, as condições referidas no caput deste artigo, poderá determinar o juiz, na sentença, o seu encaminhamento para tratamento médico adequado. Parágrafo único. Quando absolver o agente, reconhecendo, por força pericial, que este apresentava, à época do fato previsto neste artigo, as condições referidas no caput deste artigo, poderá determinar o juiz, na sentença, o seu encaminhamento para tratamento médico adequado.

37 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA – OUTRAS DROGAS Art. 46. As penas podem ser reduzidas de um terço a dois terços se, por força das circunstâncias previstas no art. 45 desta Lei, o agente não possuía, ao tempo da ação ou da omissão, a plena capacidade de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. Art. 46. As penas podem ser reduzidas de um terço a dois terços se, por força das circunstâncias previstas no art. 45 desta Lei, o agente não possuía, ao tempo da ação ou da omissão, a plena capacidade de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento.

38 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA – OUTRAS DROGAS SÍNDROME DE DEPENDÊNCIA: SÍNDROME DE DEPENDÊNCIA: Dificuldades: Critérios gerais da CID-10 são subjetivos Relatório do examinado (?) Mais certeza: Utilizar a distinção de dependência psíquica e física Tolerância (?) Abstinência fisiológica (física)

39 INCIDENTE DE DEPENDÊNCIA – OUTRAS DROGAS CRITÉRIO BIOPSICOLÓGICO: CRITÉRIO BIOPSICOLÓGICO: 1. Presença ou não de Dependência (física) 2. Nexo ou relação de causalidade se delito cometido para obtenção da droga - furtos, roubos, etc - homicídio (?) 3. Capacidade de entendimento – geralmente preservada 4. Capacidade de determinação – geralmente comprometida

40 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL MODELO DE LAUDO LAUDO DO EXAME DE INSANIDADE MENTAL (OU DEPENDÊNCIA) REFERENTE AO RÉU... REALIZADO PELOS DOUTORES LEANDRO DE PAIVA E ANTÔNIO CÉSAR PIRONI SCOMBATTI, PSIQUIATRAS FORENSES, DEVIDAMENTE NOMEADOS PARA PROCEDER AO EXAME PERICIAL, POR DETERMINAÇÃO DO MM. JUIZ DE DIREITO DA... ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE PRESIDENTE PRUDENTE-SP, A FIM DE INSTRUIR O PROCESSO DE Nº.... LAUDO DO EXAME DE INSANIDADE MENTAL (OU DEPENDÊNCIA) REFERENTE AO RÉU... REALIZADO PELOS DOUTORES LEANDRO DE PAIVA E ANTÔNIO CÉSAR PIRONI SCOMBATTI, PSIQUIATRAS FORENSES, DEVIDAMENTE NOMEADOS PARA PROCEDER AO EXAME PERICIAL, POR DETERMINAÇÃO DO MM. JUIZ DE DIREITO DA... ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE PRESIDENTE PRUDENTE-SP, A FIM DE INSTRUIR O PROCESSO DE Nº....

41 INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL MODELO DE LAUDO IDENTIFICAÇÃO DO EXAMINADO IDENTIFICAÇÃO DO EXAMINADO HISTÓRICO CRIMINAL HISTÓRICO CRIMINAL VERSÃO DO PERICIADO SOBRE O ATO PRATICADO VERSÃO DO PERICIADO SOBRE O ATO PRATICADO ANTECEDENTES FAMILIARES ANTECEDENTES FAMILIARES ANTECEDENTES PESSOAIS ANTECEDENTES PESSOAIS ASPECTO FÍSICO ASPECTO FÍSICO EXAME PSÍQUICO EXAME PSÍQUICO HIPÓTESE DIAGNÓSTICA HIPÓTESE DIAGNÓSTICA SÍNTESE E CONCLUSÃO SÍNTESE E CONCLUSÃO RESPOSTAS AOS QUESITOS RESPOSTAS AOS QUESITOS

42 VINHETAS FORENSES 1. Esquizofrênico doa uma fazenda 2. Rei romano furta palmitos em área protegida do Ibama 3. Filho mata o pai 4. Mulher mata seu filho após nascimento 5. Usuário de droga mata a avó para conseguir dinheiro 6. Estudante de Medicina atira dentro de um cinema em SP 7. Moto-boy mata mulheres em parque 8. Rabino furta gravatas


Carregar ppt "PSIQUIATRIA FORENSE INTRODUÇÃOÀPSIQUIATRIAFORENSE Leandro de Paiva Psiquiatria Clínica e Forense Especialista em Dependência Química Núcleo de estudos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google