A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS ABRIL /2006 Prof. Mauri C. Soares.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS ABRIL /2006 Prof. Mauri C. Soares."— Transcrição da apresentação:

1

2 1 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS ABRIL /2006 Prof. Mauri C. Soares

3 2 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Abordagem Humanística da Administração A Teoria Administrativa sofre uma Revolução conceitual: Administração Científica (ênfase na tarefa). Administração Clássica (ênfase estrutura organizacional). Administração Humanística (ênfase nas pessoas da organização).

4 3 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Características principais: Perde prioridade: a máquina, métodos de trabalho das organizações. Ganha prioridade: –a preocupação com o homem e seu grupo social: dos aspectos técnicos e formais para os aspectos psicológicos e sociológicos.

5 4 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO A abordagem Humanística: –Origem: através da Teoria das Relações Humanas (USA 1930). –Colaboração: desenvolvimento das Ciências Sociais (Psicologia do Trabalho).

6 5 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO A Psicologia do Trabalho (Psicologia Industrial) tinha a função de: 1.Análise do trabalho e a adaptação do trabalhador ao trabalho –Ênfase: nas características humanas que cada tarefa exigia do seu executante e a seleção científica dos empregados baseada nessas características. –Seleção pessoal, a orientação profissional, –Os métodos de aprendizagem e de trabalho, –A fisiologia do trabalho. –O estudo dos acidentes e de fadiga.

7 6 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 2.A adaptação do trabalho ao trabalhador: Ênfase: crescente atenção voltada para os aspectos individuais e sociais do trabalho sobre os aspectos produtivos. Temas predominantes nesta fase: –Estudo da personalidade do trabalhador e do chefe, –Da motivação e dos incentivos do trabalho, –Da liderança, –Das comunicações, –Das relações interpessoais e sociais dentro da organização.

8 7 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Segundo a Psicologia do Trabalho existe dois fatores importantes a serem considerados em qualquer atividade do trabalho: 1.Fator humano: (comportamento humano no trabalho, considerando como inseparáveis e complementares o aspecto produtivo e o aspecto pessoal). 2.Fator material: (matérias-primas, ferramentas, máquinas, processos físicos do trabalho).

9 8 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Taylorismo:Queda introdução de normas e métodos científicos geração de recusa na aceitação das normas, pelos operários. fenômeno de resistência à mudanças. Conseqüência: Queda na produção. –Grande depressão econômica (Quebra na Bolsa de NY) –Emerge: Escola das Relações Humanas (Caráter democrático)

10 9 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Teoria das Relações Humanas: –Origens: 1.A necessidade de humanizar e democratizar a administração. –Libertar-se dos conceitos rígidos e mecanicistas da T.Clássica. –Procura uma melhor adequação aos padrões de vida americano. 2.O desenvolvimento das chamadas ciências humanas –Psicologia e Sociologia. –Comprova a inadequação dos princípios da Teoria Clássica.

11 10 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Teoria das Relações Humanas: –Origens: 3.Colocação em prática através de Elton Mayo, das idéias filosóficas de John Dewey e da Psicologia Dinâmica de Kurt Lewin. 4.As conclusões da Experiência de Hawthorne –Desenvolvida entre 1927 – 1932 (Elton Mayo) onde colocou em xeque os postulados da Teoria Clássica da Administração.

12 11 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO

13 12 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO

14 13 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO

15 14 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Elton Mayo 1924 – Academia Nacional de Ciências dos USA. –Indústria Têxtil: –Objetivo: Verificar a correlação entre Produtividade e Iluminação no local de trabalho – Conselho Nacional de Pesquisas –Fábrica de Hawthorne da Western Electric Company – (Chicago) - fabricante de equipamentos e Componentes telefônicos. –Objetivo: avaliar a correlação entre iluminação e a eficiência dos operários, medida por meio da produção.

16 15 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Elton Mayo: Desenvolveu pesquisas em uma industria têxtil Onde era alta rotatividade de M.O (250% / ano) Tentou alguns incentivos: –Salariais, –Intervalos de descanso, –Delegou aos operários a decisão sobre os horários de produção –Contratação de uma enfermeira Resultados: –Surge o espírito de grupo, aumento de produção, diminui a rotatividade

17 16 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO –Experiência de Hawthorne Avaliações feitas durante o processo: –Fadiga, –Acidentes de trabalho, –Rotatividade de pessoal (turnover) –Condições de trabalho sobre a produtividade. A empresa já desenvolvia na época: –Política de valorização e o bem-estar dos funcionários, com salários e boas condições de trabalho.

18 17 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 1ª Fase – Experiência de Hawthorne Escolheram dois grupos de operários que faziam o mesmo trabalho e em condições idênticas. 1º grupo de observação trabalhava sob intensidade de luz variável 2º grupo de observação trabalhava sob intensidade de luz constante. Resultado: –os operários reagiam conforme a intensidade da luz, ou seja, julgavam-se na obrigação de produzir mais quando aumentava a intensidade da luz e comprovou-se que o fator psicológico se sobrepõe sobre o fator fisiológico: a eficiência dos operários é afetada por condições psicológicas.

19 18 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 2ª Fase – Experiência de Hawthorne Foi criado um grupo de observação (experimental): cinco moças que montavam relés, e uma sexta que fornecia as peças para abastecer o trabalho e contava com um supervisor. A sala de provas era separada do departamento (onde estava o grupo de controle) por uma divisão de madeira e o equipamentos eram idênticos aos utilizados no departamento e contava com um plano inclinado com um contador de peças que marcava a produção em fita perfurada e contava também com um supervisor. A produção foi o índice de comparação entre o grupo experimental (sujeito a mudanças nas condições de trabalho) e o grupo de controle (trabalho em condições constantes).

20 19 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 2ª Fase – Experiência de Hawthorne Objetivo principal: Índices de Produção Observações: –12 períodos diferentes de avaliação: Tempos de avaliações diferentes que variavam de minutos a semanas. Variação de horas de trabalho. Mudanças de local de trabalho Modificação de sistema de pagamentos. Intervalos de descanso no período da manhã/tarde e intercalados. Serviu-se lanche leve nos períodos de intervalo. Estabelecimento de semana de cinco dias, com sábado livre

21 20 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 2ª Fase – Experiência de Hawthorne Conclusões: 1.As funcionárias gostavam de trabalhar na sal de prova onde a supervisão era mais branda, oposto à supervisão de controle rígido. 2.O ambiente era amistoso e sem pressões, pois a conversa era permitida. 3.Não havia temor ao supervisor, pois este funcionava como orientador. 4.Ocorreu o desenvolvimento social do grupo experimental. As moças faziam amizades entre si e tornaram-se uma equipe, 5.O grupo desenvolveu objetivos comuns, com o aumento do rítmo de produção, embora fosse solicitado a trabalhar normalmente.

22 21 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 3ª Fase – Experiência de Hawthorne Objetivo: estudar as relações humanas do trabalho. Considerações: As moças consideravam humilhante a supervisão vigilante e constrangedora. Apesar da política pessoal aberta, a empresa não conhecia com profundidade as relações trabalhistas entre operárias e supervisão. Implanta-se o Programa de Entrevistas com os empregados para conhecer suas atitudes e sentimentos, ouvir suas opiniões quanto ao trabalho e tratamento que recebiam, bem como ouvindo sugestões e treinamento dos supervisores.

23 22 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 3ª Fase – Experiência de Hawthorne Conclusões: O Programa de entrevistas revelou a existência de uma organização informal, que manifesta-se por: 1.Identificar os níveis ideais de produção e não aqueles que são impostos. 2.O próprio grupo exclui aqueles que são sabotadores ou excedem os padrões de produção, 3.A existência de liderança informal de alguns operários que mantém o grupo unido e asseguram o respeito pelas regras de conduta. 4.Contentamento ou descontentamento com relação às atitudes dos superiores a respeito do comportamento dos operários.

24 23 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 4ª Fase – Experiência de Hawthorne Objetivo: analisar a organização informal do grupo Considerações: O sistema de pagamento era baseado na produção do grupo, havendo um salário-hora com base em fatores e um salário mínimo horário, para o caso de interrupções na produção. Constatou-se que os operários usavam de artimanhas – logo que os operários montavam o que julgavam ser a produção normal, reduziam seu ritmo de trabalho, e os operários passaram a apresentar uniformidade de sentimentos e solidariedade. Conclusão: Esta fase permite o estudo das relações informais dos funcionários com as formais da fábrica.

25 24 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO 5ª Fase – Experiência de Hawthorne Proporciona o delineamento dos Princípios Básicos das Escolas de Relações Humanas: 1.Nível de Produção Resultante da Integração Social 2.Comportamento Social dos Empregados 3.Recompensa e Sanções Sociais 4.Grupos informais 5.Relações Humanas 6.Importância do Conteúdo do Cargo 7.Ênfase nos Aspectos Emocionais

26 25 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO Bibliografia: –Chiavenato, Idalberto – Teoria Geral da Administração – volume 1 6ª edição – Rio de Janeiro: Campus, 1999 Capítulo 6 – Páginas 214 a 226


Carregar ppt "1 TEORIA DE ADMINISTRAÇÃO TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS ABRIL /2006 Prof. Mauri C. Soares."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google