A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MULTI-AULAS PIPAS - Empinando minhas idéias REGRAS... ERROS QUAISQUER NO TEXTO VALEM PONTOS. SOMENTE OS MONITORES PODEM BUSCAR MATERIAIS. NA FALTA DO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MULTI-AULAS PIPAS - Empinando minhas idéias REGRAS... ERROS QUAISQUER NO TEXTO VALEM PONTOS. SOMENTE OS MONITORES PODEM BUSCAR MATERIAIS. NA FALTA DO."— Transcrição da apresentação:

1

2 MULTI-AULAS PIPAS - Empinando minhas idéias

3 REGRAS... ERROS QUAISQUER NO TEXTO VALEM PONTOS. SOMENTE OS MONITORES PODEM BUSCAR MATERIAIS. NA FALTA DO MONITOR, ASUMIRÁ O ESCOLHIDO PELO GRUPO. INDISCIPLINA INDIVÍDUAL REFLETE NA PONTUAÇÃO DO GRUPO.

4 PREMIAÇÃO??? PASSAPORTE NO HOPI HARI PARA O GRUPO VENCEDOR DE CADA SALA. ALMOÇO EM RODÍZIO DE PIZZA PARA GRUPO VENCEDOR DE TODAS AS SALAS.

5 PARTICIPANTES Alunos das séries: 5ª C, D e E – E.F. E.E. PROF. B. TORRES

6 HISTÓRIA DA PIPA Este espaço é preenchido pelo professor de história com pedido de pesquisas aos alunos e após organizadas as pesquisas, os conhecimentos adquiridos são acrescentados ao projeto.

7 ORIGEM DA PIPA Os historiadores acreditam que tenha sido inventada entre 400 e 300 (aC) por Arquitas, um grego da cidade de Tarena. No entanto, os Chineses afirmam que um de seus generais Han Sin inventou em 206 (aC), para uso dos militares.

8 PIPAS E TECNOLOGIA 1749 o Escocês Alexander Wilson, usou vários termômetros presos as Pipas para medir a temperatura nas alturas. Benjamin Franklin em 1752, utilizando uma pipa forrada de pano, demonstrou em um dia de chuva, que nas nuvens existe eletricidade estática, com isso foi criado o pára-raios.

9 PIPAS E TECNOLOGIA O inglês Douglas Archibald em 1883, prendeu um anemômetro (Medidor de Vento) à linha de uma pipa mediu a velocidade do vento a 360m de altura. A aerofotografia com o auxílio de pipas é muito praticada desde o fim do século XIX. Guglielmo Marconi em 1901, usou uma pipa para erguer um antena e fez a primeira transmissão de rádio.

10 PIPAS E TECNOLOGIA No fim do século XIX e início do século XX, o homem estava decidido a construir um máquina que lhe permitisse voar, nessa época ele só tinha duas referências de vôo, que eram as aves e a pipa. Muitos tentaram imitar os pássaros com suas máquinas sem sucesso, outros tentavam usando pipas.

11 PIPAS E TECNOLOGIA Em 1906, depois de vários testes o Brasileiro Alberto Santos Dumont, fez o primeiro vôo, usando um conjunto de pipas-caixas, acionadas por suas próprias forças.

12 PIPAS E TECNOLOGIA Este avião recebeu o nome de "14 BIS".

13 PIPAS E TECNOLOGIA Nasa usa avião não tripulado para pesquisar raios. 250 anos depois da experiência de Franklin, tempestades são estudadas sem riscos

14 ORIGEM DO NOME PIPA NO BRASIL Pipa, nome dado ao "papagaio" de papel por ser semelhante ao recipiente pipa (vasilha de madeira usada para guardar vinhos). No início, usavam lâminas de barbear para cortar a linha dos adversários.

15 ORIGEM DO NOME PIPA NO BRASIL No final da década de quarenta, surgiram as pipas pião vindas do Nordeste, e o cerol. As antigas não resistiram ao cerol e a rapidez das pipas pião e foram extintas, dando lugar à atual cultura.

16 CEROL E SUAS VÍTIMAS Em pedestre já causam ferimentos, mais as maiores vítimas são motoqueiros.

17 CEROL E SUAS VÍTIMAS Cenas muito piores que estas acontecem todos os dias, principalmente nas férias

18 CEROL E SUAS VÍTIMAS Jorge Werner sendo atendido na emergência do Hospital após ter o pescoço cortado por uma linha com cerol. Jorge sobreviveu após uma cirurgia realizada às pressas, mas acidentes como este são comuns e a maioria das vítimas não resiste e acaba morrendo.

19 CEROL E SUAS VÍTIMAS Atualmente, estão substituindo o vidro que contém no cerol por pó de ferro, e os maiores problemas estão nas redes elétricas.

20 CEROL E SUAS VÍTIMAS A linha chicoteou no corpo deste pipeiro. O que é pior, é um adulto, em crianças os danos são piores.

21 BRINCANDO SEM MEDO Não solte pipas em dias de chuva, principalmente se houver relâmpagos. Evite brincar perto de antenas, fios telefônicos ou cabos elétricos. Procure locais abertos como praças e parques. Tente soltar pipa sem rabiola, como as arraias. Na maioria dos casos, a pipa prende no fio por causa da rabiola.

22 BRINCANDO SEM MEDO Não empine pipa em cima de lajes e telhados. Jamais utilize linha metálica, como fio de cobre de bobinas ou cerol (mistura de cola com caco de vidro). Também não faça pipas com papel laminado. O risco de choque elétrico é grande. Tome cuidado com ruas e lugares movimentados, principalmente quando andar para trás. Pode ter algum buraco ou pista.

23 BRINCANDO SEM MEDO Atenção especial com as motociclistas e ciclistas a linha pode ser perigosa para eles. Fique atento para que a linha não entre na frente deles. Se a pipa enroscar em fios, não tente tirá-la. É melhor fazer outra. Nunca use canos, vergalhões ou bambus. Ao correr atrás das pipas, muito cuidado com o trânsito.

24 NOMES NO BRASIL PAPAGAIO – EM TODO BRASIL RAIA – NORTE DO PARANÁ ATÉ CURITIBA PIPAS – SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO ARRAIA – NORDESTE PANDORGA – R. GDE DO SUL CAFIFA – NITEROI MARANHÃO – MINAS GERAIS

25 POR QUE AS PIPAS VOAM? Este fato é possível devido ao equilíbrio de força entre o vento(para cima) e a força oposta(para baixo), resultante entre peso e tração no fio. Desta forma temos:

26 QUANDO AS PIPAS NÃO VOAM? Se a pipa não sobe, se faz cabriolas, se dá cabeçadas é porque alguns defeitos podem estar provocando isso. Pode ser problemas na simetria ou no equilíbrio de todo o sistema veja alguns possíveis problemas nos slides a seguir :

27 QUANDO AS PIPAS NÃO VOAM? DEFEITO:A pipa efetua círculos grandes CAUSA:A rabiola não é apropriado SOLUÇÃO:Fazer uma rabiola mais leve e aumentar o seu comprimento. Fazer mais curto o estirante inferior. DEFEITO:A pipa inclina para um lado CAUSA:Está desequilibrada. SOLUÇÃO:Verificar se os estirantes laterais superiores são iguais. Reajustar um dos estirantes superiores mais curto ou mais longo.

28 QUANDO AS PIPAS NÃO VOAM DEFEITO:A pipa sobe dificuldade CAUSA:Provavelmente é pesada demais ou tem resistência excessiva devido ao ângulo quase perpendicular ao vento. SOLUÇÃO:Diminuir a rabiola e verificar se o estirante central não está muito curto ou esperar ter mais vento. DEFEITO:Vôo muito irregular CAUSA:Estirantes curtos SOLUÇÃO:Aumentar o comprimento dos estirantes e alongar um pouco a rabiola.

29 QUANDO AS PIPAS NÃO VOAM DEFEITO:A pipa dança da direita para esquerda CAUSA:Falta de estabilidade lateral SOLUÇÃO:Reajustar os estirantes, se possível, fazendo-os mais compridos. Verificar se os estirantes superiores são iguais. DEFEITO:A pipa cai de bico e responde aos comandos de forma desordenada CAUSA:Os estirantes são compridos e o ponto central está muito acima SOLUÇÃO:Fazer com que o ângulo da pipa em relação ao vento fique mais inclinado, encurtando todos os estirantes e o do meio um pouco mais. Aumentar o peso e longitude da rabiola. Revisar as proporções do aparelho.

30 QUANDO AS PIPAS NÃO VOAM DEFEITO: voa com ângulo demasiado plano CAUSA:Estirantes superiores curtos ou inferiores longos SOLUÇÃO:Alongar estirantes superiores e encurtar o central, de modo que a linha agüente a pipa mais em baixo (seria aumentar o ângulo de ataque). DEFEITO: faz buclês (círculos pequenos.) rapidamente CAUSA: Não está adaptada ao vento e lhe falta equilíbrio SOLUÇÃO: Aumente a curvatura da vareta oriental central. Se, maranhão ou peixinho, aumentar o ângulo (fechar). Sé, asa delta, verificar estirantes e alongar a rabiola.

31 PIPAS E SUAS FORMAS Os espaços a seguir, são muitos explorados pelos Professores de Artes, Matemática e Física.

32 PIPAS E SUAS FORMAS Leitura visual Formas Cores Geometria plana Geometria espacial Simetria Entre outros assuntos

33 PIPAS E SUAS FORMAS As leis de Newton e suas aplicações Conceito dinâmico de força Entre outros assuntos.

34 PIPA DO BATMAN GERAÇÃO I

35 CONSTRUÇÃO

36 ARMAÇÃO: COM AUXÍLIO DE UMA LINHA, AMARRE AS VARETA NAS POSIÇÕES X,Y,Z e W E FAÇA A TRAJETÓRIA A,B,C,D,E,F,G,H,I e A COMO INDICA A FIGURA AO LADO:

37 CONSTRUÇÃO Corte uma folha de papel de seda no formato de um quadrado com 31cm de lado. Passe cola na estrutura, colando-a centralizada no quadrado. Faça os recortes deixando 1cm dos lados. Vire e cole-os sobre a linha.

38 CONSTRUÇÃO Para melhor aerodinâmica da pipa, faça uma inclinação na vareta superior horizontal com o auxilio de uma linha, veja a figura abaixo:

39 CONSTRUÇÃO REGULAGEM DO ESTIRANTE Amarre a ponta de uma linha no ponto C. Com a outra ponta no ponto médio entre os pontos W e Z, estique a linha até chegar a um ponto que esteja a dois dedos de distância (3cm) da extremidade vertical e horizontal e dê um nó, fazendo o ângulo do estirante (30°). Como mostra a figura a seguir:

40 REGULAGEM DO ESTIRANTE

41 CONSTRUÇÃO Em um pedaço de linha com aproximadamente 2 m, faça laçadas e prenda tiras de papel de seda. Amarre no ponto médio da vareta inferior e pronto. É só soltar com responsabilidade.

42 QUESTIONÁRIO 1º- Podemos chamar as varetas de segmentos de reta? 2º- As varetas são 4, sendo duas na vertical e duas na horizontal. Estas posições, horizontal e vertical, formam que ângulo? Qual o nome da posição formada por este ângulo?

43 QUESTIONÁRIO 3º- As varetas horizontais, se seus comprimentos fossem infinitos, formariam ângulos? Qual o nome dado a estas varetas infinitas? Qual a posição entre elas? 4º- Na pipa temos vários segmentos, um deles começa no ponto A e termina no ponto E, em relação a este segmento, quais são paralelos? Quais são perpendiculares?

44 QUESTIONÁRIO 5º- A linha ao fazer o contorno em volta da pipa fecha uma região. Qual o nome dado ao papel feito pelo comprimento desta linha? Qual seu comprimento? 6º- Cortamos um papel de seda com 31cm de lado. Qual sua forma? Qual sua área?

45 QUESTIONÁRIO 7º- Após colarmos a armação sobre o papel de seda, foi retirado algumas partes. Qual o formato destas partes? Quanto de área foram retirados? 8º- Desprezando as dobras da colagem, qual a área da pipa?

46 QUESTIONÁRIO 9º- Dentro da pipa temos os pontos X,Y,Z e W, estes pontos formam uma figura. Que figura é esta? E a distância (caminho) de X até Z, está em qual posição em relação a figura? Qual esta distância? 10º- Os pontos X,Y e Z formam uma figura. Que forma tem esta figura? Qual sua área e perímetro?

47 QUESTIONÁRIO 11º- Ao construir o estirante foi comentado sobre ângulo, visualizando o estirante, responda: A- O que são ângulos? B- O estirante em funcionamento forma uma figura. Que figura é essa? C- Com régua e transferidor construa uma figura que represente o estirante.

48 QUESTIONÁRIO 12º- Qual a quantidade de erros encontrados em todo o texto? Descreva-os e faça a correção. 13º- Reescreva a questão de número cinco sem tirar-lhe o sentido. 14º- Exceto do seu grupo, qual a pipa mais bonita? 15º- Quais os pontos positivos e negativos de nossa aula?

49 PIPA DO BATMAN GERAÇÃO II

50 CONSTRUÇÃO

51

52 AMBIENTES INTELIGENTES É importante que nós professores não só reconhecemos a inteligência em nossos sistemas mente/corpo, mas também compreender que é possível criar ambientes inteligentes

53 CONSIDERAÇÕES FINAIS Hoje em dia, uma sociedade de e para inteligência pode ser consciente e humanamente planejada. Isto não é uma teoria; é uma realidade que transforma... De posse de mentes mais desenvolvidas, as pessoas serão capazes de encontrar dentro de si os elementos necessários para construir uma nova sociedade.


Carregar ppt "MULTI-AULAS PIPAS - Empinando minhas idéias REGRAS... ERROS QUAISQUER NO TEXTO VALEM PONTOS. SOMENTE OS MONITORES PODEM BUSCAR MATERIAIS. NA FALTA DO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google