A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Docência: que ofício é esse? Docentes e discentes: NÓS? Aparecida Neri de Souza Departamento de Ciências Sociais na Educação Faculdade de Educação UNICAMP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Docência: que ofício é esse? Docentes e discentes: NÓS? Aparecida Neri de Souza Departamento de Ciências Sociais na Educação Faculdade de Educação UNICAMP."— Transcrição da apresentação:

1 1 Docência: que ofício é esse? Docentes e discentes: NÓS? Aparecida Neri de Souza Departamento de Ciências Sociais na Educação Faculdade de Educação UNICAMP

2 2 Objetivos Mudanças em curso no mercado e nas condições de trabalho? Mudanças nos contornos do ofício? Quais representações sobre o ofício?

3 3 Mercado de trabalho Condições de trabalho Tempo de ensino e tempo de trabalho Estatuto profissional e estabilidade Acesso à profissão Salários Tarefas e atividades Formação profissional

4 4 PROFESSORES - Participação no total de Ocupados segundo sexo Brasil, 2004 Ocupados no Brasil % Professores % professores/ Ocupados Brasil Mulheres , ,13,7 homens , ,90,7 Total , ,02,0 Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria

5 5 PROFESSORES - Ocupados no ensino público e privado: Brasil Ensino Público%Ensino Privado% Educação Infantil , ,7 1a/4a. Séries ensino fundamental , ,9 5a./8a. Séries ensino fundamental , ,9 Ensino Médio , ,0 Ensino Profissional , ,0 Ensino Superior , ,9 Educação Física , ,6 Educação Especial7.1480, ,5 Coordenadores, supervisores e orientadores , ,4 Total ,0 Fonte: IBGE – PNAD Elaboração própria

6 6 PROFESSORES: participação por nível e modalidade de ensino - Brasil, 2004

7 7 PROFESSORES - posição na ocupação - Brasil, 2004 Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria Brasil%Professores% CLT ou Estatutário , ,8 Sem carteira , ,6 Conta própria , ,2 Empregador , ,2 Não remunerado , ,2 Trabalhador doméstico ,8 Auto consumo ,0 Total

8 8 Estatuto profissional e estabilidade na carreira Contratos: hora-aula jornada de trabalho posto de trabalho Estáveis Temporários ou provisórios Legislação trabalho (direito privado) CLT Funcionário Público: Estatuto

9 9 PROFESSORES: Participação dos Ocupados segundo faixa etária Brasil Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria Ocupados no Brasil % dos ocupados no Brasil Professores% professores/ ocupados 18 a 24 anos , ,5 25 a 39 anos , ,0 40 a 49 anos , ,9 50 a 59 anos , ,0 + de 60 anos , ,7 total , ,0

10 10 PROFESSORES - Participação dos Ocupados segundo renda, em Reais, por sexo Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria Obs. Deflacionado pelo INPC/CESIT (de outubro de 2004). Ocupados com rendimento positivo Renda mensal do trabalho principal Renda Média Brasil Mediana Brasil Renda Média Professores* Mediana professores* homem 803,40450, , ,00 mulher 557,46328, ,68840,00 total 705,08400, ,66900,00 * Rendimento Positivo

11 11 PROFESSORES – Renda mensal (mediana) do trabalho, distribuição dos Ocupados por nível ou modalidade de ensino Brasil Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria PúblicoPrivado Educação Infantil750,00500,00 1a./4a. Séries ensino fundamental700,00600,00 5a./8a. Séries ensino fundamental800,00900,00 Ensino Médio1.000,00 Ensino Profissional800,00890,00 Ensino Superior2.700, ,00 Educação Física700,00800,00 Educação Especial600,00568,00 Coordenadores, Supervisores e orientadores1.000, ,00 Total890, ,00

12 12 PROFESSORES - Participação dos Ocupados por rendimento em salários mínimos – Brasil Público%Privado% Até 1 Salário Mínimo , ,5 De 1,01 a 3 SM , ,8 De 3,01 a 5 SM , ,8 5,01 e , ,9 Total1.160,757100, ,0

13 13 Tempo de ensino Tempo de ensino: face à classe Tempo de trabalho: na escola e no domicílio Uma profissão de tempo integral que não pode ser capturada pela quantificação Tensão entre o ofício e atribuições e imposições domésticas Uma ocupação que forma um modo de vida: ocupa a maior parte do tempo, inclusive o ócio

14 14 PROFESSORES - distribuição dos ocupados, por jornada de trabalho semanal – Brasil Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria Total% até 44 horas-aula ,4 45 ou mais horas-aula ,6 Total ,0 Média (em horas-aula)31,5

15 15 PROFESSORES -distribuição dos Ocupados por nível ou modalidade de ensino e sexo - Brasil Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria SexoTotal MasculinoFeminino Educação Infantil2,697,4100,0 1a./4a. Séries Ensino Fundamental7,392,7100,0 5a./8a. Séries Ensino Fundamental13,286,8100,0 Ensino Médio30,369,7100,0 Ensino Profissional46,353,7100,0 Ensino Superior48,351,7100,0 Educação Física60,239,8100,0 Educação Especial19,081,0100,0 Coordenadores, supervisores e orientadores13,087,0100,0 Total21,878,2100,0

16 16 PROFESSORES -distribuição dos Ocupados, por associação sindical e contribuição previdenciária - Brasil Fonte: PNAD, IBGE Elaboração própria Associado a sindicato? Total% Sim ,6 Não ,4 Total ,0 Contribuinte da previdência Total% Sim ,9 Não132,6648,1 Total ,0

17 17 Acesso à profissão Atração para a profissão: Construção de carreiras no magistério Desemprego: reconversão de trajetórias Mobilidade social Acesso: Concursos públicos Após a formação inicial No decorrer da formação inicial (estágios)

18 18 Atividades e tarefas Políticas liberais: repercussões na composição e na gestão do trabalho Voluntariado Alargamento e flexibilização Atividades suplementares não remuneradas Participação maior das mulheres

19 19 Ofício e precarização Perda de prestígio Remuneração abaixo da qualificação Condições de vida Perda de direitos Desmoronamento na maneira de praticar a profissão, de definir e estruturar a vida a partir da profissão, dos valores e das maneiras de ser e fazer a docência Repercussão na construção das representações sobre ser e estar no ofício

20 20 Representações sobre o ofício Representações: noções de pertencimento, identidades Como se constroem as representações: O mundo vivido no trabalho (trajetória profissional) Formas como se aprende o trabalho de educar Referências culturais: pertencimento e referência a grupos Construções sociais: trajetórias pessoais, profissionais e de formação

21 21 Representações Trabalho complementar e transitório: combinação de vários empregos Trabalho de tempo integral (dedicação exclusiva): este é meu ofício Professores prestadores de serviços: oferecem seu serviço no mercado (escola pública ou privada) Professores funcionários públicos: agentes do Estado na educação (como direito) Cidadania: respeito e tolerância para com o outro (vínculo social) Escola: lugar de amor às crianças e adolescentes Cidadania: integração comum nacional (vinculo político) Escola: instituição pública, direito à educação escolar (e não presente). Alunos (e não criança ou adolescente)

22 22 Escola, professores, alunos: os nós? O professor como símbolo de igualdade (a escola é para todos) e de desigualdade (que se manifesta no trabalho): os NÒS? Comunidade? Contato entre a escola e o bairro? Relações professores e fracasso escolar: contradições entre ideais e condutas, práticas discriminatórias. Interdependência entre configurações familiares e escola. Relação alunos e escola: consumidores dos serviços escolares? Agentes desorientados? Sujeitos da experiência/socialização? Biografias individuais e sucesso escolar?

23 23 Professor: um trabalhador intelectual Localização na estrutura social: trabalhadores intelectuais no marco das relações sociais Ensino: trabalho intelectual, lugar privilegiado nas relações entre o trabalho e a dominação (participam ainda que involuntariamente da exclusão ao saber) Divisão do trabalho: nem sempre desqualificação, autonomia relativa Formação e alto grau de decisão: situados nas tentativas de manter, consolidar, desenvolver ou subverter as diferentes hegemonias históricas No centro dos conflitos entre pais, empresários, Estado Possibilidade de compreender a sociedade no seu conjunto, a escola e atuar criticamente (resistência)

24 24 Professor: profissão Obtém satisfação no exercício do trabalho: reconhecimento que se faz um trabalho de qualidade Resultados de trabalho, atitudes de alunos: valorização social, valorização subjetiva no exercício do ofício Uma ideologia desmobilizadora? Contra o movimento social de professores como trabalhadores?

25 25 Desafios Superação: Responsabilização do indivíduo Noção de adaptabilidade às situações diferenciadas Noção de polivalência Desconfiança dos grupos sociais em relação ao saber que se transmite na/pela escola Retomada da qualificação como relação social que se constrói na dupla dimensão da experiência e da escolarização Professor como trabalhador intelectual: Herdeiro de uma história e de uma cultura (mediador, critico e interprete) Elos entre os diferentes conhecimentos sobre o mundo e compreensão como foram criadas as interpretações sobre esse mundo A escola é um local de trabalho privilegiado para a criação e perpetuação da cultura.


Carregar ppt "1 Docência: que ofício é esse? Docentes e discentes: NÓS? Aparecida Neri de Souza Departamento de Ciências Sociais na Educação Faculdade de Educação UNICAMP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google